Melhores Discos do Pop-Rock Brasileiro dos Anos 80

A pedidos, aqui vai um Top 10 dos melhores discos de pop-rock lançados no Brasil na década de 80. Meus discos prediletos, em ordem cronológica, são:

Rita Lee – Rita Lee (1980)

Se o disco de 1979, também chamado “Rita Lee”, trouxera os hits “Chega Mais”, “Doce Vampiro” e “Mania de Você”, foi o LP de 1980, com “Lança-Perfume”, “Baila Comigo” e “Caso Sério” que sacramentou Rita como nossa maior heroína pop. O produtor Guto Graça Mello há anos tentava afastar Rita da imagem de “rocker”, e conseguiu.

Ritchie – Vôo de Coração (1983)

O disco vendeu mais que Roberto Carlos e que “Thriller”, de Michael Jackson, e este sucesso todo fez muita gente torcer o nariz para Ritchie e esquecer que o LP era uma jóia tecnopop, totalmente sintonizado com a cena de Duran Duran e Human League. É precisos dar crédito a Lauro Salazar, um tecladista brasileiro que vivia na Alemanha e tinha trabalhado com Falco e Alphaville e que gravou todos os teclados de “Vôo de Coração”.

Eduardo Dusek – Cantando no Banheiro (1983)

Junto com Leo Jaime e João Penca e os Miquinhos Amestrados, Eduardo Dusek criou um estilo de rock carioca, juntando rockabilly, doo-wop, ritmos brasileiros e um humor sacana e debochado. Os shows de Dusek e João Penca eram divertidíssimos, assim como seus primeiros discos. Este, com “Rock da Cachorra”, “Cantando no Banheiro” e “Barrados no Baile”, é meu favorito.

Ratos de Porão – Crucificados pelo Sistema (1984)

Disco de estreia do Ratos e o primeiro LP de hardcore de uma banda latino-americana. São 16 faixas que duram menos de 19 minutos, incluindo clássicos do repertório da banda, como “Morrer”, “Agressão/Repressão”, “FMI” e minha favorita, “Que Vergonha!”.

Garotos Podres – Mais Podres do que Nunca (1985)

O disco que me ensinou que era possível fazer punk rock em português. Mesmo com algumas bobajadas antissemitas, era impossível não adorar os Garotos Podres quando cantavam “Vou Fazer Cocô” e “Papai Noel, Filho da Puta”.

Legião Urbana – Legião Urbana (1985)

Tudo bem, o disco inteiro é chupado de The Cure, Joy Division e New Order, mas pelo menos as referências são ótimas, assim como as letras de Renato Russo. O primeiro disco da Legião é puro pós-punk. E acredite: parecia completamente inovador em 1985 – e continua muito bom.

Ultraje a Rigor – Nós Vamos Invadir Sua Praia (1985)

Da primeira (“Nós Vamos Invadir Sua Praia”) à décima-primeira faixa (“Independente Futebol Clube”), o LP de estreia do Ultraje só tem hits radiofônicos, incluindo “Rebelde Sem Causa”, “Mim Quer Tocar”, “Marylou”, “Ciúme” e, claro, o hino “Inútil”. Fui ao show de lançamento do disco, no Canecão, e foi apoteótico.

Camisa de Vênus – Viva (1986)

Entre as bandas mais populares do rock brasileiro dos anos 80, ninguém fazia um show tão bom quanto o do Camisa. Os baianos faziam o espetáculo mais sujo, radical e tô-pouco-me-fodendo do rock brasileiro. Esse disco, gravado ao vivo em Santos, em março de 1986, é prova disso.

Patife Band – Corredor Polonês (1987)

O melhor disco do pós-punk brazuca, cortesia de Paulo Barnabé, irmão de Arrigo. Até então, a Vanguarda Paulistana tinha feito discos mais interessantes do que, propriamente, bons. “Corredor Polonês” foi o balanço perfeito de experimentalismo sonoro e acessibilidade. Que não tenha sido um sucesso só prova a pobreza de nosso público e de nossas rádios.

Ira! – Psicoacústica (1988)

Claro, gostei muito dos dois primeiros LPs do Ira! – “Mudança de Comportamento” (1985) e “Vivendo e Não Aprendendo” (1986) - mas meu predileto sempre foi “Psicoacústica”, o mais eclético e experimental da banda, quando Nasi e Edgard abraçaram o pós-punk e ampliaram os horizontes musicais do Ira!. E será que existiu, no rock nacional, uma música melhor que “Pegue Essa Arma”? Difícil.

P.S.: Estarei fora até o início da noite e impossibilitado de moderar comentários. Se o seu comentário demorar a ser publicado, peço desculpas e um pouco de paciência.

145 Comentários

"Melhores Discos do Pop-Rock Brasileiro dos Anos 80"

9 de April de 2015 às 07:05 - Postado por André Barcinski

* preenchimento obrigatório



Digite o texto da imagem ao lado: *

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Comentários
  • Marcelo Montoza
    - 09/04/2015 - 19:34

    Barça, tem também aquela história de que os Titãs e a Patife Band gravavam no mesmo estúdio na Vila Mariana, e os Titãs chupinharam o som da Patife em algumas músicas do Cabeça Dinossauro. Neste link tem alguma coisa sobre isso: http://marcelomontenegro.blog.uol.com.br/arch2009-08-02_2009-08-08.html

    Responder
  • Luis Vieira
    - 09/04/2015 - 19:28

    Acabei de ler o livro "Dias de luta" do seu colega de R7 o Ricardo Alexandre. Muito legal, faz uma profunda analise do Pop-Rock dos anos 80, origens, auge, declínio e consequências. Além de também ter uma longa, e interessante lista, dos discos mais importantes da época. Leitura recomendada! Abraços.

    Responder
  • Rodrigo Galdino
    - 09/04/2015 - 19:13

    O pessoal pedindo Titãs na lista do Barça acho que nunca ouviram o Garagem haha.Patife Band é uma banda fantástica passaram praticamente desapercebidos,uma pena.Talvez se tivessem feito esse mesmo som fora do país tivessem outra sorte.

    Responder
  • Max Demian
    - 09/04/2015 - 19:00

    Cara, como esqueci do Fellini - Washington acha engraçado o teu inglês? please, come back - Umas das coisas mais legais e despretensiosas surgidas na época. Tem uma história que os caras da Bizz elegeram um álbum do Fellini o melhor do ano, e alguns integrantes do Titãs foram na redação tirar perguntas por terem ficados em segundo.

    Responder
  • Max Demian
    - 09/04/2015 - 18:54

    Não se vc conhece a banda The Comsat Angels, mais influenciou muito o primeiro álbum do LU. É só dá uma escuta na música Independence Day para ouvir que a LU chupou a bateria para Soldado e grunhindo da guitarra para "Ainda é cedo". Sentir falta do "Cadê AS Armas ?" da Mercenárias que tem uma música chamada polícia que para mim é mais foda do que a do Titãs. Agora, acho que faltou coragem de sua parte para botar o primeiro da Blitz na lista.

    Responder
  • Rodrigo
    - 09/04/2015 - 18:46

    E aí Barça blz? Me perdoe o off-topic total (e talvez vc já até tenha respondido), mas o que achou dessa -- merecida, a meu ver -- esculachada do Ed Motta no cronicamente mal educado público brasileiro? Abraço!!

    Responder
  • Alex
    - 09/04/2015 - 18:42

    Eu era um pre-adolescente nesta época. Lembro-me de bandas como Ultraje, RPM, Blitz e etc. Mas, agente queria era paulera. Molecada ainda nao conhecia os Ratos e companhia. Pelo menos nas letras agente se reconheceu nas musicas da Plebe Rude. O "Cabeça" dos Titas tambem representou uma ruptura para os padroes da epoca

    Responder
  • Adriano Oliveira
    - 09/04/2015 - 18:31

    Na minha lista vão esses que você cita de Legião Urbana, Ultraje a Rigor, Ritchie, Rita Lee e Camisa. Daí incluo Metrô (Olhar), Blitz (Radioatividade), Kiko Zambianchi (Choque),. Titãs (Cabeça Dinossauro) e Guilherme Arantes (Despertar). Mas por que você incluiu Ratos e Garotos Podres que estão mais pro rock do que o pop que a gente é acostumado a escutar dos anos 80.

    Responder
  • Fabio
    - 09/04/2015 - 18:29

    Excelente a lista Barça, vai aí o meu top 10, sem ordem de preferência. 1) ratos de porão - descanse em paz, 2) picassos falsos - supercarioca, 3) Akira S, 4) Fellini - Amor louco, 5) Vzyadoq moe - o apice, 6) mercenárias - trashland, 7) - Black Future 8) Patife band - corredor polones, 9) De falla - its fucking boring.., 10) Itamar assumpçao - sampa midnight Na trave: Ira - psicoacustica, skowa e a mafia - la familgia, paralamas - selvagem, mulheres negras - musica e ciencia, Sexo explicito - combustivel para o fogo, harry - fairy tales, voluntários da patria, smack ao vivo no mosh.

    Responder
  • Velho
    - 09/04/2015 - 18:13

    Se você dissesse que se trata de uma lista dos discos anos 80 que você mais gosta, minha revolta não seria tão grande. Mas afirmar que são de fato os melhores do pop-rock brasileiro me deixa extremamente chocado. De toda essa lista só posso concordar com o nome de Rita Lee, o resto são discos medíocres. Mas gostando ou não, nenhum critico poderia deixar de fora discos que foram fenômenos de sucesso, como Radio Pirata ao vivo, do RPM, que foi um estouro, só comparado a beatles. Você que viveu a época sabe que é verdade. E muito menos poderia ficar de fora, "As 4 estações" do legião urbana, que além de ter sido um enorme sucesso é um disco muito bom. Lamento e mais uma vez tenho a convicção de que sou melhor crítico que você.

    Responder
1 2 3 4 5 6 7 8