“Babadook”: terror é coisa de criança

Dia desses, vi um dos filmes de terror mais legais dos últimos tempos: “The Babadook”, da australiana Jennifer Kent. O filme ainda não tem previsão de estreia no Bananão, mas está no Netflix gringo.

“The Babadook” não é lá muito inovador. O filme usa temas ligados ao imaginário infantil e tem como protagonistas uma mãe, Amelia (Essie Davis) e o filho de seis anos, Samuel (Noah Wiseman).

Amelia e Samuel são traumatizados por uma tragédia familiar. No caminho do hospital para o nascimento de Samuel, Amelia e o marido, Oskar (Benjamin Winspear) sofrem um acidente de carro, e Oskar morre na hora.

Samuel torna-se uma criança fechada em um mundo fantasioso. Adora magia e vê monstros por todos os lados. O mais assustador é The Babadook, uma criatura sombria e de cartola, que assombra os pesadelos do menino – e, depois, sua realidade, claro.

Mesmo reciclando fórmulas de outros filmes, “The Babadook” é tão bem feito e bem escrito que assusta demais. É um filme barato. O elenco não tem mais de uma dúzia de atores. Os efeitos especiais são simples, mas a forma como Jennifer Kent usa efeitos sonoros e música compensa a modéstia de recursos.

Top 5 – Filmes assustadores com crianças

Inspirado por “The Babadook”, fiz uma lista de meus filmes de terror prediletos envolvendo o imaginário infantil. Não coloquei obviedades como “O Exorcista”, “O Bebê de Rosemary” e “O Iluminado”, mas escolhi filmes menos conhecidos e que merecem ser vistos. Faça sua lista e compare. Em ordem cronológica, aqui vão os melhores filmes de “terror infantil” que já vi:

O Mensageiro do Diabo (Charles Laughton, 1955)


Um de meus filmes prediletos em qualquer gênero. Foi o único filme dirigido pelo ator Charles Laughton e é uma obra-prima do terror psicológico, usando uma estética inspirada no cinema Expressionista alemão dos anos 20. Robert Mitchum faz um pastor serial killer que descobre que duas crianças estão de posse de uma boneca com uma fortuna em dólares escondida. O dinheiro fora colocado ali por um ladrão de bancos. O pastor começa a perseguir as crianças pelas florestas da Virginia. O roteiro é do brilhante crítico James Agee e a fotografia, do genial Snatley Cortez, que fez só “Shock Corridor”, de Samuel Fuller, e “Soberba”, de Orson Welles.

A Aldeia dos Amaldiçoados (Wolf Rilla, 1960)


Uma produção americana e britânica dirigida por um alemão, é uma das joias do cinema anticomunista da Guerra Fria. Uma pequena cidade inglesa é atacada por uma força misteriosa que põe todos os habitantes para dormir. Quando acordam, percebem que todas as mulheres da cidadezinha estão grávidas. Meses depois, todas dão à luz no mesmo instante a crianças de cabelos platinados e olhos brilhantes. Foi refilmado em 1995 por John Carpenter, mas ainda prefiro o original.

Nasce um Monstro (It´s Alive, Larry Cohen, 1974)


Adoro esse lixão de Larry Cohen sobre um casal que concebe um bebê monstrengo que mata tudo que vê pela frente. Os Ramones adoravam esse filme e batizaram seu primeiro disco ao vivo de “It´s Alive”, em homenagem a ele.


A Profecia (Richard Donner, 1976)


Perdi a conta de quantas vezes assisti à saga de Damien, um órfão que é dado, na maternidade, a um casal que acabara de perder o filho. O pai, um poderoso diplomata americano interpretado por Gregory Peck, não conta à esposa (Lee Remick) sobre a troca. Logo o casal vai descobrir que o menininho é, literalmente, o diabo. Revi “A Profecia” há alguns meses e continua sendo um dos filmes mais assustadores já feitos. E a trilha de Jerry Goldsmith é fabulosa.


Deixe Ela Entrar (Tomas Alfredson, 2008)


Espetacular filme sueco sobre um menino tímido que faz amizade com uma amiguinha da escola. O que ele não sabe é que a menina é uma vampira. Um dos filmes mais bonitos e comoventes sobre a insegurança infantil e a solidão da infância.

116 Comentários

"“Babadook”: terror é coisa de criança"

23 de April de 2015 às 07:05 - Postado por André Barcinski

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • glauber michel
    - 24/08/2015 - 23:28

    na realidade e sem duvidas q o exorcista e sem duvidas o mais assustador de todos os tempos...primeiro pq nenhum outro filme merecia mais que o exorcista esse titulo e impressionante ve como apos 42 anos um filme ainda faz a gente parar pra pensar se tudo aquilo e realmente verdade...o filme encantou as plateias tudo aquilo era muito novo pra epoca e abriu uma variavel de um tema praticamente esquecido hoje em dia...o exorcista vendeu mais de 100 milhoes de tickets so nos eua representando cerca de $232m de delares se fosse a dolares atuais(ajustando a inflacao) seria $898m...aqui no brasil o exorcista e o filme de terror mais visto com mais de 8 milhoes de espectadores...a igreja ficou totalmente contra o filme pq segundo a igreja a celuloide do mal estava no filme mais na realidade o filme serviu mais q muitas pessoas a epoca adeeditassem mais em deus feito q nem a igreja devido seus envolvementos com escandalos e coisa e tal...na realidae esse filme levantou varios assuntos ba epoca e foi muito repercutido...finalizando esse filme teve 9 indicacoes ao oscar tendo 2 vitorias foi o unico do genero a ser indicado ao oscar de melhor filme...esse sem duvidas e o maior classico aterrorizante de todos os tempos...mais e obvio q tenho que dizer os meus 10 melhores filmes de terror mais recentes: 1/ babadook e invocacao do mal dividem minha primeira posicao 2/sobrenatural 3/atividade paranormal 4/abismo do medo 5/o segredo da cabana 6/annabelli 7/a possessao 8/o exterminio 9/a entidade10/o exorcismo de emilly rose

    Responder
  • Felipe
    - 03/05/2015 - 21:22

    Barcinski, quando vc postou sobre "Babadook", eu tinha acabado de ver o filme no Netflix gringo também. Tive a mesma impressão que vc, uma grata surpresa. Acabei de ver agora um filme irlandês chamado "The Canal", também no Netflix US. É um excelente filme de terror e realmente surpreende pela qualidade. Nos mesmos passos de Babadook, tem alguns temas parecidos, mas tb reutiliza alguns clichês a seu favor, tem boas atuações e trilha impecável. Vale muito a pena...

    Responder
  • Ibn Yusuf
    - 28/04/2015 - 18:18

    Saca só, André: http://www.laweekly.com/film/stop-laughing-at-old-movies-you-anding-hipsters-5523746

    Responder
  • Italo
    - 28/04/2015 - 17:12

    Ainda não vi os posts, quando normalmente há grandes dicas. Sugiro A Inocente Face do Terror (The Other) e Veneno para as Fadas (mesmo nome no original espanhol), de certa forma ingênuo, mas pertubador. Me amarro também em Labirinto do Fauno, que é mais uma fantasia, mas bastante sombria. Das suas dicas, gosto bastante de O Mensageiro... e A Aldeia... (o original). Deixa Ela entrar, vi a versão americana, quero a ver a original sueca.

    Responder
  • Jegue do Pantano
    - 28/04/2015 - 15:28

    A Profecia é, certamente, o filme mais assustador que eu já assisti na minha vida. Só de ler o titulo do filme me arrepiei todo, credincruiz. Acho que o efeito foi bem maior porque o vi na tv quando tinha ´por volta de 7, 8 anos. A trilogia é muito boa e lembro que tempos depois fizeram o 4 filme, em que uma menina entrava no lugar do moleque, mas que nao era tão assustador.

    Responder
  • Bárbara
    - 28/04/2015 - 02:34

    Eu colocaria Os Inocentes e Alice, Sweet Alice

    Responder
  • Rodrigo Goulart
    - 28/04/2015 - 00:06

    Barça, cheguei atrasado no post, mas recomendo mais a título de curiosidade do que pela qualidade um chamado "Come Out And Play", sobre um casal isolado em uma ilha infestada por crianças assassinas. Promissor não?hehe É recente, vi num festival do Rio há uns dois anos...

    Responder
  • Dhiancarlo Miranda
    - 27/04/2015 - 13:18

    Fazendo uma análise mais profunda das histórias de terror com crianças: isso também acontece de certa forma nas histórias infantis da literatura mundial. Eu acho "Alice no País das Maravilhas" sinistro se visualizarmos sob o ponto de vista de uma garotinha que passa por tudo aquilo no livro. Cito também elementos empregados pelos escritores em "O Mágico de Oz", "A Fantástica Fábrica de Chocolate", "Crônicas de Nárnia" e a grande parte dos contos de fadas (os originais ou mesmo os recontos dos Irmãos Grimm), tirando da cabeça as modificações feitas por Disney.

    Responder
  • Ariel
    - 27/04/2015 - 12:13

    Barça, assistiu o Jardim dos Esquecidos, de 1987? Lembro de ter achado bem legal. Fizeram até remake ano passado (que eu não vi).

    Responder
  • Tr00retto
    - 26/04/2015 - 22:13

    "O Monstro do Armário" é o melhor filme de terror que já vi

    Responder
1 2 3 4 5