Publicado em 06/05/2014 às 10h36

Steven Spurrier e os Espumantes Brasileiros: Uma boa idéia, não tão bem executada.

foto 1 225x300 Steven Spurrier e os Espumantes Brasileiros: Uma boa idéia, não tão bem executada.

 

Conforme postei na semana passada, na última sexta-feira tivemos um evento importante para o mercado de espumantes. Uma prova de espumantes do hemisfério sul, colocando frente a frente os espumantes brasileiros e outros do novo mundo, como os argentinos, australianos, chilenos, neo-zelandeses e sul africanos. Foram 21 espumantes divididos por modo de produção: 11 feitos a partir do método charmat e 10 a partir do método clássico.

 

 

A idéia do evento não era fazer um ranking, mas sim um painel comparativo em que os jurados, formados por experientes profissionais e degustadores, liderados por ninguém menos que Steven Spurrier, o crítico inglês que idealizou o famoso Julgamento de Paris em 1976 e que hoje é um dos mais importantes e renomados críticos de vinho do mundo. E dentro deste painel, cada um escolheria as 3 melhores amostras. Importante citar que as degustações foram todas às cegas.

 

foto 3 300x300 Steven Spurrier e os Espumantes Brasileiros: Uma boa idéia, não tão bem executada.

 

 

Vou colocar minha ordem de preferencia e citar os espumantes degustados, mas o importante é falar que mais uma vez vimos os nossos brasileiros disputando muito bem com ótimos espumantes do novo mundo. Alguns com mais destaque, outros com menos, mas nenhum ficou abaixo dos concorrentes.

 

 

Há de se comentar também que por serem divididos em 2 métodos de produção, tivemos que dividir nossas cabeças também, pois são estilos e conceitos diferentes. Os charmats, teoricamente mais fáceis de beber, mais simples, com mais fruta e mais frescor e os champenoise (tradicional) mais complexos, gastronômicos. Porém, aqui vai uma crítica construtiva à organização do evento, para que tenhamos eventos cada vez melhores e mais reconhecidos e importantes: Apesar de divididos em categorias, dentro de cada categoria, tínhamos espumantes muito distintos, feitos de maneira diferente. Charmat longo junto com charmat curto, espumantes safrados com não safrados e por aí vai. Outra crítica é sobre a prova: Não deveríamos saber de que países vinham os espumantes, antes de tomar. Degustação às cegas é para ser literalmente às cegas. Isto com certeza acaba afetando o resultado, é inegável.

 

 

Mas vamos aos espumantes e “resultados”:

 

 

Os espumantes degustados pelo método charmat foram:

  1. Norton Extra Brut (Argentina)
  2. Trivento Brut (Argentina)
  3. Lagarde Altas Cumbres Brut (Argentina)
  4. Chandon Brut (Brasil)
  5. Giacomin Brut (Brasil)
  6. Fante - Cordelier Brut (Brasil)
  7.  Santa Carolina Brut (Chile)
  8. Concha y Toro Brut Charmat (Chile)
  9. Santa Helena Premium Brut (Chile)

10. Sparkling Brut Sileni (Nova Zelandia)

11. Nederburg Cuvée Brut (Africa do Sul)

 

foto 2 300x225 Steven Spurrier e os Espumantes Brasileiros: Uma boa idéia, não tão bem executada.

 

Os espumantes degustados pelo método tradicional foram:

 

  1. Luigi Bosca Brut Nature (Argentina)
  2. Kaiken Sparkling Brut (Argentina)
  3. Trapiche Brut (Argentina)
  4. Smith & Son Angas Brut (Australia)
  5. Miolo Millesimme (Brasil)
  6. Casa Valduga 130 (Brasil)
  7. Cave Geisse Blanc de Blanc (Brasil)
  8. Viña Trapacá Traditional Brut (Chile)
  9. Hunetr’s Miru Miru (Nova Zelandia)

10. Krohn Borealis 2007 (Africa do Sul)

 

foto 41 300x225 Steven Spurrier e os Espumantes Brasileiros: Uma boa idéia, não tão bem executada.

 

A ordem preferida dos jurados foi:

 

Charmat:

-       Sparkling Brut Sileni (Nova Zelandia)

-       Giacomin Brut (Brasil)

-       Cordelier Brut (Brasil)

 

 

Tradicional:

-       Hunetr’s Miru Miru (Nova Zelandia)

-       Casa Valduga 130 (Brasil)

-       Cave Geisse Blanc de Blanc (Brasil)

 

A minha ordem foi:

 

 

Charmat:

-       Sparkling Brut Sileni (Nova Zelandia)

-       Nederburg Cuvée Brut (Africa do Sul)

-       Cordelier Brut (Brasil)

 

 

Tradicional:

-       Casa Valduga 130 (Brasil)

-       Luigi Bosca Brut Nature (Argentina)

-       Cave Geisse Blanc de Blanc (Brasil)

 

 

Sem dúvida foi um evento importante. Obrigado ao Ibravin pelo convite e honra em fazer parte deste importante evento. Mas podemos fazer melhor em muitos sentidos! Que nossos espumantes são excelentes, isto é inegável. Mas se queremos colocá-los frente a frente com alguns dos melhores espumantes do mundo, precisamos organizar bem esta degustação. Colocar espumantes similares, ser criterioso no processo de escolha e degustação e detalhista na organização. E não sair divulgando por aí que Steven Spurrier considera o espumante brasileiro o melhor do novo mundo.

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 24/04/2014 às 10h36

Steven Spurrier Frente a Frente com os Espumantes Brasileiros e do Novo Mundo.

ResizedImage368245 Stephen Spurrier 300x199 Steven Spurrier Frente a Frente com os Espumantes Brasileiros e do Novo Mundo.

 

Não sou de ficar falando muito dos "N" eventos que acontecem no mundo do vinho pois estas informações são muito mais para quem trabalha ou vive disto do que para os xenófilos em geral, grande maioria aqui no blog. Mas este evento eu vou contar um pouco antes e depois que eu participar, conto como foi.

 

 

Nesta sexta-feira (25) o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) vai promover um Painel de Avaliação de Espumantes do Hemisfério Sul com o objetivo de exaltar as potencialidades e apontar as diferenças entre os espumantes produzidos nos países do hemisfério Sul. As degustações serão conduzidas por ninguém menos que o idealizador do Julgamento de Paris, o jornalista inglês Steven Spurrier. O consultor, produtor e degustador internacional está entre as personalidades mais respeitadas no mundo do vinho.

 

 

Os espumantes serão divididos por método de elaboração - Charmat e Tradicional -, e por faixa de preço, com degustação às cegas por jurados escolhidos por Spurrier, acompanhados de especialistas do segmento. E com muita honra estarei presente neste painel.

 

 

A bateria seguirá a ordem alfabética, em inglês: Argentina, Austrália, Brasil, Chile, Nova Zelândia e África do Sul. Ao final de cada rodada, os resultados serão comentados pelo crítico inglês, sem avaliação por nota. Os rótulos degustados serão conhecidos apenas no final do evento.

 

 

A escolha dos espumantes brasileiros ficou a critério de Steven Spurrier. Já os produtos dos demais países forma indicados pelas respectivas associações de representação internacional (os "Wines of") de cada país, tendo como critério de seleção, rótulos disponíveis no mercado de São Paulo (SP). O objetivo é mostrar o perfil dos produtos de cada país e onde o Brasil está inserido neste contexto.

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

 

Posts Relacionados

Publicado em 17/02/2014 às 19h53

Aracuri: Vinho Brasileiros Consistentes e com Futuro.

Aracuri Vinhos Finos4 1024 1024 300x300 Aracuri: Vinho Brasileiros Consistentes e com Futuro.

 

Recentemente, em minha viagem ao Rio Grande do Sul a convite do Ibravin, tive a oportunidade de provar os vinhos de um projeto que sempre fui curioso para conhecer e num gostoso jantar com a enóloga Paula Schenato, conhecemos os vinhos de uma pequena e nova vinícola , a Aracuri, que foi fundada em 2005, localizada em Campos de Cima da Serra. Em 2008 começou a comercializar o primeiro vinho, safra 2007, que era um Aracuri Cabernet Sauvignon. É uma vinícola pequena, que produz 83.000 kg de uva e 48.000 litros de vinho/espumante.

 

 

 

 

Tem plantações de Chardonnay, Sauvignon Blanc, Pinot Noir, Merlot e Cabernet Sauvignon, são 8 vinhos em linha e 1 espumante, divididos da seguinte forma:

 

- Linha Campos Altos: R$ 25,00.

- Cabernet Sauvignon, Merlot, e o corte Cabernet/Merlot: R$ 38,00.

- Chardonnay, Sauvignon Blanc e Pinot Noir: R$ 45,00.

- Linha Collectors Cabernet Sauvignon: R$ 75,00.

 

 

 

 

Começando a degustação, provamos o Sauvignon Blanc 2012, bem fresco, sem aquele verde excessivo, equilibrado e bom final. Um vinho muito bem feito, por um preço também justo. Gostei! Depois, um Pinot Noir 2012. Aí vinha um grande desafio para mim, pois nunca provei um Pinot Noir brasileiro que me encantasse. Um vinho que tem um nariz bem aromático, bacana, mas que em boca perde um pouco o que se entrega no nariz, pois ele tem um final curto e a madeira que aparece no nariz, quase não aparece na boca. E conversando com a Paula, é este o estilo desejado. Então, para um vinho leve e rápido, aqui vai o vinho!

 

 

 

Seguindo pelos tintos, o Merlot 2009 é um vinho que tem pouco nariz, e boca melhor, com boa acidez e final de boca agradável. Deve ganhar uma boa complexidade com mais uns 2 anos de garrafa. Pelo preço (R$ 38,00), uma boa escolha! Indo para o Top da vinícola, o Collector's Cebernet Sauvignon 2009, um belo vinho! Enquanto alguns jogam o preço para além dos R$ 100,00 e alguns além dos R$ 200,00, este vinho de pouco mais de R$ 75,00 é muito bem feito. Madeira e fruta muito bem equilibrados, nariz e boca consistentes e um final longo. Belíssimo vinho, uma grande surpresa!! Por último, um Espumante feito 100% com chardonnay, método charmat e que custa em torno de R$ 40,00. Como era de se esperar, muita fruta e muito fresco. Um espumante fácil e agradável de se beber!

 

 

 

 

No geral, posso dizer que a Aracuri tem uma boa consistência e um futuro promissor, pois é um projeto novo e que tem um longo caminho pela frente. Qualidade, eles mostraram que sabem como fazer. Agora é deixar amadurecer e evoluir!!

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 19/10/2011 às 16h21

VINHO BRASILEIRO NA TAÇA: A CHANCE DE PODER PROVAR OS MELHORES!

CIRCUITO DEGUST SAOPAULO 171x300 VINHO BRASILEIRO NA TAÇA: A CHANCE DE PODER PROVAR OS MELHORES!
Amigos, venho falando dos nossos vinhos há um certo tempo aqui no blog. Eles até ganharam uma coluna fixa do "Vinho Brasileiro na Taça" em que toda semana eu indico um bom rótulo nacional. E  muita genta acaba entrando em contato perguntando onde compram estes vinhos, onde podem beber. E aqui vai uma grande oportunidade!!
Semana que vem teremos um evento em 3 capitais brasileiras (São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre), em que todo mundo poderá experimentar nossos sucos de uva (!!), vinhos e espumantes! Trata-se do  Circuito Brasileiro de Degustação, que o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) realiza este ano. Serão 25 vinícolas brasileiras, de quatro diferentes regiões: Pernambuco, Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
Em São Paulo o circuito será na próxima 3ª feira dia 25 de Outubro no Festivo Eventos localizado na Rua Cônego Eugênio Leite, 1098, em Pinheiros. Estarão presentes vinícolas como: Antônio Dias, Basso, Campos de Cima, Casa Valduga, Cave Marson,
Cooperativa Vinícola Aurora, Cooperativa Vinícola Garibaldi, Dal Pizzol, Dom Cândido, Domno do Brasil, Don Giovanni, Don Laurindo, Duccos, Dunamis, Góes & Venturini, Larentis, Lidio Carraro, Miolo, Pericó, Perini, Pizzato, Sociedade Vinícola Estrada Real, Salton, Valmarino, e Viapiana.
 
 
 
Os horários serão divididos em 2 etapas:
Das 14h às 19h – Profissionais e Convidados.
Das 19h às 22h – Público em geral (ingresso: R$ 50,00).
As Inscrições e confirmações devem ser feitas pelo cintia.silva@exponor.com.br.

CHEERS!!
Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Siga o EnoDeco no Twitter!
Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Publicado em 27/09/2011 às 11h57

O MELHOR VINHO BRASILEIRO E AS OUTRAS SURPESAS!

DSC 4292 200x300 O MELHOR VINHO BRASILEIRO E AS OUTRAS SURPESAS!


Semana passada participei de uma degustação histórica, que foi organizada pelo amigo e blogueiro Gustavo Kaufmann, do Blog Enoleigos. A degustação também foi apoiada pelo IBRAVIN (Instituto Brasileiro do Vinho). E digo que foi uma degustação histórica, pois foram 19 vinhos brasileiros, degustados às cegas, todos limitados a um máximo valor de R$ 200,00 por garrafa e o objetivo era que um grupo formado por alguns jornalistas, blogueiros e sommeliers elegesse o MELHOR VINHO BRASILEIRO. E de fato tivemos uma degustação de alto nível, com algumas surpresas. O local escolhido foi a tradicional e famosa Pizzaria Speranza, no charmoso bairro do Bixiga, que após a degustação nos serviu algumas de suas maravilhosas e conhecidas Pizzas!



Falando sobre a degustação, as 19 amostras foram escohidas pelas próprias vinícolas que enviaram seus vinhos. Ou seja, eles enviaram aqueles vinhos que eles mais acreditam e isto é um ponto importante para o resultado final, pois não foram amostras escohidas por alguém de fora e sim pelos próprios produtores. 19 vinícolas e 19 vinhos, muito bem selecionados, todos tintos.


Degustados os 19 vinhos por todos, onde cada jurado pontuou cada vinho, foi feita uma somatória e depois uma média final. Alguns vnhos surpreenderam e outros decepcionaram. Eu já conhecia 10 daqueles vinhos e mesmo sem saber qual era qual, tinha algumas apostas. Mas posso falar que a maioria destas apostas foi por água abaixo. Na minha avaliação, o melhor vinho foi uma surpresa para quebrar qualquer preconceito!!! RIO SOL PARALELO 8 PREMIUM SYRAH/CABERNET SAUVIGNON 2007. Sim, um vinho do Vale do São Francisco que provou que é possível fazer bons vinhos por lá! Depois vieram o Don Laurindo Tannat 10 Anos 2005, Vila Francioni Tinto 2005, Valmarino Reserva de Familia 2005 e Salton Talento 2006.



E para não acharem qua talvez o meu gosto tenha destoado dos demais, principalmente com relação ao Rio Sol, o resultado final está abaixo!


Resultado Final do Painel 300x168 O MELHOR VINHO BRASILEIRO E AS OUTRAS SURPESAS!

 

O grande vencedor, o Don Laurindo Tannat 10 anos 2005 estava realmente especial! Um vinho completo, com uma bela cor, nariz complexo e intenso, boca cheia, acidez excelente, taninos redondos e um final longuíssimo! Um vinhaço de fato! E depois, o VF 2005 da Vila Francioni, vinho ja reconhecidamente de qualidade, seguido pela grande suspresa, o Rio Sol Paralelo 8, que na minha avaliação arrebatou o primeiro lugar! Há de se enaltecer também o quarto lugar do Touriga Nacional da Dal Pizzol 2009, o vinho mais barato do painel (R$ 35,00) e que foi seguido pelo famoso Lote 43 2008.



Foi realmente uma noite incrível, histórica e memorável! Parabéns Gustavo e IBRAVIN por este evento e quem sabe agora no verão não fazemos um painel de nossos espumantes??



CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Siga o EnoDeco no Twitter!
Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!


Posts Relacionados

Publicado em 22/08/2011 às 17h11

O VINHO BRASILEIRO: VEM AÍ O NOSSO GUIA!

O Vinho do Brasil1 300x225 O VINHO BRASILEIRO: VEM AÍ O NOSSO GUIA!
Uma excelente notícia para quem gosta do vinho brasileiro e acha, como eu, que temos bons vinhos além dos espumantes e que vamos, num curto espaço de tempo, ser mais reconhecidos lá fora. Mas antes, precisamos dar valor aqui dentro, certo? E a boa notícia é que o Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho), em parceria com a Baco Multimídia, vai lançar em breve o Anuário Vinhos do Brasil, que será uma publicação com um panorama completo da produção nacional de vinhos.
Em formato de table book, trará as regiões produtoras, as castas mais utilizadas, os vinhos, as rotas do vinho, o enoturismo, a gastronomia, os principais restaurantes que privilegiam cartas com rótulos verde-amarelos, entre outros destaques. A ideia do guia é ter muitas dicas e serviços pois hoje não há nenhuma publicação neste estilo, que fale sobre todo o cenário nacional de vinhos do Brasil.
Editor, o sempre competente e ativo Marcelo Copello, explica que a publicação proporcionará ao leitor uma navegação prazerosa por todo o Brasil vitivinícola,  com um Raio-X dos os números da produção e comercialização de vinhos brasileiros nos mercados interno e externo, sempre de forma leve e atraente, com belas imagens e infográficos que possibilitem uma navegação tranquila.
Realmente é uma publicação que já estou ansioso pois certamente ajudará muitos de nós a entender e compreender um pouco mais sobre nossos vinhos, terroirs, possibilidades e perspectivas!! Parabéns ao IBRAVIN por esta iniciativa e fiquemos aguardando o lançamento...


CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Siga o EnoDeco no Twitter!
Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Publicado em 03/08/2011 às 09h13

O VINHO BRASILEIRO: ESTAMOS CONSUMINDO MAIS BRAZUCAS!

O Vinho do Brasil 300x225 O VINHO BRASILEIRO: ESTAMOS CONSUMINDO MAIS BRAZUCAS!


Recebi um comunicado do IBRAVIN - Instituto Brasileiro do Vinho, que me deixou feliz e mostra que estamos no caminho certo com relação a uma maior valorização do nosso vinho. E como não poderia deixar de ser, já que criei este espaço dedicado ao Vinho Braisleiro, estou compartilhando aqui para vcs um pouco do resultado de vendas dos nossos vinhos finos no primeiro semestre deste ano.



No comunicado, o IBRAVIN relata que a comercialização de vinhos finos e de mesa elaborados no Rio Grande do Sul, estado responsável por responsável por cerca de 90% da produção nacional, cresceu 7,8% no primeiro semestre no Brasil, sendo vendidos um total de 112,5 milhões de litros de vinhos finos e de mesa, contra 104,3 milhões de litros no mesmo período do ano passado. E outra constatação importante é que este volume é o maior dos últimos 4 anos se pegarmos sempre este mesmo período do ano, recuperando a perda de vendas que tivemos no ano passado e animando os produtores e comerciantes do vinho nacional. 



Se pegarmos apenas a fatia dos vinhos tintos e finos, aqueles que bebemos em nossos jantares, almoços ou a qualquer hora do dia, as vendas cresceram 4,4% no período e os tintos de mesa cresceram 8,5%.  E este dado, diferente do que muita gente pode achar, é animador, afinal, vemos que ainda temos um belo e promissor caminho pela frente, que é o de consumidores de vinhos de mesa, pois a hora que este público começar a pegar gosto pelo vinho fino, certamente teremos um outro cenário, ainda mais promissor.



E por último, o relatório conta que a comercialização de espumantes, um dos nossos principais produtos em termos de qualidade e imagem, manteve-se estável no primeiro semestre com os mesmos 11,77 milhões de litros. Mas isto tende a crescer agora no segundo semestre pois é a época forte de vendas deste tipo de vinho.



Continuo achando que estamos no caminho certo. Falta ainda uma maior maturidade do nosso mercado para que as vendas sejam ainda maiores, sem o preconceito que muitos tem. Mas falta também a ajuda do governo para reduzir impostos e dar incetivos aos produtores.  Se juntarmos estes 3 fatores podem ter certeza que veremos um crescimento assustador e acima de tudo, animador.



CHEERS!!
Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Siga o EnoDeco no Twitter!
Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Publicado em 04/06/2011 às 11h01

WORKSHOP DE MÍDIAS SOCIAIS E O MUNDO DO VINHO – PARTE 2.

Auditorio Workshop1 224x300 WORKSHOP DE MÍDIAS SOCIAIS E O MUNDO DO VINHO   PARTE 2.


Estou em pleno aeroporto de Caxias do Sul, esperando meu vôo de volta para São Paulo. Enquanto isto, queria relatar a tarde de ontem no Workshop que vcs puderam acompanhar ao vivo aqui no Blog.


A tarde começou agitada. PC Dias da agencia de Web Mazah e Fabiano Goldoni, da Agencia Escala expuseram de forma clara e descontraída as formas de se comunicar na Web e em redes sociais. E o principal foco disto tudo, por incrível que pareça, é lembrar que estamos falando com pessoas. Gente. Digo que “por incrível que pareça”, pois para muitos, a internet esfria a relação com as pessoas, tornando-as meros avatares ou relações frias. Mas o olhar que devemos aplicar sobre a internet é o de que estamos sim falando e trabalhando com gente, com sentimentos e sensações. E que qualquer coisa colocada lá, pode atingir uma velocidade e um alcance inacreditáveis. Traduzindo isto para o vinho, temos que pensar e lembrar o poder que os blogs e outras redes sociais tem quando fazemos uma crítica ou elogio de um vinho ou falamos de algum evento ou acontecimento. Afinal, estamos influenciando não só os nossos seguidores, mas como os seguidores dos seguidores e assim por diante. E para ilustrar, apresentaram o case que fizeram pro IBRAVIN com um teste cego de um vinho nacional em lugares frequentados por pessoas que conhecem e gostam de vinhos. O resultado é que 80% das pessoas achava que era um vinho importado e eram surpreendidos ao ver que era um vinho nacional.


Para terminar o ciclo de palestras, veio Marcio Cunha, um dos idealizadores da Wine Tag, uma rede social específica do vinho, que ajuda as pessoas a encontrarem rótulos, saberem onde compram e ainda tem um espaço para colocarem opiniões e avaliações sobre os vinhos que beberam. Um site com muitas funcionalidades que ainda tem muitos planos de melhorias pela frente e pode se tornar, sem dúvidas, uma das grandes referências em vinhos na web brasileira em termos de serviço e conteúdo.


E por fim, o esprado WINE BAR de vinhos brasileiros, inédito! Mas este eu falarei num post dedicado apenas para ele.


AO IBRAVIN e todos os organizadores (Diego, Orestes, Morgana e equipe) parabéns pela iniciativa e organização! Eventos como este são importantes para fomentar boas e produtivas discussões e com isto, aumentar o mercado consumidor de vinhos e principalmente, de vinhos brasileiros! Obrigado pela honra do convite!



CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Publicado em 04/05/2011 às 19h55

ENODECO RUMO À SERRA GAÚCHA NOVAMENTE!

Caudalie 300x224 ENODECO RUMO À SERRA GAÚCHA NOVAMENTE!


Amigos, a partir de amanhã estarei no Vale dos Vinhedo, a convite do IBRAVIN (Instituto Brasileiro do Vinho), para participar do Projeto Imagem Nacional, que é um projeto que tem por objetivo, aproximar jornalistas e formadores de opinião às vinícolas localizadas na Serra Gaúcha, bem como de outras regiões produtoras, durante a realização da Fenavinho Brasil 2011, hoje o maior evento vitivinícola do país, que acontece de 29 de abril a 8 de maio, em Bento Gonçalves (RS). Serão 10 jornalistas e formadores de opinião que farão visitas técnicas em vinícolas da Serra Gaúcha, com o objetivo de aprofundar o conhecimento e fomentar o crescimento do setor vitivinícola e fortalecer a imagem turística e dos produtos agregados.


Tive o prazer de ser um destes poucos privilegiados e contarei tudo para vcs aqui no blog. Mesmo já conhecendo a região, irei a vinícolas que não conheço e poderei contar um pouco mais de cada uma delas a vcs e falar também dos vinhos degustados.


Então, fiquem de olho e amanhã, diretamente do Vale dos Vinhedos, escreverei para vcs!!


CHEERS!! 

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Siga o EnoDeco no Twitter!
Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Publicado em 29/04/2011 às 11h42

EXPOVINIS: O INÉDITO PAINEL INTERATIVO IBRAVIN/ENOBLOGS

REN8654 199x300 EXPOVINIS: O INÉDITO PAINEL INTERATIVO IBRAVIN/ENOBLOGS


Para os que ainda não acreditam na força dos blogs de vinho hoje no Brasil, mais uma prova foi dada nesta última Expovinis, que terminou ontem. Em parceria com o IBRAVIN, foi instalado um painel de LED de 4x4 metros logo na entrada do estande Vinhos do Brasil na Expovinis 2001. Na tela são reproduzidos posts e mensagens on-line do Twitter que falam sobre o vinho brasileiro, sendo que os melhores "twits" ganham brindes das vinícolas brasileiras presentes na feira.


Ainda com relação a esta parceria, os blogueiros podiam usar a Sala de Imprensa instalada no estande Vinhos do Brasil para elaboração e publicação de textos sobre o evento. Para ter seus twits publicados na tela do Ibravin na Expovinis basta acrescentar a hashtag #vdb no final das mensagens. Segundo o Ibravin, este é um marco da entidade, pois daqui pra frente a ideia é valorizar o conteúdo gerado por esses novos formadores de opinião, que ganham cada vez mais espaço na mídia e respeito dos consumidores.


Realmente foi uma bela ação que certamente valoriza tanto o IBRAVIN, com uma atitude inovadora, como os enoblogs, que ganham espaço e credibilidade!



CHEERS!!

Posts Relacionados

Perfil

André Rossi (Déco), 35 anos, é formado pelo instituto inglês Wine & Spirits Education Trust (WSet) nos níveis 1 - Foundation, 2 - Intermediate e 3 - Advanced, cursados em Nova York. Atualmente está cursando o quarto e último nível do WSET, o “Diploma”, curso este que tem duração de 2 a 3 anos e é preparativo para o Instituto Master of Wine
Leia mais

Publicidade

Arquivo

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Home de Blogs +
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com