Publicado em 30/11/2015 às 11h19

Espanha: Um País de Vinhos.

WineMap Spain 300x232 Espanha: Um País de Vinhos.

 

O velho mundo do vinho, leia-se Europa, oferece uma variedade de vinhos impressionante, que vai de A a Z em termos de estilo. Os mais famosos França e Itália vivem se degladiando pela liderança na produção de vinhos. Destes 2 países vem os prestigiosos vinhos de Bordeaux, Borgonha, Toscana, Piemonte, entre outras tantas regiões de bons vinhos. Tem um outro país também de enorme e antiga tradição, mas que não tem a força destes 2 primeiros, que é Portugal. De lá vem vinhos como Barca Velha e Pera Manca, entre outros de excelente qualidade.

 

 

Mas tem um outro país que eu sempre falei por aqui e continuo falando, cada vez mais, que tem vinhos de excelente qualidade e com bons preços. Claro que tem aqueles chamados de ícones, com preços altíssimos, mas no geral, os vinhos ESPANHÓIS oferecem ótima qualidade a bons preços. Dentre as regiões mais famosas, Ribera del Duero e Rioja, localizadas no centro-norte do país, produzem os vinhos mais emblemáticos de lá, a maioria destes vinhos à base de Tempranillo (Foto abaixo), uma uva tinta de excelente qualidade e reputação e também de Garnacha (Grenache), uva menos famosa, mas muito difundida e plantada por lá.

 

Tempranillo 214x300 Espanha: Um País de Vinhos.

 

Mas outras regiões também produzem excelentes vinhos e algumas delas, por não serem tão famosas, acabam oferecendo bons vinhos a preços mais em conta. Toro é uma destas regiões. À beira do mesmo Rio Duero que corta as regiões de Ribera del Duero e Rueda, Toro é uma região que vem despontando como grande produtora de vinhos de qualidade. O Pintia, produzido pelo lendário Vega Sicilia, talvez seja o grande expoente de lá. Por falar em Rueda, de lá vem os vinhos brancos mais prestigiosos de lá, feitos com a uva Verdejo (ou também com Viura e Sauvignon Blanc), por conta das frescas noites que colaboram com as uvas aromáticas como estas.

 

A Catalunha não é muito comentada, mas é lá que fica uma das 2 DO's (Denominação de Origem Controlada) da Espanha:  O Priorato. Além do Prioriato, Tarragona, Costers del Segre e Penedés (onde se produzem as famosas Cavas) são as outras regiões da catalunha de maior fama. De lá saem vinhos rosés, brancos e principalmente tintos.

 

 

Castilla-La Mancha é uma região que por muito tempo foi marginalizada e produtora de vinhos de volume, sem tanta qualidade, mas hoje a realidade é outra e os vinhos desta região tem alcançado cada vez mais qualidade. Uma curiosidade: Lá é a terra de origem da uva branca mais plantada no mundo, a Airén. Mas a região tem se destacado mais pelos tintos do que pelos brancos.

 

 

Somontano, Navarra, BierzoRia Baixas e Valencia são outras regiões produtoras e que estão buscando um lugar melhor ao sol, com destaque para Navarra e seus vinhos tintos.

 

Por último, uma região especial, ao sul do país, chada Jerez. De lá saem os famosos vinhos fortificados (maior teor alcoólico) JEREZ ou SHERRY, feitos principalmente com a uva Palomino, nos brancos solos de Albariza. Os Jerez são vinhos fortificados que são apresentados em vários estilos, dependendo do método de produção. Os mais famosos são o Fino, Manzanilla, Oloroso, Amontillado e o PX (Pedro Ximenez), vinho extremamente doce e famoso mundo afora.

 

Depois desta longa introdução, deixarei para um próximo post o relato sobre o evento que fui na semana passada no charmoso Consulado Espanhol aqui em SP, onde pude provar alguns bons e interessantes vinhos da terra das Touradas.

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

 

Posts Relacionados

Publicado em 26/10/2015 às 09h00

Marques de Riscal: Tradição e Qualidade Inquestionáveis.

IMG 4602 225x300 Marques de Riscal: Tradição e Qualidade Inquestionáveis.

 

Talvez não exista um nome de uma vinícola espanhola mais conhecida do consumidor brasileiro de vinhos que Marques de Riscal. No mercado brasileiro há muitos anos, a vinícola é famosa por aquela garrafa de rótulo branco com uma "redinha" que envolve a garrafa. Aquele é o Marques de Riscal Reserva e que é um dos vinhos da linha deles. Aliás, eu nunca visitei a região de Rioja, mas a arquitetura da vinícola é uma das coisas mais impressionantes que já vi, infelizmente somente por fotos por enquanto.

 

 

Num delicioso almoco com a importadora do Marques de Riscal, a Interfood, pude provar alguns vinhos da linha deles e bater um papo com o Jose Luis Muguiro, proprietário da vinícola, que esteve aqui no Brasil recentemente.

 

 

Um vinho que poucos por aqui conhecem, afinal a Espanha é conhecida muito pelos seus tintos, apesar de ter excelentes brancos, o Marques de Riscal Rueda 2014, é um vinho 85% com Verdejo e 15% de Viura. Sem passagem por madeira, é um vinho fresco, leve, fácil de beber, que lembra flores, maçã verde, alecrim, e algo mineral. R$ 80,90.

 

 

O Riscal 1860 Roble 2013 é aquele que chamamos de um vinho eclético, que agrada qualquer um. Produzido na região de Toro, com 6 meses de barrica de carvalho e elaborado com 85% de Tempranillo e 15% de Merlot e Syrah. Um vinho macio, pronto para beber, com muita fruta e a madeira destes 6 meses quase não se nota, mas ela serve para arredondar o vinho, dar mais consistência. R$ 75,90.

 

 

Aí vem o "vinho da redinha". O Marques de Riscal Reserva 2010 é um Rioja de corpo e alma. Com 90% de Tempranillo e os outros 10% entre Graciano e Mazuelo. Boa acidez, madeira muito bem equilibrada com fruta preta, baunilha, côco e algo terroso. Um vinho encorpado, mas que tá tão macio, que se alguém falar que tem médio corpo, faz todo sentido. Um vinhaço que representa tudo o que se espera de um Reserva espanhol de alto nível. R$ 164,90.

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 23/10/2015 às 09h00

Bebi e Gostei: Infinitus Cabernet Tempranillo 2012

img s 26957 118x300 Bebi e Gostei: Infinitus Cabernet Tempranillo 2012

 

Vinho: Infinitus Cabernet Sauvignon / Tempranillo 2012.

Produtor: Cosecheros y Criadores.

Origem: Castilla La Mancha (Espanha).

Uvas: Cabernet Sauvignon e Tempranillo.

Importadora: Mistral.

Preço Aproximado: R$ 75,00.

 

 

Mais um espanhol para a lista dos bons e (nem tanto) baratos nos dias de hoje. Mas um vinho bem resolvido, bem feito e agradável vindo de terras espanholas.

 

Este corte interessante e moderno de Cabernet Sauvignon e Tempranillo é um vinho fácil de beber e um daqueles para beber até mesmo sem uma comida. Um vinho de corpo médio, que passou 6 meses em barricas e que tem uma ótima intensidade de aromas e sabores, principalmente as frutas maduras, como morangos, cerejas e ameixa. Um vinho que, apesar de ser feito com uma uva bastante tânica como a Cabernet, tem taninos bem sutis e que não incomodam nem um pouco. O rótulo, moderno e chamativo, já dá uma dica de que temos um vinho que não é como os tradicionais espanhóis que estamos acostumados.

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 14/10/2015 às 11h09

Bebi e Gostei: Real Compañia Tempranillo Aged 2012

Real Compañia Tempranillo Aged nova 225x300 Bebi e Gostei: Real Compañia Tempranillo Aged 2012

 

Vinho: Real Compañia Tempranillo Aged 2012

Produtor: Real Compañia de Vinos.

Origem: Castilla y León (Espanha).

Uvas: Tempranillo.

Importadora: Wine Brands.

Preço Aproximado: R$ 67,00.

 

 

Este dólar que insiste em escalar os gráficos econômicos estão nos deixando cada vez menos sem aquelas boas opções de custo x benefício, já que os vinhos que hoje custam R$ 50,00, custavam R$ 35,00 há 6 meses atrás e por aí vai. Mas ainda temos alguns bons achados por aí e este espanhol da região de Castilla y León é um deles.

 

 

Feito 100% com Tempranillo, uma das grandes uvas de destaque na Espanha, junto com a Garnacha, ele estagia 6 meses em barricas de carvalho e tem um equilíbrio muito bacana. Macio, fácil de beber e que pode ser bebido sozinho ou mesmo acompanhando uma boa massa ou um bom risotto. Taninos presentes, mas redondos, aromas e sabor que lembram frutas vermelhas e também baunilha e pimento e um bom final de boca. Um belíssimo vinho por um custo bem honesto nos dias de hoje!

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 03/06/2015 às 09h00

Viñas del Vero: O Fiel Retrato da Região de Somontano

image1 300x300 Viñas del Vero: O Fiel Retrato da Região de Somontano

 

 

Viñas del Vero é uma das vinícolas do gigante grupo Gonzales Byas, que foi comprada em 2009 e apesar de ter sido comprada recentemente, é uma vinícola que já existe desde 1986. Localizada na região de Somontano, nordeste da Espanha, aos pés dos Pirineus, elamtem 1.100 hectares plantados e uma grande produção de 5 a 6 mil garrafas por ano divididas em 7 linhas de produto, sendo que no Brasil, exportam 5 vinhos que fazem parte de 3 linhas. E vou falar de alguns deles aqui, que são trazidos pela Inovini.

 
O branco  Gewurztraminner Colecíon Pago el Enebro 2013 é um vinho fresco, diferente do que se espera de um branco espanhol, que geralmente é algo mais encorpado e estruturado. Este vinho é fresco, muito aromático como esta uva é de fato e maravilhoso para se tomar acompanhado de pratos à base de frutos do mar. Custa aproximadamente R$ 74,00 e um ótimo vinho para quem gosta ou quer conhecer esta uva.

 
O Viñas del Vero Crianza 2009 é um corte de Tempranillo (60%) e Cabernet Sauvignon (40%) com 8 meses de barricas de carvalho americano. Um vinho de corpo médio, muito fácil de beber por um preço honesto de R$ 75,00.

 
O La Miranda de Secastilla 2011 já é um vinho bem mais estruturado, feito com 90% de Garnacha e os outros 10% com Syrah e Parraleta, que é uma uva autóctone usada na região para cortes. Um vinho que é ben intenso, com um bom equilíbrio entre madeira, fruta madura e ervas típicas da Garnacha. Também com 8 meses de barrica, mas francesa. Um vinho de R$ 89,00 que entrega muita qualidade.

 
E por o último, o Secastilla 2009, um vinho que está no seu auge de consumo. Uma boa mistura de fruta madura e fruta seca, além da madeira e das ervas bem presentes. Bem encorpado, é um vinho que pede uma comida à altura! Custa R$ 230,00 na Inovini.

 
Somontano é uma região muito pouco conhecida perto de outras espanholas com Rioja e Ribera. Mas sem dúvida, uma região de muita qualidade que deve estar no radar dos enófilos!

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 23/06/2014 às 23h04

Copa dos Vinhos: Espanha x Austrália

Copa dos Vinhos9 150x150 Copa dos Vinhos: Espanha x Austrália

 

JOGO: ESPANHA x AUSTRALIA – GRUPO B

DATA: 23.06

LOCAL: CURITIBA

 

 

Chegamos neste jogo com um cenário que ninguém esperava: Os dois times desclassificados e apenas cumprindo tabela. Então, já que no campo a coisa não tá boa para eles, vamos falar de vinhos, que as coisas são bem diferentes:

 

 

 

ESPANHA

 

O campeão da última Copa e grande sensação dos últimos tempos no futebol é também uma sensação no mundo dos vinhos. E tem sido assim faz um bom tempo, afinal, a tradição vinícola espanhola vem de muitos e muitos anos. Dona da maior área plantada de vinhedos no mundo, ela tem algumas das regiões mais famosas e reconhecidas do mundo, como Rioja e Ribera del Duero. Mas outras regiões, menos afamadas, mas de muita qualidade, tem mostrado muita coisa boa, como Toro, Rueda e a moderna região do Priorato, de onde vem também as Cavas. Outro destaque vai para os Jerez, vinhos fortificados de extrema personalidade e que arrasta multidões de fãs pelo mundo. As principais uvas de lá são, sem dúvida, a Tempranillo, rainha das tintas na Espanha e a Garnacha. Nas brancas, a Viura é sem dúvida a mais emblemática. Mas não podemos esquecer, lógico, das internacionais tintas e brancas, muito plantadas, Como Cabernet Sauvignon, Merlot, Syrah, Chardonnay e Sauvignon Blanc.

 

 

 

AUSTRÁLIA

Lá do outro lado do mundo, esta grande ilha é a referencia na uva Shiraz. Como boa parte do país é de clima desértico, principalmente o interior, as regiões produtoras estão localizadas perto do litoral. É o quarto maior exportador de vinhos do mundo. As regiões mais importantes são Barossa, Adelaide Hills, Coonawara, Clare Valley e McLaren Valley (Sul da Australia), Yarra Valley (Região de Victoria) e Hunter Valley (Região de New South Wales). As uvas  tintas mais cultivadas por lá são Shiraz e Cabernet Sauvignon e as brancas são Chardonnay e Semillon.

 

 

 

Abaixo, os 2 vinhos que acho que ilustram bem os 2 países:

 

 

 

ESPANHA

-PALACIO DE ANGLONA SELECCION TEMPRANILLO 2010

- PRODUTOR: VINOS Y BOEGAS

- REGIÃO: LA MANCHA

- UVAS: 100% TEMPRANILLO

- PREÇO APROXIMADO: R$ 45,00 (No site da importadora RAVIN - www.ravin.com.br)

- Sabe aquele vinho fácil de beber, que a garrafa acaba rapidinho e logo vem outra e outra e outra? Assim é este espanhol da região de La Mancha. Um vinho de corpo médio, com muita fruta e especiarias, taninos macios e um final bem agradável, que surpreende pelo custa de menos de R$ 50,00.

 

 

BOD00100 18 Copa dos Vinhos: Espanha x Austrália

 

AUSTRÁLIA

- TATTY ROAD SHIRAZ 2010

- PRODUTOR: GEMTREE VINEYARDS

- REGIÃO: MAC LAREN VALE

- UVAS: 100% SHIRAZ

- PREÇO APROXIMADO: R$ 88,97 (No site da importadora VINCI  - www.vinci.com.br)

- Mais um daqueles shiraz que expressam bem o porque esta uva ganhou tanta notoriedade na ilha dos cangurus. Um vinho intenso no nariz e na boca, mas ao mesmo tempo macio e fácil de beber. Boa acidez e final longo, para um vinho que parece mais do que os menos de R$ 90,00 que ele custa.

 

1997100 g1 125x300 Copa dos Vinhos: Espanha x Austrália

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 31/03/2013 às 23h06

Vinho da Semana: Torres Ibéricos Crianza 2009

ibericos crianza 181092 112x300 Vinho da Semana: Torres Ibéricos Crianza 2009

 

Vinho: Torres Ibéricos Crianza 2009.

Produtor: Torres.

Origem:  Rioja (Espanha).

Uvas: Tempranillo.

Importadora no Brasil: Devinum.

Preço Aproximado: R$65,00.

 

 

Não canso de dizer que os vinhos espanhóis estão na moda no mundo todo, assim como a culinária espanhola, que tem ganhado o mundo com seus sabores! E ando numa fase de procurar vinhos espanhóis com bom custo-benefício. E este vinho é mais um grande achado lá da península ibérica.

 

 

O Torres Ibéricos Crianza 2009 é um típico vinho desta que é a mais famosa e tradicional região vitivinícola da espanha, a Rioja. Feito 100% com Tempranillo, a grande uva por lá, este vinho tem os tradicionais toques de frutas vermelhas, ameixa, pimenta e madeira, com boa acidez, corpo médio/encorpado e final longo e agradável. Um Crianza (classificação espanhola de vinhos que envelheceram pelo menos 6 meses em barricas e mais 1 ano e meio em garrafa antes de ser comercializado) bem típico e com excelente custo-benefício, que mostra que há sim bons espanhóis acessíveis! Vale o gole. Ou melhor, alguns goles!!

 

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 27/11/2012 às 17h50

BODEGAS ERCAVIO, UMA ESPANHA ACESSÍVEL E COM QUALIDADE.

Com mais um belo almoço no restaurante Bagatele, a Decanter trouxe a enóloga e proprietária Alexandra Schmedes. A vinícola fica localizada na região espanhola de Castilha, Toledo, uma região que não é tão famosa, mas que tem produzido bons vinhos. Então vamos aos vinhos:
- Ercavio Blanco Barrica 2009
Um vinho feito com a desconhecida uva Malvar. Uma cor amarela, brilhante. Nariz mineral, com Madeira tostada e herbáceo. Na boca, corpo leve, boa acidez e um final curto. Um vinho diferente por R$ 67,85.
- Ercavio Tempranillo Rosado 2010
Um rosé diferente dos intensos que estamos acostumados do novo mudo, com uma cor salmão. No nariz, boa intensidade de aromas, com morangos e rosas bem presentes. Na boca, leve, agrdável, com acidez média e bom final de boca. Um belo rosé estilo velho mundo considerando o preço de R$ 41,40.
- Ercavio Tempranillo 2009.
100%Tempranillo, um vinho de cor rubi e um nariz de intensidade média, mas bem interessante. Passando pelas frutas vermelhas, tabaco, ervas e ameixa. Bem complexo. Na boca, corpo médio, boa acidez, taninos macios e um bom final de boca. Por R$ 41,40 é uma bela escolha para quem quer experimentar algo diferente.
-Ercavio Tempranillo Roble 2006.
Outro 100% Tempranillo, com cor rubi mais intensa, mas uma cor surpreendente para um vinho de 6 anos. Nariz intenso, com ameixas, Madeira e pimenta bem presentes e equilibrados. Na boca, corpo de médio para encorpado, boa acidez, taninos presentes mas redondos e ótimo final de boca. Um belo espanhol, diferente, facil de beber por um preço justo: R$ 67,65.
- Ercavio Lá Meseta 2010
De cor púrpura intenso, este vinho já foge do tradicional Tempranillo, sendo um corte de 50% desta uva e 50% Syrah. E o Syrah já faz uma boa diferença, sendo, pra mim, o grande diferencial deste vinho. Cor púrpura, nariz que lembra amoras, pimenta, ervas e uma Madeira bem equilibrada. Boca equilibrada, com corpo médio/encorpado, acidez correta, taninos macios e final longo. Ainda abaixo dos R$ 100,00 (R$ 97,20) mais uma opção interessante!
- La Plazuela 2005
Outro corte diferente: 80% Tempranillo (Localmente chamada de Cencibel) e 20% Garnacha. A bela cor rubi mais atijolada já mostra seus 7 anos. No nariz, mais uma amostra da idade. A fruta vermelha se mistura com toques de terra e balsâmico. Boca deliciosa, com muito sabor, acidez média (mas compreensível pela idade) taninos ainda presentes e macios e longo, longo final de boca. É o vinho ícone da vinícola e custa R$ 342, 70.
Boas surpresas na degustação, mas meu destaque vai para o Ercavio Tempranillo Roble 2006 e o Rosé como grandes custo-benefício.

 

 

 

 

CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

EnoDeco no Instagram: @enodeco (www.instagram.com/enodeco)

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

 

Posts Relacionados

Publicado em 02/10/2011 às 21h27

VINHO DA SEMANA: RISCAL 1860 2006

Riscal 1860 2006 VINHO DA SEMANA: RISCAL 1860 2006

 

Produtor: Marques de Riscal
Origem:  Rioja (Espanha)
Uvas: Tempranillo
Safra: 2006

Importadora no Brasil: Interfood
Preço Aproximado: R$ 56,00



Um vinho que nunca cansa e é sempre agradável e vai bem em muitas ocasiões. Simples e muito honesto, este vinho é uma bela opção para o dia-a-dia. Um vinho de cor rubi, com intensidade média, tem muita frta vermelha como cerejas e morangos, além da madeira sutil e bem colocada. Na boca é bem suave, redondo, com boa acidez e final médio-longo. Um vinho extremamente agradável e "pau pra toda obra"! Em outras safras  como 2003 e 2004 já chegou a levar 91 pontos da Wine Enthusiast.



CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Siga o EnoDeco no Twitter!
Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Publicado em 12/09/2011 às 21h46

VINHO DA SEMANA: STRABON BRONCE 2008

strabon bronce1 VINHO DA SEMANA: STRABON BRONCE 2008

 

Produtor: Gil Luna
Origem:  Toro (Espanha)
Uvas: Tinta de Toro (Tempranillo)
Safra: 2008

Importadora no Brasil: Decanter
Preço Aproximado: R$ 41,00



Quem conhece esta região espanhola, que ainda não goza do mesmo prestígio que Rioja ou Ribera del Duero, certamente concordará comigo que é uma região de fantásticos vinhos, principalmente os tintos, e que está crescendo muito em qualidade. Ela fica localizada ao lado de Rueda, perto da fronteira com Portugal e aproveitando o famoso Rio Duero (Ou Douro, em Portugal).


Gil Luna faz uma série de vinho que ele classifica como Strabon Bronce, Strabon Prata e Strabon Oro, além de otros vinhos. E este Strabon Bronce 2008 é o vinho de entrada da vinícola e para um vinho de entrada ele pode ser considerado excelente! Sua cor rubi é bem intensa e no nariz aromas fortes de ameixa, madeira, baunilha e pimenta são bem marcantes. Na boca, ainda um pouco alcoólico, mas sabor intenso, taninos macios, acidez agradável e final médio-longo. Um belo vinho espanhol por pouco mais de R$ 40,00. É um excelente aocmpanhamento para um cordeiro!

 

 

CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Siga o EnoDeco no Twitter!
Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Perfil

André Rossi (Déco), 37 anos, é formado pelo instituto inglês Wine & Spirits Education Trust (WSet) nos níveis 1 - Foundation, 2 - Intermediate e 3 - Advanced, cursados em Nova York. Atualmente está cursando o quarto e último nível do WSET, o “Diploma”.

É também um dos únicos cinco Brasileiros residentes no país a ser credenciado como Professor deste mesmo WSet, tendo sido aprovado pelo WSet Educator Training Program 2011, em Nova York.

Editor e Idealizador do Blog EnoDeco, que é hoje o blog oficial de vinhos do portal R7, um dos blogs de vinho mais acessados do Brasil, e que já foi indicado pelo Guia 4 Rodas 2009 como um dos 10 melhores eno-blogs do Brasil.

Colunista da Revista Cool Magazine, da Revista Online Bloggers e também Editor de Vinhos da 4a. Edição do Flavour Guide , projeto anual do crítico gastronômico Josimar Melo. É jurado e avaliador de vinhos de vários eventos e revistas especializadas.

Há 2 anos é o Relações Públicas da Wines of Argentina (WofA), associação das melhores e principais vinícolas argentinas, sendo o responsável pela comunicação, eventos, degustações e todas as ações que a WofA faz em todo o Brasil, para divulgar e comunicar o vinho argentino por aqui.

Foi o ganhador do concurso “Meu Vinho com Susana Balbo” que foi disputado por 30 blogueiros e jornalistas de vinho, onde o principal objetivo era fazer o seu próprio vinho, usando 5 variedades disponibilizadas pela mais importante e premiada enóloga argentina, Susana Balbo. Seu vinho foi escolhido entre os 30 competidores, numa degustação às cegas pela enóloga e sua equipe, tendo um vinho assinado em conjunto com Susana, o Dominio del Plata Essential Limited Edition 2011.

É Publicitário de formação e foi Diretor de Atendimento de grandes agências como W/Brasil e Lew’Lara/TBWA, tendo passado também por Young & Rubicam, DPZ, Leo Burnett e Publicis. Antes disto, trabalhou na área de marketing da importadora Expand.

Publicidade

Arquivo

fevereiro 2016
S T Q Q S S D
« jan    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
29  
Home de Blogs +