Humor No Dia Internacional da Mulher

Em homenagem à minha companheira e à todas as mulheres,   hoje homenageio com muito humor o Dia Internacional da Mulher

Dia Internacional da Mulher por blogdobemvindo
doia Humor No Dia Internacional da Mulher

 

Morre o Diretor de TV Marcus Coqueiro

marcus Morre o Diretor de TV Marcus Coqueiro

Marcus Coqueiro

 

Faleceu ontem  o Diretor de TV,  Marcus Coqueiro.

Com mais de 20 anos de experiência, trabalhou na Rede Globo, SBT e na  Rede Record participou da direção da novela  “Poder Paralelo” .

Marcus era irmão do também diretor de tv  Ignácio Coqueiro.

Sua morte é uma perda para o mundo criativo da tv e das comunicações.

Vida de Mário Lago Tem Exposição em São Paulo

Link para biografia de MarioLago

 

mario2 Vida de Mário Lago Tem Exposição em São Paulo

Cartaz da Exposição

 

Mario Lago Tem Exposição em São paulo

Mario Lago   (link para biografia)

Ou Você Digita Ou Você Come

fone2 Ou Você Digita Ou Você Come

Sem palavras

 

Todos os dias escreve um post para este meu blog.

Todos os dias eu  tenho assunto.

Mas hoje não tenho. Há dias em que não tenho assunto e outros em que também não. Hoje parece-me ser um desses.

Dizer que ontem jantei num restaurante elegantíssimo, na altura do 26º andar de um hotel do Rio, com minha mulher e achei muito interessante porque ninguém falava aos berros e ninguém digitava nada no celular, só isso já seria um assunto que mereceria um post.  Mas só o fato de ter passado momentos agradáveis com as pessoas falando baixo e conversando entre si, sem auxílio do zapzap foi maravilhoso.

E lembrar a todos que já começou a Mostra Internacional de Teatro de São Paulo. Deem uma olhada na programação pela web ou pelos jornais. Vale a pena, serão 12 países participando.

Você é daqueles que não consegue ficar sem digitar?

  • Sim
  • Não
 Ou Você Digita Ou Você Come

Digite o texto da imagem:

Gerar outra imagem

Todo Mundo Curte Ter uma Coleção

 

selos1 Todo  Mundo Curte Ter uma Coleção

Colecionar selos exige paciència e delicadeza

Hoje é o Dia do Filatelista. Para os “coxinhas” que malham muito mas não tem tempo de se ilustrar nas letras “filatelista” é o colecionador de selos.

Meu pai foi o criador da primeira Revista Filatèlica do Rio de Janeiro, no início do século passado.

Colecionar selos já foi meu hobby. Tive pra mais de 5 000 selos, mas chega uma hora que ´é difícil manter atualizada a coleção, e doei para um amigo mais acurado.

Depois passei a colecionar pedras. Também desisti com o tempo.

Minha irmã mais velha fazia coleção de lápis , propaganda que as lojas davam aos fregueses.

A outra irmã colecionava caixinha de fósforos.

Atualmente coleciono canecas e pratos.

Há pessoas que colecionam discos, cds, brinquedos, bonecas, e até insetos

Fato é que todos nós -  parece-me que por desejo de eternidade – guardanos e colecionamos coisas.

Atualmente você mantém alguma coleção?

  • Sim
  • Não
 Todo  Mundo Curte Ter uma Coleção

Digite o texto da imagem:

Gerar outra imagem

“O Teatro É Como a Peste, Vai e Vem” Disse Artaud

 

artaud3 O Teatro É Como a Peste, Vai e Vem Disse Artaud

Artaud, antes e depois dos "tratamentos"

 

Hoje é aniversário de morte de um dos maiores teatrólogos que o mundo já conheceu: Antonin Artaud. O Louco.

E de saída relembro uma antiga fase do dramaturgo brasileiro Antonio Bivar: “- Por que a loucura seria mais sã que a falta dela?”   .

Artaud passou mais tempo da sua vida (1896-1948) no hospício que em qualquer outro lugar.

Criou o “teatro da crueldade”, que nada tem a ver com a crueldade como vulgarmente conhecemos, Trata-se de um método teatral  diferenciado que trabalha o ser humano mais que a s personagens.

Foi internado porque o mundo á sua época não compreendia seu desespero de criar e viver; não se enquadrava  nos padrões do Sistema. Os eletrochoques e os “remédios’ afetaram ainda mais seu cérebro.

Foi ator, diretor, autor e muito mais.

Fez Escola no teatro.

E disse uma das mais célebres frases já conhecidas por nós profissionais das artes cênicas:

“_ O Teatro é como a peste, vai e vem.”

A Ciência, Arma da Humanidade Contra as Doenças

francis thumb2 A Ciência,  Arma da Humanidade Contra as Doenças

O Rei Dom Francisco I , da França (1494/1547)

 

Em 1905, há 110 anos já havia o automóvel, a luz elétrica, o telefone, o telégrafo sem fio, as anestesia e entretanto ninguém até então sabia como se desenvolvia  a sífilis.

Sífilis, uma doença hoje que ainda se manifesta em 12 milhões de pessoas com 90% de incidência em, Países do Terceiro Mundo.

Sífilis que foi o terror de todos os boêmios, aliada à tuberculose.

Sífilis que dizimou famílias reais inteiras, primeiro levando reis e rainhas  à demência, depois às proles infectadas e doentes.

Um deles , Franbcisco I , da França, passou a doença para sua bela esposa Claudia,   que faleceu aos 24 anos. Depois Francisco casaria com Leonor, da Áustria, e também passaria sífilis para ela.

Pois após séculos, milênios  de doença, com registros dela até na Bíblia nos tempos antigos eis que afinal em 1905, há exatos 110 anos é descoberto a bactéria  da sífilis, pelo cientista Fritz Schaudin.

Porém sua cura só veio a ser efetiva após a  descoberta da penicilina na década de 40 do século passado. A penicilina ajudou na cura de dois males: a sífilis e a tuberculose.

Você cuida regularmente da sua saúde com exames e visitas a médicos?

  • Sim
  • Não
 A Ciência,  Arma da Humanidade Contra as Doenças

Digite o texto da imagem:

Gerar outra imagem

Jovens Atores Descobrem Clarisse Lispector

 

1000elenco Jovens Atores  Descobrem Clarisse Lispector

Em primeiro plano Thiago Chagas que também interpreta Clarisse

Ontem fui ao Teatro do Jóquei assistir à peça “Se Eu Fosse Você”, com direção de Delson Antunes. De 6as a doms. As 21h.

Fiquei muito feliz de ver jovens atores, uma new wave de atores cariocas redescobrindo Clarisse na linguagem teatral.

Uma feliz e talentosa montagem.

O espetáculo é  intimista, onde o público, cerca de 50 espectadores, tem uma aproximação muito grande da ação, quase se tomando parte desta, de uma forma quase itinerante. A montagem leva aos palcos uma dramaturgia construída a partir de 15 crônicas de Clarice Lispector, a maioria tirada da obra “A Descoberta do Mundo”. Nela, a literatura viva se transforma em ação teatral, com todo o poder de comunicação que a linguagem oferece artisticamente em: literatura, teatro, dança, musica, artes plásticas e projeções.

No palco, uma garotada talentosíssima, todos estão de parabéns,  mas os destaques vão para Juliana Stuart, Kiko do Valle, Thiago Chagas (Prêmio Cenym de teatro 2014 - Melhor ator coadjuvante com “Vampiras Lésbicas de Sodoma”) e Sara Marques.

“Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho.” Clarisse

O Aniversário do Rio e a Família Trapo

 

trapo O Aniversário do Rio e a Família Trapo

Nair Bello, Zeloni, Golias, Cidinha Campos, Jô Soares

 

Hoje eu deveria estar escrevendo sobre os 450 anos de fundação da Cidade do Rio de Janeiro.

Mas tantos estarão escrevendo sobre isto que optei por recordar o lançamento da “Família Trapo” pela Rede Record, na data de hoje em 1967.

O nome Família Trapo foi inspirado da família von Trapp, do musical The Sound of Music e do filme A Noviça Rebelde (The Sound of Music). Era uma família confusa e divertida, que vivia em volta do Carlos Bronco Dinossauro (Ronald Golias), que era irmão de Helena Trapo, a mãe (Renata Fronzi). Era o cunhado folgado. Tinha como sua vítima maior o seu cunhado Peppino Trapo (Otello Zeloni), o pai. Verinha, a filha (Cidinha Campos) e o filho Sócrates (Ricardo Corte Real) e o mordomo Gordon, que era interpretado por Jô Soares.

Os episódios giravam em torno do Bronco, que implicava com todos os componentes da família. Brincava com o Peppino Trapo, que a "..Itália era uma bota". E ainda falava que tinha "… uma fazenda em Mato Grosso, que era imensa e que media 7m x 4m". No especial em que aparece Pelé, que não é reconhecido por Bronco (que ainda por cima dá algumas dicas ao "Rei" de como jogar futebol), ele cantarola um hino fascista para irritar Zeloni.

As apresentações eram "ao vivo", e os improvisos iam "ao ar", deixando o programa mais engraçado ainda.

O programa foi líder de audiência no horário, durante três anos consecutivos.

Ah, o Rio de Janeiro? Continua lindo!!! Parabéns Rio!!!

 

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com