Publicado em 15/05/2015 às 10h55

Eataly Brasil – A União da Disney com o Paraíso.

IMG 3766 225x300 Eataly Brasil   A União da Disney com o Paraíso.

 

O PARAÍSO É AQUI!  O EATALY, maior mercado de gastronomia e produtos artesanais italianos do mundo, vai abrir suas portas na América Latina. E nada mais justo que escolher São Paulo, uma das grandes capitais da enogastronomia do mundo, para começar sua jornada. jornada esta que gostei de chamar de "Disney dos Adultos" ou "Paraíso dos Gourmets".

 

IMG 3760 225x300 Eataly Brasil   A União da Disney com o Paraíso.

 

Com o lema "Comer, Comprar e Aprender", posso resumir o que é o Eataly em uma frase: É a Disney dos amantes da gastronomia. São impressionante 9.500 metros quadrados de área útil e 4.500 de área construída. São 3 andares de prateleiras cheias e mais 2 andares de subsolo com 250 vagas na garagem. São 7 restaurantes temáticos e um restaurante que reúne o melhor de cada um dos 7, no exclusivo Brace Bar e Griglia. Além disto, duas cafeterias, uma gelateria, uma pasmaceira, uma chocolateria, um bar de sucos - exclusivo desta unidade - e um Nutella Bar, farão a felicidade dos adultos que certamente se tornarão crianças ao entrar neste paraíso.

 

 

Detalhes que podem passar desapercebidos, dão um pouco da dimensão do investimento e fazem toda a diferença:

- Todo o mobiliário é importado da Italia: mármores, luminárias, mesas e muitas outras coisas.

- São 95 chefes, sous chefs, chefs de partida e ajudantes de cozinha.

- 250 gerentes, garçons, cumins e hostess

- No total, 520 funcionários altamente treinados, muitos deles italianos que vieram de outros Eatalys do mundo exclusivamente para isto.

- 1.100 lugares para sentar.
Entre todas as coisas incríveis que vi no tour que fizemos com um dos sócios, o competente Bernardo Ouro Preto, que também é sócio da Rede St. Marché e do Empório Santa Maria, fiquei impressionado com a fábrica de Mozzarella Fresca, que é eita na hora, na frente de quem quiser ver.

 

IMG 3761 300x225 Eataly Brasil   A União da Disney com o Paraíso.

 

Falando de uma outra parte importante: Os vinhos. São nada menos que 800 rótulos italianos, sendo 288 de importação própria. Variedade e diversidade, de norte a sul da Itália para quem quiser beber na hora ou levar pra casa!

 

IMG 3762 300x225 Eataly Brasil   A União da Disney com o Paraíso.

 

Outra parte legal é a "La Scuola" onde cursos de gastronomia, vinho e de cultura italiana serão dados constantemente por profissionais altamente gabaritados para isto.

 

IMG 00901 300x224 Eataly Brasil   A União da Disney com o Paraíso.

 

Muita gente deve estar perguntando sobre os preços: Pois bem, além de tudo, os preços não são proibitivos. Pode-se por exemplo, comer no restaurante "La Pasta" a partir de R$ 25,00 ou no "Rosso Pomodoro", que é a pizzaria por R$ 27,00. Mas claro que terá produtos caros também.

 

IMG 0084 300x224 Eataly Brasil   A União da Disney com o Paraíso.

 

Por último, o Brace Bar e Griglia, que é o restaurante top do empreendimento, que fica no último andar e que em noites de tempo bom, abre seu lindo teto retrátil. Além disto, tem uma fábrica de cerveja dentro do restaurante e todos os pratos passam pela "brasa", para um toque final, honrando o nome do restaurante "Brace".

 

IMG 0089 300x224 Eataly Brasil   A União da Disney com o Paraíso.

 

Sem dúvidas, a maior atração eno-gastronômica que São Paulo - e o Brasil - ganha nos últimos anos e talvez nas últimas décadas. Não lembro de tamanha grandiosidade, detalhismo, bom gosto e competência num mesmo projeto. Parabéns Bernardo, Victor, Adam e Alex Saper, Oscar Farinetti e B&B Hospitality Group. Poderia escrever um texto de quilômetros e quilômetros aqui. Mas sem dúvida, a cada ida lá, descobrirei mais novidades e coisas bacanas. E voltarei aqui para falar. Não tenho a menor dúvida do sucesso e das filas que passarão a fazer parte da paisagem da Avenida Juscelino Kubitcheck.

 

Serviço:

Eataly São Paulo

Avenida Juscelino Kubitscheck, 1.489.

São Paulo, SP.

Tel: 3279-3300

Abertura: Terça-Feira, 19 de Maio de 2015 às 11:30.

Horário de Funcionamento Supermercado: 8h às 23h.

Horário de Funcionamento demais restaurantes: Consultar no site www.eataly.com ou a página deles no Facebook: www.facebook.com/eatalybrasil

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

 

 

 

Posts Relacionados

Publicado em 08/05/2015 às 08h30

Estudos WSET Diploma: A Influência do Clima nos Vinhedos – Parte 2

wine region1 300x138 Estudos WSET Diploma: A Influência do Clima nos Vinhedos   Parte 2

Crédito: Beach Tomato

 

Continuando a falar sobre os climas nas regiões vinícolas, há outra forma de classificar uma região, que não seja pela temperatura. Esta medida é pelo grau de “continentalidade”, que determina a diferença entre a média do mês mais quente e a média do mês mais frio. Quanto maior esta diferença, mais continental é o clima. Quanto menor a diferença, mais marítimo. Vejamos alguns exemplos:

 

 

Clima Marítimo é aquele que pequena variação de temperatura, geralmente com verões quentes e invernos moderados e boa intensidade de chuva. Isto dá períodos de amadurecimento longo pras uvas. Geralmente, estas regiões estão perto de grandes áreas de água, como por exemplo Bordeaux e Nova Zelandia. E esta umidade, combinada com a temperatura moderada,  geram vinhos de médio corpo, com os Bordeaux e Muscadet (França), Rias Baixas e Vinho Verde (Portugal).

 

 

O Clima Mediterrâneo também tem pequena variação de temperatura, geralmente com verões quentes e invernos moderados, mas com verões secos e invernos chuvosos. Este tempo moderado/quente e seco é excelente para dar vinhos encorpados, com bom potencial alcoólico e taninos maduros. Como podem imaginar, são as regiões na costa do Mar Mediterrâneo, mas também na costa oeste dos Estados Unidos (California), maior parte das regiões do Chile, sudeste australiano e as regiões do interior da Cidade do Cabo, na Africa do Sul.

 

 

Os Climas Continentais tem como principal característica uma boa diferença entre as  temperaturas médias, com verões bem quentes e invernos frios. Geralmente são regiões mais continentais, ou seja, longe de grandes áreas de água, como por exemplo Mendoza, centro da Espanha e Europa Central. Mas a combinação entre a continentalidade (Longe do Equador), os dias longos e uma queda mais brusca de temperatura no outono, como por exemplo Champanhe e norte da Alemanha, dão médias anuais mais baixas e períodos mais curtos de crescimento das vinhas. Por isto, variedades de amadurecimento mais rápido como Pinot Noir e Rielsing vão muito bem. Mas nestas regiões, podendo citar outras como a Alsácia, uvas de colheita tardia acumulam bastante açúcar e podem dar vinhos com bom potencial alcoólico. Mas em regiões continentais mais quentes e secas, como por exemplo Mendoza, o cultivo de variedades de climas mais marítimos, tais como Malbec e Cabernet Sauvignon.

 

 

E por último, o mais difícil clima para se cultivar viníferas de boa qualidade, o Clima Tropical, onde as diferenças de temperaturas são pequenas e isto atrapalha o ciclo da videira, que precisa de estações bem definidas para crescer saudavelmente. O Brasil é um exemplo deste tipo de clima, mas que pode ser amenizado com plantações em altitudes. Mas mesmo assim, é uma tarefa mais difícil.

 

 

 

Posts Relacionados

Publicado em 06/05/2015 às 08h30

Estudos WSET Diploma: A Influência do Clima nos Vinhedos – Parte 1

Kelowna Vineyard overlooking Okanagan Lake 300x225 Estudos WSET Diploma: A Influência do Clima nos Vinhedos   Parte 1

 

Começando a falar sobre os fatores que influenciam o crescimento e qualidade das uvas, um dos elementos fundamentais a serem considerados é o clima e suas características.

 

 

Falando de uma forma mais geral, considerando a média de temperatura durante o período de crescimento das vinhas (Abril a Outubro no Hemisfério Norte e Outubro a Abril no Hemisfério Sul), os climas podem ser divididos em Frio, Moderado, Quente e Muito Quente. Um dado importante a saber: Abaixo de 10OC, a vinha adormece. Acima desta temperatura, seu metabolismo aumenta, aumentando sua necessidade de açúcares, sendo que, quanto mais quente, mas luz, água e gás carbônico ela precisa. E a temperatura média perfeita para a vinha é entre 22oC e 25oC e se for acima disto, o metabolismo dela aumenta mais rapidamente do que sua capacidade de fazer a fotossíntese. Com isto, o crescimento desacelera.

 

 

As regiões de Clima Frio tem média de temperatura no período de crescimento abaixo de 16oC. Nestas regiões, variedade de colheita mais precoce, como Chardonnay e Pinot Noir vão muito bem. Exemplos de regiões de clima Frio: Champagne (França),  Mosel (Alemanha), Tasmania (Australia) e Carneros (California).

 

 

As regiões de Clima Moderado tem temperatura média na fase de crescimento entre 16,5oC e 18,5oC. Nestas regiões, variedades como Cabernet Sauvignon, Merlot e Sangiovese são ideais. Regiões mais típicas são Bordeaux e Norte do Rhone (França), Toscana e Piemonte (Itália), Rioja (Espanha), Coonawara (Australia), Marlborough (Nova Zelandia) e Napa e Sonoma (USA).

 

 

As regiões de Clima Quente tem temperatura média neste período entre 18,5OC e 21oC. Uvas que amadurecem mais tarde, como Grenache e Mourvèdre ou portuguesas autóctones como a famosa Touriga Nacional se dão muito bem. Estas regiões ainda podem produzir vinhos fortificados, pela alta quantidade de açúcar que as uvas destas regiões possuem. Exemplos de regiões assim sao o Douro (Portugal), Jerez (Espanha) McLaren Vale (Australia) e Paarl (África do Sul).

 

 

Por fim, as regiões de Clima Muito Quente são muito quentes para a produção da maioria das uvas viníferas, a não ser que sejam uvas que depois sejam pacificadas o que sejam uvas de mesa. A temperatura média passa de 21oC e uma região típica de clima muito quente é San Joaquin Valley, no interior da California.

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 04/05/2015 às 08h30

Bebi e Gostei: The Winery of Good Hope Cabernet Merlot 2012

The Winery of Good Hope Oceanside Cabernet 101x300 Bebi e Gostei: The Winery of Good Hope Cabernet Merlot 2012

 

Vinho: The Winery of Good Hope Cabernet Merlot 2012.

Produtor: The Winery of Good Hope.

Origem:  Stellenbosch (Afica do Sul).

Uvas: 81% Cabernet Sauvignon, 19% Merlot.

Importadora: Qual Vinho.

Preço Aproximado: R$60,00.

 

 

Gosto muito dos vinhos sul-africanos. A Pinotage virou a uva ícone de lá, mas pra mim, os melhores vinhos e lá não são feitos com esta uva, que é bem polêmica entre os enófilos, pois nem todo mundo gosta. Lá tem uma boa variedade de vinhos, e os melhores pra mim são os Cabernets, os Syrahs, os Pinot Noirs e entre os brancos, os Sauvignon Blanc e os Chenin Blanc.

 

O The Winery of Good Hope Cabernet Sauvignon Merlot é um dos vinhos de lá que adoro pela excelente relação qualidade/preço. Um vinho balanceado, em que se nota muito o Cabernet, até pela sua composição, com caninos firmes, bom corpo e aroma e sabor que lembram pimenta, amora e hortelã. Mas o merlot aqui parece ter um papel fundamental, que é o de amaciar o vinho e torná-lo mais dócil. Além de misturar um morango alí no meio. A madeira está presente muito sutilmente, pois pelo o que vi, é barrica de terceiro e quarto uso. E pra mim, ficou perfeita, sem excessos!!  Um vinho bacana para se comer com queijos mais suaves, não tão salgados e gordurosos, mas também vai otimamente bem com uma carne grelhada com um molho madeira.

 

Sem dúvida, mais um daqueles achados que dá gosto de indicar!

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 27/04/2015 às 08h30

Compartilhando Conhecimento

image4 300x300 Compartilhando Conhecimento

 

Amigos, como vcs podem ver na minha Bio aqui ao lado, continuo estudando este amplo e profundo mundo do vinho. E o WSet Diploma, que é o nível 4 do instituto Wine & Spirits Education Trust (WSet), requer muitas horas de estudo e profundidade.

Só para que saibam e possam entender, são 6 provas, entre práticas e teóricas sobre vinhos tranquilos (aqueles que bebemos regularmente, que são brancos, tintos ou rosés), espumantes, fortificados (como por exemplo o Porto, o Madeira, o Jerez e outros), destilados (sim, destilados!), além de toda a parte teórica de viticultura e vinificação e também provas dissertativas em profundidade sobre assuntos específicos e atuais do mundo do vinho, em que preciso discorrer boas linhas sobre o que for pedido
Isto posto, o que pensei foi em ir colocando aqui no blog alguns resumos, textos ou coisas importantes que eu esteja estudando. Assim, fica para mim como uma forma de estudo e para os meus queridos leitores, um possível material para consulta. Alguns podem achar chato e muito profundo, mas pode servir a outros.
Então, inauguro aqui a seção de estudos do WSet Diploma! Espero que possam aproveitar e seguir meus estudos por aqui!

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 17/04/2015 às 13h30

É Hoje: Feliz Dia do Malbec!!

11150449 963095413709485 7482436343878335329 n 300x224 É Hoje: Feliz Dia do Malbec!!

 

HOJE É O DIA MUNDIAL DO MALBEC!!!

E este ano a Wines of Argentina está promovendo a 5a Edição do Malbec World Day, que já soma mais de 70 eventos em 64 cidades de 50 países ao redor do mundo, homenageando a uva ícone argentina, desde sua criação.

 

 

Mas por que foi criado um dia em homenagem a esta uva? Pois esta uva, de origem francesa da região de Cahors, conhecida localmente como CÔT, foi trazida para a Argentina em 1853 pelas mãos de um agrônomo francês chamado Michel Aimé Pouget (1821 – 1875), que à época foi contratado pelo governo para melhorar a qualidade do vinho local. E a Malbec não só se deu bem em Mendoza, como mostrou uma excelente adaptação aos diversos terroirs argentinos, de Norte a Sul, encantando a todos em cada gole tomado de Malbec. Desta forma, com o passar do tempo, esta uva foi ganhando fama e virou a uva ícone da Argentina, conquistando cada vez mais consumidores, seguindo assim até hoje. E o dia 17 de Abril foi escolhido como dia Mundial do Malbec, pois neste dia foi intituida a Quinta Normal e a Escola de Agricultura, dois fatores que ate hoje simbolizam o desenvolvimento da vitivinicultura na Argentina.

 

 

Este ano, a Wines of Argentina firmou uma parceria com muitas importadoras, restaurantes e lojas de vinho para que o Malbec World Day não seja apenas no dia 17.04 e possa oferecer aos amantes do vinho, diversas opções e facilidades para se comprar e tomar alguns goles de Malbec.

 

 

Importadoras conhecidas como World Wine, Decanter, Zahil, Vinci, Ravin, Expand, Cantu entre outras oferecerão a seus clientes, pessoa física ou jurídica, condições especiais de compra, como descontos, “compre 2 e leve 3” e outros tipos de promoção.

 

 

WA malbec Malbec grapes ian l 300x193 É Hoje: Feliz Dia do Malbec!!

 

Lojas e Redes especializadas como Emporium SP, Enoteca Cavatappi, Armazém do Barão, Wine Soul,  entre outras, oferecerão além de descontos e condições especiais de compra, desgustações de Malbecs e Blends à base de Malbec para seus clientes.

 

 

Além disto, a Rede Pão de Açúcar está oferecendo hoje um desconto exclusivo de 30% em todos os Malbecs de sua extensa carta, em todas as unidades Brasil afora.  A condição também é valida para compras online através do site www.paodeacucar.com.br/Delivery

 

 

E os restaurantes também entraram na jogada. Barbacoa, Bardega, Supra di Mauro Maia, TappoTratoria, Praça São Lourenço, Rede Pobre Juan e muito outros estarão com descontos em taças e garrafas, além de alguns menus harmonizados especialmente para as comemorações do Malbec. A Rede Pobre Juan por exemplo, em todas as suas casas pelo Brasil terá um menu especial harmonizado pelo Diretor de Vinhos Diego Arrebola, que terá um preço especial, mais baixo que os preços praticados no cardápio e carta de vinhos. Este menu do Pobre Juan terá duração de todo o mês de Abril e a equipe está recebendo um treinamento especial sobre os Malbecs Argentinos, para que os sommeliers e garçons possam ganhar um pouco mais de conhecimento sobre os diversos tipos de Malbecs Argentinos.

 

 

A lista completa de todos os estabelecimentos que participarão das comemorações do Malbec poderá ser encontrada no site www.malbecworldday.com

 

Abra seu Malbec, encha sua taça e Feliz Dia do Malbec!!!

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 17/04/2015 às 08h30

Modi – Alta Gastronomia que Cabe no Bolso

De frente para a praça Buenos Aires, no coração de higienópolis, bairro de classe AA de São Paulo, o que se espera ao ir a um restaurante é que no mínimo a conta por pessoa parta de 3 dígitos, não é mesmo? Pois esse pequeno e charmoso restaurante vai totalmente contra. O chef Diogo Silveira, ex-Pomodori, usa toda sua formação na culinária italiana para desenvolver o que hoje é um dos grandes expoentes da nova gastronomia paulistana: o Modi que consegue unir a alta gastronomia ao baixo custo.

 

 

A economia já não colabora tanto para que sejam gastas fortunas com alimentação fora de casa. Por conta disso, há um movimento maravilhoso acontecendo em São Paulo, que vem fazendo com que bons chefs ponham em prática todas suas técnicas para tornar ingredientes não tão nobres em pratos espetaculares, conseguindo assim cobrar preços que caibam no bolso de mais gente.

 

 

Ótimo exemplo disso é a moela de pato com cogumelos e fettuccine na manteiga. Prato brilhantemente executado, parte de um cardápio rotativo que troca semanalmente e se apropria de um miúdo a cada semana. E a fortuna que se paga pelo prato? 25,00! Simples assim.

 

 

 Modi   Alta Gastronomia que Cabe no Bolso

 

Há também excelentes opções no cardápio fixo da casa, como a Coppa de Javali, acompanhada de escarola salteada e polenta cremosa, por 35,00. Ponto certo, farto e muito saboroso.

 Modi   Alta Gastronomia que Cabe no Bolso

 

Para beber arrisque-se na carta de drinks muito bem executados, como o Sea Breeze, que mistura Vodka, Cranberry e Grapefruit. Extremamente refrescante, ótimo para abrir o apetite.

 

 

O Modi é amor a primeira vista. Um lugar extremamente agradável, de frente para uma praça, com pratos sensacionais que cabem no bolso. Se Diogo não foi bem no Pomodori, que bom que não parou por lá. Talvez sua missão fosse justamente pregar a alta gastronomia para todos. Lembrando que está fazendo isso em um bairro que não costumam gostar dessas idéias de “para todos”. Vide as manifestações de seus solidários moradores contra Metrôs e ciclovias. Longa vida a Diogo Silveira! E viva o bom e barato.

 

 

Endereço: Rua Alagoas, 475 – Consolação – São Paulo –SP

Telefone: (11) 3564 7031

Terça a sábado: 12h – 23h

Segunda: fechado

Domingo: 12h – 17h

Posts Relacionados

Publicado em 15/04/2015 às 08h30

Guaspari: Construindo uma História Inovadora e de Sucesso.

 

 

Recentemente fui conhecer um projeto que estava curioso para conhecer e que realmente me encantou como eu achava que seria.

 

A Vinícola Guaspari se instalou em Espírito Santo do Pinhal (SP) em uma região conhecida por seus cafés de alta qualidade. Depois de muito investimento (http://www.vinicolaguaspari.com.br) em pesquisas, o projeto começou em 2006. Hoje, 9 anos depois, eles estão colhendo frutos - não só as uvas - que estão surpreendendo o mercado. As principais uvas plantadas são Syrah, Sauvignon Blanc, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot e Chardonnay. Ainda há algumas parcelas com Pinot Noir, Viognier e Petit Verdot, totalizando mais de 50 hectares plantados.

 

Uma das grandes inovações do projeto da Vinícola Guaspari é a da colheita no inverno, quando o clima é o ideal, sendo semelhante ao das grandes regiões vinícolas do mundo, com boa amplitude térmica e poucas chuvas. A colheita no inverno é possível devido ao manejo de dupla poda: ao invés de uma só poda, são feitas uma poda de formação (imediatamente após a colheita) e, depois, uma poda de produção. Outro grande fator é a altitude que varia de 1.100 a 1.300 metros e ajuda a amplitude térmica a desempenhar pela fundamental no ciclo das videiras.
Mas isto só foi possível com muito investimento e a consultoria de competentes profissionais vindos de Portugal, dos Estados Unidos, do Chile e da Austrália.

 

 

A primeira colheita comercial foi em 2012 e hoje a produção que foi de de 600.000 kg de uva para a safra 2014, tem previsão de 120.000 kg pra 2015.

Sobre os vinhos:

Provei 8 vinhos, sendo 2 Sauvignon Blancs comerciais (R$89,00), de vinhedos diferentes. O  Sauvignon Blanc Vista do Vale 12 - Altitude de 1.205 mth: Tem um verde bem marcado e menos fruta, lembrando um Sauvignon Blanc da Nova Zelândia. Mas este verde muito intenso me fez gostar mais do Sauvignon Blanc Vista da Vinicola 13 - Altitude 875 mts pois tem mais fruta, e um verde mais sutil. Os dois com ótima acidez!

 

Os 6 vinhos restantes foram os syrahs, de anos diferentes, mas vou me ater ao que me encantou, que foi o Syrah Vista do Cha 11 (R$ 129,00): Um baita syrah, que se colocado às cegas com outros de países e regiões mais tradicionais, com certeza vai dar nó na cabeça e no paladar de muita gente! Um vinho com Fruta bem madura, madeira bem aparente, mas sem excessos, acidez perfeita e um final longo!!

 

Junto com ele, posso destacar também o Syrah Vista da Serra 11 (R$ 129,00), que é mais potente, mais tânico, mais verde e parece ter mais guarda que o Vista do Chá. Mas também um vinhaço pra se beber agora!

 

 Guaspari: Construindo uma História Inovadora e de Sucesso.

 

Não tenho a menor dúvidas que o projeto vai crescer mais rápido do que se pensa e que eles apostaram e estão escrevendo uma nova história na vitivinicultura brasileira com uma nova região e também pelas inovações do calendário invertido. Parabéns Marina e Paulo Brito, pela ousadia, investimento e profissionalismo! O vinho precisa de gente e de projetos assim!

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

 

 

Posts Relacionados

Publicado em 13/04/2015 às 08h30

Paul Mas: Vinhos Sérios e Divertidos!

image 300x224 Paul Mas: Vinhos Sérios e Divertidos!

 

Paul Mas é um produtor que apesar do tamanho (tem uma produção de mais de 2 milhões de caixas), trabalha o campo e os vinhos como se fosse um pequeno chateaux. Ou seja, muito cuidado e critério em todo o processo. E mais, mesmo com este tamanho todo, Paul Mas é um produtor organico, fato que impressiona pois se já é trabalhoso ser orgânico com uma produção  pequena, imaginem só com um tamanho deste. Hoje, quase toda a produção é certifcada organica e de acordo com Guillaume Borrot, enólogo-chefe da vinícola e que esteve no Brasil para um almoço com alguns jornalistas, o projeto de Paul Mas é de ter em 2016, 100% dos vinhedos certificados.

A região de Paul Mas, o Languedoc, é uma região que vem crescendo muito em qualidade e importâcia e tem produzido vários estilos de vinhos, desde os mais tradicionais estilos "Velho Mundo" até os mais modernos vinhos, cheios de estrutura e extração. No caso do Paul Mas, seus vinhos tem um pé lá e um pé cá, tendo personalidade e qualidade.

Um bom exemplo é o Mas de Mas Picpoul de Pinet 2013. Feito com a uva Picpoul, que pouca gente conhece, não leva madeira e tem muita fruta como pêra e pêssego e ótima acidez. Pra mim, parece um viognier sem madeira e com fruta bem madura. Custa R$ 99,80.

Carignan é uma uva muito plantada na região e que tem demonstrado muito potencial nos vinhos tintos, sejam eles jovens ou principalmente, de guarda. Um "agravante" que melhora ainda mais os Carignans daqui é a presença de muitos vinhedos antigos. E se me pedissem para falar como seria um Carignan bem equilibrado, com madeira sutil e boa fruta, e ainda com um custo bem honesto, diria que o Paul Mas Carignan Vieilles Vignes 2013. Por R$ 79,00, um belissimo vinho, complexo, e entrega muita qualidade, além de ser uma boa oportunidade para experimentar um Carignan feito com uvas de videiras de mais de 50 anos.

 

image1 e1428603018124 224x300 Paul Mas: Vinhos Sérios e Divertidos!

A linha Arrogant Frog começa surpreendendo pelo rótulo e pelo nome: Um sapo arrogante. A explicação porque que os franceses são tidos como um povo arrogante e um dos principais mercados dos vinhos franceses é a Inglaterra, que apelidam os franceses de"sapos" pois eles tem o hábito de comer rã. Logo, Paul Mas resolveu juntar isto e fazer um rótulo divertido e que reflita o espírito leve da vinícola. Nesta linha tem o Syrah-Viognier (R$ 71,00) e o GSM Reserve (R$ 79,00), ambos 2013, fáceis de beber, sem serem vinhos "bobos". Ambos são muito bem feitos, com bom nariz e boca e final bem agradável.

 

image2 e1428603133819 224x300 Paul Mas: Vinhos Sérios e Divertidos!

E saindo da linha abaixo de R$ 100,00, que é o forte da vinícola e onde eles conseguem entregar qualidade e preço, o vinho que me chamou muito a atenção foi o Mas de Mas Terrasses de Larzac 2010, um corte de Syrah, Mourvedre, Carignan e Grenache, que mostra um otimo potencial de guarda, intenso na boca e no nariz e final longo. Com 5 anos de idade, mostra ainda uma boa vida pela frente, com mais uns 10 anos em grande estilo. Custa R$ 177,10 e poderia custar mais se comparado a Rhones e Bordeaux com a mesma qualidade.

 

image3 e1428603185599 224x300 Paul Mas: Vinhos Sérios e Divertidos!

Paul Mas é a prova viva - e orgânica - de que o bom vinho francês não precisa ser caro!!

 

Os vinhos do Paul Mas são parte do amplo e maravilhoso portfolio da Importadora Decanter.

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 10/04/2015 às 12h58

Coluna Gaspa Indica: Micaela – Brasileiro Descendente de Espanhol

Desde antes do Chef Fabio Vieira ganhar o prêmio de Chef Revelação pela Veja Comer & Beber, o Micaela já estava na minha listinha, mas demorei para conhecer. Azar o meu.

 

 

Em uma esquina não muito comercial da José Maria Lisboa com a Joaquim Eugênio de Lima, habita esse sobrado de arquitetura simples, que engana a todos que passam na frente. Pois bem, ao entrar começa a agradável experiência, puxada pela simplicidade do lugar. O atendimento muito gentil do garçom Tulio já me dava a certeza de que gostaria do que estava por vir.

 

 

Impossível não pedir alguma entrada. O ótimo Tira gosto (19,00), batizado com este nome, traz lascas de tapioca com queijo grana padano, um creme de gorgonzola puxado no whisky e duas bolinhas de queijo de cabra com geléia de pimenta. Simplesmente delicioso. uma das poucas, se não a única fritura da casa, o pastel de jamón com queijo coalho e manchego te leva para a Espanha com escala na Bahia na primeira mordida.

 

 

as entradas são boas, os pratos são inesquecíveis, daqueles que desde a primeira até a última garfada despertam o apogeu do prazer em nosso paladar. E nada de trufa, tartufo, vieira, bla, bla, bla. Pedi mesmo foi um baião de dois. Um não, O baião de dois (38,00), melhor de toda vida, desbancando na minha opinião o agora segundo melhor, do Mocotó. Alia arroz soltinho, feijão, queijo coalho, costelinha, ovo e farofa crocante. Outra delícia que merece destaque é o Mignon Micaela: uma bela borboleta de filé com crocantes de jamón por cima, acompanhando um batia purê de mandioquinha com quatro queijos brasileiros. De comer rezando e agradecendo ao chef Fabio que sempre passa entre as mesas para ouvir os clientes.

 

 

Para beber me rendi ao trigo da Way Beer (14,00). Faltou sobremesa? Faltou nada, duas ótimas opções são o bolinho de chuva com ganache de chocolate meio amargo por 16,00, em uma porção que pode muito bem ser dividida, e também o delicioso Três Chocolates, três cachaças e três frutas, que em 3 copinhos são dispostos chocolate meio amargo com bacuri, ao leite com açaí branco e chocolate branco com cupuaçu. Ótimas combinações que dá vontade de tomar como Tequila mesmo, virando de uma vez.

 

 

Resumindo, o Micaela é um Brasileiro com estilo e requinte nos pratos, sem perder a simplicidade e alegria tão característica do nosso país. Me rendi ao talento do chef Fabio. Sua comida merece ser provada e “re-provada” muitas e muitas vezes. Essa “re-provada” só mostra quão aprovado está o Micaela.

 

 

Endereço: Rua José Maria Lisboa, 228 – Jardim Paulista – São Paulo – SP

Telefone: (11) 3473 6849

Segunda a sexta: 12h – 15h30 e também 19h – 23h

Sábado: 12h – 16h30 e também 19h- 23h

Domingo: fechado

Posts Relacionados

Perfil

André Rossi (Déco), 37 anos, é formado pelo instituto inglês Wine & Spirits Education Trust (WSet) nos níveis 1 - Foundation, 2 - Intermediate e 3 - Advanced, cursados em Nova York. Atualmente está cursando o quarto e último nível do WSET, o “Diploma”.

É também um dos únicos cinco Brasileiros residentes no país a ser credenciado como Professor deste mesmo WSet, tendo sido aprovado pelo WSet Educator Training Program 2011, em Nova York.

Editor e Idealizador do Blog EnoDeco, que é hoje o blog oficial de vinhos do portal R7, um dos blogs de vinho mais acessados do Brasil, e que já foi indicado pelo Guia 4 Rodas 2009 como um dos 10 melhores eno-blogs do Brasil.

Colunista da Revista Cool Magazine, da Revista Online Bloggers e também Editor de Vinhos da 4a. Edição do Flavour Guide , projeto anual do crítico gastronômico Josimar Melo. É jurado e avaliador de vinhos de vários eventos e revistas especializadas.

Há 2 anos é o Relações Públicas da Wines of Argentina (WofA), associação das melhores e principais vinícolas argentinas, sendo o responsável pela comunicação, eventos, degustações e todas as ações que a WofA faz em todo o Brasil, para divulgar e comunicar o vinho argentino por aqui.

Foi o ganhador do concurso “Meu Vinho com Susana Balbo” que foi disputado por 30 blogueiros e jornalistas de vinho, onde o principal objetivo era fazer o seu próprio vinho, usando 5 variedades disponibilizadas pela mais importante e premiada enóloga argentina, Susana Balbo. Seu vinho foi escolhido entre os 30 competidores, numa degustação às cegas pela enóloga e sua equipe, tendo um vinho assinado em conjunto com Susana, o Dominio del Plata Essential Limited Edition 2011.

É Publicitário de formação e foi Diretor de Atendimento de grandes agências como W/Brasil e Lew’Lara/TBWA, tendo passado também por Young & Rubicam, DPZ, Leo Burnett e Publicis. Antes disto, trabalhou na área de marketing da importadora Expand.

Publicidade

Arquivo

maio 2015
S T Q Q S S D
« abr    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Home de Blogs +