As mulheres estão sendo convidadas, pelo Facebook, a participar, nesta sexta-feira 28/3, de um protesto online chamado  "Eu não mereço ser estuprada". O movimento é uma reação ao resultado da pesquisa do  IPEA que mostrou, ontem (27/3), que 65,1% dos brasileiros acha que mulher que mostra o corpo merece ser estuprada. Já falei de minha indignação sobre isso aqui.

A campanha convoca:

"Você não concorda com isso? Nem eu! Então bora mostrar o corpo pra mostrar o quão revoltadas estamos? A ideia é que a gente tire a roupa e se fotografe, da cintura para cima, com um cartaz tampando os seios com os dizeres "Eu também não mereço ser estuprada" e postemos, todas juntas, ao mesmo tempo, online. Quem tá dentro?"

Foi criada a hashtag: #EuNãoMereçoSerEstuprada para acompanhar o movimento. E uma observação importante: quem não se sente à vontade  para um topless, pode postar uma foto como quiser (de burca, de roupa de futebol, de biquíni, sei lá) e os dizeres "Eu não Mereço Ser estuprada". "O que importa é que nós, como mulheres, demonstremos como ninguém é dono do nosso corpo além de nós mesmas."

As organizadoras esclarecem as regras:

Posso tirar foto de roupa? Pode, meu bem, como quiser, mas choque o quanto puder os moralistas e machistas, ok?

Onde posto a foto? No seu perfil, com o link do evento junto ou um textinho explicando porque está fazendo aquilo. Ou colocando uma tag na foto para o evento.

Todo mundo vai postar junto? Sim, ao mesmo tempo, às 20h desta sexta, 28/3.

Como tem que ser o cartaz? Como quiser, guria, pode escrever no corpo, com comida, com canetinha. Enfim, use seus dotes.

O endereço do evento é: https://www.facebook.com/events/718713144818641/?ref=3&ref_newsfeed_story_type=regular