Por que o Jerome é o clube mais legal de São Paulo

15111083 334803826878947 1869284022232469222 o 1024x679 Por que o Jerome é o clube mais legal de São Paulo
Levou seis meses, desde a inauguração, para o que Jerome decolasse e se tornasse o lugar do momento na noite paulistana. Casas noturnas, às vezes, são como aquele sapato que machuca o pé no começo, mas depois a gente não quer mais tirar.

Ponto para Cacá Ribeiro, empresário que tem um faro acima da média para identificar anseios do público de São Paulo e transformá-los em clubes bem sucedidos — ele é sócio, por exemplo, dos campeões de audiência Lions e Yacht.

caca ribeiro Por que o Jerome é o clube mais legal de São Paulo

Este é o Cacá, caso alguém ainda não tenha associado o nome à pessoa (Foto: Gabriel Quintão/Divulgação)

Não me considero uma pessoa especialmente descolada, porém observo atentamente os movimentos dos amigos que assim classifico. Reparei que, nos últimos tempos, o Jerome virou destino deles. Eu havia comparecido à inauguração, em outubro, e dado uma passada eventual, portanto achei que devia voltar.

Valeu a pena.

É o lugar mais legal da cidade no momento, e se você ainda não foi, pode aproveitar minha lista de razões abaixo para estrear na pistinha, cuja animação é inversamente proporcional ao tamanho.

Jerome clube casa noturna Caca Ribeiro Foto Divulgação2 Por que o Jerome é o clube mais legal de São Paulo

A pistinha: tipo "lá em casa". Adoro

1. Depois de uma longa fase de boates (adoro essa palavra) muito grandes, muita gente passou a fazer festas em casa. O Jerome é um desdobramento disso: um clube de tamanho menor, bolado como se fosse uma casa. Reproduz o clima de encontrinho doméstico. Ali "mora" um personagem imaginário — daí o nome —, presente na decoração.

2. O projeto é de Felipe Morozini, que por meio de objetos deu vida a um Jerome imaginado com Cacá. Nosso anfitrião de mentirinha é um cara que pega onda, fotografa, namora uma mulher incrível, mas também pode ter dado uns beijos num boy, e daí por diante.

Jerome clube casa noturna Caca Ribeiro Foto Divulgação Por que o Jerome é o clube mais legal de São Paulo

Se aparecer esse coração no seu Instagram, já sabe onde foi tirada a foto, ok?

3. É natural que a noite seja abarrotada de gente muito jovem, o que não acontece aqui. Pelo contrário, quem tem mais de 30 vai se sentir super à vontade. Claro, 9nhos e 9nhas são bem vindos também, mas já saibam que não são os reis do pedaço. Urru!

4. Música boa todos os dias — e olha que eu nem sou muito fã de eletrônica, pois adoro meus bons pops farofa. Conforme o dia, vai do house tradicional (às quartas) ao tech house experimental (sábados), passando pelas loucuras do DJ Zé Pedro, que assume às sextas sempre com convidados delícia. Hoje, por exemplo, tem a Sarah Oliveira.

5. Não falta animação. Mas não MESMO, gente. Além de muita dança, houve até gente que levou embora itens da decoração, como a jaqueta abaixo (a pessoa é procurada até hoje, aliás) e uma câmera fotográfica. Não se sabe se os meliantes em questão tinham tomado uns drinkinhos a mais. "Acho que foi a lua", diz Cacá.

Jerome clube casa noturna Caca Ribeiro Foto Divulgação jaqueta Por que o Jerome é o clube mais legal de São Paulo

Depois de três tentativas, alguém conseguiu dar a Elza na jaqueta (linda, por sinal) da decoração. Os donos estão procurando ainda, e ofereceram um VIP vitalício para quem achar o meliante

6. Não é um lugar a que a gente precise ir com um grupo gigante de amigos. Meio que você sabe que vai encontrar algum conhecido legal por lá, e é isso aí.

7. Os drinks custam entre 30 e 40 reais, e são muito deliciosos. Obviamente eu não anotei nome, tirei fotos e depois vi que não dava pra ler, pois sem foco — tanto eu quanto as imagens.

Bom, se vocês forem lá, depois me contem o que acharam.

A casa abre de quarta a sábado, e tem capacidade para cerca de 200 pessoas. Isso quer dizer: chegue cedo ou tenha paciência de esperar na fila, se for o caso. Os valores de entrada variam de 40 a 120 reais, conforme o dia e a programação. Para saber detalhadamente, corre na página do Jerome no Facebook.

Posts Relacionados

4 Comentários

"Por que o Jerome é o clube mais legal de São Paulo"

5 de May de 2017 às 13:14 - Postado por aleme

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Natalia Scabora
    - 09/05/2017 - 10:22

    Se a capacidade do clube é de 200 pessoas por que socam o dobro e meio disso lá dentro? Okay, temos de faturar & pagar impostos, aluguéis e afins mas, e o conceito original de ''clubinho entre amigos'', ''pistinha aconchegante'', ''lugarzinho do coração'' etc e tal fica aonde mesmo? Na intenção, obviamente... Se vendem como oásis dos descolados e wannabes mas, na verdade são apenas mais um clube lotado, só que bem ''pequenininho''.

    Responder
  • Nathan
    - 08/05/2017 - 13:11

    0 negócio é ir pra balada bater cabelo, pero...drinks caros, bi!

    Responder
  • Nelson
    - 07/05/2017 - 14:34

    Salgadinho, hem?

    Responder
  • Marcelona
    - 05/05/2017 - 16:50

    Yeeeeaaahhhh!!!

    Responder