Parabéns Radialista, Hoje É O Seu Dia

spica Parabéns Radialista, Hoje É O Seu Dia

Meu primeiro rádio de pilha. Vinha protegido  num estojo de couro.

 

 

Lembro-me do primeiro rádio de pilha, portátil que ganhei de presente de meu pai.

O nome era engraçado: Spica. E tinha o tamanho de uma rapadura. (risos).

Tinha eu onze anos de idade.

Que maravilha da modernidade!!! Ficava eu de noite, na minha cama, rádio ao lado do travesseiro, ouvindo músicas até adormecer.

Sempre gostei das rádios. Gosto mais ainda  das rádios AMs. São mais populares, mais "quentes", mais presentes.

Não tiro o mérito das FMs, mas quando viajo com meu carro pelo Brasill ligo o rádio nas AM s do interior por onde passo e atravès delas vou conhecendo melhor a região e as cidades.

As rádios chegam nos lugares mais recônditos do Brasil. As ondas curtas nos levam a lugares onde jamais estaremos pessoalmente.

Foi pela rádio , de madrugada, com a canção "Grândola Vila Morena" que foi transmitida  a senha para a Revolução dos Cravos que derrubou mais de 40 anos da Ditadura de Salazar em Portugal.

No trânsito caótico das grandes cidades a rádio me distrai. Ouço  os comentários, as discussões, as informações, as opiniões, as músicas...e tudo sob o comando de um profissional que na maioria das vezes, dele só conhecemos a voz: o radialista.

Hoje é o Dia do Radialista. Uma categoria profissional muito próxima dos Artistas. Os radialistas nos ajudaram muito (aos artistas e técnicos )na nossa luta pela Regulamentação Profissional.

Por todos estes anos de convivência através das ondas curtas e médias das rádios de todo o País envio daqui,  como um prefixo,  o meu abraço caloroso aos colegas radialistas.

Parabéns pelo dia de hoje e sempre.

spica2 Parabéns Radialista, Hoje É O Seu Dia

Sem o estojo protetor era ainda mais fascinante.

 

Você Confia no Médico Que Lhe Atende?

medicos Você Confia no Médico Que Lhe Atende?

 

Moliére, o grande gênio da dramaturgia mundial(1645-1'678) tinha uma querela com os médicos.

Dizia ele que a Medicina não era ciência, pois sendo interpretação de sintomas e fatos era uma  Arte.

Arte era o conceito de medicina nos tempos gregos, também. A Medicina estava ligada à Musica, à Harmonia.

A Revolução Industrial com as descobertas científicas é que veio a colocar a Medicina como ciência.

Se é ciência ou arte  é uma longa discussão, mas a pergunta que faço é: você confia no médico que lhe atende?

Se ele for de plano de saúde provavelmente vai lhe atender em 5 mintuso e  lhe despachar com uma bateria de exames pedidos.

Se for particular vai custar os olhos da cara e vai lhe despachar do mesmo jeito com uma bateria sde exames pedidos e os remédios mais caros do mercado.

Alguns chegam a escrever um R (de registrado) na receita, ou seja o balconista não pode oferecer o genérico, tem que ser o do laboratório indicado.

Esteja atento. A autoridade médica não é uuma dádiva divina. É uma autoridade que o paciente delega a ele. A verdadeira autoridade é do paciente e não do mmédico.

Eteja atento, sobretudo sobre os tratamentos, mais até do que sobre os diagnósticos.

Dignose qualquer pessoa faz. Diagnóstico, em tese e Lei , apenas os médicos.

Mas quantos realmente tem o dom do diagnóstico correto?

Porém  é nos tratamentos que a coisa pega.

Médico conscienciso, que exerce a Mwedicina por amor ao próximo e à profissão, receita remédios que possam ser menos custosos e mais acessíveis ao bolsos e manuseio dos pacientes.

Médicos mercenários ( e os há de montes) vão receitar remédios caros e desnecessários. Sabem por que?

Porque cada vez que você leva sua receita na farmácia fica resgistrado lá o CRM  do médico, e os laboraórios possuem programas de computador que rastreiam estes cRMs.

O mesmo se dá tanto para medicamentos, quanto para exames pedidos e cirurgias desnecessárias.

É por esses dados que os médicos queridinhos dos laboratórios, e carrascos do pacientes,  ganham passagens e subsísios para férias, congressos, e quejandos mais.

Por isso volto a dizer: preste atenção ao médico que lhe atende. A autoridade dele não vem do jaleco branco, mas da sabedoria e humanidade, do trato  honesto com o paciente, e, como já disse: da autorização do paciente.

E digo isso de cadeira: minha mãe faleceu de câncer pela incompetência do médico de família, que diagnosticou como escoliose um câncer de útero.

Assim como há atores talentosos e os canastrões ( que são até maioria) o mesmo se dá com os médicos.

(Deixei de fora disso a instável categoria dos médicos da Saúde Pública, o atendimento é ímpar, varia como as nuvens).

O Retiro dos Artistas Agradece

 

retiro O Retiro dos Artistas Agradece

Venha conhecer o Retiro, as portas estão sempre abertas

 

Em 11 de setembro de 2001 a Al Kaeda destruiu as Torres Gemeas de Nova Iorque num  atentado que todos  tem conhecimento.

Ocupando dois andares destas torres havia uma empresa de corretagem de valares com 600 funcionários.

Todos mortos no atentado.

A empresa, pode-se dizer, quase acabou.

Uma empresa que operava em diversos paises.

Levantou-se das cinzas. A partir de então, seus funcionários pelo mundo,  todo dia 11 de setembro em homenagem  aos colegas mortos fazem um ato beneficente.

Neste 11 de setembro passado, os corretores das filial brasileira dedicaram seus ganhos de corretagem daquele dia  ao Retiro dos Artistas.

Estive lá. Eu e vários artistas. Tanto alguns que moram no Retiro quanto outros que ainda estão na ativa.

bcg O Retiro dos Artistas Agradece

Amigos solidários. Agradecemos.

Essa turma de corretores e funcionários teve um  gesto muito importante para nós artistas. O Retiro, que no próximo dia 25 fará 95 anos de fundado precisa desta ajuda.

Precisa da ajuda de todos.Sempre.

Os corretores trabalham na  BGC Liquidez , no Rio de Janeiro.

Aos seus funcionários  o agradecimento em nome de todos nós, artistas e técnicos, pelo apoio, pela solidariedade e pela fraternidade.

E você que me lê se quiser ajudar o Retiro dos Artistas dê um telefonema para e pergunte o que eles precisam lá.

Às vezes são fraldões, às vezes leite em pó, às vezes sucos, às vezes dinheiro mesmo.

O Retiro é uma obra boa, funicona como amparo dos aryistas no fim da vida ou em difuldades de viver sózinhos por razões de saúde.

Você também plode fazer uma visita ao Retiro, tem restaurante lá, tem teatro...não é um asilo, é um lugar de descanso.

O endereço e telefone do Retiro é este:

Rua  Retiro dos Artistas, 571 - Pechincha (Jacarepaguá) , Rio de Janeiro - RJ, 22770-102  Telefone (21) 3382-3730

Hoje É Aniversário do America Football Club

 

america Hoje É Aniversário do America Football Club

 

 

Hoje o America Football Club  completa 110 anos de existência!

Fundado em 1904 o Clube carioca é tão antigo que a agrafia do seu nome é toda ainda em inglês.

Por isso o America não leva acento, e o futebol é grafado como football.

Um clube muito querido dos cariocas e dos brasileiros em geral.

De brincadeira dizia-se que toda a torcida do America cabia numa kombi, ou até num fusca.

Também, com bom humor todos dizem que o América é seu segundo time do coração. Chico Anysio era um dos que dizia isto.

Em verdade  o America foi tão importante para o futebol brasileiro que emprestou seu  nome a times de todo o Brasil.

Mas fato é que o America, hoje em péssima situação, foi um dos maiores clubes de futebol do Rio, e no ranking do Campeonato Carioca  o America é o quinto colocado, qualquer que seja o parâmetro utilizado.

O Hino do America foi incialmente composto por Freire Junior, mas em 1947 Lamartine Babo criou a versão que temos até hoje;

"Hei de torcer, torcer, torcer...

Hei de torcer até morrer, morrer, morrer...

Pois a torcida americana é toda assim

A começar por mim

A cor do pavilhão

É a cor do nosso coração!

Em nossos dias de emoção

Toda torcida cantará esta canção!..."

Fanático torcedor Lamartine desfilou pelas ruas do centro do Rio de Janeiro, em carro aberto fantasiado de diabo para comemorar o  último título do Campeonato Estadual do América-RJ, em 1960.

Além do compositor, o América-RJ já contou com o apoio de torcedores como: Tim Maia, Heitor Villa-Lobos e Max Nunes.

Com sua bandeira vermelha, e seus seletos torcedores o America faz falta ao Campeonato Carioca e Nacional.

A Boa Educação na Discussão Política

odio2 A Boa Educação na Discussão Política

 

Fico impressionado com o ódio que algumas pesssoas  denotam durante as discussões políticas, sobretudo aqui na WEB.  É de canalha pra baixo o xingamento. Ladrão então...e por aí vai:prostituta, vagabundo, corja...

Isso não é discussão política. Parece-me muito mais projeção pessoal de problemas familiares, ou internos da própria pessoa transferidos para a figura da autoridade.

O ódio neste nível revela uma adolescência tardia, que se recusa a abandonar o corpo adulto e faz a pessoa comportar-se como um rebelde sem causa, com uma revolta própria de quem ainda tem medo de abandonar o mundo cor de rosa dos anos ilusórios.

A maioria dessas pessoas não são filiadas a partidos e sequer tem militância política.

São apenas livre atiradores, tão levianos com o que dizem quanto os adolescentes experimentando iniciação para o mundo adulto. E como adolescentes merecem ser tratados: com paciencia e tolerância, observados atenciosamente, mas com uma certa distância e certa indiferença, enquanto aguardamos que amadureçam e possam compartilhar o mundo adulto.

Até lá são o que são na realidade: adultos instáveis, que se deixam conduzir pelas emoções, quer na política, quer no amor, quer no trabalho, quer nas relaçoes sociais e familiares.

Os Candidatos e a Discussão da Cultura

Dilma31 Os Candidatos e a Discussão da Cultura

 

Ontem à noite compareci ao Teatro Casa Grande no Rio para o  evento de encontro dos artistas e inteectuais com a candidata a Presidência,  Dilma Roussef.

Dentro do teatro 900 pessoas, fora, mais de mil acompanhavam o atgo pelo telão instalado na fachada do teatro.

Em torno de duas mil pessoas ligadas às artes e à produção cultural estavam lá.

É muito importante que o nosso setor, à exemplo dos demais setores da economia,  ouça e discuta com os candidatos as nossas questões.

No nosso caso, a questão cultural.

Ouvimos da candidata a proposta de que o dinheiro de rendimentos do pré sal será destinada à Cultura. Como está previsto em Lei.

Mas que é desejo dela modificar a Lei para  que não seja apenas parte do rendimento, mas sim o dinheiro do pré sal e não o rendimento desse dinheiro.

Fato é que nossos políticos em sua maioria ainda não atentaram que na sociedade moderna o lazer  é uma indústria  comércio  que cresce de forma muito rápida e rentosa, empregando milhares de trabalhadores, a cada vez que a Sociedade dá saltos tecnológicos, como agora com a revolução cibernética.

Não vivemos apenas , como antes, do mundo do trabalho. Vivemos agora num mundo dividido entre o trabalho e o lazer.

E o lazer significa produção e consumo de cultura, em todas as suas formas. Até mesmo sob a forma de turismo cultural.

Seja qual candidato eleito espero que dê real valor à Cultura em seus 4 anos de mandato.

Que entenda que um povo se faz com educação e cultura, mas que entendam mais : que construam a riqueza do País a partir de um povo rico em educação e cultura, já que essas duas questões  andam de mãos dadas.

 

Para os Colegas era “Seu”Costa, Para o Público Era Costinha

costa Para os Colegas era SeuCosta, Para o Público Era Costinha

Comediante das antigas, do teatro de revistas, o duplo sentido era a sua marca.

 

"Seu" Costa. Era assim que o chamávamos. Mesmo os mais íntimos.

Lembro-me de quando criança ver meu pai voltar do Teatro Serrador, no centro da cidade, ainda rindo com as piadas do Costinha.

Meu pai era seu fã. Costinha lotava teatros, filas davam voltas na esquina da Senador Dantas com a Praça da Cinelândia, onde se localizava o teatro.,

Ei o conhecia de ouvir meu pai falar.

Até que me fiz profissional, entrei na caixa mágica da TV e lá estava ele! Fantástico, eu ia contracenar com uma figura que havia sido meu mito de infância.

Não poderia nunca imaginar que isso iria acontecer.

Grande comediante. Popular. Humor latino.

Um homem elegante. Ao contrário do que se pensa não dizia um palavrão.

Era o mais pornográfico dos comediantes sem dizer um só palavrão em suas apresentações.

Trabalhava sempre como double sense, o duplo sentido, o não dito, o sugerido, e juntava isso com uma das faces mais pornográficas que já vi, a começar pelo nariz naturalmente indecente( risos).

Mas era um homem  sério, tão sério que os colegas o chamavam de "Seu" Costa.

Gostava dele e ele gostava de mim.  Trabalhávamos assim em perfeito respeito  e admiração um pelo outro.

Começamos a trabalhar juntos ainda na extinta TV Manchete. Num programa de humor que já nem lembro o nome.

Certa vez ele me contou que já havia sido milionário três vezes, e por três vezes havia perdido tudo. Era a vida de um artista como ele.

Faleceu há 19 anos, de problemas respiratórios trazidos pelo cigarro. Uma morte terrível, sem respirar, definhando num quarto de hospital

Seu empresário , João Luiz Azevedo, cuidou dele até o fim, como a um pai.

Uma noite, no Teatro SUAM, ao final do espetáculo ele me pediu um cigarro.

-O senhor não deve fumar, "seu"Costa.

- Ora, menino, me dê essa porcaria de cigarro , eu já estou morrendo mesmo, mais um ou outro não vai mudar nada.

- Não dou!

-Dê! É uma ordem de alguém mais velho! Obedeça!

Não houve jeito.No fundo ele tinha razão, já estava chegando ao fim, mais um  ou outro veneno nicotinado não iria mudar nada do que já estava previsto.

Faleceu na data de hoje em 1995.

Deixou um vácuo no humor genuinamente popular e nacional.

E Viva a Macarronada dos Domingos!!!

macarrão E Viva a Macarronada dos Domingos!!!

Hoje é dia de família à mesa!

 

Bom domingo! Desejo a todos... mesa farta: macarrão !!!

- Mangia, mangia che te fá benne!!!

Sou brasileiro legítimo.

O que significa que como desde a muqueca que os africanos nos legaram, passando pelos quibes de meu avós maternos e pela bacalhoada dos paternos, mas em  sendo um  brasileirão na casa da minha infância a macarronada era o prato  de consenso.

Aquelas imensas travessas com  o macarrão.  Às vezes com salsichas, às vezes com galinha, ora com sardinhas...

MInha mãe no sábado já avisava: " - Amanhã vou fazer um ajantarado." O que significava que não teríamos almoço ou janta, serioa uma grande e farta refeição servida bem mais tarde que o horário normal do almoço. E na maioria das vezes era a macarronada!

Delícia é a comida dos domingos: feijoada, cozido, rabada, bacalhoada, e...macarronada!

É pensando nessas mesas domingueiras, realmente tão deliciosas,  que às vezes me pego assistindo  a alguns programas de gourmets na TV. Vendo  apresentadorres  e celebridades provando iguarias exóticas de todas as regiões do mundo.

No Peru um alegre rapaz comia  testículos de bode;

Zapeio e vejo uma linda moça no Senegal devorando  tripas de mamíferos cozidas no barro.
Adiante um casal de jornalistas  na China come escorpiões como se fossem camarões.

Mas o que me admira neste festival de bizarrice é que eles provam a comida e  fazem sempre a mesma cara depois comer:

- Hummm, uma delícia!!!

Não posso acreditar que seja mesmo uma delícia.

Fico torcendo pra ver o dia que um deles quebrar a rotina, provar a comida e disser:

- Ôrra meu !!! Que rango ruim !!!!

Ainda bem que sou apenas ator, não preciso viajar pelo  mundo provando bumbuns de tanajuras ou olhos de cabra morta.É domingo, estou em casa, e pedi à minha mulher que prepare uma bela macarronada, gostosa, suculenta, pra relembrar da "aurora da minha vida, da minha infância querida, que os anos não trazem mais".

 

Voce é Canhoto? Pois Saiba que Hoje é Seu dia!

canhoto Voce é Canhoto? Pois Saiba que Hoje é Seu dia!

 

Hoje é o Dia do Canhoto, daquele que escreve e tem habilidades com a mão esquerda.

Boa parte das pessoas em nossa sociedade teima em ensinar às crianças  que deve se escrever e se habituar às tarefas diárias com a direita. Por quê?

Ser canhoto é uma característica da criança que não se pode, nem se deve corrigir. Os estudos indicam que entre 12 e 15% da população mundial infantil é canhota. Também revelam que o fenômeno de ser canhoto, é mais comum nos meninos (cerca de 11%) que nas meninas (em torno de 9%), sem que esteja determinado o porquê.

Uma pessoa canhota é a que tem preferência em usar a mão esquerda para a maior variedade de ações, como pegar, alcançar, jogar, brincar, assinar, escrever e manipular.

Também inclui uma predileção por preferir o pé esquerdo para dar o primeiro passo para caminhar, montar um triciclo, chutar uma bola, pular corda, etc. Em geral, ser canhoto significa ter em algum grau um domínio do lado direito do cérebro.

Há tempos atrás, uma criança canhota não era vista com normalidade. Pensava-se que ser canhoto era um problema de saúde. Hoje em dia, já se sabe que ser canhoto não é uma enfermidade. É apenas uma característica da criança que não se pode nem se deve corrigir.

Alguns estudos afirmam que a genética é uma das causas de ser canhoto.

Eu mesmo fico impressionado quando e deparo com uma pessoa escrevendo com a mão esquerda. Acho um prodígio.

E fico imaginando as dificuldades de um mundo destro para quem é canhoto. A escrita é o de menos, pois é pessoal, individual. O difícil é que tudo no mndo está disposto de forma a ser manuseado por quem não é canhoto, desde fechaduras e trincos até marchas de carros... e por aí vai.

E há também pessoas chamadas de ambidestras: que escrevem muito bem com qualquer das mãos.

Mas hoje não é o dia delas, hoje é o Dia do Canhoto!

 

Está Difícil Medir o Sucesso Pelos Aplausos

aplausos Está Difícil Medir o Sucesso Pelos Aplausos

 

Certa vez fui assistir o espetáculo de um amigo. Mas era muito ruim. Que saia justa terminado o esptáculo, ter que encarar o amigo  que você gosta tanto e dizer o quê?

Que a peça dele é um horror, que o trabalho dele está aquém do que se espera?

O que dizer num caso desses?

O grande ator Procópio Ferreira ( 1898 - 1979)  tinha uma fórmula para essa saia justa. Chegava para o desditoso amigo e dizia como se fosse um grande elogio:

- Parabéns, só você é capaz de realizar um trabalho assim!

E hoje em dia está muito difícil até mesmo de saber o que é bom ou ruim.  Vivemos uma ética e estética sem medidas até então conhecidas.

Se formos medir pelos aplausos do público então...a locura é total.

Desde que o brasileiro passou a aplaudir enterro perdeu-se a noção do sucesso.

Já repararam que hoje o público aplaude de pé qualquer coisa que se lhes apresenta? Um dos segredos é que levantam-se alguns das filas da frente , aí os demais, da retaguarda, por constrangimento vão levantando-se também.

Até porque querem sair daquela tortura o mais rápido possível.E quando se vê está o teatro todo aplaudindo de pé o que deveria ser motivo de vaia estrondosa.

Mas truque bom eu vi num desses espetáculos que pretendem o sucesso , grandioso, féerico, milhões gastos em produção com o dinheiro dos nossos impostos, mas uma porcaria de resultado.

Tetro lotado. A platéia decepcionando-se a cada cena. Ao final o público permaneceu  sentado , aplausos murchos. Então como de repente a paltéia toda se vê aplaudindo de pé?

Funciona  assim: a cortina se fecha, o público levanta-se pra ir embora e aí? surpresa!!!

A cortina abre-se de novo e todo o elenco de mãos dadas vem até o proscênio agradecer.

Como  todo o público já estava  de pé pra ir embora, temos então a inusitada solução  que define um sucesso absoluto:todo a platéia aplaudindo de pé.

E vocês achando que só políticos manipulam as massas: doce ilusão.

De todo jeito esta fórmula é muito mais econômica que a dos antigos colegas no início do século XX: pagavam a claque. Um certo número de pessoas espalhadas pela platéia com o objetivo de apaludir em cena aberta o canastrão protagonistga e levantar a platéia exercitando enérgivos aplausos ao final.

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com