beth lago 3 Nunca haverá uma modelo como Betty Lago

Beth Lago era performance na passarela, antes de as modelos cabide entrarem em cena

Performática e poderosa, Betty Lago fez parte de um momento único na moda mundial.  A ex-modelo, que faleceu neste domingo, aos 60 anos, vítima de câncer na visícula, era um furacão fashion. Antes de as passarelas se abarrotarem de meninotas magrelas e tristonhas, ela arrebentava a cada entrada, ganhando o respeito de gente como Yves Saint Laurent, Claude Montana, Jean Paul Gaultier e, em especial, de Thierry Mugler, que a elegeu como musa.

Mugler colocou Betty para abrir um de seus mais marcantes espetáculos, em 1995, deixando na poeira gente como Jerry Hall, Linda Evangelista e Naomi Campbell. Descoberta nos anos 70 pelo fotógrafo Evandro Teixeira, ela também foi, durante os 15 anos de carreira na moda,  capa da Vogue e rosto de  campanhas de Saint Laurent e Versace.

 Veja as últimas postagens de Betty Lago nas redes sociais

Em pleno advento das supermodelos,  ela conseguiu seguir imbatível no carão. Com Betty Lago, não tinha essa de manequim cabide. Ela era um closet repleto de espelhos. De beleza rara, forte e nariguda, conquistou destaque onde imperavam os rostinhos perfeitos. A teatralidade que exibia na moda levou depois para a televisão, onde foi atriz e apresentadora.

As jovens modelos, Gisele Bündchen entre elas, devem muito a Betty Lago. Foi ela, com seus vinte e poucos anos, quem chutou a porta das disputadas fashion weeks mundiais, abrindo caminho para as brasileiras que vieram depois. Betty já estava há muitos anos afastada da moda, mas foi única, marcante. O luto é permanente.  Nunca haverá uma modelo como Betty Lago.

Famosos lamentam a morte de Betty Lago

Namorado de Betty Lago desabafa após morte da atriz: "Nós queríamos o mundo e isso não era sonho"

Confira o vídeo do desfile de Mugler com Betty Lago:

Thierry Mugler 1995 fall-winter por thevideos11

http://r7.com/kzx2