Batman Assalta Restaurante em SP

 

O Brasil é realmente antropófágico: assaltante pé de chinelo se fantasia de Batman pra roubar bebidas em restaurante  no interior de SP.

Olha aí a foto do "morcegão maluco " quando preso pela PM.

 

batman1 Batman Assalta Restaurante em SP

Mas se este  é o Batman imaginem o Robin?

robin Batman Assalta Restaurante em SP

"Criança, não verás país algum como este!"

Futebol: a Gauchada Saiu na Frente em 1900

sport1 Futebol:  a Gauchada Saiu na Frente em 1900

Pouquíssimas pessoas sabem, eu mesmo só o soube hoje:

O primeiro clube dedicado exclusivamente ao futebol foi o Sporte Clube Rio Grande, fundado na data de hoje há 113 anos atrás, em 1900.

E ainda stá em atividade. Localizado na cidade gaúcha de Rio Grande.

O Flamengo, o Botafogo, o Vasco da Gama e o Vitória, que são anteriores a 1900, não nasceram como clubes de futebol.

Outros clubes de futebol fundados antes, como São Paulo Athletic Club, S. C. Internacional, S. C. Germania e A. A. do Mackenzie College, todos de São Paulo, fecharam ou abandonaram o futebol.

Em homenagem ao clube, o dia 19 de julho foi escolhido pela CBF como o "Dia do Futebol".

As primeiras jogadas foram realizadas na rua e as dificuldades a serem vencidas eram muitas.

Até mesmo a bola era importada da Inglaterra, pois não existiam fábricas em nosso continente.

Assim surgiu o clube que, mais tarde, se tornaria o mais antigo ainda em atividade no Brasil: o Sport Club Rio Grande.

Embora a data de fundação seja 19 de julho de 1900, o clube já jogava desde 1898.

sport2 Futebol:  a Gauchada Saiu na Frente em 1900

Viva Mandela!!! Parabéns!!!

mandela Viva Mandela!!! Parabéns!!!

Suave como o voo de uma pomba

 

Hoje Nelson Mandela  ( Rolihlahla Dalibhunga Mandela ) completa 95 anos. Nascido em 18 de julho de 1918.

Líder mundial inconteste, lutador pela causa dos direitos humanos , contra o racismo e pela liberdade, que seu nome seja lembrado pelos  bem jovens de hoje através das tempos, e celebrado por todos em todos os cantos do mundo.

Neste momento Nelson Mandela luta para sobreviver, e seu estado de saúde leva-nos todos á compaixão por este homem - premio Nobel da Paz -  que passou décadas na cadeia por pedir igualdade entre as etnias. Preso numa cela de 5m quadrados.

Que sua hora seja suave como o voo de uma pomba e quando chegar que   Deus o  acolha em seu descanso eterno, incansável guerreiro.

A ti , Mandela, somos gratos: todos os povos do mundo!

Parabéns!!!

prisao Viva Mandela!!! Parabéns!!!

A cela de Mandela, 5m quadrados

 

 

99 Anos da Criação da Força Submarina no Brasil

 

"O Brasil não conhece o Brasil..."

Coisas que a gente nem sabe: hoje 99 anos da criação da força submergível. Ano que vem o Brasil comemorará 100 anos da criação da sua força de submarinos. Dava pra imaginar que o Brasil tem submarinos desde 1914? Onde foi que paramos... ou melhor:  submergimos? Ou não? Nosso primeiro submarino movido a energia nuclear continua sendo construído, poucos países do Mundo  possuem um submarino como o que a nossa Marinha está construindo.

 

submarino 99 Anos da Criação da Força Submarina no Brasil

A primeira força submarina do Brasil, em 1914

Memória da MPB: Elizeth Cardoso Faria Hoje 93 anos

lp Memória da MPB: Elizeth Cardoso Faria Hoje 93 anos

Capa do Lp "Canção do Amor Demais"

 

A Divina Elizeth Cardoso nasceu em 16 de julho de 1920.

Apenas dois anos mais velha que Bibi Ferreira, que por essas coisas da genética continua brilhante e cantante.

A Divina, como era chamada Elizeth poderia ainda estar conosco , brilhante cantante também.

Assim como por mais que se queira não se pode acrescentar nem mais um centímetro à nossa estatura, assim a vida cumpriu-se para Elizeth.

Salvo engano foi a primeira cantora a gravar a bossa nova, em 1958 com o vinil "Canção do Amor Demais".

Carioca da Tijuca (Rua Ceará) desde pequena cobrava ingressos para as amiguinhas,  também crianças, ouvi-la cantar.

Cresceu, profissionalizou-se, cantou em rádios, trabalhou na noite como taxi-girl (acompanhante para dança de salão), foi para São paulol e de lá de novo volta ao rio.

Elizeth Cardoso lançou mais de 40 LPs no Brasil e gravou vários outros em Portugal, Venezuela, Uruguai, Argentina e México.

 

 

O Atentado Contra D. Pedro II

segundo 237x300 O Atentado Contra D. Pedro II

Conspiração para matar o Imperador?

 

 

Quando eu repito a letra musical de "Querelas do Brasil" - Tapajós e Aldyr Blanc -  que diz "O Brasil não conhece o Brasil" não o faço sem razão.

Nunca havia ouvido sequer falar ou estudado que em 15 de julho de 1889 o Imperador D., Pedro II, aquele mesmo de barbas brancas parecendo o avô da gente, sofreu um atentado a tiros.

Quatro meses antes dele ser deposto pelos militares brasileiros.

Por razões políticas da época nunca foi do interesse do imperador que o mesmo se tornasse conhecido do grande público.

O atentado marca a História do Brasil, uma vez que até então nenhum chefe de Estado brasileiro havia sofrido um atentado. Daria um bom roteiro cinematográfico, o Imperador negou motivação política ao fato, mas sendo uma conspiração até onde iria suas raízes? Que forças ordenaram o ataque? Porque um caixeiro,  cidadão português e desempregado?

Naquele tempo a Monarquia estava enfraquecida, e havia como sempre dois lados em luta: os republicanos e os monarquistas.

No dia anterior ao atentado, grupos de estudantes entraram em conflito com a Guarda Negra (formada por negros libertos, que defendiam a Monarquia e a Princesa Isabel), uma vez que os ditos estudantes (republicanos) pretendia comemorar o centenário da Revolução Francesa, coisa que a Monarquia não estava disposta a permitir.

O Imperador saía de um teatro no Centro do Rio de Janeiro, e já estava em sua carruagem quando ouviu um grito de "Viva a República", e em seguida um jovem (Adriano Augusto do Vale) sacou uma arma e atirou na sua direção.

A bala não o atingiu e o responsável pelo atentado fora preso horas depois.

Embora tenha sido apontado como culpado, depois de manifestações de solidariedade, D. Pedro II tratou de minimizar o episódio.

Curiosamente uma semana após a Proclamação da República o caixeiro foi julgado e absolvido. O que foi isso na obscura História do Brasil?

O Verdadeiro Hino da Revolução Francesa

bastilha O Verdadeiro Hino da Revolução Francesa

A Tomada da Prisão da Bastilha, símbolo da repressão da aristocracia

 

A data de hoje  marca a revolução Francesa: em 14 de julho de 1789 os franceses revoltosos tomaram a Bastilha.

Havia um batalhão de Marselha, entre os revoltosos de então que cantavam a Marselhesa. mais tarde a Marselhesa seria adotada como hino oficial  pelos burgueses vitoriosos da Revolução.,

Mas o grande hino, o hino cantado pelas massas nas ruas e nas batalhas  é bem diferente e muito mais forte e denunciador que a bela e romântica  Marselhesa. Tem o nome de "Ça Ira!" ("Agora a Coisa Vai", literalmente : "!Isso vai!")

Há várias traduções, algumas ao pé da letra, a melhor que encontrei é esta abaixo:

Vai! Vai! Vai!
 Os aristocratas à cadeia
Agora a coisa vai ! Agora vai! Agora a coisa vai!!

Os aristocratas enforcaremos!
Há 300 anos eles nos prometem
Que vão nos prover de pão
São 300 anos que eles festejam
E que se proveem de putas!
São trezentos anos que nos massacram.
Chega de mentiras e discursos!
Nós não queremos morrer de fome!!!
RefrãoSão 300 anos que eles estão em guerra
Ao som de pífaros e tambores
Deixando que morramos na miséria
Isso não poderia durar para sempre…

Há 300 anos eles levam nossos homens.

Que nos tratam como bestas de carga.

Isso não poderia durar para sempre!

Refrão

A punição de vocês está próxima
Pois o povo reconquista seus direitos.
Vocês pagarão com suas cabeças.
Está consumado, senhores reis!
Vocês fizeram pagar caro os nossos:
Agora vão pagar os vossos,
Pois nós é que executamos a lei!

Refrão

 

 

Hoje é Dia de Rock

dois Hoje é Dia de Rock

Bill Halley e Elvis Presley, dois ícones do rock

 

Hoje comemora-se o Dia Mundial do Rock.

Recordo-me  que Hoje é Dia de Rock foi um programa produzido e exibido pela TV Rio canal 13, aos sábados à tarde, de 1961 até 1965, dedicado ao público jovem, onde eram apresentados os maiores sucessos musicais da época

Este título deu  origem à peça teatral "Hoje é Dia de Rock" que estreou no Teatro Ipanema , Rio, em 1971 de autoria de José Vicente.

O espetáculo ficou dois anos em cartaz   e teve a Direção de Rubens Correa.

a peça conta a história de uma família do interior de Minas Gerais que vive o conflito entre a tradição e a modernidade, o ficar e o partir.

O autor se utiliza da viagem como elemento preponderante para simbolizar a tensão entre o desejo de permanecer fiel às origens e o de conhecer outros lugares, em especial as grandes cidades.

O protagonista é Pedro, o pai, músico e maestro de banda, que persegue um alvo místico durante todo o decorrer da peça: procura uma clave de cinco notas, ainda não descoberta.

Segundo o crítico do Jornal do Brasil, Yan Michalsky "havia espectadores que iam revê-lo dezenas de vezes, como se estivessem visitando uma família pela qual se sentiam adotados,

e a coleção de cartas que o grupo recebeu, autênticas declarações de amor, algumas das quais afirmando que o contato com o espetáculo havia mudado a sua vida, constitui uma documentação rara na história do nosso teatro".

Hoje, que é o Dia do Rock, associo-me a todos os  amantes da boa música e do bom teatro.

Paguei mico!!! Neruda seria Homenageado Hoje!!

Na onda de gravações de Xepa, e ainda fazendo standup, e mais a vida social , rsrsrs, publiquei no post de ontem o aniversário de nascimento de Pablo Neruda. Na verdade , hoje, 12 de julho é que é a data certa, então, repito o post  e peço desculpas aos leitores.

mico Paguei mico!!! Neruda seria Homenageado Hoje!!

Que mico!!!!

 

Hoje é  data de nascimento do poeta chileno Pablo Neruda. Nascido em 1904.

Outro dia homenageei aqui o poeta baiano Castro Alves, e hoje ao homenagear Neruda relembro o poema que ele escreveu sobre Castro Alves:

Castro Alves do Brasil, para quem cantaste?
    Para à flor cantaste? Para a água
    cuja formosura diz palavras às pedras?
    Cantaste para os olhos para o perfil recortado
    da que então amaste? Para a primavera?

Sim, mas aquelas pétalas não tinham orvalho,
    aquelas águas negras não tinham palavras,
    aqueles olhos eram os que viram a morte,
    ardiam ainda os martírios por detrás do amor,
    a primavera estava salpicada de sangue.

- Cantei para os escravos, eles sobre os navios
    como um cacho escuro da árvore da ira,
    viajaram, e no porto se dessangrou o navio
    deixando-nos o peso de um sangue roubado.

- Cantei naqueles dias contra o inferno,
    contra as afiadas línguas da cobiça,
    contra o ouro empapado do tormento,
    contra a mão que empunhava o chicote,
    contra os dirigentes de trevas.

- Cada rosa tinha um morto nas raízes.
    A luz, a noite, o céu cobriam-se de pranto,
    os olhos apartavam-se das mãos feridas
    e era a minha voz a única que enchia o silêncio.

- Eu quis que do homem nos salvássemos,
    eu cria que a rota passasse pelo homem,
    e que daí tinha de sair o destino.
    Cantei para aqueles que não tinham voz.
    Minha voz bateu em portas até então fechadas
    para que, combatendo, a liberdade entrasse.

Castro Alves do Brasil, hoje que o teu livro puro
    torna a nascer para a terra livre,
    deixam-me a mim, poeta da nossa América,
    coroar a tua cabeça com os louros do povo.
    Tua voz uniu-se à eterna e alta voz dos homens.
    Cantaste bem. Cantaste como se deve cantar

Ainda Castro Alves, Através de Neruda

 

neruda Ainda Castro Alves, Através de Neruda

Neruda, um dos grandes poetas do Mundo

Hoje é  data de nascimento do poeta chileno Pablo Neruda. Nascido em 1904.

Outro dia homenageei aqui o poeta baiano Castro Alves, e hoje ao homenagear Neruda relembro o poema que ele escreveu sobre Castro Alves:

Castro Alves do Brasil, para quem cantaste?
    Para à flor cantaste? Para a água
    cuja formosura diz palavras às pedras?
    Cantaste para os olhos para o perfil recortado
    da que então amaste? Para a primavera?

Sim, mas aquelas pétalas não tinham orvalho,
    aquelas águas negras não tinham palavras,
    aqueles olhos eram os que viram a morte,
    ardiam ainda os martírios por detrás do amor,
    a primavera estava salpicada de sangue.

- Cantei para os escravos, eles sobre os navios
    como um cacho escuro da árvore da ira,
    viajaram, e no porto se dessangrou o navio
    deixando-nos o peso de um sangue roubado.

- Cantei naqueles dias contra o inferno,
    contra as afiadas línguas da cobiça,
    contra o ouro empapado do tormento,
    contra a mão que empunhava o chicote,
    contra os dirigentes de trevas.

- Cada rosa tinha um morto nas raízes.
    A luz, a noite, o céu cobriam-se de pranto,
    os olhos apartavam-se das mãos feridas
    e era a minha voz a única que enchia o silêncio.

- Eu quis que do homem nos salvássemos,
    eu cria que a rota passasse pelo homem,
    e que daí tinha de sair o destino.
    Cantei para aqueles que não tinham voz.
    Minha voz bateu em portas até então fechadas
    para que, combatendo, a liberdade entrasse.

Castro Alves do Brasil, hoje que o teu livro puro
    torna a nascer para a terra livre,
    deixam-me a mim, poeta da nossa América,
    coroar a tua cabeça com os louros do povo.
    Tua voz uniu-se à eterna e alta voz dos homens.
    Cantaste bem. Cantaste como se deve cantar

 

 

 
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com