“Toda Unanimidade é Burra”

    O título deste post é uma frase de Nelson Rodrigues. Quando eu era jovem, bem jovem ainda, e não incomodava nenhum interesse econômico, político, ou social eu era uma unanimidade. Todos me queriam bem, todos me elogiavam. Até o dia... Continue lendo

Crescimento Infinito Num Planeta Finito?

  Vejo no noticiário que o tal PIB brasileiro ficou negativo. O que significa isso? Significa que continuamos medindo a nossa felicidade pela riqueza produzida. Começo a perceber que este é um paradigma completamente ultrapassado. Tão... Continue lendo

Tributo a Umberto Eco

  O Mundo ontem ficou um pouco mais pobre e medíocre: faleceu o filósofo, linguista  e romancista Umberto Eco. Meu primeiro contato com Umberto Eco deu-se com a leitura de seu livro “Obra Aberta”, leitura obrigatória para todos que desde... Continue lendo

Trinta Anos Sem Nelson Cavaquinho

    Em 1986 falecia um dos maiores sambistas e compositores populares do Brasil: Nelson do Cavaco, ou Nelson Cavaquinho. Seu envolvimento com a música inicia-se na família. Seu pai, Brás Antônio da Silva, era músico da banda da Polícia... Continue lendo

Prêmio de Humor 2016

  A ideia e manutenção partiram do ator e humorista Fábio Porchat. Cansado de ver as premiações teatrais irem apenas para os dramas e seus atores, como se a comédia fosse uma arte menor Fábio nos reuniu – a mim e mais 4 colegas – e... Continue lendo

Arte Primitivista Amo, Gente Primitivista Não

  Gosto muito da pintura primitivista. No Brasil sempre fui fã de Djanira, Chico da Silva,  Heitor dos Prazeres e tantos outros. Com eles não há o difuso e o  rebuscamento do impressionismo de Renoir, por exemplo. Ou o claro-escuro do... Continue lendo

Um Pote Cheio de Orgulho e Mágoa

    Sabe aquela pessoa da família que às vezes por causa de uma bobagem deixa de falar contigo e se afasta e com ela vão os filhos, e toda a família dela? Por mais que você procure, peça desculpas, tente consertar as coisas ela não... Continue lendo

Dicas de Livros

    Desde criança desenvolvi o hábito da leitura. Leitura é hábito, é processo cultural. Comecei assim que aprendi a ler, lendo livrinhos de histórias infantis. E nunca mais deixei de ler. Espero que vocês, leitores, também tenham... Continue lendo

“Luz, Mais Luz!!”

    O título deste post foram as últimas palavras pronunciadas por Goethe no seu leito de morte. Sentado na varanda de minha casa observava a luminosidade da tarde carioca. O Sol derramava sua luz, soberano, por sobre todas as coisas. Muita... Continue lendo

O Ódio Nosso de Cada Dia

  Em essência não há maldade. Há selvageria. Maldade já é cultura. Moralidade. Construção mental e racional. O que há é um selvagem em cada um de nós que precisa ser domesticado, domado, reprimido para que possamos ser dignos do nome... Continue lendo