Publicado em 28/03/2014 às 09h00

Vinho da Semana: Long Row Shiraz 2010

021438 Ampliada 300x300 Vinho da Semana: Long Row Shiraz 2010

 

Vinho: Long Row Shiraz 2010.

Produtor: Angove.

Origem:  Southe Australia (Australia).

Uvas: Shiraz (Syrah).

Importadora: World Wine

Preço Aproximado: R$ 71,00

 

 

O Brasileiro nunca conheceu muito bem a uva Syrah. Até que os Australianos começaram a chegar aqui com a Shiraz, mesma uva, com nomes diferentes. Uma uva que, se vinificada bem, dá bons vinhos, redondos e bem fáceis de beber. Desde os mais jovens, furtados e macios, até os mais encorpados, intensos e tânicos, a Syrah pode dar vinhos de A a Z, para todos os gostos.

 

 

E o Long Row é uma boa prova de como um Shiraz Australiano pode ter um bom custo-benefício e ser fácil de tomar. Dá até pra falar que é um bom exemplo pra ilustrar o que esta uva é capaz de fazer por lá, já que é tida como a uva ícone de lá e que ganhou fama no mundo. Madeira bem equilibrada, boa acidez, taninos bem resolvidos e macios. Um vinho extremamente agradável e fácil de tomar! Pra harmonizar? Uma boa carne vermelha com molhos intensos e condimentados vai muitíssimo bem!

 

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 22/10/2013 às 19h45

Mullineux: O alto nível sul-africano no Brasil.

Cópia de foto 12 300x225 Mullineux: O alto nível sul africano no Brasil.
Em uma degustação seguida de um delicioso almoço no restaurante Aguzzo, pude novamente provar os excelentes vinhos da vinícola sul-africana Mullineux, junto com sua importadora, a Qual Vinho, que hoje traz apenas vinhos da terra de Mandela. E foi uma experiencia bem completa!
Começando com algo bem diferente e que não existe para venda em nenhum lugar, nem na Africa do Sul. Um Chenin Blanc completamente natural, sem adição de nenhum conservante ou estabilizante. Leveduras naturais e sem filtração. Um vinho diferente!
Kloof Street Old Vine Chenin Blanc 2013, um branco feito com esta uva bem difundida na Africa do Sul e que dá vinhos bem aromáticos e frescos. Este vinho tem bem esta tipicidade, é fresco, fácil de beber e não parece os 13% álcool que tem. R$ 75,00 para um bom vinho qur acompanharia muito bem a grande maioria dos queijos e também pratos à base de frutos do mar. Seguindo os brancos, o White Blend  2011, um corte interessante de Chenin Blanc, Clairette e Viognier. Muito aromático, encorpado, um vinho pra comida e que impressiona. R$ 130,00.
Em seguida, os tintos entraram em cena, com o Kloof Street Rouge 2011, um vinho que eu já conhecia e já gostava. Por R$ 80,00, este corte predominante de Syrah (72%) mas que leva também Mourvèdre, Cinzault e Carignan, é outro vinho bem fácil e amigo. Boa estrutura, sem exageros, e menos encorpado que a maioria dos vinhos sul-africanos feitos à base de Syrah. Madeira sutil e muita fruta e flor nos aromas e sabor. Uma boa opção. Depois, o Syrah 2009 ao lado de seu irmão mais novo, o Syrah 2010. Comparando os dois, conseguimos ver 2 vinhos completamente diferentes. O 2009 (R$ 150,00) com muito mais fruta e madeira e o 2010 (R$ 165,00) mais flor e mineral. Mas em comum uma excelente estrutura e final. São vinhos bem pontuados pelas críticas internacionais e que realmente valem a fama.
Por fim, como sempre, os melhores. Os tops Syrah Schist 2011 e Syrah Granite 2011. Vinhos que foram elaborados para expressar bem o solo em que suas uvas estão plantadas. O Schist, mais floral e com mais fruta e o Granite mais herbáceo e com especiarias. Em comum, boa persistencia, corpo, acidez e a famosa picância da Syrah, lembrando pimentão. Vinhos diferentes, com uma proposta bacana de terroir e que marcam presença, tem personalidade e não são apenas "mais um sul-africano". Os dois custam R$ 350,00.
Cópia de foto 1 225x300 Mullineux: O alto nível sul africano no Brasil.
Com a sobremesa, um Straw Wine, vinho de sobremesa 100% chenin Blanc, que ainda não chegou ao Brasil. Extremamente complexo, sem ser enjoativo, açúcar na medida e belíssimo acompanhamento para sobremesas como pudim, creme brulee, e outras sem chocolate.
De fato, uma vinícola diretamente ligada à qualidade e diferenciação de seus vinhos. Nada muito comum e também um gol de placa da Qual Vinho em apostar nestes vinhos e traze-los para o Brasil.
CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 09/06/2013 às 23h01

Vinho da Semana: Promessa Organico 2009

279 96x300 Vinho da Semana: Promessa Organico 2009

 

Vinho: Promessa Organico 2009

Produtor: A. Mano

Origem:  Puglia (Italia).

Uvas: Syrah e Merlot.

Importadora no Brasil: Ravin.

Preço Aproximado: R$ 55,00.

 

A Puglia é a região italiana conhecida como "Salto da Bota" e no mundo vinícola, a região que faz grandes vinhos com a uva Primitivo, que é a mesma uva que a Zinfandel, uva bem conhecida nos Estados Unidos. Porém, nem só de Primitivo vive a Puglia. Uvas internacionais como Cabernet Sauvignon, Merlot e Syrah tem se saído muito bem por lá. E é exatamente com estas duas últimas que este ótimo produtor faz este vinho, de excelente custo x benefício.

 

 

Pra começar, uma das coisas que me encantou é a ausência de madeira, fato que hoje é raro, pois "o mundo anda consumindo muita madeira nos vinhos". E isto faz a diferença neste vinho, que guarda uma fruta muito fresca. A pimenta, componente quase sempre presente nos vinhos com base de syrah, aparece bem, dando mais complexidade ao vinho. Excelente acidez, taninos macios e final médio-longo. Um belo vinho por R$ 55,00, pra quem gosta de vinhos italianos diferentes e principalmente, sem madeira e frescos. E além de tudo, um vinho orgânico. Um belo orgânico.

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 01/03/2013 às 12h31

Vinho da Semana: Kloof Street Rouge 2009.

TN480 Kloof Street Rouge 1024 1024 300x300 Vinho da Semana: Kloof Street Rouge 2009.

 

 

Vinho: Kloof Street Rouge 2009.

Produtor: Mullineux Family Wines.

Origem:  Swartland (Africa do Sul).

Uvas: Syrah, Grenache, Cinsault, Mourvedre, e Carignan.

Importadora no Brasil: Qual Vinho.

Preço Aproximado: R$ 75,00.

 

 

 

 

Não é de hoje que tenho me impressionado com os vinhos Sul-Africanos. Cada vez mais consistentes e com uma variedade grane de vinhos, fugindo da sua uva ícone, a Pinotage, os sul-africanos vem ganhando destaque no mundo por seus tintos e brancos principalmente. E tem quem aposte tanto neste mercado que resolveu importar apenas vinhos de lá. A "Qual Vinho" dos amigos Guy Helou e Raphael Malago tem trazido bons vinhos da terra dos safaris e surpreendido com alguns deles. Inclusive já falei de um aqui, o Oak Valley Sauvignon Blanc, que pra mim, foi um dos grandes destaques de 2012.

 

 

Mas vamos a este corte delicioso e com um custo x benefício fantástico, que é o  Kloof Street. Com uma base de Syrah, ele tem uvas típicas da região do Rhone (França) em seu corte. É um vinho com nariz extremamente aromático, lembrando cerejas, chocolate e pimenta. Na boca é macio, apesar de ser encorpado, com taninos redondos, agradáveis e ótima acidez, equilibrada. Deixa um final longo e saboroso. Uma bela escolha para acompanhar uma carne com molho poivre, com molho agridoce ou até um molho mais forte, com especiarias e pimenta. Mais uma bola dentro da "Qual Vinho".

 

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 21/01/2012 às 17h34

VINHO DA SEMANA: VENTISQUERO GREY SYRAH 2007.

ventisquero grey syrah 122x300 VINHO DA SEMANA: VENTISQUERO GREY SYRAH 2007.

 

Produtor: Viña Ventisquero

Origem:  Vale do Colchagua (Chile)
Uvas: 85% Syrah, 10% Carmenére e 5% Cabernet Sauvignon.

Safra: 2007
Importadora no Brasil: Cantu
Preço Aproximado: R$ 78,00



Tradicional e conhecida vinícola chilena, a Ventisquero tem vinhos maravilhosos desde a sua linha mais básica, até os mais Tops. Vinhos muito bem feitos, com qualidade e feitos com seriedade. 


Para mim, um dos melhores é este Grey Syrah. Esta uva é, para mim, a grande uva do Vale do Colchagua, especialmente na região de Apalta. O clima quente de lá e suas montanhas fazem deste vale um paraíso para o cultivo de algumas uvas tintas, em especial a Syrah. Sobre o Grey Syrah, é um vinho de cor rubi intensa. No nariz, chocolate, ameixa e uma leve pimenta, bem combinados com uma madeira sem excessos. Na boca ele é suculento. Enche a boca e tem muita fruta. Acidez equilbrada e final longo. Um belíssimo vinho para harmonizar por exemplo com um cordeiro ou uma filé ao molho poivre!



CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Siga o EnoDeco no Twitter!
Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Publicado em 08/04/2011 às 21h46

VINHO DA SEMANA: E. GUIGAL CÔTES-DU-RHONE 2006

 

GUIGAL 104x300 VINHO DA SEMANA: E. GUIGAL CÔTES DU RHONE 2006

** E. Guigal Côtes-Du-Rhône 2006 **

Produtor: Etienne Guigal

Origem: Vale do Rhone (França)

Uvas: Syrah e Grenache

Safra: 2006

Importadora no Brasil: Expand

Preço Aproximado: R$ 68,00


Um vinho que não me canso de tomar e elogiar. Esta safra de 2006 está especialmente deliciosa neste vinho! Equilibrado, aveludado, com um nariz interessante que nos remete a frutas pretas e madeira. Na boca muito sabor, e um estilo inconfundível dos vinhos do Rhone que levam este corte de Syrah e Grenache. Saboroso demais e com um preço justo, pois quando tomamos ele poderia se passar por um vinho mais caro. E ainda bem que não é!



CHEERS!!

Posts Relacionados

Publicado em 29/03/2011 às 18h41

VINHO DA SEMANA: TILIA MALBEC/SYRAH 2009

Tilia SyMb VINHO DA SEMANA: TILIA MALBEC/SYRAH 2009

 

Tilia Malbec Syrah 2006

Produtor: Tilia

Origem: Mendoza (Argentina)

Uvas: Malbec e Syrah

Safra: 2009

Importadora no Brasil: Vinci

Preço Aproximado: R$ 24,73


Um verdadeiro achado. Pela faixa de preço é um vinho bem acima da média, com bom corpo, frutado, e impressiona a não muito evidente presença de álcool, o que para um vinho 2009, é raro. No nariz passa frutas vermelhas e negras e na boca uma leve madeira que faz toda a diferença para tirar a "dureza" do vinho. Um vinho que impressiona se vermos que ele custa menos de 30 reais. Não à toa, levou 88 pontos da Wine Spectator. Supreendente e vale até como dica para eventos.



CHEERS!!

Posts Relacionados

Publicado em 12/11/2010 às 12h55

O PRIMEIRO A GENTE NUNCA ESQUECE.

Vinhos para o final de semana O PRIMEIRO A GENTE NUNCA ESQUECE.

Esta frase, conhecida por quase todos os brasileiros, vem do famoso comercial "O Primeiro Sutiã", que é um dos grandes clássicos da propaganda brasileira. Muitos sabem que Washington Oliveto foi o criador desta peça memorável e que entrou para a cultura popular do país, coisa que este cara sabe fazer muito bem. Não escolhi esta frase por acaso para começar o primeiro post da nova era do EnoDeco, agora aqui no R7, com muito orgulho!



Primeiro porque tive o imenso prazer de trabalhar por 4 anos e meio com esta figura genial e absolutamente capaz de coisas que não imaginamos! Segundo porque ele gosta de vinho como poucos e bebe muito bem! e por último porque depois de pouco mais de 2 anos de vida, o EnoDeco passa a alçar vôos mais altos e isto me deixa muito feliz, pois como a assinatura do blog diz, este é um "Despretensioso blog sobre vinhos" e foi assim que ele começou: Despretensiosamente. Mas foi ganhando corpo e reconhecimento, chegando a ser indicado pelo Guia 4Rodas de Vinhos 2009 como um dos 10 blogs de vinho mais interessantes da "blogosfera brasileira" e também passou algumas vezes a figurar entre os 10 blogs mais acessados do Enoblogs, o grande e único agregador brasileiro de blogs de vinho, com quase 250 blogs de vinhos cadastrados. E para fechar o raciocínio, posso dizer que este post é aquela primeira vez que a gente nunca esquece.



Mas vamos ao que interessa. Falar de vinho! E já de cara aproveito para inaugurar uma nova coluna, num dia muito propício para isto: Véspera de feriado! A coluna que está nascendo, "Vinhos para o Final de Semana" vai indicar bons vinhos, principalmente bons custo-benefícios para tomarmos num feriado ou final de semana. E de cara quero aqui indicar 3 bons vinhos que andei tomando e que podem fazer parte deste nosso feriado que começa daqui há algumas horas:

 


BRANCO: ** La Joya Sauvignon Blanc Reserva 2007 **

Este vinho é um belo branco chileno de R$ 39,00 tem boa acidez, um toque de madeira que ficou interessante, apesar de ser uma uva que não costuma ser muito envelhecida em madeira e muito saboroso e aromático. Bom para tomar num dia quente, à beira da piscina ou acompanhando pratos com frutos do mar, peixes e também no aperitivo com queijos. A importadora é a World Wine (http://www.worldwine.com.br/)

 


ROSÉ: ** Conde de Vimioso Rosé 2009 **

Um surpeendente rosé português, que custa R$ 37,00 na importadora Decanter (www.decanter.com.br). Persistente, saboroso, foge daqueles rosés que só tem cor, mas o sabor e os aromas são de vinho branco. Este é um rosé que tem muita fruta vermelha no nariz e na boca, lembrando groselhas, morangos e framboesas, até por ter sido feito com 2 uvas que tem muito corpo (Syrah e Touriga Nacional). Refrescante e ótimo como apertivio antes do almoço, acompanhando patês mais leves e queijos suaves.

 


TINTO: ** Dante Robino Bonarda 2008 **

Este argentino é um vinho diferente dos famosos Malbecs que estamos acostumados a tomar. Trazido pela importadora Grand Cru (www.grandcru.com.br) a R$ 36,00, ele tem um bom corpo, sem ser extremamente encorpado, com o álcool ainda um pouco presente, mas não em excesso e cai bem numa noite mais fresca ou mais fria, acompanhando uma boa massa com molho de tomate ou carnes mais leves com molhos e acompanhamentos não tão aromáticos ou intensos.



Espero que tenham gostado e aproveitem este espaço que é de vocês! Aqui o intuito é criticar, sugerir, comentar, trocar experiências e o que mais quiserem!


CHEERS!!

Posts Relacionados

Perfil

André Rossi (Déco), 35 anos, é formado pelo instituto inglês Wine & Spirits Education Trust (WSet) nos níveis 1 - Foundation, 2 - Intermediate e 3 - Advanced, cursados em Nova York. Atualmente está cursando o quarto e último nível do WSET, o “Diploma”, curso este que tem duração de 2 a 3 anos e é preparativo para o Instituto Master of Wine
Leia mais

Publicidade

Arquivo

agosto 2014
S T Q Q S S D
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Home de Blogs +
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com