CUIDADO COM O PIXIES, GAROTA!

pixes CUIDADO COM O PIXIES, GAROTA!

O último número da revista inglesa “Mojo” traz uma entrevista com Kim Shattuck, ex-baixista do Pixies, que é reveladora sobre a política interna, a inveja e as briguinhas que costumam rolar dentro de bandas.

Shattuck era conhecida no circuito indie como guitarrista e cantora de duas ótimas bandas, The Muffs e Pandora. Em janeiro de 2013, foi convidada pelo Pixies a substituir a baixista Kim Deal, que havia deixado o grupo em condições nada amistosas.

Shattuck era fã do Pixies e ficou exultante com a oportunidade. Mas o sonho durou pouco mais de dez meses. Logo, ela começou a perceber que Black Francis, o líder da banda, parecia não se sentir confortável com o fato de ela se chamar “Kim”, o que possivelmente estaria provocando memórias desconfortáveis em relação a Kim Deal.

Depois, a baixista passou a receber olhares tortos quando agitava muito no palco (e quem já viu The Muffs e Pandoras ao vivo sabe que a mulher é carismática demais e não fica parada). Veja The Muffs em ação:

 

 

A carreira de Kim Shattuck no Pixies começou a ruir mesmo depois de um show em Los Angeles, quando ela se jogou no público depois do bis. “Pulei no pit e comecei a abraçar e cumprimentar o público, foi doce e bonito. Quando terminei, percebi que a banda já tinha saído do palco. Me senti uma idiota. O agente da banda veio correndo e gritou comigo: ‘Não pule na plateia! O Pixies não faz isso!’ Percebi que havia ultrapassado o meu limite e pedi desculpas à banda”.

Mas não adiantou. Segundo Shattuck, o baterista Dave Lovering parou de falar com ela e começou a tratá-la mal. “Um dia, no fim da turnê, estávamos no avião e Dave estava um amor comigo. Achei que ele estava doidão. Aquilo foi um aviso pra mim: sabia que iriam me despedir”.

Depois do último show da turnê, na Inglaterra, ninguém falou com Shattuck. Dias depois, o agente ligou para ela e disse que a banda iria procurar outro baixista.

A argentina Paz Lenchantin, conhecida por trabalhos com A Perfect Circle e Zwan (banda de Billy Corgan), foi contratada. Lanchentin tocou inclusive no Brasil, quando o grupo se apresentou no Lollapalooza (o site do festival continua informando, erradamente, que foi Shattuck quem tocou no Brasil). Vamos ver quanto tempo dura a moça.

 

94 Comentários

"CUIDADO COM O PIXIES, GAROTA!"

3 de November de 2014 às 07:05 - Postado por fcdsantos

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Yz
    - 09/11/2014 - 17:51

    E por onde anda Kim Deal?

    Responder
  • Yz
    - 09/11/2014 - 17:47

    E por onde anda Kim Shattuck hoje?

    Responder
  • Thiago Peres
    - 08/11/2014 - 19:47

    Fala Barcinski. Eu estava vendo uns vídeos dos Righteous Brothers no YouTube e esbarrei com uma entrevista curta do Bill Medley falando sobre Elvis - principalmente da época em que ambos faziam shows em Vegas e ficaram amigos. Boas histórias, velho. Não dá pra colocar link aqui, então se interessar, o vídeo consta como `Elvis Presley as remembered by Bill Medley`. Falou!

    Responder
  • Celso Madruga (o Celso Ferreira da banda Alma da Noite)
    - 07/11/2014 - 13:39

    Oi Andre! Legal o texto! A Kim Shattuck eh linda mas, se eu e meu namorado Danilo Belfort fossemos heterossexuais, nos casariamos com a Paz Lenchantin, cujo unico pecado hoje eh estar mais magrinha do que de costume. Tem um video dela, da epoca do Zwan, em que ela, de shortinho vermelho, finge estar tendo um orgasmo, enquanto acompanha as viradas do baterista Jimmy Charmbelin em "Mary Star of the Sea". Sensual demais. Mas a verdade eh que foi nos tempos do A Perfect Circle que ela estava PERFEITA! LINDA DEMAIS! Pena que ela nao de bola para desconhecidos no Facebook. abracos

    Responder
  • Marco
    - 06/11/2014 - 02:32

    Pixies eh foda, mas ja era, e isso antes da recente saida da Kim Deal. A banda nao faz nada relevante ha mais de 20 anos. Normal. Essas noticias sao engracadas. Interessam, de fato, mas falam de uma banda que nao existe mais, apesar de tocar melhor do que muita coisa por ai. Comparar seus shows bonitinhos (ate unplugged!) de hoje com o que eles faziam em 1987-88, eh desolador.

    Responder
  • Geneuronios
    - 04/11/2014 - 16:17

    O melhor disco do Pixies é o "Doolitle".Nenhum antes ou depois chega perto. É como o segundo e INDISPENSÁVEL LP de Jorge Mauter gravado em 1974. Nunca fizeram nada parecido.

    Responder
  • Otávio Dieguez
    - 04/11/2014 - 15:24

    Já li algumas vezes que eles alternam ótimas apresentações com shows burocráticos. Realmente, não são carismáticos no palco, mas dizer que tocam mal ao vivo é, no mínimo, questionável. Muita banda toca poucas músicas, de cara feia e sem nenhum tesão, quando dão de cara com uma plateia reduzida. Em Montevidéu, quando fecharam a noite em um festival neste ano, deram uma tremenda demonstração de profissionalismo e respeito à meia dúzia de "gatos pingados" que permaneceu para vê-los. Sempre sorridentes (todos), apresentaram algumas das novas canções e grandes clássicos que nem sempre constam. Duração similar aos shows de 2004 e SWU (não estive no Lolapalooza). O único problema foi o microfone da Paz, que estava baixo.

    Responder
  • Otávio Dieguez
    - 04/11/2014 - 13:15

    A "insistência" em contar com uma mulher vem desde a formação da banda, porque Black Francis queria uma voz feminina acompanhando a sua. PS: Charles Thompson III utilizou o nome artístico Frank Black após a dissolução dos Pixies em 1993, mas reassumiu (em definitivo, segundo ele) o nome Black Francis ainda na carreira solo.

    Responder
  • Jefferson Pedrosa
    - 04/11/2014 - 01:38

    Ela é muito Mudhoney para o Pixes

    Responder
  • victor
    - 03/11/2014 - 22:45

    Barcinski, sei que ainda está chateado com a vitória de Dilma, mas o Diogo Mainardi reconheceu o erro e pediu desculpas pelo vacilo com os nordestinos ("[...] "Sei que o termo bovino ofendeu muita gente, peço mais uma vez desculpas, mas gostaria de esclarecer que ha décadas e décadas..."). Seria legal se você fizesse algo parecido, já que em seu texto você declarou não achar preconceituoso e ofensivo as palavras do colunista.

    Responder
1 2 3 4 5