produtos 3 Mulheres ganham menos, mas produtos para elas custam até 7% mais. Pode?

Vai às compras? Fique esperta para ver se não está pagando a mais, só pelo fato de a embalagem ser cor de rosa!

Quem aí já caiu naquela cilada de comprar uma lâmina de barbear feita só para mulheres, cor de rosa, com a promessa de que foi desenvolvida exclusivamente para a depilação feminina, sabe: sairia mais barato se comprasse a usada pelos caras. É incrível, mas o mesmo produto, quando oferecido a elas é mais caro do os vendidos para eles.

Não é uma mera desconfiança, é fato, agora comprovado pelo Departament of Consumer Affairs (DCA) da cidade de Nova York. Os podutos direcionados para o público feminino são, em média, 7% mais caros do que os similares vendidos para os homens. O nome dado ao fenômeno é Pink Tax, ou Imposto Rosa. O tema bota ainda mais fogo no debate sobre desigualdade de gênero, afinal, além de a mulherada ganhar 24% menos, de acordo com dados do Relatório de Desenvolvimento Humano 2015, elas ainda pagam mais pelos mesmos produtos, só pelo fato de serem cor de rosa!

o GILETE 570 Mulheres ganham menos, mas produtos para elas custam até 7% mais. Pode?

O estudo apontou que os produtos para mulheres custam, em média, 7% a mais

É revoltante, para falar o mínimo. Não se trata de produtos que tenham, de fato, algum benefício especial. É picaretagem pura! A pesquisa comparou a versão feminina com a masculina de mais de 800 produtos de 90 marcas vendidas em lojas de departamento e supermercados, nos Estados Unidos. Todos os produtos à venda tinham duas únicas diferenças: a cor da embalagem (rosa ou azul) e o direcionamento ao público (feminino ou masculino).  Dependendo do segmento, a diferença é ainda maior. No ramo de cuidados pessoais,  mulheres pagam 13% a mais, em média, mas há artigos que podem custar 50% a mais.

Em média, os produtos para as mulheres custam 7% mais que equivalentes para homens. O estudo estima que, por ano, as mulheres gastem aproximadamente US$ 1.351 a mais (ou R$ 5.343,48) de Pink Tax para adquirir as mesmas coisas.Isso, obviamente, configura uma discriminação de gênero. Ou seja: as mulheres ganham menos e são seduzidas por produtos mais caros. É muita sacanagem!

O jeito é ficar de olho. Confira se aquela cor na embalagem não é só uma isca para fazer você gastar mais. Claro que, às vezes, não tem como fugir. No mercado de moda, por exemplo, há a questão do corte da roupa. Um jeans masculino não será igual a um feminino, e dá muita raiva saber que vai custar 7% a mais só para servir num corpo de mulher. É de lascar!

produtos Mulheres ganham menos, mas produtos para elas custam até 7% mais. Pode?

A pesquisa comparou a versão feminina com a masculina de mais de 800 produtos de 90 marcas

http://r7.com/UEvA