Publicado em 28/03/2013 às 12h04

As Maravilhas de Salta: As Vinícolas que Valem a Pena!

4262519420 244f192961 z 300x200 As Maravilhas de Salta: As Vinícolas que Valem a Pena!

Yacochuya

 

Para o último post sobre Salta e Cafayate, vamos falar das vinícolas. Aqui em Cafayate existem pouco mais de 15 vinícolas. Mas listarei as que valem a pena visitar, seja pela paisagem, seja pelos vinhos. Ou pelos dois:

 

 

Bodega El Esteco: A antiga Michel Torino tem vinhos de várias faixas de preço e estilo. Histórica e familiar, hoje é uma das grandes e importantes Bodegas de Salta.

 

 

Felix Lavaque: Alguns dos melhores vinhos de Salta estão aqui, na minha opinião. As Linhas Quara e Felix só tem vinhos bons e também para todos os bolsos e gostos.

 

 

Yacochuya: A famosa vinícola em que Michel Rolland é sócio, faz vinhos intensos, encorpados e alcoólicos. Vinhos de guarda e os melhores (San Pedro e Yacochuya) são caros. Mas vale a paciência para guardar e beber em alguns anos. A vista é deslumbrante pois fica em cima da cidade.

 

 

El Porvenir: Uma vinícola antiga, que foi restaurada e está com nova operação desde 2002. Vinhos muito bem feitos pelo competente e jovem, enólogo Mariano, ele ainda contam com a consultoria externa de Paul Hobbs, mais um enólogo-craque do vinho mundial.

 

 

Piatelli: Esta vinícola, já conhecida em Mendoza, está terminando de construir um projeto ambicioso que custou nada menos que 12 milhões de dólares. Ao terminar, contará com um restaurante e estruturas para o turismo que deixam qualquer gigante do mundo do vinho com inveja. Os vinhos que provamos, ainda sem rótulo pois estão ainda na segunda colheita e em tudo para ter destaque.

 

 

 

 

Um parênteses que vale a pena fazer sobre os vinhos em geral desta região: A uva branca Torrontés é sem dúvida a rainha de Salta e isto é inegável. Vinhos aromáticos e muito fáceis de beber. Além dos bons Malbecs e Cabernets daqui que também se mostraram muito interessantes. Mas fiquem de olho naquela que consideramos a uva ícone do Uruguai, a Tannat. Os Tannats de Salta tem surpreendido a todos e muitos deles se mostram mais fáceis de beber que os uruguaios. Usada em cortes ou em varietais, a Tannat aqui tem dado resultados fantásticos e logo mais veremos alguns deles ganhando destaques internacionais!

 

 

Amigos, Salta é uma região pouquíssimo explorada e que vale a pena visitar, por inúmeros motivos. Quem vai, não se arrepende e de quebra ainda consegue ver paisagens maravilhosas e beber vinhos surpreendentes.

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 14/03/2013 às 17h00

Mais sobre as belezas de Salta: Chegamos em Cafayate, a terra do Torrontés.

2012 11 17 15.27.28 300x51 Mais sobre as belezas de Salta: Chegamos em Cafayate, a terra do Torrontés.

Salta, perto do céu.

 

Continuando as dicas de Salta, agora vamos chegando a Cafayate, depois desta viagem maravilhosa que falei no primeiro post, nos deparamos com uma cidade pequena, mínima e charmosa. Com a tradicional igreja no centro e na praça principal, a cidade vive praticamente do vinho. Os restaurantes e bares, que não são muitos, estão todos nesta praça. Para hospedagem há 2 dicas que valem a pena:

 

 

Hotel Patios de Cafayate: Um hotel que fica dentro da Bodel El Esteco (Antiga Michel Torino) e que impressiona. Aconchegante, com uma vista maravilhosa, uma piscina e um terraço dignos de filme, lareira no quarto e um ambiente delicioso. Fica a 1 km da cidade.

 

IMG 3808 300x200 Mais sobre as belezas de Salta: Chegamos em Cafayate, a terra do Torrontés.

Hotel Patios de Cafayate

 

Hotel Killa Cafayate: Bem no centro, atrás da praça principal. Charmoso, confortável e com um café da manhã bem gostoso. Tem um ambiente quase familiar e uma piscina charmosa.

 

Cópia de foto 4 225x300 Mais sobre as belezas de Salta: Chegamos em Cafayate, a terra do Torrontés.

Hotel Killa Cafayate

 

Restaurantes que valem a pena a visita: Terruño e El Rancho. Não deixem de comer pratos típicos como as Humitas e outros, além dos doces caseiros com queijos. Pratos com doce de leite também marcam presença por aqui. Além dos restaurantes, um Wine Bar que merece, no mínimo, uma menção pelo nome: Chatos Wine Bar. Fica numa travessa da praça.

 

 

E por último, claro, as lojinhas e feirinhas de artesanato e roupas espalhadas pela praça e por outras ruas são parada obrigatória.

 

 

No próximo post, as vinícolas que valem ser visitadas!

 

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 27/02/2013 às 12h24

Salta: Um Paraíso Argentino Que Merece Ser Explorado

 

Amigos, depois de 3 idas e vindas para e província de Salta, onde ficam as cidades de Salta e Cafayate, entre outras, resolvi colocar aqui as dicas de lugares e passeios bacanas para fazer, incluindo é claro, as vinícolas para se visitar.

 

Começando por Salta, que é onde descem os vôos desta região, vale dizer que a cidade não é tão pequena, mas longe de ser considerada grande. Não tem muito o que fazer na cidade, a não ser ficar hospedado no charmoso e moderno Hotel Boutique “Design Suites Salta”. Decoração de bom gosto, moderna e um quarto grande e confortável.

 

Mas o mais legal aqui é alugar um carro, ou contratar um motorista no aeroporto (Mais caro, porém o ideal), que possa te levar até Cafayate, que fica a pouco mais de 180Km de distancia de Salta, o que dá, sem paradas, mais ou menos 2 horas e meia de uma estrada bem sinuosa, cheia de curvas, mas de uma beleza inacreditável. Posso dizer, sem dúvida nenhuma, que é a região mais bonita que já fui na vida. Uma beleza natural de falésias, formações rochosas deslumbrantes e inacreditáveis. Mas antes de começar a apreciar esta paisagem impressionante, uma parada numa casinha no meio da estrada chamada “Posta las Cabras” para comer e comprar os deliciosos Queijos de Cabra que são feitos lá mesmo, além do Alfajor caseiro que é incrível. Fica a mais ou menos a uma hora de Salta.

 

Saindo do Posta las Cabras, depois de mais ou menos meia hora começam os shows de esculturas naturais e paisagens inacreditáveis. Melhor que escrever, vou apenas colocar as fotos abaixo e citar quais são os lugares com parada obrigatória no caminho.

 

 

Vou parar por aqui e deixar as dicas de Cafayate e das vinícolas para o próximo post, para que possam recuperar o fôlego.

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 20/08/2012 às 11h46

OS VINHOS DO NORTE DA ARGENTINA.

salta caf 121 300x136 OS VINHOS DO NORTE DA ARGENTINA.

 

Recentemente, como vcs viram aqui no blog, estive em Salta a convite da Ford e pude conhecer uma região belíssima, cheia de vinhos bons! E amanhã, buscando uma maior notoriedade para seus vinhos,  7 vinícolas do norte do país se reunirão aqui em SP no consulado argentino, para uma degustação de vinhos típicos daquela região: Vasija Secreta, Bodega Peña Veyrat Durbex, Bodega Tierra Colorada, Bodega Nanni, Bodega Tukma, Bodegas Las Arcas del Tolombón e Bodega Posse. São vinícolas pouco conhecidas por aqui, mas que certamente trarão uma boa noção de diversidade, mostrando que a Argentina não é só Malbec.

 

 

A Região Norte se caracteriza pela altitude de seus vinhedos que vai de 1.000 até 3.000 msnm. Os Valles Calchaquíes, na província de Salta, alojam as vinhas mais altas do mundo. Outro traço distintivo da região, além da altura, é a chuva escassa e o clima seco e quente, com temperaturas muito altas como média, e com solos arenosos que favorecem a drenagem. Milhares de anos de história dominam suas principais regiões: Cafayate, Tinogasta, Santa María e Belén. Terra dos primeiros aborígines que habitaram a América: os Calchaquies e os Diaguitas.

 

 

Falando dos vinhos que temos por lá, a principal é a Torrontés, cultivada principalmente no Valle de Cafayate, em Salta. Mas há bons Tannats, Cabernets e claro, Malbecs.

 

 

Depois do evento conto por aqui como foi e o que achei.

 

 

CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

EnoDeco no Instagram: @enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebo

 

 

Posts Relacionados

Publicado em 06/07/2012 às 13h18

É DIA DE VINHO EM CAFAYATE. DIRIGINDO ANTES E VOLTANDO DE ÔNIBUS.

foto 1 21 225x300 É DIA DE VINHO EM CAFAYATE. DIRIGINDO ANTES E VOLTANDO DE ÔNIBUS.

VINHAS VELHAS DA BODEGA EL ESTECO

Amigos, agora de volta a terras tupiniquins depois de 5 intensos dias de viagem para Salta, é hora de rever fotos, estórias e contar como foi o último dia de programações desta viagem que a Ford me convidou para o lançamento da Nova Ranger.

 

 

Depois do dia de Test-Drive, que foi incrível conforme eu já escrevi aqui, fomos para uma Road Trip longa, mas extremamente prazeirosa, incrível e que trouxe o mundo do vinho aos viajantes. Saímos de Salta em direção a Cafayate, região vinícola onde se produzem os melhores Torrontés da Argentina, além de outros tintos excepcionais e alguns deles bem famosos, como os vinhos da Colomé (lembram da degustação que escrevi sobre o Grupo Hess Family?), El Esteco (Antiga Michel Torino) e talvez os mais famosos e conhecidos de lá, os vinhos da Yacochuya, vinícola de Michel Rolland que produz tintos (e um torrontés tbm!) maravilhosos e pontuados!

 

Cópia de foto 4 225x300 É DIA DE VINHO EM CAFAYATE. DIRIGINDO ANTES E VOLTANDO DE ÔNIBUS.

MOMENTOS ANTES DA ROAD TRIP PARA CAFAYATE

 

 

Foram 4 horas de viagem, com 3 paradas estratégicas no meio do caminho para ver algumas das mais belas paisagens que já vi. Apesar de ser uma região extremamente seca, as paisagens são impressionantes. Tivemos uma parada também em uma "Cabaña" típica para comermos algo. E posso dizer que este algo foi incrível. Depois de um sanduíche gostoso de queijo e presunto num pão caseiro, veio o melhor alfajor que já comi na vida, feito com um biscoito caseiro crocante e um doce de leite impressionante!

 

Cópia de foto 5 300x225 É DIA DE VINHO EM CAFAYATE. DIRIGINDO ANTES E VOLTANDO DE ÔNIBUS.

SOL NASCENDO ANTES DA ROAD TRIP

 

Estas 4 horas de estrada foram fantásticas. Além das paisagens, das paradas e das companhias das queridas Adriane, Roberta, Fernanda e do piloto Erick - Todos os carros eram obrigados a ir com um piloto pois em determinados momentos da estrada, tínhamos percursos perigosos. Mas o "piloto" que vos fala inspirou tanta confiança, que o piloto propriamente dito deixou que eu guiasse o caminho todo icon smile É DIA DE VINHO EM CAFAYATE. DIRIGINDO ANTES E VOLTANDO DE ÔNIBUS. - Dirigir a Nova Ranger foi espetacular. Eu, que não sou muito íntimo de Pick-Ups, fiquei impressionado com o conforto e a vida a bordo deste carro. Uma cabine dupla com opcionais difíceis de encontrar num carro deste, como GPS, Computador de Bordo completo com altimetria, temperatura e outras funções, Sistema de som com entrada USB e Bluetooth e muitas outras coisas. A impressão é que eu estava guiando um SUV de luxo e não uma Pick-Up.

 

 

 

Mas vamos voltar ao programa: Chegamos em Cafayate e fomos ao Hotel Patios de Cafayate, que fica ao lado da vinícola El Esteco (antiga Michel Torino). Um almoço muito bacana, com uma vista maravilhosa! Os vinhos: Elementos Torrontés 2011 e Elementos Cabernet Sauvignon 2011. Vinhos da Bodega El Esteco e que acompanharam bem a entrada e depois a carne. São os vinhos de entrada da vinícola, mas já mostram uma boa qualidade para serem vinhos de entrada. Vale dizer que desde o momento em que chegamos em Cafayate, deixamos as Rangers de lado e seguimos de ônibus, até a volta a Salta. Afinal, beber e dirigir, nunca!

 

IMG 91591 300x199 É DIA DE VINHO EM CAFAYATE. DIRIGINDO ANTES E VOLTANDO DE ÔNIBUS.

HOTEL PATIOS DE CAFAYATE

 

Depois do almoço, visita ao Museu do Vinho, no centro de Cafayate. Um museu bem estruturado, com idéias legais como simulador de temperaturas "dia e noite" para representar a grande variação térmica da região, fator este que é um dos grandes diferenciais para as uvas de qualidade de lá. Seguindo em frente, fomos à Bodega El Esteco. E posso dizer que me senti em casa. Aquele cheiro de fermentação, de barricas e de tudo que estamos acostumados quando visitamos uma vinícola. Terminamos com uma degustação do Elemento Torrontés 2011 e do Don David Syrah 2009. Este último, um vinho intenso, interessante e que faz bem o estilo local, com potência e um álcool ainda forte, mas que com uns minutos de taça, melhora. Um vinho bem bacana. E no final, a volta de ônibus a Salta… e um grupo extenuado, cansado, mas feliz. Afinal, uma viagem como esta é algo que não tem como não ficar "anestesiado" e impressionado.

 

IMG 85931 300x199 É DIA DE VINHO EM CAFAYATE. DIRIGINDO ANTES E VOLTANDO DE ÔNIBUS.

O GRUPO TODO NO MEIO DO CAMINHO

 

Vou, num próximo post, resumir um pouco as sensações desta viagem e dar minha opinião sobre tudo isto, pois foi algo diferente, inusitado e que precisa ser refletido, pois é uma boa quebra de paradigmas. E toda quebra de paradigmas precisa ser analisada por todos os lados. Principalmente se for algo bom! Por fim, queria mandar um beijo para a querida Nadja, que nos proporcionou momentos ímpares de diversão, pelos mais variados motivos! E como ela insistiu para eu mandasse um beijo para ela aqui, tá mandado, NaDJa… icon razz É DIA DE VINHO EM CAFAYATE. DIRIGINDO ANTES E VOLTANDO DE ÔNIBUS.

 

 

CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Siga o EnoDeco no Twitter!
Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Publicado em 02/07/2012 às 02h42

SALTA: GRANDE CARR E GRANDES VINHOS. MAS SEM MISTURAR OS DOIS.

 

Salta, terra do Torrontés, aqui estamos nós! Chegamos ontem depois de um grande atraso do vôo por conta do mau tempo em Buenos Aires (É amigos, não é privilégio apenas nosso os atrasos em vôos…). Chegamos já super apertados de horário pois tínhamos o grande evento da viagem, que era a revelação da Nova Ranger. Depois de um banho e das coisas devidamente arrumadas no Design Suites Hotel (Por sinal, um show de hotel… pequeno, boutique e de muito bom gosto!) fomos ao Centro de Convenções de Salta, onde nos encontramos com o restante dos convidados, esmagadora maioria da imprensa automobilística. Pessoas do Brasil, Argentina, Chile e Colombia estavam presentes. No total, aproximadamente 300 pessoas e um grupo "intruso"de 14 pessoas que não são do mercado automobilístico: Nós!!

 

 

Nova Ranger revelada - por sinal, um carrão - ao som do interessante grupo "Choque Urbano", uma espécie de Stomp portenho, tivemos um jantar típico excelente e um outro show, de uma banda que não vou lembrar agora o nome… Mas e os vinhos? Ah, os vinhos eram da famosa e tradicional vinícola Yacochuya: San Pedro Yacochuya Torrontés 2011 e San Pedro Yacochuya Malbec 2009. Como são os vinhos desta vinícola, muito bem feitos! O torrontés não é bobinho como muitos torrontés que temos por aí e o Malbec é aquela potência típica de Michel Rolland!

 

 

Hoje, depois de algumas palestras e explicações mais técnicas sobre o carro, novamente no centro de convenções, fomos à parte mais divertida: O Test Drive! E Test-Drive de verdade, em condições extremas!! Subindo barrancos, descendo morros, estrada de asfalto, estrada de terra, estrada de terra e como nos filmes, passando por dentro de rios! Sim, dirigi o carro dentro de um rio! Impressionante a resistência e estabilidade do carro. E nem parece que estávamos numa Pick Up, pois o conforto interno é surpreendente. Computador de bordo completo com GPS, Bluetooth, entrada para iPod e muita coisa que nem imaginamos ver num carro deste! Foi realmente uma experiência incrível.

 

 

Depois, um almoço gostoso, regada novamente a bons vinhos locais: Um branco, como sempre Torrontés, lógico: Laborum Torrontés 2009. Vinho típico desta uva, como o San Pedro que falei acima, e novamente surpreendente, pois ele não some na boca como a maioria dos vinhos feitos com esta tradicional e emblemática uva branca argentina. E depois um surpreendente Laborum Tannat 2006. Esperava um Malbec ou Cabernet, mas eis que surge um delicioso, persistente e equilibrado Tannat. Potente como deveria ser, mas nada da rusticidade típica desta uva. Uma bela descoberta!

 

 

E por aí ficamos hoje… ou melhor: Hora de descansar e ver o que nos espera no jantar de hoje! E amanhã volto para contar!

 

 

CHEERS!!
Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Siga o EnoDeco no Twitter!
Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

 

Posts Relacionados

Publicado em 30/06/2012 às 09h03

NA TERRA DO VINHO, MAS PARA FALAR DE CARRO. COMO ASSIM?

Nova Ford Ranger 300x196 NA TERRA DO VINHO, MAS PARA FALAR DE CARRO. COMO ASSIM?

 

Amigos, estou na Argentina! Sim, este país de vinhos maravilhosos e que vemos aos montes em nosso mercado. Mas não estou em Mendoza, capital argentina do vinho. Por enquanto estou de passagem por Buenos Aires, para ir ainda hoje a Salta, norte da Argentina, onde fica uma outra importante região vinícola daqui e onde também ficam alguns dos vinhedos mais altos do mundo. Mas até aí, vocês devem estar pensando que vou começar a escrever sobre as vinícolas e vinhos de lá, certo? Pois desta vez a coisa é um pouco diferente. O motivo de estar aqui no país hermano não é o vinho, mas um carro. Sim, um carro! Mais especificamente o lançamento da Nova Ford Ranger. Então, logo virão os críticos e alarmistas de plantão questionar a mistura álcool e direção, não é? E confesso que eu mesmo, ao receber este convite da Ford, questionei isto. Mas fiquem tranqüilos pois esta mistura está longe de passar por nós.

 

 

Explicando rapidamente como vim parar aqui, o convite foi feito pela Ford que queria sair do tradicional mundo automobilístico e expandir seus horizontes e principalmente, a forma de ver um lançamento de carro. Claro que toda a imprensa automobilística está aqui, mas mas há um grupo "intruso" no meio deles, que é formado por blogueiros e jornalistas de turismo, moda, lifestyle e é claro, vinho! E do vinho, além de mim, veio o amigo Daniel Perches, do Blog Vinhos de Corte. E no conceito da Ford, já que estaremos numa região vinícola, vamos chamar gente ligada ao vinho!

 

 

Então, nos próximos 3 dias, estarei por aqui falando de carro, vinho, vinícolas, coisas típicas e belas paisagens. O assunto do blog muda um pouco, mas não muito. Vou sim falar dos vinhos degustados por aqui, das vinícolas visitadas. Mas darei também o meu olhar sobre a Nova Ranger. Um olhar diferente, menos técnico. Mas é claro, sempre lembrando e deixando claro que a mistura vinho e direção vai passar bem longe de todos os que estão aqui presentes!

 

 

CHEERS!!
Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Siga o EnoDeco no Twitter!
Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

 

Posts Relacionados

Perfil

André Rossi (Déco), 37 anos, é formado pelo instituto inglês Wine & Spirits Education Trust (WSet) nos níveis 1 - Foundation, 2 - Intermediate e 3 - Advanced, cursados em Nova York. Atualmente está cursando o quarto e último nível do WSET, o “Diploma”.

É também um dos únicos cinco Brasileiros residentes no país a ser credenciado como Professor deste mesmo WSet, tendo sido aprovado pelo WSet Educator Training Program 2011, em Nova York.

Editor e Idealizador do Blog EnoDeco, que é hoje o blog oficial de vinhos do portal R7, um dos blogs de vinho mais acessados do Brasil, e que já foi indicado pelo Guia 4 Rodas 2009 como um dos 10 melhores eno-blogs do Brasil.

Colunista da Revista Cool Magazine, da Revista Online Bloggers e também Editor de Vinhos da 4a. Edição do Flavour Guide , projeto anual do crítico gastronômico Josimar Melo. É jurado e avaliador de vinhos de vários eventos e revistas especializadas.

Há 2 anos é o Relações Públicas da Wines of Argentina (WofA), associação das melhores e principais vinícolas argentinas, sendo o responsável pela comunicação, eventos, degustações e todas as ações que a WofA faz em todo o Brasil, para divulgar e comunicar o vinho argentino por aqui.

Foi o ganhador do concurso “Meu Vinho com Susana Balbo” que foi disputado por 30 blogueiros e jornalistas de vinho, onde o principal objetivo era fazer o seu próprio vinho, usando 5 variedades disponibilizadas pela mais importante e premiada enóloga argentina, Susana Balbo. Seu vinho foi escolhido entre os 30 competidores, numa degustação às cegas pela enóloga e sua equipe, tendo um vinho assinado em conjunto com Susana, o Dominio del Plata Essential Limited Edition 2011.

É Publicitário de formação e foi Diretor de Atendimento de grandes agências como W/Brasil e Lew’Lara/TBWA, tendo passado também por Young & Rubicam, DPZ, Leo Burnett e Publicis. Antes disto, trabalhou na área de marketing da importadora Expand.

Publicidade

Arquivo

outubro 2014
S T Q Q S S D
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
Home de Blogs +
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com