Conheça curiosidades da superprodução A História de Ester

Gabriela Durlo (Ester), Márcio Kieling (Ruben) e Ewerton de Castro (Mordecai) nas gravações da minissérie (Foto: Munir-Chatack / Rede Record)

A História de Ester, minissérie da Rede Record, recebeu tratamento interno de uma superprodução. E não é para menos. Cada capítulo da trama, que conta a história bíblica de uma jovem judia que se torna rainha da Pérsia e evita o massacre de seu povo, custou R$ 500 mil e contou com cenários importantes construídos em um estúdio de mil metros quadrados no RecNov, no Rio de Janeiro.

Escrita por Vivian de Oliveira e protagonizada por Gabriela Durlo e Marcos Pitombo, a trama foi gravada tanto no complexo da Record, localizado no Rio de Janeiro, quanto em Niterói, quando havia necessidade de locações externas. Aliás, o diretor da trama, João Camargo, até brinca dizendo que o calor inóspito do Rio de Janeiro foi semelhante à temperatura do país que hoje é conhecido como Irã.

O processo de caracterização e cenografia foi feito com cuidado para que a reprodução dos locais, das vestimentas, objetos e até o tom de pele dos personagens fosse a mais próxima da época. Para ajudar neste realismo, os atores participaram de grupos de debate sobre a história, estudo do texto bíblico, workshops para aprender a se comportar de acordo com seus papéis e também como usar armas da época, cavalgar, entre outros. Foi mais de um mês de preparação até que as primeiras cenas fossem rodadas.