A Grande Verdade É Que Hoje É o Dia da Mentira

 

pinoquio A Grande Verdade É Que Hoje É o Dia da Mentira

O nariz de Pinóquio crescia a cada mentira que contava

Alô, alô!!

Alô todos os 171 do Brasil; todos os espertalhões; todos os políticos demagogos e populistas; todos os "doutores especialistas" inventados a cada dia; burocratas que dão entrevistas diárias à mídia: hoje é o Dia da Mentira!

Oficialmente hoje  vale tudo como sendo verdade.

O que essa turma acima nomeada vem fazendo com muito esforço a cada dia do ano, durante séculos , hoje pode ser feito como verdade absoluta, porque hoje é 1º de Abril!

Hoje mais que qualquer outro dia podem mentir à vontade.

Aliás até a data do "Gloirioso Golpe  Civil Militar" deflagrado em 31 de março de 64 ficou para a História como o Golpe de 1º de Abril, porque veio prometendo Liberdade e Democracia e acabou sendo a maior mentira das décadas seguintes.

Atenção: hoje fica decretado como "verdade" que não há inflação nos alimentos. Que a mesma feira que minha mulher fazia ano passado com R$ 100,00 é mentira que ela hoje gaste R$ 250,00.

Também é verdade que não falta medicamentos nas Farmácias dos Postos de saúde. Que é metira de quem diz que tem que  ir lá duas ou mais vezes pra encontrar o remédio.

Hoje podemos acreditar na Situação e na Oposição de que só querem o nosso bem e que estão  precouupadíssimos com a vida de cada cidadão.

Como é verdade absoluta, hoje, que nossos impostos, sobretudo o IPVA,  são muito bem empregados e retornam sem desvios para bolsos espúrios.

E muitas e muitas mais "verdades" para serem ditas hoje impunemente.

Porque hoje é o Dia da Mentira.

Acredite, se quiser.

Ditadura? Brasil Nunca Mais!

nunca Ditadura? Brasil Nunca Mais!

 

Eu tinha dezesseis anos. Naquele dia 31 de março de 1964 a chuva caía fina no Rio de Janeiro. Eu não acreditava no que lia nas manchetes dos jornais. O Exército de Minas marchava para o Rio. Greve Geral.Não havia como locomover-se a não ser a pé.

Começava ali a mais sombria noite das Liberdades e da Democracia brasileiras.

O terror implantado era tão grande que mesmo quando viajávamos com teatro pela Europa ou pela América Latina não falávamos de política com medo de sermos gravados e posteriormente perseguidos pelos serviços de inteligência da Ditadura brasileira.

Lembro-me de um entrevista que dei à Rádio Nacional da França, em Paris, e que o jornalista me perguntou:

- Há liberdade no Brasil?

Saia justa. Como denunciar sem ser preso ao voltar?

- Desculpe, não tenho autorização para falar sobre Liberdade.

Foi a irônica saída que encontrei para denunciar a falta de Liberdade.

Foram 21 anos de cerceamento da cidadania. Minha juventude não põde expressar-se livremente.

Vinte e um anos  de perseguições, torturas, sequestros, assassinatos, mentiras, ambiguidades, paranóia.

Entre todos os males que a Ditadura Civil Militar trouxe   sob o pretexto de salvar a Liberdade, a Família e o País  está a juventude que nos foi roubada.

O jovem de hoje pode tatuar-se; pode ler o que desejar; pode acessar a Internet, o Youtube;pode criar sem medos; pode falar o que quiser; manifestar-se... pois graças à luta de milhares de patriotas pode hoje viver em paz e livremente a sua juventude.

Não será castrado nos seus direitos à formação e à informação.

A nós foi negado o acesso a livros; foram criminalizados os costumes mais primários como a largura da bainha das calças ou altura das saias; filmes; músicas; reuniões; anseios; manifestações. Uma Nação onde até simples músicas do folclore nacional eram proibidas.

Desconfiávamos de tudo e de todos. Vizinhos, colegas de eescola...qualquer um podia ser um agente espião pronto a lhe entregar á tortura talvez apenas por ter você reclamado do preço do pãozinho numa padaria.

Isto durante 21 anos.

Sómente aos 37 anos, já adulto e caminhando para a maturidade pude recuperar meus direitos de jovem.

O mal que os golpistas trouxeram ás gerações de jovens de então, e a todo o País,  é indesculpável.

Precisei perdoar os que me roubaram a espontaneidade da minha juventude, perdoar os que torturaram e assassinaram  jovens de 20 anos e às vezes até menos, muitos deles  amigos meus, jovens idealistas e patriotas.

Precisei perdoá-los, mas não posso desculpá-los...Algum dia, diante da História (já está acontecendo),  da Justiça dos Homens  ou da justiça de Deus eles pagarão por esse crime.

Somente estúpidos podem elogiar o Golpe de 64 e propor a volta de uma Ditadura, ou coisa semelhante como "Intervenção Militar". Não concilio com esse tipo de gente.

Ditadura? Brasil Nunca Mais!!!

vlado Ditadura? Brasil Nunca Mais!

Jornalista Vladimir Herzog torturado e assassinado. Símbolo da luta pela Liberdade e pela Democracia.

Gênios da Pintura Nasceram na Mesma Data

 

van01 Gênios da Pintura Nasceram na Mesma Data

Van Gogh - Auto retrato

 

O que tem em comum os pintores Goya e Van Gogh?

Além do ofício criativo em comum os dois nasceram no mesmo dia. Goya em 30 de março de 1746 e Van Gogh em 1853.

A data de hoje nos brindou com dois gênios da pintura mundial.

Um, espanhol - Goya - outro, holandês - Van Gogh .

Em 1821, a Inquisição abriu um processo contra Goya por considerar obscenas as suas "Majas", mas o pintor conseguiu livrar-se, sendo-lhe restituída a função de "Primeiro Pintor da Câmara".

Ele pintara duas "Majas" uma desnuda e outra vestida.

 

maja2 Gênios da Pintura Nasceram na Mesma Data

As "Majas"

Já Van Gogh teve a vida marcada por fracassos. Ele falhou em todos os aspectos importantes para o seu mundo, em sua época.

Foi incapaz de constituir família, custear a própria subsistência ou até mesmo manter contatos sociais.

Em vida jamais conseguira vender uma de suas telas sequer.

Aos 37 anos, sucumbiu a uma doença mental, cometendo suicídio.

A sua fama póstuma cresceu especialmente após a exibição das suas telas em Paris, a 17 de Março de 1901.

Uma de suas obras "O Café da Noite" foi avaliado recentemente em 130 milhões de dólares.

De toda a forma os dois gênios tiveram uma vida angustiante o que lhes trouxe, mesmo em épocas e estilos diversos,  as marcas desta angústia em suas pinturas.

goya01 Gênios da Pintura Nasceram na Mesma Data

A angústia na tela de Goya

 

van5 Gênios da Pintura Nasceram na Mesma Data

A mesma angústia na tela de Van Gogh

Parabéns Salvador, Cidade da Bahia, nos Seus 465 Anos

pomba1 Parabéns Salvador, Cidade da Bahia, nos Seus 465 Anos

 

Tenho a honra de ser Cidadão Soteropolitano. Ou seja: cidadão de Salvador.

Esta cidade que hoje festeja seu aniversário.

Fundada em 29 de março de 1549, completa hoje 465 anos.

Poucas pessoas sabem mas seu símbolo é a pomba.

A pomba branca carregando o ramo foi idealizada pelo fundador da cidade, Tomé de Sousa.

Representa o encontro de uma terra onde os portugueses poderiam se firmar (Salvador), uma base, em analogia à passagem da Bíblia onde Noé solta uma pomba para encontrar terra firme, e ela volta com um ramo de oliveira no bico.

Outro significado possível é de que o símbolo tenha sido adotado razão da fundação da cidade de Salvador ter trazido a paz e reconciliação à então província da Bahia, que se encontrava em conflitos constantes decorrentes da gradual ocupação da área pelo donatário Francisco Pereira Coutinho.

A pomba remete ao antigo brasão colonial do estado da Bahia, que também continha uma pomba alçando vôo e carregando um ramo de oliveira em seu bico.

A inscrição latina "Sic illa ad arcam reversa est" (Assim ela voltou à arca) é uma referência à pomba branca, primeiro animal a sair da Arca de Noé e que retornou de seu vôo sobre a terra inundada pelo dilúvio com um ramo de oliveira no bico, sinalizando que o terreno era fértil.

A frase, que é o lema da cidade, consta do brasão da cidade, que se assemelha à bandeira, com a pomba.

A Cidade da Bahia abrigou-me quando lá cheguei em 1970. Deum-e régua e compasso para embrar os versos de Gilberto Gil. Deu-me uma maravilhosa companheira.

Na data de hoje abraço  Salvador, da Ribeira ao Abaeté. Um grande abraço de agradecimento por essa terra que, no dizer do poeta Gregório de Mattos,  para este estrangeiro que lá aportou foi madre.

A Bahia é a Bahia!

“Um Teatro Vazio Parece Que a Vida Foi Ontem”

vazio Um Teatro Vazio Parece Que a Vida Foi Ontem

 

Quem  vê o artista em cena, sendo aplaudido, iluminado por trocentos watts de luz feérica, sorrindo e abrindo os braços em agradecimento, sendo ovacionado pelo seu público...não imagina a sua solidão.

Eu pessoalmente passo durante minhas apresentações solo por dois grandes momentos de pura solidão. De puro "estar comigo".

O primeiro é entre o segundo e o terceiro sinal ( Os minutos que antecedem a abertura do pano).

Saem todos que te acompanham. Todos estarão em seus postos: iluminador, contra-regra, sonoplasta, camareira, todos.

E só eu na coxia contando os minutos, em absoluto silêncio, ouvindo o murmúrio da platéia enquanto meus olhos vagueiam pelos espaços escuros dos bastidores.

É quando eu me pergunto como tornei-me isso: um profissional das artes cênicas. Como passei já quase meio século da minha vida nessa caixa de ilusões que é o teatro.

Sei que dali a pouco terei que entrar sob as luzes para conquistar o público a cada noite. Sei a tarefa que terei pela frente. Mas nada é mais profundo e ameaçador  que o mergulho que dou dentro de mim mesmo naqueles momentos que antecedem minha entrada.

O outro desesperante e grande momento de solidão acontece após os aplausos. Quando a cortina se fecha e depois da troca no camarim retorno ao palco para sair do teatro.

A sala está completamente vazia. O público a esvazia em minurtos. Antes lotada, aplausos, gargalhadas, vida! Em minutos apenas cadeiras vazias, semelhando ossos secos do que antes fora vida. Luz de serviço e ninguém. Os que te esperam estarão no saguão pra te abraçar.

Mas do camarim até o saguão é a passagem da solidão.

É quando você percebo que o poder não é meu. Que o poder me atravessa , usa-me como meio, mas não fica comigo.

E assim, decaído, reduzido à mísera condição terrena atravesso o palco e a fileira das cadeiras vazias lembrando da frase do grande Procópio ferreira:

- "Um teatro vazio parece que a vida foi ontem."

Hoje É O Dia Mundial do Teatro

images 1 Hoje É O Dia Mundial do Teatro

 

Hoje abro espaço para comemorar com vocês o Dia Mundial do Teatro.

Uma arte com mais de três mil anos.

Da Antiga Grécia, para a Imperial Roma e de lá para toda a Europa,  espalhando-se depois por todo o mundo ocidental.

Há teatro na Ásia também, no Oriente, mas na China, Tailândia, Japão... assumem formas e dramaturgia diversas das nossas.

Mas é Teatro. Sempre o Teatro.

A forma que a Humanidade escolheu para representar a si própria, às suas grandes tragédias e aos seus risíveis  costumes .

Faço teatro há 48 anos.

Curiosamente eu não escolhi o Teatro, ele me escolheu.

O ano era 1966, Ditadura Militar. Nós, jovens idealistas precisávamos encontrar meios de expressão na luta pela Liberdade e pela Democracia.

Então juntamos e formamos um grupo de teatro na Ilha do Governador, no Rio.

O único objetivo era a denúncia, não era exatamente o Teatro. Mas  fomos ficando... e fui ficando...quando percebi já fazia teatro há mais de dez anos.

Foi quando ajudei a fazer a Lei que regulamentou a profissão de Artista e recebi o Registro Profissional nº 01.

Jamais pensara antes em ser ator. A vida tormou-me um profissional das artes cênicas.

Recebo como um presente, uma dádiva, esta profissão.

E hoje festejo junto com meus milhares de colegas em todo o Mundo o "Dia do Teatro".

O Dia em Que o Rio de Janeiro Destruiu a Carreira de Sarah Bernhardt

 

sarah O Dia em Que o Rio de Janeiro Destruiu a Carreira de Sarah Bernhardt

A belíssima e talentosa Sarah Bernhardt

 

A grande atriz francesa Sarah Bernhardt  foi um fenômeno de comunicação e de talento mundiais. Chamada de a mais famosa atriz da História do Mundo". Também chamada de "A Divina Sarah".

Seu papel mais marcante foi o da peça A Dama das Camélias de Alexandre Dumas.

Em 1879, saiu pela primeira vez da França, e conheceu a Inglaterra, onde esteve 6 semanas fazendo duas apresentações diárias, obtendo grande êxito.

Ao chegar lá foi recebida espetacularmente, e conheceu  Oscar Wilde que lhe escreveria o papel principal da peça Salomé.

Após seu espetacular sucesso na Inglaterra decidiu fazer sua primeira viagem à América.

Partiu para os Estados Unidos em 15 de outubro de 1880. O êxito foi total.

Bernhardt faria repetidas viagens pelos Estados Unidos (os artistas já faziam áquela época suas famosas "Viagens de despedida") e também percorreu toda América do Sul, chegando a atuar no Brasil, Argentina, Chile.

Suas voltas chegaram também a Austrália e visitou o Havaí e as ilhas Sandwich. Atuou no Egito e na Turquia. Também percorreu a Europa, atuando em Moscou, Berlin, Bucareste, Roma, Atenas.

Seu equívoco foi voltar ao Brasil para se apresentar em 26 de março de 1905  no Teatro Lyrico, onde é hoje a Rua 13 de Maio, com a Ópera "Tosca".

Numa determinada cena , a grande dama tinha que saltar do alto de uma montanha e cair - sem que o público visse - sobre um colchão colocado pelo contra-regra.

O negligente profissional daquela noite esqueceu-se de colocar o colchão e ela, ao pular de tamanha altura sofreu  uma fratura exposta, que veio a infeccionar, gangrenar e teve sua perna amputa.

A partir dali, até sua morte anos depois terminaram suas possibilidades de locomoção no palco, embora tenha continuado a representar parada em cena, usando apenas a sua forte e bela voz.

Jamais se acostumou com a prótese de madeira feita para ela, e recusou o cruel convite de um empresário para  apresentar  em  circos sua perna amputada.

Esta é uma memória triste do teatro carioca.

Os 82 Anos de Tarzan e da Macaca Chita

tarzan2 Os 82 Anos de Tarzan e da  Macaca Chita

 

Como era ingênuo o cinema  do século passado.

"Tarzan, O Rei dos Macacos" estreava na data de hoje, em 1932.

Um sucesso de bilheteria  durante décadas. Mesmo em preto e branco, mesmo desatualizado.

Eu mesmo assisti vinte e cinco anos depois de lançado, e ainda causava  emoção assisti-lo.

Foi o lançamento do romeno Johnny Weismuller. Nadador olímpico, atleta,  tendo conquistado cinco medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de 1924 e 1928.  Ele estabeleceu 67 recordes mundiais de natação e ganhou 52 campeonatos nacionais, sendo considerado um dos melhores nadadores de todos os tempos, foi assim descoberto para o cinema.

Assim como Shwazenegger tornou-se ator pelo seu físico de halterofilista, foi o físico e beleza de Weismuller que   o tornou o inesquecível primeiro "Tarzan" das telas.

Era um apelo para as emoções ver Tarzan, ouvir seu grito, e divertir-se com a macaca Chita, que era sempre quem fechava os filmes, e onde todos os personagens bonzinhos terminavam sempre rindo.

Sucesso de bilheteria, virou história em quadrinhos, desenho animado, e mais recentemente Hollywood tentou uma remontagem que não conseguiu sequer chegar  perto do sucesso original.

Tarzan, Jane, Boy, e a Macaca Chita.

Tudo era fácil, simples. Nenhum de nós questionávamos como viviam naquela selva mantendo cabelos, unhas e barba aparados.

Jane elegantérrima com os cabelos tratadíssimos com a melhor babosa da floresta.

O Boy sem nenhuma sequela, sem febre amarela, sem malária, sem mordidas de mosquitos.

E a Chita mais inteligente e civilizada que todos eles juntos . (risos)

Já não se fazem mais tarzans como no século passado.

Na selva urbana de hoje foram trocados pelos black blocs.

Ainda sou mais a Macaca chita com seu final feliz.

A Pomba da Paz

pomba A Pomba da Paz

 

 

Quem ainda não conhece esta pomba?

É a Pomba da Paz, de Picasso.

Aliás, deixe-me explicar aos "coxinhas": Picasso não é somente a personagem de "Pecado Mortal".

Lombardi homenageou diversos pintores dando nome deles a seus personagens. Um deles, por sinal muito bem representado por Vitor Hugo: Picasso.

Mas o Picasso da Pomba é outro. É o gênio das artes plásticas.

Pablo Picasso, que ao lado de Pablo Casals e Pablo Neruda eram o trio antimediocridade no século passado.

Como esses "pablos" fazem falta no mundo de hoje.

Na data de hoje Picasso, em 1949, apresentou ao Mundo a Pomba da Paz. Fazia 4 anos do fim da II Guerra.

O mesmo Picasso que pintou "Guernica", retratando o horror da Guerra Civil Espanhola através do bombardeio da Cidade de Guernica.

 

guernica A Pomba da Paz

A História Se Repete Como Farsa: A Marcha Deu Xabu

 

bandeira A História Se Repete Como Farsa: A Marcha Deu Xabu

A primeira coisa que se aprende no Exército é respeitar a Bandeira. Em Belém 20  pessoas  na Marcha  e as Bandeiras de cabeça pra baixo. Só podia dar  xabu.

Há 50 anos atrás assisti  apreensivo à "Marcha da Família com Deus Pela Liberdade".

A Marcha coordenada pelos governadores de Minas, São Paulo e Rio de Janeiro, com apoio da Igreja Católica, levou centenas de milhares de pessoas às ruas. ( e hoje Frei Betto declara  que a CIA financiou a Igreja para isso ) .
Foi a senha para o Golpe Militar que ocorreria alguns dias depois deixando um rastro de torturas, mortes, perseguições, sequestros, e sobretudo o cerceamento das liberdades democráticas.

Uma Marcha que veio pela Liberdade tornou-se a ponta de lança de um regime autoritário onde as liberdades, até mesmo as individuais como cortes de cabelo, ir e vir, a largura da boca das  calças e a altura das saias eram censuradas.

Tivemos duas décadas da mais sistemática  repressão.

Ontem tentou-se repetir a tal Marcha.

Deu xabu.

O País é outro. A cena internacional é outra. A economia é outra. Não há mais, inclusive, a Guerra Fria.

O tal organizador da Marcha alega pelo Face que estamos vivendo numa Ditadura. Que não há liberdades.

Frase dele: "Não posso nem impedir que o sujeito entre de boné no meu restaurante."

A marcha deu xabu por tudo isso. A conjuntura é outra.

Alguns saudosistas marcharam hoje pedindo Intervenção Militar no Governo e no Estado.

É de rir. Se fosse mesmo a tal Ditadura que o convocador fala eles nem sairiam às ruas. E só de propor  esse crime ( rompimento das normas constitucionais) já deveriam ser presos.

Mas estamos numa Democracia. Liberdades sociais e individuais conquistadas com vidas e lutas de muitos brasileiros.

Existem problemas? Desagradados? É só usar a melhor arma do cidadão: o voto.

Em outubro resolvemos a questão.

Como dizia o colega com muito bom humor: "Fecha a conta e passa a régua" , porque o passado está sendo passado a limpo.

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com