Publicado em 29/01/2015 às 09h00

Promoções e Bota-Foras: Dicas para Comprar Bem!

2026 300x209 Promoções e Bota Foras: Dicas para Comprar Bem!

 

 

Como comentei no post anterior, aqui vão algumas dicas para não nos darmos mal nestas inúmeras promoções de vinhos que vemos todo começo de ano: E confesso que algumas destas dicas são experiências próprias, pois já comprei muito vinho achando que estava fazendo um ótimo negócio e quando abri a garrafa, o vinho não cumpriu seu papel. Vamos lá:

 

 

- Primeiro cuidado a ser tomado: Desconfie de safras mais antigas. Se forem vinhos brancos e rosés, redobre este cuidado pois eles costumam ser mais delicados. Espumantes merecem também uma atenção especial.

 

 

- Muitos vinhos que costumam figurar nestas listas são produtos que serão descontinuados pela importadora/loja e por isso precisam queimar o estoque. Neste caso, costumam valer super a pena!

 

 

- Pesquise os preços dos vinhos para ver se de fato o desconto que estão dando é aquele mesmo. Já vi casos de lojas e importadoras que anunciavam um preço maior que o real só para termos uma sensação de que o desconto é grande.

 

 

- Pergunte ao sommelier ou consultor que está te acompanhando na compra se quiser comprar algum vinho que não conheça e este estiver com uma condição especial. Pergunte se vale a pena. Quando se deparar com descontos perto dos 70% ou mais, perguntem a ele porque está tão barato. Se for um cara honesto, vai te responder e algumas vezes pode até falar que não vale a compra. Já aconteceu isto comigo e o vendedor acabou perdendo a venda daquele vinho, mas ganhando um cliente pela sinceridade.

 

 

- Não compre grandes quantidades de vinhos que não conheça. Compre uma ou no máximo 2 garrafas e beba logo para experimentar, pois se gostar e quiser comprar mais, tem mais chances de ainda ter em estoque.

 

 

- Geralmente, as promoções de importadoras valem mais a pena que as de lojas multi-marcas. Isto porque as importadoras tem, teoricamente o menor preço de determinados vinhos e são elas que vendem para as lojas, que colocam uma margem em cima. Ou seja, na maioria dos casos, os preços costumam ser menores nas importadoras.

 

 

A hora é agora. Aproveitem para encher a adega, mas tomem os cuidados básicos para não comprarem algo e depois o vinho ter que descer pelo ralo e não pela sua boca.

 

 

 

CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

EnoDeco no Instagram: @enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Publicado em 27/01/2015 às 15h05

I Love Sale: O Bota-Fora da Expand!

image002 300x100 I Love Sale: O Bota Fora da Expand!

 

 

Começo de ano no mundo do vinho é sempre igual: Promoções, Bota-Foras, Queimas de estoque… enfim, palavras não faltam para chamar os consumidores para vinhos a preços especiais que podem chegar a 90% de desconto como já vi por aí. Mas precisamos ter muito cuidado, para não comprarmos um vinho achando que fizemos um belo negócio e ao abrir a garrafa nos decepcionamos. No Estou escrevendo um próximo post com algumas dicas para não nos darmos mal nestas promoções, mas enquanto isto, já comento sobre a primeira que vi:

 

 

Pra começar, uma das mais conhecidas importadoras, a Expand, tá com algumas boas pedidas. Em sua promoção especial I Love Wine Sale, até Até o final deste mês, ou seja, até o final desta semana, eles estão oferecendo mais de 100 rótulos provenientes de diversos lugares do mundo estão com até 70% de desconto.Outra novidade é que o "I Love Wine Sale" traz também a promoção ‘compre 2 e leve 3’, na qual acessando o blog da importadora (http://www.expandblog.com.br/hotsite/sale15/) é possível ver as etiquetas de desconto e saber quais os vinhos fazem parte.

 

Entre os destaques que dei uma olhada, minhas sugestões. Mas vale lembrar que ainda tem muitas outras opções e vale a pena dar uma olhada em tudo:

 

- Masserie Primitivo (Italia) - De R$ 85,00 por R$ 25,50.

- Ricominciare Cabernet Franc/Malbec (Italia) - De R$ 98,00 por R$ 29,40

- Indian Wells Cabernet Sauvignon (Estados Unidos) - De R$ 98,00 por R$ 49,00

- Cuvelier Los Andes Grand Vin (Argentina) - De R$ 198,00 por R$ 99,00

- Tall Horse Shiraz (Africa do Sul) - De R$ 52,50 por R$ 31,50

 

Importante: A liquidação é valida somente nas lojas Expand e também no televendas (11) 3847-4747 ou (11) 3017-3000. As formas de pagamento são cartões visa em até 3X com parcelas mínimas de R$150,00, Mastercard, Amex e Dinners em até 4X com parcelas mínimas de R$100,00.

 

 

 

CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

EnoDeco no Instagram: @enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Publicado em 12/01/2015 às 12h44

Bebi este Vinho e Gostei! Lindeman’s Bin 99 Pinot Noir 2013

bbfde856b1279a2bf7c7189e2b388d80 225x300 Bebi este Vinho e Gostei! Lindemans Bin 99 Pinot Noir 2013

 

Vinho: Lindeman's Bin 99 Pinot Noir 2013

Produtor: Lindeman's

Origem:  Hunter Valley (Australia).

Uvas: Pinot Noir

Importadora: Ravin.

Preço Aproximado: R$78,75

 

Amigos, começo dizendo que o nome da coluna "Vinho da Semana" mudou, pois não necessariamente eu vou indicar apenas 1 vinho por semana e por isto, resolvi mudar! A partir de agora será a coluna "Bebi este Vinho e Gostei!".

 

 

Este produtor é talvez um dos mais antigos australianos aqui no Brasil. Agora na Ravin, que trabalha atualmente somente com a linha BIN, onde todos os vinhos custam mesmo valor e tem outras 4 versões, eles mostram a grande relação qualidade x custo pois os vinhos australianos, em geral, não são tão baratos por aqui.

 

 

Este Pinot é perfeito para o verão. Um vinho leve, com pouquíssima madeira, muito bem equilibrada. Vinho fresco, agradável e perfeito para se tomar com peixes como salmão, robalo, frutos do mar e ainda melhor com queijos, pois tem pouco tanino e corpo. Eu por exemplo, tomei este vinho durante minha temporada de férias na Bahia, bem relax e com bastante calor, como podem imaginar pela foto!!!

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 29/12/2014 às 13h41

Como foi 2014 aqui no EnoDeco?

retrospectiva 2014 300x187 Como foi 2014 aqui no EnoDeco?

 

2014 foi um ano estranho, uma montanha russa para os Brasileiros. Ou pelo menos para a maioria. Falando de vinhos, meu 2014 foi um ano especial, um ano cheio de novidades, agitado e muito bom!

 

 

Não poderia deixar de começar falando da uva que tem, dia após dia, mês após mês, ano após ano, me impressionado e me encantado. A Cabernet Franc argentina teve, no início deste ano um reconhecimento gigante pelos jurados do AWA (Argentina Wine Awards), entre eles Steven Spurrier e foi o grande destaque deste que é o principal concurso do país hermano. Mas claro que não bebi apenas Cabernet Francs argentinos. Afinal, todo enófilo que se preze deve ser curioso e ir atrás de novas descobertas. Bebi bons Cabernet Francs do Vale do Loire, que são mais leves e fáceis de beber; Alguns bons chilenos, que tem feito um bom esforço e um bom líquido desta uva, apesar de que acho ainda que os Argentinos, apesar de terem menos área plantada que os Chilenos, estão mais bem resolvidos com relação ao estilo destes vinhos. Os Chilenos ainda me parecem muito diferentes uns dos outros, não tendo uma espinha dorsal como os argentinos e franceses do Loire por exemplo. Pra mim, ainda falta aquele toque herbáceo nos chilenos, equilibrando a madeira e a fruta madura; Bebi também bons Bordeaux, que apesar de serem vinhos de corte, tinham boa presença de CF. E bebi também um surpreendente Cabernet Franc húngaro, do produtor Villany (importado pela Decanter). Um vinhaço, safra 2006, que me deixou de joelhos.

 

 

Falando de outros vinhos e outros fatos do mundo do vinho em 2014, que pra mim ficaram marcados:

 

 

- A sensacional “degustação de taças” que a Schott-Zwilling promoveu para mostrar os diferenciais de suas taças e de como um mesmo vinho fica completamente diferente em taças distintas;

 

 

- A evolução e o reconhecimento dos espumantes brasileiros pelo renomado crítico inglês Steven Spurrier;

 

 

- O Premium Tasting Argentina e o Malbec World Day, que foram fundo em suas propostas: O Premium Tasting de mostrar os melhores e mais pontuados vinhos argentinos e sua diversidade, enquanto o Malbec World Day, num evento totalmente focado em Lifestyle, levou um público jovem e formador de opinião a um evento que dividia os Malbecs por estações de acordo com o tipo e estilo do Malbec.

 

 

- O projeto “Wine to Water” que foi um vídeo viral que apresentava uma máquina que prometia transformar água em vinho e que no final, era uma ação para conscientizar as pessoas sobre a falta de água potável no mundo.

 

 

- E claro, a Copa do Mundo, que teve o embate de vários países produtores e que, aqui no Blog, a cada jogo entre produtores, fazíamos uma recomendação de alguns de seus vinhos. No final, a lógica do país dos Rieslings, que levou o caneco!

 

 

E muito outros eventos, degustações, lançamentos e vinhos bons que foram provados, mas que não consigo aqui citar todos! Mas uma coisa preciso dizer: O mundo vinho anda evoluindo, anda se mexendo e espero que não pare. 2014 foi um bom ano. E apesar das previsões pessimistas, espero que 2015 seja melhor ainda!!! Que venha muita coisa boa pela frente!!!!!

 

 

No próximo post, farei o tradicional TOP 5 do ano dos vinhos que se destacaram pra mim!!!

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 01/12/2014 às 09h10

Vinho da Semana: Vinha do Monte 2012

8A95D131029180524 zo 107x300 Vinho da Semana: Vinha do Monte 2012

 

Vinho: Vinha do Monte 2012

Produtor: Herdade do Peso

Origem:  Alentejo (Portugal).

Uvas: Chardonnay e Sauvignon Blanc.

Importadora: Aragones, Trincadeira, Alfrocheiro, Syrah e Alicante Bouchet.

Preço Aproximado: R$47,20 (Em promoção!!! Preço normal de R$ 59,00)

 

Adoro promoções que valem a pena. digo isto porque o que mais se vê por aí é promoção que as importadoras e lojas dão um desconto de 1 ou 2 Reais e tem a cara de pau de falar que o preço está imperdível. Mas ainda bem que não é o caso desta que tá rolando na Importadora Zahil.

 

 

Sempre gostei deste vinho, ainda mais por este preço agora, abaixo dos 50 paus, como diz meu amigo Didú Russo. Um vinho de muita qualidade e personalidade, muito mais do que se espera de um vinho por este preço. Um vinho fresco, sem interferência de madeira, o que é maravilhoso para quem busca um vinho franco, saboroso, e que se pode sentir muito a fruta. Apesar de não passar por madeira, tem ótimo corpo e pede uma comida de média estrutura ou mesmo um queijo como ementhal, gruyere ou fontina, que não são muito intensos e gordurosos! Vinho de um grande produtor, por um grande preço!

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 27/11/2014 às 09h00

Antinori e Falesco tomam dominando a Itália.

Evernote Camera Roll 20141119 002104 225x300 Antinori e Falesco tomam dominando a Itália.

 

Antinori é um nome que dispensa maiores apresentações no mundo do vinho. Um produtor secular que produz alguns dos vinhos mais conceituados da Italia e do mundo, caso por exemplo do Solaia, do Tignanello, entre outros!

Hoje, a Antinori produz vinhos em 6 regiões italianas e um total de 12 milhões de garrafas por ano. Em cada região, uma empresa diferente faz seus vinhos isoladamente, de forma independente, mas sempre com a cabeça pensante de Renzo Cotarella, enólogo e CEO de todo o grupo Antinori.
Num almoço no delicioso Osteria Pettirosso, do sempre simpático chef italiano Marco Renzetti, pude provar alguns vinhos bacanas produzidos pela Falesco, que fica na fronteira do Lazio com a Úmbria (Região Central da Itália), pelo Prunotto (Piemonte) e pela própria Antinori (Toscana). Quem esteve conosco foi o Paulo de Carvalho, brasileiro que trabalha no Grupo Antinori. A importadora destes vinhos é a Wine Brands, que tem feito um trabalho muito legal com os Antinori e outros excelentes produtores!
O primeiro vinho, o Ferentano 2009, é um vinho produzido pelo Falesco, em Montefiascone (Lazio) com a praticamente desconhecida uva autóctone Roscetto, que lembra muito a Chardonnay em corpo, aromas e sabor. A madeira aparece bem, fruto de seus 4 meses de fermentação malolática em barricas, mas se integra bem e deixa o vinho delicioso. Custa R$ 126,00.
Partindo para os tintos, começando por um vinho que confesso, não entra ainda na minha lista de preferidos da Itália, pois quando procuro um vinho Italiano, vou atrás de rusticidade, de corpo, de potência. O Fiulot Barbera D'Asti 2012, que no dialeto piemontes quer dizer "Filhinho" é um vinho fácil, leve, mas sem perder a personalidade. Acidez bem presente e equilibrada, num vinho muito bacana! Custa R$ 109,00.
Depois, pra mim, um clássico Antinori. Il Bruciato 2011, um corte de Cabernet Sauvignon, Merlot e Syrah, feito em Bolgheri (Toscana) e que é um típico supertoscano, fácil de beber e macio. Um vinho para todas as ocasiões, desde os queijos até os pratos mais encorpados! Um vinho eclético!
O último tinto me impressionou! O Montiano 2010 é um 100% Merlot da região do Lazio, que é impressionante. Um equilíbrio entre fruta, madeira, especiarias e muita terra, aquela típica dos italianos! Vinhaço de R$ 280,00! Certeza que este vinho encara grandes Vinhos 100% Merlot muito mais caros. E vou além, como o amigo Didú Russo comentou, se colocar as cegas com um Chateau Petrus, vai dar trabalho! Custa R$ 280,00.
E a surpresa, inesperada, veio ao final. O famoso Muffato dela Sala 2008, um corte de Sauvignon Blanc, Gerchetto, Traminer e Riesling, que mesmo com 6 anos, mostra uma juventude impressionante. Servido então com o pudim de leite que chegou, ficou uma coisa inexplicável! Um vinhaço, com acidez na medida para segurar a doçura sem enjoar!!
Evernote Camera Roll 20141119 002029 225x300 Antinori e Falesco tomam dominando a Itália.

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 25/11/2014 às 12h46

3 Boas Novidades da Luigi Bosca na Decanter!

Evernote Camera Roll 20141030 151956 225x300 3 Boas Novidades da Luigi Bosca na Decanter!

 

Aproveitando a presença de Alberto Arizu no Brasil, pude provar com ele alguns vinhos que são novidades no mercado e que vou comentar abaixo:

Luigi Bosca Riesling 2014: um vinho que foge um pouco do que conhecemos de Riesling. Fugindo daquele tradicional e reconhecido mineral que remete a petróleo, este que é um dos únicos Rieslings comerciais argentinos (já bebi tbm o Doña Paula e o Humberto Canale Single Vineyard), tem muito floral, um mineral menos intenso e um cítrico. Muito fresco e agradável, um vinho que foge do padrão. Custa 86,00 na Decanter.
Luigi Bosca Gran Pinot Noir 2012 - Quando a elegância grita, todos respeitam. Afinal, ela é a grande responsável por alguém se impressionar  por um vinho. É o que se sente neste vinho. Madeira e equilibrada, sem excessos, acidez bacana e corpo médio e intenso. Foge dos Pinots de muita extração que são comuns na Argentina e também daqueles que é tentam imitar os estilos borgonhas. Um vinho com personalidade! Custa 120,00 Reais.
Malbec Terroir Los Miradores 2012 - Os Malbecs do Valle de Uco tem se mostrado cada vez mais diferentes e com personalidad única, em relação aos tradicionais Malbecs de Lujan e Maipu, regiões mais tradicionais do conhecidas de Mendoza. E este vinho mostra bem isto, com um estilo mais floral e menos aquela extração de geléia de frutas que conhecemos dos Malbecs argentinos. Belo vinho! Custa 114,00 Reais.
Todos eles, como já comentei, na Importadora Decanter!

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 05/11/2014 às 19h30

5 Safras do Ícono que é um Ícone. E Vice-Versa.

Evernote Camera Roll 20141030 135459 300x300 5 Safras do Ícono que é um Ícone. E Vice Versa.

 

Toda vinícola que se preze tem seu vinho ícone, ou seja, o vinho especial, que, na maioria das vezes, representa o que ela pode fazer de melhor. As qualidades variam, assim como os estilos e preços. Mas são sempre os mais caros em suas linhas.

Em minhas experiências nas degustações que tenho ido em que os importadores e produtores apresentam seus vinhos ícones, a tônica do evento é cultuar o vinho e dizer como ele é bom, como ele é feito e quanto custa. Poucos se preocupam em parar para analisar de verdade o vinho e explicar seu conceito e principalmente, sua evolução ao longo dos anos. E foi exatamente aí que o querido e competente Alberto Arizu, dono e atual gestor da gigante e muito reconhecida Luigi Bosca entrou, junto com Adolar Hermann, dono da importadora Decanter. Aliás, cabe aqui um parênteses importante e raro no mundo do vinho: Num mercado que tem uma rotação muito grande de produtores e importadores, uma relação que tem 19 anos de duração é algo a se tirar o chapéu e servir de exemplo!
Em uma degustação vertical das 5 safras (2005 - 2009) já elaboradas do seu Luigi Bosca Icono, Alberto mostrou a evolução e consistência do maravilhoso trabalho qu sua família faz há mais de 1 século na Argentina.
5 vinhos maravilhosos vinhos, sempre com um corte de Malbec/Cabernet Sauvignon que varia de acordo com o ano, é impressionante como o mais velho e primeiro de todos, o 2005, mantém sua estrutura, fruta e acidez, contando também com toques sutis, mas complexos e deliciosos de evolução e frutas mais secas. E mostra uma guarda longuíssima pela frente ainda.
O 2006, pra mim, foi o que menos mostrou longevidade e na minha humilde opinião, será o primeiro a cair mais rapidamente. Mas hoje, sem dúvida, assim como todos os outros, esta maravilhoso para se beber.
O 2007 foi o que apresentou acidez mais latente e o 2008, safra atual em comercialização na Decanter e que custa R$ 495,00, bem como o 2009, que chegará no ano que vem, já tem mais um jeitão da Argentina atual, com muita fruta madura, madeira bem integrada e acidez muito legal. Uma boa mistura de elegância e corpulência, atributos que sempre rodeiam esta linha de vinhos.
Sem dúvida, Alberto e sua equipe tem feito um trabalho sensacional, com qualidade, modernidade sem abrir mão da tradição e muita visão de mercado.

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 30/10/2014 às 11h51

Vinho da Semana: C’est la Vie Blanc 2013.

 

 

Vinho: C'esta la Vie Blanc 2013

C EST LA VIE BLANC CHARDONNAY E SAUVIGNON BLANC 225x300 Vinho da Semana: Cest la Vie Blanc 2013.

Produtor: Maison Albert Bichot

Origem:  Languedoc (França).

Uvas: Chardonnay e Sauvignon Blanc.

Importadora: Wine Brands.

Preço Aproximado: R$ 62,00

 

 

Esta correria do nosso dia-a-dia nos faz refém de nossas agendas cheias e muitas vezes, cansativas! E fazia tempo que eu não indicava um vinho na coluna mais lida e tradicional do blog. Mas antes tarde do que nunca e aqui estou de volta, desta vez, para não passar muito tempo de novo sem postar algo no "Vinho da Semana". E para comemorar, vou falar de uma recente descoberta que me deixou muito feliz. Não só pelo preço, que parece bem justo, mas pelo corte inusitado deste vinho.

 

 

Geralmente estamos mais acostumados a tomar vinhos 100% Chardonnay, que o brasileiro gosta muito ou mais recentemente, 100% Sauvignon Blanc, uma uva que o brasileiro está começando a descobrir melhor. Mas um vinho francês, composto por estas 2 variedades e a pouco mais de R$ 60,00, merece um destaque. Este vinho, de rótulo irreverente e chamativo, é um vinho feito na região do Languedoc, sudeste da França e muito bem equilibrado. Se tiver que o resumir em uma palavra, eu diria "frescor". Isto porque ele não passa por barrica e preserva sua fruta, sejam elas as mais intensas e cítricas que vem da Sauvignon Blanc, até as mais "doces" como abacaxi e pêssego, vindas da Chardonnay. Este vinho é muito bacana e perfeito para estes dias quentes. E se tomarem acompanhando um queijo ou um prato leve de frutos do mar, melhor ainda!

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 13/10/2014 às 12h17

3 Ventos e 4 Safras de Eolo.

IMG 2104 225x300 3 Ventos e 4 Safras de Eolo.

 

A Vinícola argentina Trivento é parte do gigante grupo Concha y Toro e tem uma boa penetração no mercado brasileiro. Trivento quer dizer "3 ventos" que são ventos muito comuns em Mendoza durante diferentes épocas do ano.

Os vinhos deles já são vinhos conhecidos, principalmente em sua linha Reserva e a Golden Reserve. Mas existe o vinho ícone da bodega, o EOLO, que é um vento, ooops, um vinho feito desde 2005 e comandado pela enóloga Victoria Prandina, que esteve aqui no Brasil e num delicioso almoço comigo e com o amigo Didú Russo. Estiveram também o Gerente da marca aqui no Brasil, Lucas Ribeiro e a subgerente de marketing lá de Mendoza, Silvina Barros. Neste privilegiado almoço, pudemos provar os safras 2007, 2008, 2009 e 2010 do Eolo.

Como sempre, vou fazer comentários gerais ao invés de fazer algo mais técnico comparando safra a safra.
Feitos 100% com Malbec de vinhedos de 102 anos, exceto o 2008 que tem 2% de Petit Verdot e 5% de Cabernet Sauvignon, são vinhos extremamente gastronômicos, com excelente acidez. E evolução deles é lenta, tanto na cor, como no nariz e na boca. O 2007 por exemplo, que tem 7 anos de garrafa, parece um 2011, 2012 na cor. No nariz e na boca já começa a mostrar um pouco de frutas secas, mas algo muito sutil. E acidez muito presente ainda!
Já o 2008, mesmo com pequenas parcelas de outras uvas, já se mostra um ponto fora da curva com um "verde" que faz toda a diferença na fruta madura sempre presente no Malbec.
O 2009 e 2010 são bem típicos Malbecs de alta gama, com muita feita e madeira bem integrada! As safras disponíveis no Brasil são a 2009 e 2010 e valem R$ 420,00.
Sem dúvida uma bela experiência que mostra a consistência e know-how do Grupo VCT desde suas faixas mais baratas até este ícone maravilhoso, o Eolo. Bons vinhos e bons ventos para todos!!!

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Perfil

André Rossi (Déco), 37 anos, é formado pelo instituto inglês Wine & Spirits Education Trust (WSet) nos níveis 1 - Foundation, 2 - Intermediate e 3 - Advanced, cursados em Nova York. Atualmente está cursando o quarto e último nível do WSET, o “Diploma”.

É também um dos únicos cinco Brasileiros residentes no país a ser credenciado como Professor deste mesmo WSet, tendo sido aprovado pelo WSet Educator Training Program 2011, em Nova York.

Editor e Idealizador do Blog EnoDeco, que é hoje o blog oficial de vinhos do portal R7, um dos blogs de vinho mais acessados do Brasil, e que já foi indicado pelo Guia 4 Rodas 2009 como um dos 10 melhores eno-blogs do Brasil.

Colunista da Revista Cool Magazine, da Revista Online Bloggers e também Editor de Vinhos da 4a. Edição do Flavour Guide , projeto anual do crítico gastronômico Josimar Melo. É jurado e avaliador de vinhos de vários eventos e revistas especializadas.

Há 2 anos é o Relações Públicas da Wines of Argentina (WofA), associação das melhores e principais vinícolas argentinas, sendo o responsável pela comunicação, eventos, degustações e todas as ações que a WofA faz em todo o Brasil, para divulgar e comunicar o vinho argentino por aqui.

Foi o ganhador do concurso “Meu Vinho com Susana Balbo” que foi disputado por 30 blogueiros e jornalistas de vinho, onde o principal objetivo era fazer o seu próprio vinho, usando 5 variedades disponibilizadas pela mais importante e premiada enóloga argentina, Susana Balbo. Seu vinho foi escolhido entre os 30 competidores, numa degustação às cegas pela enóloga e sua equipe, tendo um vinho assinado em conjunto com Susana, o Dominio del Plata Essential Limited Edition 2011.

É Publicitário de formação e foi Diretor de Atendimento de grandes agências como W/Brasil e Lew’Lara/TBWA, tendo passado também por Young & Rubicam, DPZ, Leo Burnett e Publicis. Antes disto, trabalhou na área de marketing da importadora Expand.

Publicidade

Arquivo

janeiro 2015
S T Q Q S S D
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
Home de Blogs +
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com