russos Na Rússia não há gays

"Os russos estão chegando" kiakiakiá

O ridículo de regimes ou instituições conservadoras é que por mais que tentem não conseguem conservar nada.

Mais cedo ou mais tarde sua repressão cai, suas máscaras caem, seu poder se dissolve, e não conseguem parar o Mundo.

Mais cedo ou mais tarde o inconsciente vem à tona, explode em revolução, em evolução, em sua marcha natural e na mudança de paradigmas.

Foi assim na repressão de Roma aos cristãos; depois na proibição da comédia pela Igreja Católica (houve até um rei português no século 16 que proibiu a representação das comédias nos teatros); a repressão aos servos e burgueses na França industrial; a proibição do voto feminino; o divórcio; o aborto; e por aí vai... uma multidão de tentativas de reprimir o novo, o que emerge rompendo antigos paradigmas.

Assim acontece na Rússia de hoje. A Justiça de lá acaba de proibir as passeatas gays pelos próximos 100 anos. Isso mesmo: 100 anos.

Ou seja, só a partir de 2112 será possível pleitear licença para os gays de lá saírem às ruas em passeata.

Vejam: não é para saírem em passeata, é para terem o direito de pleitear a licença.

O ridículo desta situação é que ninguém sabe o que teremos daqui a cem anos: talvez nem exista mais a Humanidade, e, se existir, pode ser que homens estejam dando à luz; ou pode ser que a reprodução da espécie esteja se dando sem contato físico e nem sequer parceiro.

Ou mesmo que esteja tudo como hoje, tenho certeza de que mais uma vez o fantasma de Oscar Wilde estará gargalhando da caretice destas instituições.

Não se trata sequer de uma proibição apoiada em conceitos religiosos, ou culturais.

É pura e simples homofobia.

Entendo o que a Justiça russa deseja com isto: afirmar que na Rússia não há homossexuais. E, se há, não podem sair às ruas. kiakiakiá

Ridículo!

http://r7.com/ta1a