Aplausos Para Roger Gobeth em “Os Dez Mandamentos”

 

gobeth11 Aplausos Para Roger Gobeth em Os Dez Mandamentos

Gobeth como Amnom, o primogênito, em "Rei davi"

 

Nós da antiga geração de atores – à exceção dos invejosos e amargos, se os há – ficamos muito felizes quando vemos que dentro da nossa profissão estamos deixando um legado de talentosos jovens que farão continuar a qualidade das Artes Cênicas.

E há excelentes atores nesta nova geração. Entre eles destaco hoje Roger Gobeth, o Anrão de “Os Dez mandamentos”, o pai de Moisés.

É claro que um ator não existe sozinho se não tiver também uma bo0a direção e uma boa equipe técnica protegendo-o e sustentando-o.

Mas se o ator não tiver o que antigamente chamávamos de talento e hoje chamamos de inteligência cênica, aliada à vocação, ninguém fará milagres.

Não é o caso de Gobeth. Trabalhando com a verdade absoluta da personagem, usando do método de Stanislavsky, buscando a psicologia e a forma da personagem – sua pantomima e gestual são excelentes – Roger Gobeth nos mostra o quanto tem amadurecido como ator, e muito nos orgulha.

gobeth2 Aplausos Para Roger Gobeth em Os Dez Mandamentos

Gobeth como Anrão em "Os Dez Mandamentos"

Todos estão muito bem, sobretudo a menina Isabella Koppel (Miriã), ela nos emociona e por seus olhos vemos a trama. Mas ela ainda está em botão. Muito a caminhar. E muito promete em talento e inteligência.

Louvo Isabella, mas a carreira de Gobeth fortalece-se e comprova-se nesta nova novela da Record.

Uma das cenas mais emocionantes e verdadeiras de Gobeth é quando ele consagra Moisés a Adonai. Haja verdade e emoção.

Parabéns jovem ator. Se “Os Dez Mandamentos” já é boa, seu trabalho a engrandece ainda mais, haja à vista os aplausos que recebeu de todos os colegas na noite de estreia.

Você está gostando de “Os Dez Mandamentos”?

  • Sim
  • Não
  • Não estou assistindo
 Aplausos Para Roger Gobeth em Os Dez Mandamentos

Digite o texto da imagem:

Gerar outra imagem

 

Reconfortante Saber que Em Desastre de Avião Seu Corpo Explode

 

aviao Reconfortante Saber que Em Desastre de Avião Seu Corpo Explode

Belíssimo, seguro, mas trágico: ou chega ou não chega. Não dá pra parar no acostamento.

 

Eu sou um daqueles, - como já o foram  Caymmi, Vinicius, Dominguinhos  ou Niemeyer - sorteados com a fobia de voar.

Não é medo, é fobia, vai além do comum. A maioria das pessoas tem medo, basta sentirmos o clima de silencio e apreensão que toma conta do interior da aeronave no pouso e decolagem.

Aí eu leio uma reportagem que diz? Saiba o que acontece com seu corpo num caso de acidente de avião. Vou ler, pensando no melhor.

Foi pior! (Risos): “Em caso de um acidente, dependendo da velocidade de impacto, é provável que o seu corpo (que é de 70% de água) vai explodir. E se isso não acontecer, a explosão do avião certamente irá cuidar do resto” Que confortante! (Mais risos de desespero).

E continua aumentando meu pânico: “Os coletes salva-vidas são feitos principalmente para ajudar as equipes de resgate a encontrar os corpos em caso de um acidente”. Muito, muito reconfortante, pelo menos vão me achar, desde que eu não esteja num voo da Malasyan Airlines. (Mais e mais risos nervosos).

Agradeço a leitura.  Me ajudou bastante. (risos sarcásticos finais)

(Ao publicar este post vejo a notícia de que 150 pessoas morreram num acidente aéreo ontem em Paris)

 

Sou Pobre de Marré Decí

bafo Sou Pobre de Marré Decí

Só falta descobrir que o Bafo de Bode é milionário na Suiça. kkkkk

 

Confirmado: sou mesmo pobre. No meu bairro ninguém bateu panelas e a única conta que tenho no HSBC é em Botafogo: 87,00 de saldo kkkkk

Giulietta Masina, Genial na Vida e na Tela

ghelsomina Giulietta Masina, Genial na Vida  e na Tela

Inesquecível como "Gelsomina"

 

Federico Felini, um dos maiores diretores de cinema de todos os tempos realmente tinha razão de ser apaixonado por essa atriz italiana que deixou fundas pegadas nas artes cênicas: Giuletta Masina.

Ela começou em teatro – sempre o melhor começo para quem deseja seguir carreira nas artes cênicas. Porque é no tablado, cara a cara com o público, sem artifícios que a inteligência e a verdade cênicas sobressaem sem disfarces.

Do teatro foi para o cinema. Casou-se com Felini, fez muitos filmes, mas seu maior sucesso foi com a personagem Gelsomina em “La Strada”.

Gelsomina era uma mulher humilde e ingénua, vendida pela mãe a Zampano (Anthony Quinn), um homem brutal que trabalhava num circo itinerante.

Em 1958, recebeu o prémio de Melhor Atriz no Festival de Cannes, por interpretar Cabíria (uma prostituta pobre da periferia de Roma), no filme “Noites de Cabíria”. Tendo Felini recebido o Óscar de melhor filme estrangeiro.

Giulietta participou em “Julieta dos Espíritos” (1965), filme que marcou um momento de inflexão na obra de Fellini, e em “Ginger e Fred” (1986), filme onde Fellini aproveitou para dar uma visão particular do mundo da televisão.

Giulietta Masina morreu aos 73 anos, em Roma, cinco meses após a morte de Fellini. Para o seu funeral, pediu que o trompetista Mauro Maur tocasse o tema de Gelsomina de Nino Rota, colaborador de Fellini nas bandas sonoras.

Caetano Veloso tem uma música dedicada a ela em seu álbum “Caetano”.

Quem é cinéfilo, e mesmo o simples espectador, fica encantado com a obra desta atriz que nos deixou em 23 de março de 1994 aos 73 anos de idade.

O Adeus a Claudio Marzo, o Inesquecível “Velho do Rio”

marzo2 O Adeus a Claudio Marzo, o Inesquecível Velho do Rio

 

Com pesar não posso deixar de registrar o falecimento do colega Claudio Marzo, aos 74 anos de idade.

Claudio, que trabalhou em mais de três dezenas de filmes e outras tantas dezenas de novelas, teve no filme “O Homem N u” uma de suas mais brilhantes atuações, recebendo prêmios por seu trabalho.

nu O Adeus a Claudio Marzo, o Inesquecível Velho do Rio

"O Homem Nu"

Na televisão foi presença marcante, sobretudo  na novela “Pantanal” com o personagem “O Velho do Rio”

Foi casado com a atriz Betty Faria , com quem tem uma filha também atriz Alexandra Marzo, com quem tive o prazer de contracenar na novela “Mandacaru”.

Claudio e eu não tivemos  a oportunidade de virmos a trabalhar juntos, mas era um colega de grande estima em nosso meio profissional.

Claudio, nascido paulistano, faleceu há pouco Rio de Janeiro, vítima de pneumonia, já que vinha há meses com a saúde fragilidade.

Descansa em paz, grande ator.

marzo12 O Adeus a Claudio Marzo, o Inesquecível Velho do Rio

O "Velho do Rio"

 

O Ator Sérgio Cardoso e o Moderno Teatro Brasileiro

imagessergio O Ator Sérgio Cardoso e o Moderno Teatro Brasileiro

Nanini (E) ainda muito jovem contracenando com Sérgio (D)

 

Mesmo com os valores culturais no Brasil e no Mundo pela hora da mediocridade e da vulgaridade, não consigo deixar de mencionar um dos precursores do moderno teatro brasileiro: Sérgio Cardoso.

Paraense, começou pelo Teatro Universitário do Rio, depois foi parta São Paulo e a partir de lá com o Teatro Brasileiro de Comédias – TBC – tornou-se um dos maiores nomes do moderno teatro. onde fez peças importantes, como: Entre Quatro Paredes, A Ópera dos Três Vinténs, Do Mundo Nada se Leva Seis Personagens à Procura de um Autor, Convite ao Baile, A Falecida, A Raposa e as Uvas e A Ceia dos Cardeais.

Em 1949 fundou sua própria companhia teatral, o Teatro dos Doze, em sociedade com a atriz Nydia Lícia.

Na extinta TV Tupi, Sérgio Cardoso fez várias telenovelas de sucesso: O Sorriso de Helena, O Cara Suja, O Preço de uma Vida, O Anjo e o Vagabundo, Somos Todos Irmãos e Antônio Maria.

Hoje seria uma festa pelo seu nascimento, 23 de março de 1925, mas Sérgio faleceu de enforto fulminante em 1972. Na época ele gravava uma novela na Rede Globo e foi substituído por Leonardo Villar.

No local onde ele fundou a companhia de teatro, no bairro da Bela Vista, hoje existe o Teatro Sérgio Cardoso, onde em 1999 tive o prazer de representar “Deus Lhe Pague” ao lado de Humberto Martins e Adriane Galisteu, com direção de Bibi Ferreira.

 

Vou Guardar Minha Boca Pra Comer Farinha

medio Vou Guardar Minha Boca Pra Comer Farinha

Tá difícil

 

É tanta porcaria, tamanha vulgaridade e violência, grosserias e corrupções, desvios éticos, criações medíocres, arte estéril, e vaidades das vaidades, que ando sem nenhuma inspiração pra escrever nada.

“Passarinho na muda não canta”, diz o mineiro. Melhor ficar calado e observar, ou como diz o baiano: “vou guardar minha boca pra comer farinha”.

Relembrando Nora Nei

nora Relembrando Nora Nei

 

Eu tinha nove anos de idade e estudava interno no Colégio Santa Cecília no bairro de São Cristóvão, Rio.

Sextas feiras á tarde era o dia das mães irem buscar os filhos para leva-los a casa. A primeira mãe que se postava à porta do colégio era Nora Nei.

Eu nem sabia direito, mas todo mundo apontava o menino que eu nem sabia o nome, de outra série e diziam: - Ele é filho da Nora Nei.

Só mais tarde, bem mais velho fiquei sabendo do valor de Nora Nei. Uma das melhores intérpretes da MPB. Conhecida pelas canções denominadas como “música da fossa”, ou da depressão.

Enquanto seu marido Jorge Goulart cantava canções pra cima, Nora era especialista, com sua voz grave em cantar para os “fracassados do amor”, relembrando a letra de “Bar da Noite” de Haroldo Barbosa e que Nora cantou como ninguém.

Nascida em 20 de março de 1922 estaria agora com 93 anos de idade, mas quis a vida que ela nos deixasse em 2003.

Seu nome verdadeiro era Iracema de Souza Ferreira.

Registro sua biografia neste momento para que não passe batido para as novas gerações.

Dona Maria, a Louca, Viveu Mais Que Todos Seus Descendentes Reais

 

louca Dona Maria,  a Louca, Viveu Mais Que Todos Seus Descendentes Reais

"Dizem que eu sou louca, mas louca é quem me diz..." cantarolava a Rainha

 

Vejam vocês o que é a vida Dom João VI faleceu com 59 anos. Seu filho dom Pedro I aos 36 anos; seu neto D Pedro II aos 66 anos, e, entretanto sua mãe, que era  A Louca, Dona Maria I viveu longeva. Faleceu na data de hoje em 1816 aos 81 anos.

Teria a loucura a preservado de uma vida breve?

Apresentação do Elenco de “Os Dez Mandamentos”

 

Aconteceu ontem de manhã ,nos estúdio F do recnov -0 no cenário da "Sala do trono" - a rpesentação para a Imprensa do elenco e equipe de "Os Dez mandamentos".

Casualmente tirei fotos de alguns amigos no clima de festa e confraternização que rolou.

gi1 Apresentação do Elenco de Os Dez Mandamentos

Abela Gisele Ithié

 

denise1 Apresentação do Elenco de Os Dez Mandamentos

Carlos Bonow, Denise Del Vechio, eu e Victor Pecoraro

 

dis Apresentação do Elenco de Os Dez Mandamentos

A graça e beleza de Gabriela Durlo

 

giu2 Apresentação do Elenco de Os Dez Mandamentos

Giusepe Oristânio e Lisandra Souto

 

zafir Apresentação do Elenco de Os Dez Mandamentos

Luciano Zafir e Bonow

deise Apresentação do Elenco de Os Dez Mandamentos

A amigona Denise Del Vechio

 

bonow1 Apresentação do Elenco de Os Dez Mandamentos

Heitor Martinez e Carlos Bonow

 

IMG 0770 Apresentação do Elenco de Os Dez Mandamentos

Thierry Figueira e Guilherme Winter  abraçam a autora Vivian Oliveira, a bela de azul.

 

me ninas Apresentação do Elenco de Os Dez Mandamentos

Pra finalizar, um buquê de beleza e graça.

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com