1
jun
2012

BOAS NOTÍCIAS, PERO NO MUCHO…

Postado por andrerossi às
16h14

vinho derramado 300x198 BOAS NOTÍCIAS, PERO NO MUCHO...


E continuam querendo derrubar as nossas taças!!! Já faz um certo tempo que não escrevo sobre as BURROcracias e tentativas de algumas associações e vinícolas brasileiras de prejudicar o mercado do vinho com as malditas salvaguardas e mais anteriormente, com o selo fiscal, que hoje já estão presentes na maioria dos vinhos disponíveis em nosso mercado. Aliás, este assunto do Selo Fiscal parecia algo morto, mas eis que ressurge com uma aparente boa notícia, mas depois vem uma declaração do tão querido e inteligente Ministro do Desenvolvimento Agrário, Sr. Pepe Vargas. Aliás, este distinto político, resolveu falar dos 2 assuntos de uma só vez. E aproveitou para jogar um balde de água fria nas pessoas que se animaram com a nota publicada pela Veja, que dizia que o Ministério do Desenvolvimento descartava acatar o pedido das Salvaguardas. Então vamos resumidamente falar como andam estes dois assuntos:



SALVAGUARDA

Apesar da Revista Veja ter divulgado há 2 semanas que o Ministério do Desenvolvimento descartava acatar o pedido das Salvaguardas e que ainda cogitava uma desoneração de impostos no setor vinícola brasileiro, a realidade não parece ser bem esta. Conforme entrevista do distinto e inteligente cidadão que citei acima (Sr. Pepe Vargas), ele deixa claro que, mesmo sem grandes evoluções neste processo, a decisão já está tomada a favor desta ridícula medida! Realmente mais uma vergonha política nacional e que agora afetará nossas taças de vinho!



SELO FISCAL

Outro “Apesar de”: O Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou que os importadores de vinho seguem livres da obrigação de colocar selo fiscal nas garrafas. A decisão foi tomada pelo STJ em relação aos efeitos de uma sentença da Justiça Federal do Distrito Federal, que autorizou os filiados da Associação Brasileira de Exportadores e Importadores de Alimentos e Bebidas (Abba) a não cumprir com a medida. Mas a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional alega que, sem o selo, a Receita Federal pode deixar de ter o controle da exigência. E é aí que entra mais uma vez o nosso personagem: Segundo Pepe, uma Medida Provisória pode ser criada para ter mais rapidez na exigência para que os importados sejam selados, pois diz ele que a medida foi fundamental para controlar o contrabando dos importados. Ou seja, manobras políticas para atender aos desejos dos grandes e ignorantes produtores, que acham que tais medidas vão ajudar o mercado!



Realmente lamentável e desanimador! Mas quanto mais falarmos e passarmos estas nossas revoltas pra frente, maiores as chances de conseguirmos algo. Mesmo sabendo que quando os interesses dos nossos políticos estão em jogo, dificilmente conseguimos algo. Mas se ficarmos quietos, aí a tarefa deles fica mais fácil! Vamos falar! Vamos divulgar! Não vamos deixar que mexam no nosso direito de escolha e que nos prejudiquem!!! Vamso segurar nossas taças e não deixemos que ninguém as derrubem!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com