marcello Marcello Novaes dá exemplo para outros ex maridos

O relacionamento acaba, mas fica o respeito e o afeto. Baita lição de Marcello Novaes

O ator Marcello Novaes  participou do quadro Arquivo Confidencial, no Faustão deste domingo (15) , e deu uma lição de civilidade raramente vista, especialmente quando o assunto é fim de relacionamentos e ex-mulheres.

Marcello foi casado duas vezes e não poupou elogios às mães de seus filhos. Uma delas, Letícia Spiller, também é atriz  e os dois fazem par romântico na novela Sol Nascente. Eles ficaram casados por quatro anos e, apesar de separados há quase 20 anos,  o carinho entre eles é de uma grandeza rara.

Letícia fez questão de dar um belo depoimento sobre o ex-marido, terminando com um impactante "Eu te amo".  Marcello também  mostrou que o fim de casamento não significa o fim do afeto. Aquelas pessoas com quem se vive um amor não podem se tornar, de uma hora pra outra, o alvo de todo ódio do mundo, como é tão comum.

Casos de ex-maridos e ex-namorados que agridem e matam suas mulheres estão no noticiário todos os dias, às vezes com requintes de crueldade, como o caso da chacina de Campinas, no fim de 2016. Neste cenário, o olhar afetuoso de Marcello para suas ex-mulheres é um exemplo que deveria ser seguido.  Ele contou que ainda a amava quando se separaram.  Letícia lembrou que eram muito jovens, e houve alguns desentendimentos, e lembrou que os dois têm um elo que é o filho Pedro. Marcello disse que sua boa reação com as ex-mulheres causa espanto nos amigos, que dizem pra ele "eu tenho uma ex-mulher mal consigo falar com ela, você tem duas e se dá bem". A explicação para isso é simples.

— Você separa, pode acabar o amor numa vertente, mas a Letícia é uma mulher por quem eu tenho extrema admiração, como mulher, como profissional, mãe. Quando a gente terminou, foi dificílimo para mim. Terminei ainda amando demais a Letícia, muito apaixonado. Foi uma barra pesada.

Marcello também se declarou para a outra ex-mulher, Sheila, mãe de seu outro filho, Diogo. "São duas guerreiras".

— Graças a Deus, a gente conseguiu distinguir, acabou o relacionamento, mas e tudo aquilo que eu vi nela... eu não posso perder essas mulheres, não posso deixar de estar ao lado delas. São pessoas importantíssimas na minha vida. Não sei como seria a minha vida sem elas. Também amo muito vocês e para sempre se depender de mim.

É isso. Quem constrói uma vida ao lado de outra pessoa não pode se esquecer o que foi que viu ali. O que o levou a dividir o mesmo teto, as contas, as alegrias e as tristezas. Uma vida a dois que se constrói no amor não pode, simplesmente, desaparecer porque o relacionamento acabou, principalmente quando há filhos envolvidos. Não existe ex-pai ou ex-mãe.

E é preciso que haja sempre uma dupla de amigos para que se possa seguir com dignidade vida afora. "Que a gente possa passar isso pra as pessoas", disse Marcello. Ele está coberto de razão. Que o exemplo dado por ele e suas ex-mulheres neste domingo fique aí, reverberando na cabeça de todos os que acabaram seus relacionamentos, para que compreendam a dimensão que é manter os laços afetivos com aqueles com quem, um dia, formou-se um par. O casamento acaba, mas fica o respeito e o afeto. Uma linda lição para todo mundo.

http://r7.com/D6aK