17904202 180081049178286 6453917744942395075 n Comentário machista de músico faz casa interromper show e gera polêmica nas redes

Wander Wildner queria uma vadia para levar uma cerveja ao palco. Acabou sem show

Tava rolando um show do cantor e compositor gaúcho Wander Wildner, na Fatiado Discos, neste domingo (28), quando o músico se dirigiu à plateia e falou: "Já que nenhuma vadia me traz uma cerveja". Bastou para que o microfone e o som fossem desligados, e a apresentação interrompida. Imediatamente, as redes sociais reagiram ao episódio, registrado em um post da loja onde ocorria o evento (logo deletado), seguido de uma publicação do próprio músico. Instaurou-se a polêmica.

fatiado Comentário machista de músico faz casa interromper show e gera polêmica nas redes

De um lado, a galera do "o mundo tá muito chato", "é mimimi", "feministas vitimistas". De outro, as pessoas que enxergam nas palavras de Wander uma agressão desnecessária e o machismo nosso de cada dia.  Será mesmo que é tão difícil perceber que o cara não precisa ser babaca desse jeito? Que existem outras formas de se expressar, sem reduzir sua plateia feminina a vadias que lhe tragam uma cerveja?

wender Comentário machista de músico faz casa interromper show e gera polêmica nas redes

É difícil derrubar os muros erguidos pelo machismo durante séculos, a gente sabe. Os homens, a maioria deles, e muitas mulheres, foram criados e educados para não ver nada de mais nesse tipo de agressão. "O cara só tava brincando", dizem. Ou "foi um mal entendido", como justificou o próprio Wander.

Então... acho que não custa fazer um exercício de empatia e tentar mudar o tom das brincadeiras. Não dói. E podemos, juntos, criar um mundo em que chato seja um músico agir como um babaca no palco. E não mulheres exigirem respeito.

http://r7.com/R8nh