A organizadora do protesto online "Não mereço ser estuprada", a jornalista Nana Queiroz, declarou oficialmente abertas as postagens e foi a primeira a compartilhar sua imagem contra o resultado da pesquisa do Ipea, segundo a qual 65% dos brasileiros acham que "mulher de roupa curta merece ser atacada". As fotos serão compiladas em um tumbrl e o movimento, que em menos 24 horas somou quase 160 mil convidados e 12 mil confirmações, não deve parar por aí!

Update: Era de se esperar... diante do resultado da pesquisa, nada mais óbvio do que a presença de vários caras falando muita, mas muita bobagem por . Triste. A culpa é de quem?  A culpa é dos humanos, que não aprendem a respeitar uns aos outros... e seguem discriminando, assediando, estuprando matando...

 

nana queiroz Valendo! #naomerecoserestuprada

Nana Queiroz postou a primeira foto do protesto online contra o estupro

"Declaro oficialmente abertas as postagens. Aqui vai minha foto, tirada em frente ao Congresso Nacional. Na pulseira e no colar, uma homenagem às minhas ancestrais indígenas, mulheres guerreiras oprimidas por nossa sociedade. No batom vermelho, às prostitutas, talvez as mulheres mais estupradas de nosso país. Elas também não merecem. Nem eu. Nem você. #NãoMereçoSerEstuprada #NinguémMerece"