R7 - Entretenimento

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

28 de Julho de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Entretenimento/Bichos/Notícias

Icone de Bichos Bichos

publicado em 24/10/2011 às 15h46:

Vai levar seu bichinho para viajar? Saiba como
funciona o transporte aéreo de animais no Brasil

A venda de passagens aéreas para cães triplicou no país nos últimos oito anos

Do R7, com Domingo Espetacular

Publicidade

A quantidade de bichinhos de estimação viajantes cresceu tanto que até uma companhia aérea exclusiva para eles foi criada.

Com direito a tapete vermelho, veterinário a bordo, tripulação especializada e um avião só para eles, nessa companhia aérea os animais não são tratados como carga, mas como passageiros.

Nos Estados Unidos, dois milhões de cães e gatos viajam de avião por ano, por isso o transporte de animais já virou um negócio milionário, que começa a ganhar espaço também no Brasil. Em 2010, aproximadamente 50 mil animais viajaram de avião no país.

Alguns animais podem viajar dentro da cabine com o dono, mas a maioria é despachado como carga junto com as malas.

Porém os bichinhos não são meras bagagens, o próprio governo federal já reconheceu isso. Em 2010 foi instituído o passaporte para animais de estimação, mas esse decreto ainda não está em vigor no Brasil.

Aqui é exigido alguns documentos antes do animal embarcar na aeronave, como um comprovante de vacinação, um atestado de saúde com menos de dez dias de emissão e o pagamento da taxa de embarque.

Param voos internacionais ainda é exigido um atestado de saúde emitido pelo ministério da agricultura e se o destino for a Europa ou o Japão o animal precisa ter um microchip.

Além disso, é necessário providenciar a caixinha de transporte. Para garantir o conforto do animal certifique-se que ele consiga dar um giro completo dentro da caixa e que tenha reservatórios de água e alimento suficientes para o animal consumir durante toda a viagem.

Transportar animais em aeronaves é, na maioria das vezes, um trabalho sem grandes problemas, a não ser que o cãozinho transportado seja da raça pug ou buldogue, eles tem o focinho achatado e o céu da boca é rebaixado, fazendo com que se sufoquem facilmente.

Especialmente o Brasil já vivenciou vários problemas com animais transportados por companhias aéreas. Desde fugas até morte de bichinhos. Para especialistas e donos de animais as empresas de aviação do Brasil precisam aprender a lidar melhor com o transporte destes seres vivos.


 
Veja Relacionados:  cães, gatos, avião
cães  gatos  avião 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping