Entrevista Com A Atriz Iris Bruzzi

 

 Entrevista Com A Atriz Iris Bruzzi

 

O papo de hoje é  com a veterana colega Îris Bruzzi. Vedete do Teatro de Rveistas, atriz de comédias, de teatro, e de novelas da tv.

1 - Dia e mês de  nascimento - 16 de fevereiro de 1935

2 - Cidade que deixou saudades - Presidente Prudente, onde passei os os meus 15 anos de idade...essa sim...a melhor idade!

3 - Deus - Toda a minha força vem Dele

4 - Acredita em inveja? - Claro que existe...mas como dizia minha sábia avó..mais tem  Deus pra dar que o Diabo pra tomar.

5 - Prato Preferido - Bife , batatinha frita e farofa...

6 - Time - Flamengo

7 - LIvro - A  Casa dos Espírito

8-   Filme - O Mágico de Oz. Aos 7 anos fiz m eu padrasto, que na ocasião namorava  minha

mãe me levar 25 vezes para assistir.

9- Peça- Piaf, com a minha ídala Bibi Ferreira.

1o- Personagem que mais gostou de fazer - Toine,a grande amiga de Edith Piaf, ainda v iva quando  fiz a peça.

11 -Música- Clássica

12- Hobby- Nenhum mesmo.

13- Desejo - Ter uma velhice saudável.

14-Medo - muito medo de sofre na hora da morte.

15- Velhice -Estou  envelhecendo bem...estou entrando nos 80 numa boa!!!

16-Brasil  - Estão querendo acabar com ele.

17- Casada, solteira, ficando ou namorando?  - Solteira

18- Há quanto tempo? - Mais de 15 anos...aliás...quase virgem novamente.kkkkkk.

19 - Mensagem para os fãs -  Sejam honestos no seu trabalho, pontuais, humildes,   e gentis      para  os que estão chegando...v c e um dia também estava chegando. A carreira de ator é dura...mas também nos dá muitas alegrias.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tou Legal de Telemarketing

tele Tou Legal de Telemarketing

Tudo isso ligando pra mim. Afff!!!

 

Como se já não bastasse a enxurrada de emails que vazam meu antispam e vem bater na minha  caixa oferecendo desde alpiste pra pássaros até botas ortopédicas, isto sem falar nos pretensos aumentos de pênis  e viagens a preço de banana, agora tenho que aturar uma infinidade de chamadas telefonicas   que não me dizem nada, absolutamente nada, de uma montanha de consultores disso ou  daquilo.

Antigamente chamavam-se vendedores, hoje são "consultores".

Um saco!!!

Tem uma empresa que liga usando o código 21. Como não atendo ela tenta pelos códigos 11,12,  19, 41, 61, 31, 34, e 71. Fica lá aquele IPhone berrando no vazio porque eu já sei que é uma dessas coisas malucas que querem te vender e num tou nem  aí.

E ainda tem os que usam "Sem Identificação do Chamador". Que leva você a ficar sem saber quem está chamando: se o seu tabalho, se algo importante...aí você atende e uma voz caipira do outro lado diz: "Boa tarde, meu nome é Gisleine e eu sou consultora da Casa do Baralho..." Te pegaram noutra cilada.

A gente larga banho, interompe conversa, larga o que está fazendo pra atender essas porcarias que não pediu que te ligassem.

Tem uma companhia que liga pontualmente todos os dias as 9h10m.  Já até sei o numero e a hora. Nem dou bola.

Mas agora entojei de vez. Enchi meu saco!

Não atendo mais diretamente o telefone, seja o celular ou o fixo.     Só atendo números que conheço.

Aviso aos amigos, aos conhecidos, aos que trabalham comigo:quer falar comigo? Tem mesmo necessidade? Não  conseguiu falar na hora? Então deixe seu recado com seu nome e número na secretária eletrônica  que se for de interesse mútuo ligo em seguida.

Senão...dane-se.

Considero um absurdo ter sua privacidade e sossego invadido por quem você não autorizou e nem quer papo.

Quando eu quero alguma coisa da operadora de telefonia, ou do banco, ou de qualquer companhia  vou lá pessoalmente ou eu mesmo telefono.

Não preciso que fiquem enchendo meu saco e interrompendo meus afazeres.

Ficou claro ou vou ter que desenhar? (Risos, e em seguida desligo).

Se tiverem paciência vejam : TUDO BEM COM O SENHOR? https://www.youtube.com/watch?v=kEn90uMAgtI

Nem Todo Artista É LIbertário e Humanista

 

leni1 Nem Todo Artista É LIbertário e Humanista

Leni, dirigindo o set num carrinho empurrado por um "raça pura".

 

Continuando o papo de que ao contrário do que se pensa de que  todo artista é humansta, todo artista é libertário, digo que esta é uma assertiva sim, mas com suas exceções.

Um dos grandes exemplos é o de Leni Riefenstahl, a cinesasta alemã preferida de Hitler e propagandista do nazismo.

Alguns de nós, mesmo tendo alguns artistas brasileiros como arautos do atraso e do conservadorismo poderia imaginar atgé mesmo esses  tupiniquinspropagandeando o holocausto e o nazismo? Impossível.

Pois esta senhora foi a cineasta da morte.

Nascida em 1902 viveu 102 anos. Faleceu em 2003, tempo suficiente para ver toda a desgraça que o nazismo deixou na História e todos os erros da sua política.

Teve tempo bastante para arrepender-se , se é que o fez, por ter defendido a chamada "raça superior".

Depois da guerra a toda poderosa Leni caiu em ostracismo tornando-se fotógrafa e mergulhadora.

Já em 1933 Leni dirigiu um filme sobre um comício nazista. Apesar de nazi e antihumanista sua estética até hoje é considerada uma das melhores do mundo.

Desenvolveu novos angulos de câmera, novas estéticas, enquadramentos , movimentos de massa e nus. Sua estética é citada por muitos outros cineastas.

O que prova que é possível existir bons artistas e serem ao mesmo tempo antihumanistas e antilibertários. Nem todo artista é Maiakovsky.

"Olympia", sobre as Olimpíadas de Berlim foi um de seus grandes filmes pró-nazistas.

Após a Guerra foi condenada a 4 anos de cadeia. Não se conseguiu reunir mais provas de sua adesão incondicional ao nazismo.

Mesmo assim foi boicotada por todo o resto da sua vida.

Em outubro de 2002, quando ela completou cem anos decidiram arquivar o seu processo, onde era acusada de utilizar prisioneiros ciganos em seus filmes.

Como as coisas do mistério da vida não são como se espera , Leni morreu tranquila, dormindo em sua casa, como um anjo.

Raulzito , a Metamorfose Ambulante

raul Raulzito , a Metamorfose Ambulante

 

Raulzito. Era assim que a gente o chamava na Bahia.

Muito antes do sucesso nacional, muito antes de virar mito de uma juventude da Sociedade Alternativa já era inquieto.

Eu o conheci pela primeira vez em 1970.

Estava eu com o Maestro Carlos lacerda, folcórica figura baiana, grande maestro da terra de Castro Alves, no Barcaninha. Uma casa  noturna da orla de Salvador.

Uma orla cuja urbanização acabava bem antes do Barcaninha,  que situava-se entre  a Boca do Rio e Piatã.

Havia a sede  do Sport Clube Bahia, em seguida um grande vazio com pequenos lotes para só depois encontrarmos a Itapuan de Caymmi.

Eis que chega aquela figura estranha, magra, de mal cuidada barba. Raul Seixas.

Uma festa entre os músicos presentes - então a história da MPB baiana : Ederaldo Gentil, Edil Pacheco, Vevé Calazans, Waldir Serrão e o próprio Lacerda.

Raulzito tazia consigo uma maleta,  o que o tornava mais parecido com um fiscal, ou um auxiliar de contabilidade que própriamente um roqueiro.

A dado momento , aberta a maleta ,revelou- se o conteúdo: remédios! Fármacos os mais variados. Não era uma metamorfose ambulante, era antes uma farmácia ambulante.

Havia de tudo, de antiácidos a ansiolíticos, de antiinflamatórios a bandeides.

Retirou o que naquele  momento julgava vital para a sua sobrevivência (era mesmo hipocondríaco) e em seguida  todos os presentes reviraram sua maleta, tirando dela seu quinhão: de lexotans e a melhorais.

Dezenove anos depois deste encontro, na manhã do dia 21 de agosto de 1989,  Raul Seixas foi encontrado morto sobre a cama , por volta das oito horas da manhã em seu apartamento em São Paulo, vítima de uma parada cardíaca.

A prática antiga  de automedicação, aliada à seu alcoolismo, e agravada pelo fato de ser diabético, e por não ter tomado insulina na noite anterior, causaram-lhe uma pancreatite aguda fulminante.

Um louco, um visionário, um gênio...não há  -  ainda bem -  classificação para aquele que se autodenominou com muita razão uma "metamorfose ambulante".

Vinte e cinco anos da sua morte no dia de hoje.

Corrupção no Brasil? Coisa antiga. Muito antiga.

corrup Corrupção no Brasil? Coisa antiga. Muito antiga.

 

Corrupção no Brasil é coisa antiga, muito antiga. Mais antiga do que se pensa.

Eu diria que os portugueses quando aqui aportaram trouxeram uma muda de Corruptos que deu-se muito bem em nosso clima e  até hoje dá abundantes  frutos.

Já em 20 de agosto de  1597 - portanto há 417 anos -   o Rei de Portugal , D Filipe I  (Filipe III da Espanha) recebeu denúncia de que o Governador Geral do Brasil, Francisco de Souza, Marquês das Minas, usava do dinheiro público para o seu engenho particular.

Oh, escândalo do uso privado do dinheiro público  que viria a se repetir por séculos!!!

Logo o  Marquês das Minas!!! Mas não era pra aeroporto não, naquele tempo era pro engenho de açucar da família. (risos).

Como sói acontecer até os dias de hoje a denúncia houve, quanto à  punição...não encontrei registros se o referido corrupto luso-mineiro foi punido.

Ao contrário, os registros encontrados sobre o referido senhor na Wikipédia o denotam como um homem muito trabalhador e que morreu na pobreza.

Uma contradição entre os que escrevem a História.

E provavelmente a denúncia e inquérito ( se houveram)  terminaram  em pizza porque  naquela época  a Itália já existia com  pizzas de vários sabores.

Talvez  tenha sido a primeira pizza da História Brasileira.

De lá pra cá nos especializamos neste prato de massa.

Por mais que nos esforcemos sempre fica aquela sensação de que aqui, por esta bandas de El Rey, tudo acaba em pizza!

Humor: Conheça o Candidato do PSDB à Presidência

Garcia Lorca e O Dia do Artista de Teatro no Brasil

lorca 2 Garcia Lorca e O Dia do Artista de Teatro no Brasil

A beleza de Lorca não estava apenas na sua literatura.

 

Hoje, 19 de agosto,  é o Dia do Artista de Teatro, no Brasil.

Pouca gente sabe disso, e os próprios artistas de teatro quase não o comemoram, ocupados que estão em colocar público em seus espetáculo, numa luta incansável por espaços, verbas e apoios, sobretudo do Estado para a realização dlos seus projetos e para a manutenção e ampliação do mercado de trabalho.

Mas menos gente ainda  sabe que a data foi escohida por ser hoje aniversário de morte de um dos maiores dramaturgos da História: Federico Garcia Lorca.

Lorca (1898 -1936) ,espanhol é autor, entre muitas  outras belíssimas obras de poesia, de peças maravilhosas como "A Casa de Bernarda Alba", "Bodas de Sangue" e "Yerma".

Mas a importãncia e a ligação dos artistas com Lorca vai além da dramaturgia e da literatura

Remonta o seu sacrifíco - então ele com 38 anos -   à Guerra Civil Espanhola que opôs os libertários republicanos contra os fascistas do "Generalíssimo"  Franco.

Durante a guerra Lorca foi retirado da casa de seu amigo Rosales, onde havia se refugiado,  levado a um ermo e ali fuzilado pelas costas  pelos golpistas espanhóis,  cuja máxima pode ser  descrita pelo grito  do General Millan Astray, um dos generais do Ditador Francisco Franco, dentro da Universidade de Salamanca:

- "Abaixo a inteligência! Viva a Morte!"

Até hoje o local onde esteja o corpo de Lorca não foi localizado.

Então,  os que me leem agora tomem conhecimento que o Dia dos Artistas de Teatro não foi tirada de uma algibeira legislativa ao acaso.

Tem seu fundamento na mais lídima tradição humanista e libertária dos que trabalham na arte da representação teatral.

Relembrando Lorca, através de um de seus mais conhecidos versos,  nesta data de hoje.

"Verde que te quiero verde.
 
Verde viento. Verdes ramas.

El barco sobre la mar

y el caballo en la montaña."

Não Há Mais Brecht Em Nossos Palcos

 

heLENE1 Não Há Mais Brecht Em Nossos Palcos

A grande atriz Helene Weigel em "Mãe Coragem" em 1948. Berlim.

 

Este post de hoje estava pronto para ser publicado na 5a feira passada, dia 14., data da morte de Bertold Brecht Mas, como bom ator brechtiano cedi o espaço daquele dia para relembrar a corajosa Zuzu Angel.

Entretanto não posso deixar passar de render meus préstimos ao gênio da dramaturgia Bertold Brecht, e faço-o hoje, dia 18.

Quando eu comecei em teatro a moda era Brecht. O realismo socialista.O teatro épico.

"Os Fuzis da Senhora Carrar", "A Mãe"; "Mãe Coragem"; "Tambores da Noite"; "O Casamento do Pequeno Burguês"; "Terror e Miséria do Terceiro Reich"; "Galileu Galilei" e muitas e muitas outras obras que nos excitava representá-las para uma platéia ávida por este tipo  de dramaturgia.

O mundo era épico.  Vivíamos então momentos épicos : a Guerra do Vietnam; a Guerra Fria; A Revolução Cubana; a crise dos mísseis em Cuba...a  própria luta que travávamos contra a Ditadura teve um caráter épico.

E Brecht então nos empolgava.

As novas gerações talvez conheçam melhor uma das suas maiores obras :"A Ópera dos Tres Vintens" adaptada com o título de  "A Ópera do Malandro", que inclusive está sendo agora mais uma vez montada , desta feita apenas com atores homens, sem atrizes no elenco.

Desta Ópera, em parceria com o grande mestre musical Kurt Weill surge a inesquecível canção de Mac Navalha. (Mack The Knife), que Louis Armstrong , Frank Sinatra e tantos outros imortalizaram.

A influência do teatro de Brecht vai decrescendo à medida que o épico deixa de ser no Mundo. Vivemos hoje um Mundo menor,sem grandes sonhos, sem grandes atos. Poderia dizer,  até mesmo um  Mundo apequenado por gestos  medíocres de líderes e ícones  internacionais que não são exemplo para ninguém.

Apequenado em guerras religiosas e nacionalistas. Apequenado entre a velha rivalidade das etnias.

Com a globalização do consumo o Humano sai do Epopéico e entra nos Costumes. Sai Brecht e suas operetas e entram os musicais da Broadway.

Eugen Berthold Friedrich Brecht (Augsburg, 10 de fevereiro de 1898 — Berlim Leste, 14 de agosto de 1956). Assim podemos resumir os 58 anos de vida deste dramaturgo alemão que influenciou gerações.

Os Olhos Azuis de Carlos, o Drummond de Andrade

dimond2 Os Olhos Azuis de Carlos,  o Drummond de Andrade

 

Naquele dia fui à Sociedade Brasileira de Autores Teatrais - SBAT, no centro da cidade, como fazia todas as segundas-feiras  para receber meus direitos autorais.

Mas aquela segunda-feira foi diferente.

Entrei na SBAT  e dei de cara com dois olhos azuis de uma Graça que chegavam a intimidar pela limpidez do Olhar.

Era Carlos Drummond de Andrade.

Ele cumprimentou-me discretamente e sentou-se a aguardar ser atendido.

Não era possível!!! Ali estava eu diante de um dos nossos maiores valores culturais. E nem havia marcado hora !!! (risos)

Aquele homem calvo,  magro, simples, era o itabirano  Drummond de Andrade sobraçando um patético guarda-chuva num dia de sol... (Mineiro , prevenido, sempre carrega um guarda-chuva).

Eu não consegui nem responder ao seu "bom dia".

Faltou-me a fala,  e as pernas não moviam-me.Não sabia eu se sentava, se sumia dali para não incomodá-lo, se o encarava, se conversava...

Fiquei extasiado, saboreando neste encontro casual a simplicidade que dele emanava.

Aliás contam-me que a simplicidade era uma das suas marcas.

Eu também conto: ele era funcionário público e toda tarde , findo o expediente, tomava seu ônibus pra casa em Copacabana.

Estava ele em pé no ponto  à espera do coletivo, ali na Rua México,  quando surge um veículo.

Uma senhora humilde, ao seu lado, pergunta-lhe:

- Este ônibus é que vai pro Leblon?

Ele sem óculos não conseguiu enxergar o itinerário e respondeu-lhe:

- Não sei...eu não consigo ler...

E ela , sem saber que estava diante do homem que tinha o dom das letras:

- Não se preocupe não, eu também não sei ler!

Hoje faz 27 anos que Drummond nos deixou com seus versos e crônicas e partiu , talvez para Pasárgada a encontrar com Bandeira, o Manoel Bandeira que certo dia quando eu era ainda menino...

...mas isso é outra história.

Cuidado Quando Cantar o “Parabéns Pra Você” Hoje

 

bolo1 Cuidado Quando Cantar  o Parabéns Pra Você Hoje

Aniversaria hoje? Parabéns a você!

 

Hoje é sábado, dia de festas e sobretudo de festas de aniversários.

Chega o momento que todos em volta do aniversariante cantam "Parabéns Pra Você".

É o clímax da festa.

Mas o que pouca gente sabe é que a musiquinha cantada tem dono.

Exagerando: corre-se o risco de ter fiscais do ECAD entrando na festa e cobrando os direitos do autor sob pena de interdição do convescote  natalício.

A música mais cantada em todo o mundo foi criada nos Estados Unidos em 1875 pelas irmãs Mildred e Patrícia Hill.

Elas compuseram uma pequena quadra chamada "Morning to all" (Bom dia para todos) para cantar com os alunos pela manhã, antes do início das aulas.

A letra original era composta de um verso apenas, em que havia a repetição por quatro vezes do "happy birthday to you", sendo acrescentando o nome do aniversariante na terceira repetição no lugar do "to you".

Em 1942, o cantor Almirante, que apresentava um programa na Rádio Tupi do Rio de Janeiro, resolveu promover um concurso para escolher uma letra em português da canção.

A paulista Bertha Homem de Mello Prado ganhou o concurso e em consequência tornou-se co-proprietária dos direitos autorais que são divididos também entre a editora Warner Chappell – detentora da música original – e os herdeiros das autoras estadunidenses.

Bertha veio a falecer em 1999, e portanto, pela nossa Lei,  sómente em 2069 (70 anos após a morte do autor)  os direitos serão de domínio público.

A música continua sendo uma das mais executadas em todo o Brasil, segundo o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad).

O "Parabéns a Você" recolhe dinheiro dos direitos autorais sempre que é executada publicamente ou usada em filmes, novelas e programas de rádio e TV, assim como quando é gravada.

Agora já sabem, não digam que não avisei: quando cantarem nos play grounds e salões de festas cuidado com  o ECAD. (risos).

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com