Vittorio de Sicca, Para Quem Gosta de Cinema

sophia Vittorio de Sicca, Para Quem Gosta de Cinema

Sophia Loren com Vittorio de Sicca

 

O cinesta italiano Vittorio de Sicca nasceu em Sora na Itália em 07/07/1901, e é o precursos do neorelismo no cinema . Fase muito iportante para a cinematografia mundial.

Seus atores preferidos e amigos foram Marcelo Mastroianni e Sophia LOren.

Como realizador fez mais de 40 filmes, como ator mais de cem.

Em 42 anos de carreira recebeu três prêmios Oscar de melhor filme estrangeiro: em 1946 por Vítimas da Tormenta, em 1948 por Ladrões de Bicicletas, e em 1971 por O Jardim dos Finzi-Contini.

Já como diretor, além dos filmes com os quais ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro, Vittorio De Sica também se destacou pela direção de Umberto D., em 1951; Boccaccio 70, de 1962; Ontem, Hoje e Amanhã, de 1963; Matrimônio à Italiana, de 1964; e Os Girassóis da Rússia, de 1970.

O Neorrealismo italiano foi um movimento cultural surgido na Itália ao final da segunda guerra mundial, cujas maiores expressões ocorreram no cinema.

Seus maiores expoentes foram Roberto Rosselini, Vittorio De Sica e Luchino Visconti, todos fortemente influenciados pelos filmes da escola do realismo poético francês.

O cinema neorrealista italiano caracterizou-se pelo uso de elementos da realidade numa peça de ficção, aproximando-se até certo ponto, em algumas cenas, das características do filme documentário.

Ao contrário do cinema tradicional de ficção, o neo-realismo buscou representar a realidade social e econômica de uma época.

Por surgir no pós II Guerra era um contraponto à arte fascista italiana que vigorara de 1922 a 1945.

De Sicca faleceu na data de hoje, em 1974.

Augusto dos Anjos o Poeta do Hediondo

augusto Augusto dos Anjos o Poeta do Hediondo

Não se pode deixar de registrar hoje o Centenário de morte do poeta brasileiro Augusto dos Anjos.

Sem sombra de dúvidas um dos gênios da língua e da literatura brasileira.

É conhecido como um dos poetas mais críticos do seu tempo.

Paraibano, nasceu em 1884 e faleceu de pneumonia em 12 de novembro de 1914, em Leopoldina, Minas Gerais, aos trinta anos de idade.

Deixou quase uma centena, senão mais, de poesias fantásticas.

Seria o poeta da meancolia, da depressão, do pessimismo humano.

Uma obra plena de humanismo, profunda filosofia.

Um de seus poemas mais conhecidos transcrevo abaixo:

É conhecido como um dos poetas mais críticos do seu tempo

Um de seus poemas mais conhecidos transcrevo abaixo:
VERSOS ÍNTIMOS

Vês?! Ninguém assistiu ao formidável
Enterro de tua última quimera.
Somente a Ingratidão - esta pantera -
Foi tua companheira inseparável!

Acostuma-te a lama que te espera!
O Homem que, nesta terra miserável,
Mora entre feras, sente inevitável
Necessidade de também ser fera

Toma um fósforo, acende teu cigarro!
O beijo, amigo, é a véspera do escarro.
A mão que afaga é a mesma que apedreja.

Se a alguém causa ainda pena a tua chaga
Apedreja essa mão vil que te afaga.
Escarra nessa boca de que beija!

 

Você Já Leu Augsto dos Anjos?

  • Sim
  • Não
  • Nunca ouvi falar dele

A Revolta da Vacina no Rio em 1904.

 

 

revolta da vacina size 620 A Revolta da Vacina no Rio em 1904.

Bonde tombado por manifestantes em 1904

 

Hoje tomamos a s mais variadas vacinas e ainda reclamamos se algumas delas não existem ou estão ainda em fase experimental.

O vírus Ebola ameaça a Humanidade e já estamos testando vacinas e a população aguarda ansiosa por ela.

Mas nem sempre foi assim.

Há exatos 110 anos, em 11 de novembro de 1904 a população do Rio de Janeiro iniciou a Revolta da Vacina, como ficou conhecida.

O fato é que o Rio estava com uma epidemia de varíola e era necessário vacinar a população.

Foi decretada pelo Governo uma campanha de vacinação obrigatória contra a varíola, comandada pelo ilustre médico sanitarista Dr. Oswaldo Cruz.

Vale dizer que a vacina contra a varíola havia sido descoberta nos EEUU em 1796, mas a grande maioria da população do Rio era formada sobretudo por pobres ignorantes e não conhecia o funcionamento de uma vacina e seus efeitos positivos. Logo, não queriam ser vacinados.

Muitas pessoas se negavam a receber a visita dos agentes públicos que deviam aplicar a vacina, reagindo, muitas vezes, com violência.

Prédios públicos e lojas foram atacados e depredados;

Trilhos foram retirados e bondes (principal sistema de transporte da época) foram virados.

O Governo Federal suspendeu temporariamente a vacinação e decretou Estado de Sítio na Cidade.

A revolta foi imensa. Centenas de pessoas presas, e loucura maior, depois de presas deportadas para o Acre. Nunca mais se ouviu falar delas.

Durante a revolta cocorreram 30 mortes e 100 feridos.

Seis dias depois de inicada a revolta estava sob controle e a campanha de vacinação continuou, erradicando a epidemia de varíola do Rio de Janeiro.

Desde 1980 a varíola foi considerada pela ONU extinta da face da Terra .

cruz3a A Revolta da Vacina no Rio em 1904.

A charge da época ilustra a revolta da população contra Oswaldo Cruz que aparece com uma seringa nas mãos.

 

 

Por Que Não Fazem Carregadores e Chips em Modelo Universal?

 

 

chips Por Que Não Fazem Carregadores e Chips em Modelo  Universal?

Uma parafernália de chips e carregadores

 

Começo por dizer que não entendo de tecnologia de smartphones, tablets, etc..

Mas também não entendo porque cada um deles tem tomadas, cabos e carregadores diferentes umns dos outros.

Até mesmo quando são do mesmo fabricante.

Por exemplo: meu carregador e chip do IPHone 4 não serve pra nada no IPhone 5, e este por sua vez nem pensa em se acoplar ao IPhone 6.

Tenho um Samsung que é completamente diferente nas entradas e saidas, nos carregadores e fios dos IPhones. Não se falam. Não se bicam.

Isso nos leva a ter uma loucura de carregadores e fios, e tomadas , no carro e em casa por prevenção.

Os camelôs já vendem nas esquinas fios de mil e uma utilidades, em cada ponta um tipo para acoplar de acordo com o aparelho que se quer carregar no carro.

Hoje perdi o carregador do meu IPHOne 5, onde está o chip minha linha telefonica usual. É sábado, estou numa cidade pequena que não tem loja especializada e portanto só posso ter outro carregador na semana que vem , quando tiver tempo de ir a uma loja.

Até lá fico sem a linha teklefonica e olhando os outros modelos de IPhones e Smartphones que tenho em casa e que não servem pra nada em ajuda: não se coadunam em chips ou carregadores.

 

Há Mais de Cem Anos os Paulistas Pagam Pedágio

CHÁ Há Mais de Cem Anos os Paulistas Pagam Pedágio

Viaduto do Chá - Arquivo da tag Conde Prates

 

Não moro em São Paulo, mas vejo sempre nas redes sociais e na imprensa discussões e protestos sobre pedágios cobrados em São Paulo, quer nas rodoovias, quer nas vias públicas urbanas.

Mas a cobrança de pedáguio em São Paulo é coisa de mais de um século.

Em 1892 foi inaugurado o Viaduto do Chá, bna Capital.

Antes da construção do viaduto, para se ir da hoje Rua Líbero Badaró para o lado em que está o Teatro Municipal era preciso descer a encosta, atravessar a Ponte do Lorena sobre o Anhangabaú e subir a Ladeira do Paredão, hoje Rua Xavier de Toledo.

Na Líbero Badaró havia a chácara e a casa da Baronesa de Tatuí, que se opunha à construção do viaduto.

Onde se localiza o Teatro Municipal era a serraria do alemão Gustavo Sydow e logo depois havia a chácara do Barão de Itapetininga, delineada pelas ruas Formosa, 24 de maio e D. José de Barros.

Foi o primeiro viaduto construído na cidade. Os trabalhos só começaram em 1888, mas foram interrompidos um mês depois, por causa da resistência dos moradores da região, entre eles o Barão de Tatuí, cuja casa seria uma das desapropriadas.

Até o dia em que a população favorável à obra armou-se de picaretas e atacou uma das paredes do sobrado onde vivia, forçando-o a se mudar.

o nome Viaduto do Chá veio do fato do Barão de Tatuí cultivar chá naquelas terras.

O Viaduto ficou pronto em 06 de novembro de 1892, e para atravessá-lo tinha-se que pagar pedágio.

Foram 4 anos de protestos diários da populaç~~ao, até o fim da co brança do pedágio, que ocorreu em 1896.

Você Já Tomou Suco de Alpiste?

 

alpiste Você Já Tomou Suco de Alpiste?

Uma delicia. Experimente você porque eu já tou legal de alpiste.

 

Pois é amigos, eu já tomei suco de alpiste, por um mês.

Já tentei de tudo entre as receitas caseiras contra o diabetes.

A mais recente foi jusrtamente esta: suco de alpiste em jejum pela manhã.

Aconteceu quando me desiludi de suco de casca de beringela com maracujá torrado.

A receita me foi passada por uma amiga a que dou muito crédito.

Vai-se á loja pet e compra-se meio quilo de alpiste, disfarçando para que o vendedor não perceba seu apetite:

- É pro meu coleirinho!

E aí , todo dia em jejum, um punhado de alpiste com água batido no liquidificador.

O gosto talvez seja semelhante a uma vitamina de isopor.

Aliás a última coisa que me falta experimentar contra o diabetes talvez seja mesmo uma vitamina de isopor.

Toda as manhãs , disciplinado, antes de qualquer alimento, bebia conformado aquele líquido cinzento num ritual absurdo.

Ao final de um mês o resultado sobre o diabetes foi nenhum.

Não curei o diabetes e nem sequer passei a trinar como um canário.

Triste Memória: As Prisões n”O Pasquim”

 

leila diniz 05 Triste Memória: As Prisões nO Pasquim

Leila Diniz: a essência de liberdade desta mulher levou todos para a cadeia em 1970

Ainda não conheço regime melhor que a Democracia, nem a monarquia absolutista , nem as ditaduras do proletariado.

As urnas, com os votos das cidadania dentro delas é que expressam a nossa sociedade e o nosso povo.

E a elas deve-se o respeito absoluto, pois é o respeito que se deve ao povo brasileiro, seja ele branco ou negro, sulista ou nordestino.

Hoje, alguns com o olho mau, pedem a volta da Ditadura. Desfilam pelas ruas de São Paulo com faixas de "Intervenção Militar Já".

Não viveram ou não se recordam dos tristes anos de chumbo.

Perdas lamentáveis e inesquecíveis para todos os setores da vida nacional, pois "Pau que dá em Chico também dá em Francisco".

Tempo para se esquecer e não voltar nunca mais.

ESte post de hoje relembra que há 34 anos, o Ditador-Presidente Gedneral Emílio Garrastazu Médici mandou prender todos os integrantes do semanário de humor "O Pasquim" por causa de uma entrevista com a atriz Leila Diniz.

O humor em épocas de ditaduras é das armas mais ameaçadoras.

E lá se foram para a cadeia a nata dos criadores do humor brasileiro: Ziraldo, Jaguar, Tarso de Castro, Sérgio Cabral e tantos outros.

O jornal ficou sendo editado por Millor Fernandes que escapara de ser preso. Leila também escapou, para fugir da prisão teve a ajuda do apresentador de tv Flávio Cavalcanti.

O Ditador esperava que com a prisões o jornal fosse perdendo público, mas foi pior, ou melhor.

Outros democratas o sustentaram: com colaborações de Chico Buarque, Antônio Callado, Rubem Fonseca, Odete Lara, Gláuber Rocha e diversos intelectuais cariocas.

Este foi apenas um dos tristes episódios perpetrados contra a liberdade de Imprensa pela Ditadura que hoje alguns pedem de volta.

Basta este episódio para que eu diga; "Ditadura Nunca Mais!"

Entre o Sabiá de Gonçalves Dias e o De Chico Buarque 150 Anos de Brasil

 

chico21 Entre o Sabiá de Gonçalves Dias e o De Chico Buarque 150 Anos de Brasil

Gonçalves Dias e Chico, ambos cantaram o sabiá. Um em 1843; o outro, no Festival da Record em 1968, mais de um século depois.

 

"Minha terra tem palmeiras,

Onde canta o Sabiá;

As aves que aqui gorjeiam,

Não gorjeiam como lá....

...Não permita Deus que eu morra,

Sem que eu volte para lá."

Quem desconhece estes versos acima? Fazem parte do poema "Canção do Exílio" do poeta maranhense Gonçalves Dias.

Na data de hoje , há exatos 150 anos, Gonçalves Dias, voltando da Europa onde havia ido dois anos antes para tratamento de saúde, sem resultados positivos voltava para morrer em terras brasileiras, e quis o destino que morresse no mar.

O navio em que voltava naufragou perto da costa brasileira, todos se salvaram, menos Gonçalves que foi esquecido, agonizando em seu leito, e se afogou.

Inusitada morte para um tão grande poeta. Um homem que recebeu o título de Poeta Nacional.

A "Canção do Exílio" ele escrevera justamente - não porque estivesse exilado - mas quando esteve por 4 anos fora do Brasil, a trabalho.Fora à Europa, como funcionário do Governo Imperial para estudar métodos novos para a educação no Brasil.

Este verso de sua autoria "...onde Canta o Sabiá.", inspirou Gastão Tojeiro a escrever a peça teatral do mesmo nome em 1921, e a Chico Buarque e Tom Jobim durante a Ditadura Civil MIlitar a compor "Sabiá".

A canção da dupla venceu o Festival da Record em 1968, e virou hino dos brasileiros exilados naquele momento político do Brasil.

Gonçalves Dias era mestiço, filho de um português com uma negra, e teve uma grande decepção amorosa. Apaixonado por Dona Ana Amélia Ferreira Vale , teve o pedido de casamento negado pela família dela por puro racismo.

Casou-se com outra mulher, Dona Olímpia da Costa.

Faleceu aos 41 anos de idade. Há 150 anos.

 

Você Conhece Este Poema de Gonçalves Dias?

  • Sim
  • Não
  • Mais ou menos

Consegue Manter Seu Equilíbrio Emocional?

nean1 Consegue Manter Seu Equilíbrio Emocional?

Medos e ameaças que trazemos ainda do tempo das cavernas

 

É impressionante a capacidade que algumas pessoas tem de nos tirar do sério, ou como eu digo, que nos tirar do nosso eixo.

E não são aquelas que nos agridem verbalmente, ou que nos aborrecem. Estas são ações c laras e podemos administrar seus efeitos.

Falo das que nos assustam.

Crianças, adolesentes e idosos fazem muito isso. Tudo está calmo em casa, você tranquilo, paz interior. E de repente um grito, um choro, uma gritaria, um pedido desesperado de socorro...

Mobilizado, você entra na guarda que traz consigo desde os tempos das cavernas e prepara-se para o pior.

Nada. Não é , na maioria das vezes, nada. Apenas um grito pelo grito, um choro pelo choro, um pequeno arranhão, ou necessidade de chamar sua atenção.

O resultado? Uma gigantesca descarga de adrenalina, pressão arterial alta, pulsações cardíacas aceleradas, glicose com súbito aumento...e mais o aborrecimento de descobrir que mais uma vez você foi tirado do seu eixo, da sua posição confortável de segurança, e jogado nas piores lembranças límbicas da nossa espécie.

A diferença entre nós e os psicopatas, os esquizofrênicos, é que passado o tempo do terror primata voltamos ao nossso eixo e a vida segue tranquila novamente.

Desejo a todos que me leem um domingo tranquilo e sem sobressaltos.

 

Você se Assusta Com Facilidade?

  • Sim
  • Não
  • Nunca Pensei Sobre Isso

A Tragédia de Shakespeare e A Intriga Nas Bancas

 

iago A Tragédia de Shakespeare e A Intriga Nas Bancas

Iago (Frank Finlay) intriga Othelo (Sir Laurence Olivikerf) . Filme de 1965.

 

 

Abordemos hoje a obra de Shakespeare "Othelo, O Mouro de Veneza" escrita há 410 anos.

Othelo, o mouro, é apaixonado por Desdêmona. Mas Othelo é profundamente emocional e por consequência, ciumento.

Iago, que deveria ser seu grande amigo, arma tamanha rede de intrigas e entre elas a de que a sua  amada Desdemona o está traindo.

Falsa informação, que tem por base a manipulação da verdade.

E num jogo pleno de falsidades e hipocrisia leva Othelo à tragédia, jogando-o contra amigos leais, e acabando por  assassinar a amada, asfixiando-a.

Ao publicar a capa da semana passada com o título "Eles sabiam de Tudo" anunciando que o doleiro Youssef havia denunciado Dilma e Lula a  revista  da Marginal agiu como Iago.

Com que objetivos não ouso afirmar, mas que foi pura intriga shakespeareana, isso foi. Claro que sem o talento do bardo, e que em poucos anos- ou meses -  ninguém se lembrará desta "obra" vista, ou melhor: revista.

A intriga é coisa antiga. Na maioria das vezes feitas sem bases verdadeiras, apenas em boatos ou falsas premissas.

Foi o que fez Iago.

A Presidenta, ora reeleita,  prometeu que não ficaria pedra sobre pedra nesta questão da falsa veiculação, já que o próprio advogado do doleiro desmentiu o tal "depoimento" dele.

Mas até agora , nada

Vai ficar barato? Vai ficar mesmno na tradição da tragédia , onde todos são impotentes diante dos fatos do Destino, ou vamos ter um desfecho dramático onde as personagens atuam sobre a realidade?

Pelo tempo da trama acho que a cortina já se fechou, e sem aplausos para todos que atuaram. Ou não?

 

Você Acredita em Tudo Que Lê nas Revistas Semanais?

  • Sim
  • Não
  • Nunca Pensei Sobre Isso

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com