amanda bbb É dos canalhas que elas gostam mais

Como dizem, homem nenhum suporta mulher grudenta. Nem os canalhas...

O irmão de Amanda, confinada no BBB 15, usou suas redes sociais para dar os parabéns a ela por mais uma liderança e aproveitou para comentar o romance que a morena está tendo com Fernando na casa. Leandro Djehdian deixou um recado em sua página do Facebook dizendo para a irmã deixar de ser trouxa. E disparou sua ira contra o brother: "Quando você sair daí nunca mais vou deixar esse canalha chegar perto de você”.  O problema é que os canalhas exercem um fascínio nas mulheres que é difícil de entender. A própria Amanda confessou que está feliz com o "pouco" que recebe do bonitão.

As reações à postura de Amanda, em sua maioria, pedem que ela tenha mais auto-estima, que precisa se valorizar. Mas há, entre os ataques, algumas vozes que mostram a verdade mais cristalina. Quem nunca?

— Quem nunca correu atrás de alguém que atire a primeira pedra. A única diferença é que Amanda fez isso em rede nacional, ou seja, deu a cara a tapa.

— Falta de amor próprio, pode ser. Mas quem nunca investiu num relacionamento que todos amigos sabiam que você iria se desiludir, menos você por acreditar estar fazendo a coisa certa?

— Ah o que importa é que ela tá feliz! E recebendo carinho. Às vezes as pessoas não entendem que quando a gente ama fica cega, surda e muda e não importa o que os outros pensem ou digam!

Os comentários são reais e as situações idem. Não enxergar que o outro está te tratando feito lixo faz parte da idealização do objeto de desejo. O cara não querer não faz dele um canalha. Por mais que muita gente não acredite, os homens têm todo o direito de dizer não. E rejeitar alguém não é um defeito. É um direito. E não adianta pensar "mas pô, ontem ele queria. Tá brincando com meus sentimentos". As pessoas só fazem com a gente o que a gente permite.

Fernando pode até ser canalha por ter colocado o doce na boca de Amanda e tirado depois que Aline entrou na casa. Ou pelo fato de ter feito um milhão de juras de amor para a loirinha, para depois balançar o edredon com Amanda. A regra é clara: o cara é canalha quando mente, engana e finge um afeto que não tem.

Mas a mulherada parece que fica mais atiçada quando é rejeitada, como se fosse uma questão de honra conquistar aquele que te despreza. E aí, dá-lhe rastejar atrás do boy, tomar fora e continuar acreditando que será capaz de transformar a situação. Não vai. Dificilmente esse tipo de relação pode acabar bem.

Amanda também pode estar apenas vivendo sob a pressão do confinamento, e das carências extremas que esse tipo de situação pode causar. Nada do que ela aparenta talvez seja real. Mas, de todo modo, ouvi-la dizer que está feliz com as migalhas que recebe, pois nunca teve nada, é deprimente. Até a paixão pelos canalhas tem de ter limites.

http://r7.com/39BA