21042286 2034531683450210 7616140754376720384 n Caso Olin Batista: cara proíbe namorada de trabalhar. E ela aceita?

Olim já se declarou para Cassiane, mas exigiu que ela parasse de trabalhar

A  noticia de que Olin Batista, filho do Eike (aquele que está em prisão domiciliar) e de Luma de Oliveira, é ciumento e, por isso, proibiu a namorada de continuar trabalhando como modelo, gerou indignação em boa parte do público. No Instagram do rapaz, que recentemente postou uma foto com a jovem  Cassiane Chiniski todo apaixonado, alguns comentários na foto pediam "Deixa a mulher trabalhar", "Deixa a guria".

Cassiane participou, em 2012,  do concurso "Menina Fantástica", do "Fantástico", e seguiu firme na carreira de modelo. Até largar tudo desde começou a namorar Olin.  Eles se conheceram por meio de amigos em comum e estão juntos desde junho. Ao jornal Extra, o DJ confirmou: "Ela não trabalha como modelo, sou muito ciumento. Nunca me senti tão bem como uma pessoa como me sinto com ela".

Os dois são muito jovens, eles têm 21 anos, e é assustador constatar que um cara tão novinho tenha uma cabeça tão retrógrada. A dela não fica muito atrás. Um cara "proibir" a namorada de trabalhar, e ela aceitar, é o tipo da situação em que não dá para dizer quem é pior.  Antes de Cassiane, Olin namorou  por 10 meses, em 2013, a ex-Panicat Babi Rossi.  Há quem diga que Babi pediu demissão do Pânico a pedido dele. Acabou sem o emprego e sem o namorado.

O moleque gosta de modelo, mas não segura a onda de ver as mulheres sendo modelos. É o tipo de ciúme que revela o tamanho da insegurança da criança. Já essas minas que aceitam esse tipo de "ordem" em nome do "amor" também têm muito o que aprender. Assim, fica difícil de defender. Mas se o cara te cerceia a liberdade deste tanto... não é amor. É cilada! O preço pode ser alto demais...

http://r7.com/HUi9