csm DJsI52WXoAADNeM bb8fd11086 Roupa curta justifica abuso? Luiz Carlos, da banda Raça Negra, não está sozinho nisso

Para Luiz Carlos, do Raça Negra, as meninas devem usar roupas comportadas para não atrair os pedófilos

Causou uma baita confusão a declaração que o cantor Luiz Carlos, da banda Raça Negra, deu na manhã desta quinta-feira (14) no programa Encontro, de Fátima Bernardes, sobre violência sexual.  Segundo ele, as meninas devem usar roupas comportadas para não atrair os pedófilos. No meio de uma discussão sobre abuso infantil, ele insinuou que as meninas que usam roupas mais curtas teriam culpa no abuso dos quais são vítimas.

Na plateia e nas redes sociais, a repercussão negativa foi imediata, mas a verdade é uma só:  pensa como Luiz Carlos a imensa maioria das pessoas, homens e mulheres.  Quem não se lembra da polêmica em torno do resultado de uma pesquisa do Ipea, segundo a qual pelo menos 30% dos brasileiros acreditam que  “mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas”?  Quem tem filha novinha sabe o drama que é. Ao mesmo tempo em que é preciso ensinar a liberdade, é necessário alertar para os perigos.  Infelizmente, as meninas, garotas e mulheres têm o direito de usar a roupa que quiser. No entanto, no Brasil, não dá para exercer esse direito sem correr riscos sérios de se tornar vítima de estupro.

Culpar a vítima pelo abuso sofrido é uma das facetas mais nefastas do machismo.  Usar a roupa curta, justa, o top e a minissaia é só um detalhe. O que está em jogo aqui é o julgamento do comportamento feminino. E, de novo, a crença equivocada de que a mulher "provoca" a violência que sofre. Somos todas Evas nesse paraíso de Adões incontroláveis.

Infelizmente, o discurso de Luiz Carlos ainda é o que predomina. O "prendam suas cabras que meu bode está solto".  E, como mãe, só lamento muito que minha filha, e as filhas das minhas amigas, e as amigas da minha filha ainda sejam obrigadas a viver em um mundo (e, especialmente, em um País), onde não podem vestir o que bem entendem, sob pena de não voltarem vivas para casa.

Ter um direito e não poder exercê-lo é uma prisão. Isso é a cultura do estupro. Isso é o que machismo faz com a sociedade. Tira da mulher o direito de escolher o que vestir. Tira das meninas a infância. Rouba a liberdade.  Luiz Carlos não está sozinho nisso. E, sinceramente, lamento que a luz no fim deste túnel ainda esteja tão distante.

http://r7.com/QOsZ