A Casa Elétrica estréia em Gramado

"A Casa Elétrica" estréia em Gramado

O longa-metragem "A Casa Elétrica" de Gustavo Fogaça estreou ontem no Palácio dos Festivais em Gramado dentro da "Mostra Especial Cinema Gaúcho". O cinema estava cheio e a platéia atenta acompanhou entusiasmada o filme que no final recebeu calorosos aplausos. "A Casa Elétrica" conseguiu cativar o público emocionando e divertindo a todos que estavam ali assistindo essa fantástica história dos "Irmãos Leonetti" - pioneiros na gravação de discos e na fabricação de gramofones. A cena inicial acontece no Café Tortoni em Buenos Aires onde velhos amigos argentinos discutem sobre qual teria sido o primeiro tango gravado, no meio da discussão, um brasileiro, interpretado pelo próprio diretor do filme Gustavo Fogaça, revela que a primeira gravação de um "tango argentino" aconteceu no Brasil, em Porto Alegre e começa a contar a história da Casa Elétrica. Gustavo Fogaça conseguiu reunir em seu primeiro longa-metragem um conteúdo de alto valor histórico e cultural a uma dramaturgia de excelência apresentados de forma brilhante usando todos os recursos de linguagem e ferramentas que o cinema oferece. Logo nos primeiros planos a fotografia de Alexandre Berra chama a atenção pela qualidade sinalizando que vamos assistir a um filme bem realizado. A história de “A Casa Elétrica” se passa no início do sec. XX necessitando portanto, de uma ambientação de época, a riqueza dos detalhes e o bom gosto das escolhas faz da direção de arte um dos pontos altos. O diretor de arte Eduardo Antunes mais uma vez nos brinda com seu talento e criatividade singulares reafirmando sua posição de destaque no cinema gaúcho. A montagem do renomado editor italiano Luca Alverdi é feita com maestria e dá o ritmo que vai num crescente prendendo a atenção do publico e valorizando o final. O desenho de som impecável de André Sittoni e a trilha sonora inspirada de Sergio Rojas e Gustavo Fogaça completam essa composição audiovisual conferindo ao filme “A Casa Elétrica” o status de um “filme de arte” no sentido mais profundo da palavra ARTE. Além do apuro técnico a direção de Gustavo Fogaça proporcionou aos atores a liberdade e as condições necessárias para a composição dos personagens na medida certa. Sempre respeitando o tempo dramático dos atores Fogaça conseguiu extrair do elenco momentos de humor e de emoção que permeiam todo o filme envolvendo o espectador. Carmela Paglioli que interpreta a ousada "Ana Beatriz Guimarães" é um dos destaques do elenco sua composição carismática aliada ao vigor cênico e emocional imprimem na personagem uma personalidade forte, essencial para a trama. Nicola Siri no papel do visionário "Savério Leonetti" esta simplesmente perfeito! O papel caiu como uma luva para o nosso querido Nicola que deu um show de interpretação do inicio ao fim e foi um colega de trabalho muito generoso auxiliando a mim e ao ator argentino Juan Arena nos longos diálogos falados em italiano. Sempre disponível e atencioso ele nos ajudava corrigindo qualquer falha na pronúncia. O talentoso ator argentino Juan Arena alcançou um brilho natural interpretando o caçula "Aquiles Leonetti" sempre muito a vontade em cena, deu ao personagem a irreverência necessária para provocar com veracidade os conflitos na família Leonetti. O ator gaúcho Rafael Pimenta no papel do sanfoneiro "Cavaleiro Moysé" é o responsável por alguns dos momentos mais divertidos do filme. Sua composição faz da ingenuidade do personagem o contra-ponto ideal para as cenas com os passionais "Irmãos Leonetti". Quanto a minha participação como "Carlo Leonetti" não cabe a mim avaliar, apenas gostaria de dizer que fiquei muito feliz com o que vi ontem na tela e registrar minha eterna gratidão ao diretor Gustavo Fogaça e ao produtor Beto Rodrigues e a produtora Tatiana Sager da Panda Filmes pela oportunidade e o prazer de ter participado dessa produção extremamente bem cuidada que resultou nesse filme tão especial que é "A Casa Elétrica".

andre di mauro carmela paglioli rafaelpimenta juan arena A Casa Elétrica estréia em Gramado

André Di Mauro, Carmela Paglioli, Rafael Pimenta e Juan Arena.

liege muller paola A Casa Elétrica estréia em Gramado

Liége Müller e Paola Salerno Troian.

Juan Arena Gustavo fogaça Guffo André Di Mauro Rafael Pimenta A Casa Elétrica estréia em Gramado

Juan Arena, Gustavo Fogaça, André Di Mauro e Rafael Pimenta.

casaeletrica equipe elenco A Casa Elétrica estréia em Gramado

Equipe e elenco de "A Casa Elétrica" no palco do "Palácio dos Festivais" momentos antes da exibição do filme.

cartaz filme a casa eletrica A Casa Elétrica estréia em Gramado

Cartaz do filme "A Casa Elétrica"

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com