Publicado em 26/03/2015 às 10h15

Bebi e Gostei: Broquel Petit Verdot 2013

BVITTTRBRPVSCXX Ampliada1 300x300 Bebi e Gostei: Broquel Petit Verdot 2013

 

Vinho: Broquel Petit Verdot 2013.

Produtor: Trapiche

Origem:  Mendoza (Argentina).

Uvas: Petit Verdot.

Importadora: Interfood.

Preço Aproximado: R$67,90.

 

 

Um bom enófilo que se preze tem que ter no sangue aquela inquietude de provar coisas novas e não ficar somente naqueles vinhos que gosta. É assim que vamos desbravando e conhecendo este maravilhoso mundo do vinho. E fico feliz quando encontro algo diferente e principalmente com preço bom. É o caso deste vinho.

 

Falando um pouco sobre esta uva, a Petit Verdot é uma uva relativamente bem conhecida em seu habitat natural a região francesa de Bordeaux. Geralmente ela entra em blends com uma ou mais uvas como por exemplo Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Merlot. Mas no Novo Mundo ela anda atraindo a atenção de muitos enólogos e posteriormente de enófilos, com vinhos bem interessantes e diferentes.

 

E o Broquel Petit Verdot é um destes vinhos. Um vinho delicioso, de bom corpo, boa acidez, taninos macios, aromas e sabores intensos bem característicos desta uva (ervas, vegetais e fruta madura, além da madeira bem integrada) e um final longo e gostoso. Um vinho diferente, com muita qualidade e mais um golaço do competente enólogo Daniel Pi, chefe da enologia da Trapiche. Vale provar pela qualidade, pelo preço e para conhecer algo novo e especial!

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 25/03/2015 às 18h44

Gaspa Indica: Chiado – Do bairro lusitano direto para Moema.

Hoje vou contar para vocês um pouco de um lugar que fiquei extremamente feliz de ter conhecido. Explico. Sou morador de Moema desde que me conheço por gente, adoro esse bairro mas conforme a paixão pela boa comida foi sendo alimentada dentro de mim, sempre invejei um pouco outros bairros mais "gastronômicos". Ao mesmo tempo que tenho a disposição diversas padarias, postos de gasolina, mercados, farmácias, etc., Moema nunca se destacou pelos seus restaurantes.
De uns tempos pra cá isso vem mudando. O Attimo, um dos melhores da cidade, se instalou por aqui, e isso atraiu os olhos de diversos chefe e empreendedores como o Carlinhos Bettencourt. Carlinhos sempre trabalhou com a mais alta qualidade da culinária portuguesa, tendo aberto casas como o Trindade (do qual já não é mais sócio) e o A Bela Sintra, por tantos e tantos anos considerado o melhor de sua categoria em São Paulo.
Pois bem, Carlinhos enxergou uma oportunidade de trazer sua culinária a esse bairro. E não podia ter dado mais certo. Com uma proposta muito mais informal do que seu principal restaurante, e consequentemente mais acessível, o Chiado é um restaurante muito agradável, com um jardim de teto retrátil ao fundo e com barulho de gente, ao contrário do silêncio fúnebre que ecoa no A Bela Sintra. Apesar de propostas diferentes, o Chiado me conquista muito mais.
Pule o couvert e vá para os petiscos. Dali saem os mesmos deliciosos bolinhos de bacalhau que o consagraram no A Bela Sintra. Sequinhos e crocantes, com duas gotinhas da pimenta da casa te fazem sentir em Lisboa. Acalme-se, tem muita coisa boa pela frente.
O Bacalhau que leva o nome da casa é servido em uma posta tenra e alta, empanada com amêndoas e acompanhada de tomate, espinafre, cebola e batata. Delicioso e muito mais em conta do que os preços de três dígitos da outra casa. O preço? 64,00. Não gosta de Bacalhau? Fica tranquilo, tem muitas outras opções excelentes, destaque para o arroz de polvo, que diferentemente do meu último post, esse veio com bastaaante polvo, disposto sobre um arroz molhadinho e muito bem temperado, e finalmente o que mais gostei: Camarão à provençal. Em 99% das vezes, prefiro Polvo à Camarão, mas esse me conquistou pela simplicidade do preparo, mas com um sabor que mostra realmente a qualidade dos ingredientes utilizados. Grelhados dentro da casca, mas servidos sem ela, o ponto é perfeito e o tempero suave para degustar a carne dessa iguaria. Para acompanhar, um macarrão cabelinho de anjo alho e óleo saborosamente simples, ou simplesmente saboroso, como preferir.
Para beber, uma boa e em conta carta de vinhos, com foco nos rótulos portugueses, a partir de 60, 70 reais. E na parte de sobremesas, todos aqueles doces à base de ovos que já são habituais em casas do gênero, com destaque para a Sericaia do Alentejo (R$15,00). No meu caso, me agrada mais as sobremesas achocolatadas, que apesar de poucas, estão muito bem representadas no cardápio pela Mousse de Chocolate com frutas vermelhas.
Ou seja, o Chiado oferece uma experiência completa pela culinária portuguesa, cobrando preços muito atrativos, com a qualidade que consagrou o A Bela Sintra. Me agrada muito lugares como esse que vêm se tornando mais comuns não só na cidade de São Paulo, mas também para minha felicidade, no meu bairro. Parabéns ao Carlinhos e bom apetite pra vocês.

 

 

Posts Relacionados

Publicado em 17/03/2015 às 18h30

Excelentes Portugas Custo-Benefício na La Pastina!

Em um evento no agradável Empório Eat (Cardoso de Melo, 1191 - Vila Olimpia) pude provar os rótulos portugueses da La Pastina, tradicional importadora de vinhos e alimentos.
Muitos vinhos bacanas, alguns que são novidades, outros já conhecidos, mas sempre importante para atualizar as safras e novos produtos. Dentre os 20 vinhos provados, me chamaram a atenção os mais baratos, exceto o Porto Croft 10 anos, que custa R$ 180,00 e vale cada gole pra quem gosta do estilo Porto oxidado. Um vinhaço, que cresceu ainda mais quando belisquei na mesa ao lado um pedaço de Gorgonzola. Passaria a tarde só dieta Porto-Gorgonzola.
Mas voltando aos vinhos secos, os 5 vinhos que me chamaram a atenção foram:
- Marques d'Almeida Branco 2013 - R$ 49,00. Vinho da Região de Beira Interior, conhecida com a região da Serra da Estrela, onde fazem aquele queijo extremamente intenso e maravilhoso. Sem passagem por madeira, é um corte de 3 uvas wuase desconhecidas, como Síria, Fonte Cal e Malvasia. Mesmo sem passar por madeira é um vinho com excelente corpo e muito intenso no nariz e na boca. Um belo vinho principalmente pelos R$ 49,00 que custa.
unknown 2 e1426614005612 224x300 Excelentes Portugas Custo Benefício na La Pastina!
- Alves Vieira Branco 2013 e Alves Vieira Tinto 2013. Já conhecia estes vinhos e gostei muito do custo x benefício. Por R$ 48,00 (cada) consegue-se vinhos fáceis de beber (tem um pequeno açúcar residual no tinto que não incomoda, mas ele existe) e são bem acima da média dos vinhos que encontramos a este preço.
unknown 3 e1426613953593 224x300 Excelentes Portugas Custo Benefício na La Pastina!
- Por último, os Morgado Silgueiro Branco 2013 e Morgado Silgueiro Tinto 2011 foram os que mais me impressionaram. O branco é um vinho diferente, nada convencional, pois carrega muito mineral e ervas, sem tanta fruta. E o tinto, já com seus 4 aninhos de idade, já tem um toque oxidado interessante, com uma fruta seca forte, e algo medicinal, que parece um xarope de ervas. Um vinho bem complexo se considerarmos os 36 Reais que ele custa (Assim com o branco), com taninos ainda um pouco adstringentes, mas com 15 minutos de taça ele deve amaciar. Vinhoara se tomar agora ou esperar mais um ano, pois não deve aguentar muito mais que isso.
unknown 4 e1426613877628 224x300 Excelentes Portugas Custo Benefício na La Pastina!
Bons vinhos a bons preços que a La Pastina está trazendo. Vale a pena dar uma conferida!!

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

 

Posts Relacionados

Publicado em 12/03/2015 às 16h22

Underdog Meats & Beers – A parrilla que contagiou Pinheiros

Apesar de estar escrevendo para meu amigo Enodeco em um blog sobre vinhos, hoje vou falar sobre um lugar que não tem nenhum rótulo disponível na casa. Como um bom fã de carne e de Hamburger, considero o Underdog a melhor inauguração de 2014 no mundo gastronômico.

 

image 300x300 Underdog Meats & Beers   A parrilla que contagiou Pinheiros

 

Aberto em um micro salão que possui um balcão, duas mesas internas (outras 3 na calçada), uma geladeira repleta de cervejas e o principal: uma parrilla muito bem comandada pelo Chef sócio Santiago Roig, de onde saem todas as maravilhas da casa. A proposta agrada a todo e qualquer homem: carnes bem feitas, hamburger saborosíssimo e cervejas estupidamente geladas. Para começar, as sobrasadas, mix de embutidos moídos refogados com limão e mel, abrem o apetite dando o tom do que está por vir. Recomendo provar de tudo para não se arrepender quando ver alguma foto minha no instagram de algo que não tenha pedido, mas obviamente isso levará algumas idas ao local. Portanto, sugiro estabelecer prioridades como o Skirt Steak (peça no ponto da casa ou abaixo dele, nunca acima), um corte semelhante à fraldinha, suculento e saboroso, com aquele gostinho de lenha que só encontramos em lugares típicos argentinos ou uruguaios, por apenas R$25,00 a tábua, que acompanha pão e vinagrete.

 

image1 300x300 Underdog Meats & Beers   A parrilla que contagiou Pinheiros

 

A essa altura tenho certeza que estará discutindo com seus amigos quando irão voltar. Mas enquanto isso já peça um hamburger, 100% carne de costela. Caso a fome não esteja tão grande, divida com alguém, mas não deixe de pedir. Dentre as opções, as que mais me conquistam são um simples cheesebacon (24,00) ou então o chamado Afegão (30,00), burger, sour cream e picles no pão australiano. Vá de ponto menos (ou ponto pra mal), para sentir toda a suculência que a carne de costela proporciona. Hoje não tem nenhum lugar onde eu coma melhor hamburger do que este. Há outras opções para colocar no seu hamburger, como shimeji, cheddar, gorgonzola.

 

image2 300x300 Underdog Meats & Beers   A parrilla que contagiou Pinheiros

 

 

Para beber? as cervejas mais em conta Stella e Estrella Galicia por R$7,00 ou então a ótima Pale Ale Dundee, entre as importadas, por R$19,00. Não bebe cerveja? O mojito é executado com perfeição, com hortelã recém colhida da horta.

 

Como disse, o lugar é pequeno, portanto se quiser sentar vá em poucas pessoas e chegue cedo.

Tá esperando o quê? Vai logo conhecer!

 

Endereço: Rua João Moura, 541 – Pinheiros – São Paulo- SP

Quarta a sábado18h – 23h

Segunda, terça e domingo: fechado

 

Posts Relacionados

Publicado em 06/03/2015 às 09h00

Novas Regiões Vinícolas Para se Ficar de Olho!

 

Chinese Winery 300x220 Novas Regiões Vinícolas Para se Ficar de Olho!

Vinícola Chinesa

 

Não me canso de dizer que infleizmente vou morrer sem conhecer todas as regiões vinícolas do mundo, afinal, são muitas por aí. Mesmo que eu consiga visitar todos os países produtores, o que já seria incrível, lembremos que muitos países tem várias regiões. Fora as que começam a surgir em novas regiões e que em breve podem despontrar. Ou não.

 

 

Outro dia, li um artigo interessante na Revista Adega que dizia que alguns especialistas citam regiões novas que estão despontando ou podem despontar. E uma delas posso falar com mais propriedade, pois tive a oportunidade de visitar e conhecer em 2012.

 

 

A primeira região apontada como grande aposta é a Turquia, principalmente na parte Oeste do país, que fica perto de outras regiões produtoras como a Grécia e hoje, já encontramos alguns vinhos turcos para vender, mas aqui no Brasil ainda não encontrei. Uma curiosidade: A Turquia já é hoje o sexto maior produtor de uvas do mundo, ainda com boa quantidade de uvas de mesa, mas já mudando bastante o cenário.

 

 

Outro país, que fica perto da Turquia é a Geórgia. Ainda com pouco destaque, a Geórgia é outro país que deve ganhar destaque com os vinhos da moda atualmente, os “vinhos laranjas”, evelhecidos em ânforas de barro.

 

 

Aí, vem um país que já citei aqui outras vezes e que é impulsionado pelo crescente consumo interno: A China. Pra se ter uma idéia, em 10 anos eles duplicaram o número de hectares plantados por lá, passando para mais de 600 mil hectares e hoje já é o maior produtor de uvas do mundo. E claro que a acelaração vinícola chinesa atraiu grandes nomes do mundo do vinho, como o gigante grupo LVMH e os prestigiosos Domaine Baron de Rothschild. É pra se ficar de olho!

 

 

Por ultimo, a região que tive oportunidade de conhecer em 2012, a que é o nordeste dos Estadis Unidos, pertinho de Nova Iorque. Os Finger Lakes, região com muitas casas de veraneio dos novaiorquinos, tem um clima frio, próprio para cultivo de uvas brancas e pinot noir. E Segundo especialistas, a verdadeira vocação de lá é a uva que de fato me encantou quando fui: Riesling. E já tem gente grande, como o grande Paul Hobbs investindo por lá. Conhecendo o perfil dos Yankees, não deve vir coisa ruim de lá!

 

 

Como sempre falo, o mundo do vinho é dinâmico e é preciso estar sempre antenado, estudando e principalmente, degustando! É por isso que me encanto a cada dia com este delicioso fermentado de uvas!!

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 02/03/2015 às 09h00

Bebi este Vinho e Gostei: Clos des Fous Locura Chardonnay 2012

mda00112 89x300 Bebi este Vinho e Gostei: Clos des Fous Locura Chardonnay 2012

 

Vinho: Clos de Fous Locura Chardonnay 2013

Produtor: Clos de Fous

Origem:  Valle de Colchagua (Chile).

Uvas: Chardonnay

Importadora: Ravin / World Wine.

Preço Aproximado: R$69,00 - Em promoção (Preço normal de R$ 86,90) 

 

 

Esta vinícola boutique é um dos grandes destaques do Chile. Comandada por 4 nomes de peso da vitivinicultura daquele país, entre eles o consultor e "caçador de terroir" Pedro Parra, eles fazem vinhos autênticos e que expressam bem o terroir.

 

Este Chardonnay, junto com o Pinot Noir são os mais conhecidos e carros-chefe da vinícola, que está trocando de importador aqui no Brasil e por isto está com um preço muito bom na Ravin, por R$ 69,00.

 

Este vinho foge daquele padrão de Chardonnay amadeirado que estamos acostumados e que tanto agrada os brasileiros. Por não passar por barricas, este vinho tem uma frescura incrível, muita fruta mineral e uma untusoidade única para um vinho que não passou por madeira. E a explicação é pelos 12 meses que o vinho permanece sobre suas peles, o que dá uma complexidade que faz toda a diferença e encanta. Por R$ 69,00, um belíssimo vinho para se comprar e ainda guardar mais uns 3 anos.

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Publicado em 25/02/2015 às 09h00

Gaspa Indica: Restaurante Ovo e Uva

Ovo e Uva - "Economize água, beba vinho."
A brincadeira acima dita o ritmo da casa em questão e como primeiro post efetivo neste blog, nada mais justo do que escolher um local especializado em vinhos. Recentemente aberta, a casa apresenta uma proposta que vem crescendo bastante em São Paulo ultimamente. De salão amplo e comprido, ao entrar se dá de cara com um balcão de antepastos bem apetitosos, a maioria para levar pra casa, e diversos vinhos espalhados por prateleiras nas paredes. O Ovo e Uva trabalha como rotisseria também, com diversos produtos para poder levar para casa. A carta de vinhos é variada, com mais de 200 rótulos disponíveis. Destes, 100 ficam abaixo da casa dos 100 reais e 25 são ofertados em taças. Não tenho todo conhecimento sobre vinhos como meu amigo Enodeco, mas consigo perceber facilmente quando um vinho me desce bem e sou sempre atraído pelos rótulos de bom custo benefício. Por conta disso me arrisquei no Shiraz Rosé argentino Las Moras, ao custo de ótimos 42,00! A casa começou a me ganhar aí. E continuou me ganhando quando vi que serviam água geladinha à vontade, como cortesia.
Agora vamos à minha área: para acompanhar o geladinho e refrescante rótulo argentino, iniciei com as lulinhas grelhadas ao alho com maionese picante. Grelhadas na medida e picantes no ponto certo, seriam a melhor pedida da casa não fosse a pequena quantidade que é servida, e principalmente pelo preço de 35,00. Comecei a pensar que deveria pedir mais umas 4 entradas para forrar. Eis que entao chegaram à mesa a melhor opção de entrada que provei na casa até hoje. O trio de bruschettas vem nos sabores: manchego, figo e mel, shitake defumado e queijo cremoso, e steak tartar. As de shitake e steak tartar são saborosas, com torrada tostada na medida, mas a de manchego, figo e mel eu poderia comer 20 em sequência sem enjoar. Que delícia de combinação! Na próxima, provarei a alheira que me disseram ser bem interessante.
Aos pratos. Primeiramente uma boa opção para os vegetarianos, o ravióli de kabocha na manteiga e sálvia para os carnívoros pode parecer sem graça. Mas não. Muito saboroso, na medida de tempero e com massa leve e al dente, por 35,00. A outra boa opção, na verdade a melhor da tarde, foi a porchetta com cuscuz marroquino. De pururuca crocante e bem carnuda, vinha acompanhada de um molhadinho cuscuz. O preço? 44,00 pratas.
Infelizmente, por ter ido quase que na abertura da casa algumas coisas não estavam no padrão que se esperava, como o arroz de polvo, que por ser o prato mais caro do cardapio (47,00), ansiei por algo delicioso. O arroz estava no ponto certo mas carecia de tempero, mas o grande problema foi a quantidade de polvo. Reclamei, e se predisporiam a trocar meu prato, mas já estava satisfeito e disse que não precisava. No fim um desconto em cima do preço do prato foi aplicado. Confesso que esperava que não cobrassem o prato, mas tudo bem.
Resumindo, apesar de algumas falhas que realmente podem acontecer em lugares recém abertos, a experiência foi boa. Uma das pessoas que estava à mesa comigo inclusive já voltou e disse que havia melhorado muito. Gosto muito da proposta da casa com rótulos em conta e pratos igualmente acessíveis. Bom apetite.
Endereço: Rua Mateus Grou, 286 - Pinheiros - São Paulo - SP

Telefone: (11) 3085 3070

Segunda a sábado: 12h - 00h

Domingo: 12h - 17h

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 19/02/2015 às 09h00

Os Vencedores do Argentina Wine Awards 2015

AWA2015 300x161 Os Vencedores do Argentina Wine Awards 2015

 

Este ano tive o prazer de novamente estar no Argentina Wine Awards, principal concurso de vinhos argentinos no mundo, onde as seus produtores inscrevem os vinhos em diferentes categorias e um juri internacional prova às cegas todas as amostras e escolhe os vinhos que merecem medalha de bronze, prata, ouro e os melhores pontuados levam o Troféu.

 

Este ano foram 669 Vinhos inscritos, de 119 Bodegas argentinas que foram provados por 12 juradas mulheres, mais do que reconhecidas. Vale destacar aqui a nossa representante Suzana Barelli, que pela segunda vez esteve lá no júri, além de ninguém menos que Jancis Robinson, Master of Wine inglesa e a mulher mais influente no mundo do vinho! Ainda vale citar outras 4 Master of Wine que deram ainda mais peso ao concurso.
Abaixo listo os vinhos vencedores dos Troféus, honra máxima concedida a um vinho nesta premiação:
* US$ 20,00 - US$ 29,99: Ruca Malen Espumante Brut
* US$ 6,99 - US$ 12,99: La Escondida Reserva Chardonnay 13
* US$ 30,00 - US$ 49,99: Salentein SV Chardonnay 12
* US$ 30,00 - US$ 49,99: Cadus SV Las Tortugas Bonarda 13
* US$ 13,00 - US$ 19,99: Septima Obra Malbec 12
* US$ 20,00 - US$ 29,99: Riglos Quinto Malbec 13
* US$ 30,00 - US$ 49,99: Casarena SV Perdriel Malbec 13
* US$ 50,00 + : Zuccardi Alluvional Vista Flores Malbec 12
* US$ 30,00 - US$ 49,99: Decero Petit Verdot Mini Ediciones 12
* US$ 20,00 - US$ 29,99: La Mascota Cabernet Franc 13
* US$ 40,00 - US$ 49,99: Salentein Numina Cabernet Franc 12
* US$ 50,00 + : Sophenia Synthesis The Blend 11
* US$ 13,00 - US$ 19,99: Proemio Reserve Cabernet Sauvignon 13
* US$ 30,00 - US$ 49,99: El Esteco Fincas Notables Tannat 12
* Trophy Regional Valles del Norte: El Esteco Fincas Notables Tannat 12
* Trophy Regional Mendoza: Decero Petit Verdot Mini Ediciones 12
* Trophy Regional San Juan: Santiago Grafigna 11
* Trophy Regional Patagônia: Fin del Mundo Special Blend 10

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 18/02/2015 às 14h00

Nova Coluna no Blog: Indicações de Restaurantes – Por Gabriel Gasparini

images Nova Coluna no Blog: Indicações de Restaurantes   Por Gabriel Gasparini
Caros Amigos,
A partir desta semana, teremos uma nova coluna no blog, sobre um assunto que não é vinho, mas tem tudo a ver: Indicações de Restaurantes legais para se ir e comer bem, sem precisar pagar os absurdos que anda cobrando por aí. O nosso novo colunista, o Gabriel Gasparini, tem tido uma enorme repercussão nas mídias sociais e resolvemos fazer um "Cross Blog" onde ele indicará alguns restaurantes legais e eu vou falar um pouco de vinho no blog dele. Então vamos à primeira coluna, em que ele conta um pouco sobre esta idéia e o que teremos pela frente:
" Fala galera do Enodeco,
Tenho o enorme prazer e satisfação de me apresentar a vocês. Meu nome é Gabriel Gasparini, sou um apaixonado pelo mundo da gastronomia e conduzo um Blog e um Instagram com dicas de bons lugares para comer em São Paulo além de receitas e alguns "truques" de cozinha. A partir de hoje, em parceria com meu amigo Déco Rossi, todas as quartas-feiras estarei por aqui trocando dicas de bons lugares para comer e obviamente tomar um vinho devidamente indicado pelo Deco.
Meu propósito será sempre contar um pouco mais sobre lugares bacanas e interessantes, que não sangrem o bolso de vocês. Diversas cozinhas, localidades, propostas, mas que sempre ofereçam uma experiência que faça valer a pena sair de casa.
Estou inteiramente aberto a sugestões e a disposição de vocês para ajudá-los no que precisarem.
Deixo aqui meus contatos e fiquem à vontade para me contatar.
Gabriel Gasparini

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

E Também no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 12/02/2015 às 09h00

Como Tirar Melhor Proveito do Seu Vivino.

GooglePLUS 480x270 300x168 Como Tirar Melhor Proveito do Seu Vivino.

 

Muitos me perguntam constantemente em aulas, palestras, degustações e conversas informais qual é a melhor Rede Social de Vinhos para se armazenar, avaliar e trocar experiências do que se toma. E minha resposta é sempre a mesma: Depende do seu objetivo com esta rede social. Isto porque, na minha opinião, não existe ainda aquela que é perfeita e completa para todos ou pelo menos, para a maioria dos enófilos brasileiros.

 

 

Há muitas redes por aí, mas sem tanto alcance no Brasil como o Vivino e por isso vou focar as atenções nele. O Vivino é o que tenho visto que se aproxima mais das necessidades dos consumidores. Isto porque ele funciona direitinho, armazenando o vinho que tomou, possibilitando o usuário a classificar em “estrelas” de acordo com o seu gosto e também deixar algum comentário para que os outros vejam. Além disto, a plataforma do Vivino permite que, se o vinho identificado estiver com a safra ou uva errada, as informações podem ser corrigidas. Mas tem 2 coisas no Vivino que eu tenho minhas ressalvas e os “enófilos-sociais” precisam ficar de olho:

 

 

A primeira e principal, é o preço. Infelizmente o Vivino ainda não encontrou uma forma de padronizar os preços por região. Ou seja, um usuário que bebe um vinho em Paris e pagou 10 Euros, coloca lá que pagou 10 Euros. Mas sabemos que no Brasil os preços dos vinhos são estupidamente diferentes dos outros países, sendo a grande maioria, muito mais caros. E aí um usuário brasileiro que bebe este mesmo vinho em São Paulo, coloca que pagou 100 Reais. E agora? Como fica a média de preços? Fazendo uma conta simplista, 100 Reais + 35 Reais (10 Euros em um cambio de 3,5 Reais) = 135 Reais, o que dá uma média errada R$ 67,50 que não vale nem pra um nem pra outro. E por aí vai. Então, muito cuidado com a base de preços, pois ela varia muito e acaba não sendo fiel.

 

 

Ou outro problema, que precisa-se muita atenção, são as avaliações. Afinal, qualquer pessoa, com qualquer nível (ou desnível) de conhecimento, pode avaliar os vinhos. Desde o mais básico até o mais experiente. Então, estas avaliações, assim como o preço, variam muito. Mas o principal em relação às avaliações não é a variação, mas sim o seu gosto pessoal. Oras, se um vinho no Vivino tem uma avaliação máxima (5 Estrelas), ele não quer dizer que você vai gostar também, porque o vinho é algo pessoal, cada um gosta de um tipo de vinho! Então, minha dica é que se for pegar referencia de algum vinho no Vivino ou em qualquer outra rede social de vinhos, faça um filtro na pessoas que segue e veja aqueles que mais confia ou que tem um gosto mais parecido com o seu. Assim, minimiza-se a chance de ter uma discrepância muito grande de opiniões e avaliações.

 

 

Resumindo, meus conselhos práticos para se dar bem no Vivino e consequentemente em outras redes ou aplicativos de vinho:

-       Como ferramenta de catalogação e “memória” para que lembre o que bebeu e o que achou, o Vivino é perfeito!

-       Atenção ao preço dos vinhos, se o aplicativo tiver usuários de vários países.

-       Atenção com as avaliações. Qualquer um pode avaliar e falar o que quiser.

-       Faça um filtro nas pessoas que segue para ter um parâmetro melhor.

 

 

CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

EnoDeco no Instagram: @enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Perfil

André Rossi (Déco), 37 anos, é formado pelo instituto inglês Wine & Spirits Education Trust (WSet) nos níveis 1 - Foundation, 2 - Intermediate e 3 - Advanced, cursados em Nova York. Atualmente está cursando o quarto e último nível do WSET, o “Diploma”.

É também um dos únicos cinco Brasileiros residentes no país a ser credenciado como Professor deste mesmo WSet, tendo sido aprovado pelo WSet Educator Training Program 2011, em Nova York.

Editor e Idealizador do Blog EnoDeco, que é hoje o blog oficial de vinhos do portal R7, um dos blogs de vinho mais acessados do Brasil, e que já foi indicado pelo Guia 4 Rodas 2009 como um dos 10 melhores eno-blogs do Brasil.

Colunista da Revista Cool Magazine, da Revista Online Bloggers e também Editor de Vinhos da 4a. Edição do Flavour Guide , projeto anual do crítico gastronômico Josimar Melo. É jurado e avaliador de vinhos de vários eventos e revistas especializadas.

Há 2 anos é o Relações Públicas da Wines of Argentina (WofA), associação das melhores e principais vinícolas argentinas, sendo o responsável pela comunicação, eventos, degustações e todas as ações que a WofA faz em todo o Brasil, para divulgar e comunicar o vinho argentino por aqui.

Foi o ganhador do concurso “Meu Vinho com Susana Balbo” que foi disputado por 30 blogueiros e jornalistas de vinho, onde o principal objetivo era fazer o seu próprio vinho, usando 5 variedades disponibilizadas pela mais importante e premiada enóloga argentina, Susana Balbo. Seu vinho foi escolhido entre os 30 competidores, numa degustação às cegas pela enóloga e sua equipe, tendo um vinho assinado em conjunto com Susana, o Dominio del Plata Essential Limited Edition 2011.

É Publicitário de formação e foi Diretor de Atendimento de grandes agências como W/Brasil e Lew’Lara/TBWA, tendo passado também por Young & Rubicam, DPZ, Leo Burnett e Publicis. Antes disto, trabalhou na área de marketing da importadora Expand.

Publicidade

Arquivo

março 2015
S T Q Q S S D
« fev    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Home de Blogs +
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com