tarados Abuso sexual: o que está acontecendo com os homens? O que sempre aconteceu...

Eles eram chamados de tarados, e sempre existiram. O que acabou foi o silêncio

Mais um cidadão foi preso, na tarde desta quarta-feira (6), por se masturbar em local público na cidade de São Paulo. Nas últimas semanas, falou-se de um caso atrás do outro. Fulano que passou a mão em uma moça no ônibus, cicrano que bulinou três adolescentes, sem falar no ejaculador serial que, enfim, foi detido. Muita gente anda horrorizada, oh, uh, como assim, o que está acontecendo? Então... deixa eu contar uma coisinha pra vocês: não há nada de novo nesse comportamento masculino. Isso sempre existiu. A diferença é que, agora,  as mulheres não estão mais ficando caladas.

Hoje chamados de abusadores, eram só os tarados dos quais a gente era obrigada a correr. Homens que se masturbavam na rua amedrontando meninas que voltavam da escola. Homens que pediam informações e, quando a gente se aproximava, estavam se masturbando no carro. O pênis, essa grande arma de intimidação em massa. Uma amiga minha, nos idos de 1982, só andava de ônibus munida de uma agulha escondida nas mãos. E espetava sem dó os encoxadores. Quantas cotoveladas gastamos para afastar os esfregadores de pênis? Nada disso é novidade. Qualquer mulher tem um relato, ou vários, de algum tipo de abuso.

Está ruim agora? Está, parece que basta falar de um caso para pipocarem vários. Mas a verdade é que já foi muito pior. Hoje, pelo menos, o motorista tranca as portas e leva o abusador até a polícia. Antes, a vítima sequer tinha coragem de reclamar. Seria ela chamada de louca, caso gritasse e acusasse um homem de abuso no transporte público. Os tarados amedrontaram e seguem causando pânico, mas agora existe uma mínima rede disposta a proteger as mulheres. E a tolerância com esse tipo de gente parece estar chegando ao fim.

Tomara. Esse medo de ir e vir sem a garantia de ter de correr de um tarado deixa sequelas para a vida toda. Que a sociedade enxergue, de uma vez por todas, que não dá para acobertar os maníacos machistas, que andam pelo mundo certos de sua impunidade. O jogo está virando, mas todos esses casos recentes só mostram que ainda há muito o que ser feito.  O que está acontecendo com os homens? O que sempre aconteceu, e ninguém dizia. Agora acabou o silêncio.

http://r7.com/sBDl