Publicado em 04/08/2014 às 18h32

Silencio: Um Vinho que Vai Fazer Barulho.

image001 Silencio: Um Vinho que Vai Fazer Barulho.
A Cono Sur é uma vinícola chilena que já tem um certo nome no mercado com diversos vinhos, entre eles o grande Ócio, um super Pinot Noir Premium, a excelente linha "20 Barrels" e os vinhos de entrada, os famosos "Bicicleta", entre outros.
Com vinhos em várias faixas de preço, agora a vinícola lança seu vinho ícone, o Silencio, importado pela La Pastina.
Além dos ótimos vinhos, a vinícola ainda tem um "plus": Ganhou o prêmio de vinícola mais verde do mundo pela revista britânica Green Business, por ser dedicada ao manejo orgânico, com leveduras nativas e técnicas alternativas de combate aos insetos que comem as uvas.
O Silencio foi criado a partir de diversas provas às cegas e é um vinho mais complexo, com estrutura e longevidade. Envelhecido 22 meses em barricas de carvalho francês, o vinho permanece posteriormente por  mais dois meses em tanques de aço inox para afincamento. De acordo com Adolfo Hurtado “É no silêncio que se pode compreender melhor e apreciar um vinho verdadeiramente único”,
 Infelizmente, por já ter outro compromisso, não vou poder ir ao lançamento do vinho. Mas não tenho a menor dúvida que o vinho será um sucesso, como é tudo o que a Cono Sur faz. Abaixo, a ficha técnica do vinho:
Safra: 2010.
Origem: Valle del Maipo - Chile.
Uva: 98% Cabernet Sauvignon e 2% Carmenère.
Tipo: Tinto.
Amadurecimento: 22 meses em barricas de carvalho francês.
Graduação alcoólica: 13,7%.
Serviço: 16ºC-18ºC.
Preço para consumidor: R$780.
Disponibilidade para o consumidor: agosto/2014.

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 30/06/2014 às 09h00

Copa dos Vinhos: Brasil x Chile.

Copa dos Vinhos12 150x150 Copa dos Vinhos: Brasil x Chile.

 

JOGO: BRASIL x CHILE – OITAVAS DE FINAL

DATA: 28.06

LOCAL: BELO HORIZONTE

 

 

Não pude escrever este post antes do jogo pois acabei viajando e não consegui parar para escrever. Mas se desse o meu palpite para este jogo que é um embate entre grandes Espumantes e grandes Carmenères, o palpite seria de 2 x 1 para os nossos espumantes. Mas a real é que sofremos muito para passar nos pênaltis após um empate por 1 x 1. Mas então, já que sofremos no campo, vamos às taças:

 

 

BRASIL

O Brasil é um país sem muita cultura de vinho, que ainda engatinha com esta nobre e deliciosa bebida, mas que tem mostrado um potencial interessante. A principal região é no Rio Grande do Sul, especificamente no Vale dos Vinhedos, mas as regiões gaúchas de Campos de Cima da Serra (Norte do RS) e a Campanha Gaúcha (Sul do RS) e de São Joaquim, na Serra Catarinense também tem mostrado alguns vinhos bacanas e de futuro. Mas é, sem dúvida nenhuma no espumante que o Brasil faz e continuará a fazer muito sucesso. Muitos prêmios e reconhecimentos nacionais e internacionais são provas da que nossos espumantes são de fato uma realidade que podemos nos orgulhar.

 

 

CHILE

Um país que sem dúvida nenhuma tem um destaque muito grande, principalmente aqui para nós. É o país com maior share no mercado brasileiro, com aproximadamente 35% dos vinhos importados vendidos aqui. Tem uma geografia privilegiada e várias regiões vinícolas, com uma diversidade grande de terroirs. Tem alguns gigantes conhecidas como a Concha y Toro, Santa Rita, Undurraga e Santa Helena, entre outras. As regiões vinícolas vão de Norte a Sul, com destaque para os vales do Aconcágua, onde está a Viña Errazuriz e excelente região produtora de Syrah; Os frios Vales de Casablanca, San Antonio e Leyda, regiões exímias produtoras de Sauvignon Blanc, Chardonnay e Pinot Noir; Vale do Maipo, principal região vinícola comercialmente falando, já que é onde fica a capital Santiago e que tem na Carmenere e na Cabernet Sauvignon  as principais uvas, assim como no Valle do Colchagua, que é hoje a mais importante região vitivinícola de lá.

 

 

BRASIL

- ESPUMANTE ADOLFO LONA NATURE PAS DOSÉ

- PRODUTOR: ADOLFO LONA

- UVAS: CHARDONNAY,  PINOT NOIR E MERLOT.

- PREÇO APROXIMADO: R$ 70,00 (No site www.vinhosevinhos.com.br)

- Este espumante que leva a expressão “Pas Dosé” no nome significa que não há adição do licor de expedição, frequentemente colocado nos espumantes para “completar” a dose depois da “degola” (Processo de tirar a rolha ou tampa depois da segunda fermentação e que determina o grau de doçura final dos espumantes). Este espumante, feito através do método champenoise, tem uma complexidade incrível, misturando mineraldiade, frutas e aquele típico toque de “pão quente”que vem das leveduras da segunda fermentação. Este espumante é feito pelo amigo e competente Adolfo Lona, O enólogo argentino Adolfo Lona mora no Brasil desde 1973 e tem uma pequena adega artesanal em Garibaldi, RS. Com seu jeito único, sincero, honesto e direto em suas opiniões, não se esconde quando critica os impostos e dificuldades que o vinho nacional enfrenta por aqui. Adotou o Brasil de coração e em sua pequena adega, produz basicamente apenas espumantes e um tinto, que nunca provei.

 

espumante adolfolona nature 175x300 Copa dos Vinhos: Brasil x Chile.

 

 

CHILE

- AMAYNA PINOT NOIR 2011

- PRODUTOR: VIÑA GARCEZ SILVA (AMAYNA).

- REGIÃO: VALLE DE LEYDA.

- UVAS: 100% PINOT NOIR.

- PREÇO APROXIMADO: R$ 132,37 (No site da importadora MISTRAL  - www.mistral.com.br)

- Este vinho é um pouco mais caro do que a média dos vinhos chilenos por aqui. Mas pra mim é um ícone dos Pinot Noirs chilenos. Um pinot que ilustra bem a expressão máxima dos pinots chilenos de qualidade. Muita fruta vermelha, mineralidade e madeira bem equilibrada. Um vinho de corpo leve, excelente acidez e um final longo! Um belíssimo pinot chileno, mais caro, mas que vale cada centavo!

 

vina garces silva amayna pinot noir leyda valley chile 10235069 92x300 Copa dos Vinhos: Brasil x Chile.

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 18/06/2014 às 20h10

Copa dos Vinhos: Chile x Espanha.

Copa dos Vinhos4 150x150 Copa dos Vinhos: Chile x Espanha.

 

JOGO: CHILE x ESPANHA – GRUPO B

DATA: 18.06

LOCAL: RIO DE JANEIRO

 

 

É... a zebra passeou por aqui e mandou a Fúria Espanhola embora. O campeão mundial perdeu seus dois primeiros jogos e deu o adeus mais inesperado desta Copa, ainda na primeira fase. Mas em termos de vinhos, eles continuam dando muitas alegrias, assim como seu adversário de hoje, o Chile.

 

 

CHILE

Um país que sem dúvida nenhuma tem um destaque muito grande, principalmente aqui para nós. É o país com maior share no mercado brasileiro, com aproximadamente 35% dos vinhos importados vendidos aqui. Tem uma geografia privilegiada e várias regiões vinícolas, com uma diversidade grande de terroirs. Tem alguns gigantes conhecidas como a Concha y Toro, Santa Rita, Undurraga e Santa Helena, entre outras. As regiões vinícolas vão de Norte a Sul, com destaque para os vales do Aconcágua, onde está a Viña Errazuriz e excelente região produtora de Syrah; Os frios Vales de Casablanca, San Antonio e Leyda, regiões exímias produtoras de Sauvignon Blanc, Chardonnay e Pinot Noir; Vale do Maipo, principal região vinícola comercialmente falando, já que é onde fica a capital Santiago e que tem na Carmenere e na Cabernet Sauvignon  as principais uvas, assim como no Valle do Colchagua, que é hoje a mais importante região vitivinícola de lá.

 

 

 

ESPANHA

 

O campeão da última Copa e grande sensação dos últimos tempos no futebol é também uma sensação no mundo dos vinhos. E tem sido assim faz um bom tempo, afinal, a tradição vinícola espanhola vem de muitos e muitos anos. Dona da maior área plantada de vinhedos no mundo, ela tem algumas das regiões mais famosas e reconhecidas do mundo, como Rioja e Ribera del Duero. Mas outras regiões, menos afamadas, mas de muita qualidade, tem mostrado muita coisa boa, como Toro, Rueda e a moderna região do Priorato, de onde vem também as Cavas. Outro destaque vai para os Jerez, vinhos fortificados de extrema personalidade e que arrasta multidões de fãs pelo mundo. As principais uvas de lá são, sem dúvida, a Tempranillo, rainha das tintas na Espanha e a Garnacha. Nas brancas, a Viura é sem dúvida a mais emblemática. Mas não podemos esquecer, lógico, das internacionais tintas e brancas, muito plantadas, Como Cabernet Sauvignon, Merlot, Syrah, Chardonnay e Sauvignon Blanc.

 

 

 

CHILE

- ORZADA CARIGNAN 2010

- PRODUTOR: ODFJELL

- REGIÃO: VALE DO MAIPO

- UVAS: CARIGNAN.

- PREÇO APROXIMADO: R$ 89,00 (No site da importadora WORLD WINE  - www.worldwine.com.br)

- Sou fã dos vinhos desta pequena vinícola chilena, que foi fundada por um armador norueguês que se apaixonou pelas terras chilenas e decidiu por lá ficar. Esta uva é uma uva que está pouco a pouco ganhando mercado lá no Chile com vinhos muito bons. Este vinho é encorpado e bem gastronômico. Diferente dos Cabernets e Carmeneres que estamos mais acostumados. Uma dose equilibrada de madeira, frutas vermelhas e um pouco de eucalipto. Um vinho bem bacana, que mostra bem o potencial desta uva por lá.

 

021424 Ampliada 300x300 Copa dos Vinhos: Chile x Espanha.

 

 

ESPANHA

- LUIS CAÑAS CRIANZA 2008

- PRODUTOR: LUIS CAÑAS.

- REGIÃO: RIOJA

- UVAS: 95% TEMPRANILLO E 5% GARNACHA.

- PREÇO APROXIMADO: R$ 94,60 (No site da importadora DECANTER  - www.decanter.com.br)

- Corte tradicional da Rioja, com Tempranillo e Garnacha, este vinho é um belíssimo exemplar de um autêntico Rioja. Madeira sem excessos que mostram um pouco de chocolate e baunilha, frutas vermelhas e um toque de pimenta são bem intensos no nariz e na boca. Boa acidez e um final longo.

 

VINO TINTO LUIS CANAS CRIANZA 2009 RIOJA 173x300 Copa dos Vinhos: Chile x Espanha.

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 13/06/2014 às 19h00

Copa dos Vinhos: Chile x Australia.

Copa dos Vinhos 150x150 Copa dos Vinhos: Chile x Australia.

 

JOGO: CHILE x AUSTRALIA – GRUPO B

DATA: 13.06

LOCAL: CUIABÁ

 

 

Em primeiro lugar, aqui vai o meu palpite para o jogo: Chile 2 x 1 Australia.

 

 

CHILE

Um país que sem dúvida nenhuma tem um destaque muito grande, principalmente aqui para nós. É o país com maior share no mercado brasileiro, com aproximadamente 35% dos vinhos importados vendidos aqui. Tem uma geografia privilegiada e várias regiões vinícolas, com uma diversidade grande de terroirs. Tem alguns gigantes conhecidas como a Concha y Toro, Santa Rita, Undurraga e Santa Helena, entre outras. As regiões vinícolas vão de Norte a Sul, com destaque para os vales do Aconcágua, onde está a Viña Errazuriz e excelente região produtora de Syrah; Os frios Vales de Casablanca, San Antonio e Leyda, regiões exímias produtoras de Sauvignon Blanc, Chardonnay e Pinot Noir; Vale do Maipo, principal região vinícola comercialmente falando, já que é onde fica a capital Santiago e que tem na Carmenere e na Cabernet Sauvignon  as principais uvas, assim como no Valle do Colchagua, que é hoje a mais importante região vitivinícola de lá.

 

 

AUSTRÁLIA

Lá do outro lado do mundo, esta grande ilha é a referencia na uva Shiraz. Como boa parte do país é de clima desértico, principalmente o interior, as regiões produtoras estão localizadas perto do litoral. É o quarto maior exportador de vinhos do mundo. As regiões mais importantes são Barossa, Adelaide Hills, Coonawara, Clare Valley e McLaren Valley (Sul da Australia), Yarra Valley (Região de Victoria) e Hunter Valley (Região de New South Wales). As uvas  tintas mais cultivadas por lá são Shiraz e Cabernet Sauvignon e as brancas são Chardonnay e Semillon.

 

Abaixo, os 2 vinhos que acho que ilustram bem os 2 países:

 

CHILE

- HARAS DE PIRQUE RESERVA CARMENÈRE 2012

- PRODUTOR: HARAS DE PIRQUE

- REGIÃO: VALE DO MAIPO

- UVAS: 85% CARMENÈRE, 15% CABERNET SAUVIGNON

- PREÇO APROXIMADO: R$ 58,00 (No site da importadora WINE BRANDS - www.winebrands.com.br)

- Um dos cortes mais comuns no Chile, com a uva que se tornou ícone do Chile – a carmenère – e a Cabernet Sauvignon, a uma mais plantada por lá. Um vinho elegante, de ótimo corpo, com a famosa “goiaba” tão presente nos aromas de muitos vinhos chilenos e um ótimo custo benefício. Passa 10 meses em barricas de carvalho francês.

 

HARAS DE PIRQUE RESERVA CR 2011 JPG 225x300 Copa dos Vinhos: Chile x Australia.

 

AUSTRÁLIA

- RED BELLY BLACK SHIRAZ

- PRODUTOR: ANGOVE

- REGIÃO: SOUTH AUSTRALIA

- UVAS: 100% SHIRAZ

- PREÇO APROXIMADO: R$ 100,00 (No site da importadora WORLD WINE  - www.worldwine.com.br)

- Um típico Shiraz australiano para quem quiser ver bem o que é a expressão máxima desta uva na terra dos cangurus. Sem muita madeira, um vinho fresco, com muita fruta vermelha, fruta preta e a famosa pimenta, tão característica dos Shiraz australianos.

 

021393 Ampliada 300x300 Copa dos Vinhos: Chile x Australia.

 

No próximo post, uma partida que promete pegar fogo em campo, Inglaterra x Itália, mas que poucos sabem que a Inglaterra é um país produtor de vinho.

 

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Siga o EnoDeco no Twitter!

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 25/11/2013 às 14h36

Vinho da Semana: Aylin Pinot Noir 2011

Vinho: Aylin Pinot Noir 2011

Produtor: Agricola La Viña

Origem:  San Antonio (Chile).

Uvas: Pinot Noir

Importadora: Premium Wines

Preço Aproximado: R$ 56,76 

 

 

O Vale de San Antonio, no litoral do Chile, já está muito bem estabelecido como boa referência de uvas brancas como Sauvignon Blanc e Chardonnay e também uma tinta em particular, a Pinot Noir. Uva que eu chamo de "a mais branca de todas as tintas" exatamente por estar geralmente plantada perto de uvas brancas, devido a sua delicadeza. Mas nem sempre se acham Pinots bons e baratos por lá. E acho que a descoberta do Aylin é uma boa para os dias quentes do verão e por um custo justo e honesto. Um típico Pinot do Chile, da cor ao final de boca. Um vinho extremamente bem feito, equilibrando acidez, alcool, taninos bem suaves, muita fruta no nariz e na boca e um boa persistência. Por pouco mais de 50 pilas, é uma ótima opção e que mostra que a região é uma referência em Pinots bem feitos. Vale a pena!

 

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 10/05/2013 às 20h14

Uma Master Class. Master de Verdade!

foto 1 300x300 Uma Master Class. Master de Verdade!

 

Uma iniciativa muito bacana e diferente. Assim posso descrever o evento que a Ravin, importadora que segue fazendo um trabalho sério e para o bem do vinho, realizou na manhã desta quarta-feira. Um encontro entre dois grandes nomes do vinho sul-americano e porque não, mundial. De um lado, Sebastian Zuccardi, herdeiro de uma das maiores e melhores vinícolas argentinas, a Zuccardi. Do outro lado, Pedro Parra, chileno e um dos maiores experts em terroirs do mundo, conhecido como "Dr.Terroir". A idéia foi mostrar as diferenças e principais características dos terroirs destes países através dos vinhos que eles produzem. Foram 12 vinhos, 6 de cada um que além de muito bons e que tem um conceito importante por trás, eram didáticos, claros e fiéis. Não vou falar sobre cada um deles pois vai ficar muito cansativo, mas vou dar uma visão geral do que foi a degustação...

Falando do projeto Clos des Fous, é um projeto pessoal de Pedro Parra, um sonho que ele tirou do papel, de fazer vinhos que expressem fielmente seus terroirs e que não se preocupam com pontuações altas. Coisa rara no mundo do vinho. 3 Pinots, 2 Cabernets e 1 Blend mostram bem a fissura deste cara por vinhos diferentes, fora do óbvio. Pode-se dizer até, que Pedro Parra é mais um tatú, do que um homem, de tanto tempo que vive debaixo da terra, analisando solos. De um modo geral, os vinhos são muito autênticos, com pouquíssima madeira, muita fruta, mineralidade, acidez natural em todos (apenas um deles tem uma correção mínima) e que foge do padrão dos vinhos chilenos que temos aos montes aqui no Brasil e que para mim cansaram um pouco. Um projeto bem bacana e que certamente já está dando o que falar e dará mais ainda.
Seba Zuccardi mostrou bem as diferenças de terroir entre Chile e Argentina, sobretudo com relação à continentalidade, grande característica dos argentinos, influência marítima, forte no Chile e altitude, esta sim, uma das grandes bandeiras argentinas, com os vinhedos mais altos do mundo, já que em Salta há vinhedos plantados a mais de 3.000 metros de altura! E é impressionante o amplo trabalho que fazem por lá, brincando com as diferentes altitudes e solos e suas influências nos vinhos. É por isso que desde que comecei a trabalhar junto com a Wines of Argentina, e consequentemente a beber muitos vinhos de lá, tenho cada vez mais clara a idéia de que eles ainda tem um potencial gigante para fazer excelentes vinhos que vão além do Malbec e os próprios Malbecs, a diferença que tem entre eles, dependendo da região que é plantada. Sobre os vinhos, Os monstruosos vinhos da Zuccardi sempre encantam. Do Emma Bonarda, passando pelo maravilhoso blend do Zetta, pra mim dos melhores argentinos e chegando aos diferentes Malbecs da linha Aluvional, plantados em regiões diferentes dos dois Malbecs Altamiras (Super Calcareo e Arcilloso) que estão na mesma região, no mesmo vinhedo, próximos um do outro, mas se diferenciam pelo tipo de solo (Calcário e Calcário-Argiloso). E sim, os vinhos são diferentes, acreditem.
Não tem como negar que foi uma aula, ou uma "Master Class" com " Master" maiúsculo. Para quem gosta de aprender, principalmente na prática, foi um prato cheio. Algo que o mundo do vinho deveria investir, pois educa e informa. E uma organização impecável da turma da Ravin, desde a idéia até a execução. Que venham outros, muitos outros!

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 04/03/2013 às 10h04

#Cbe: Casa Rivas Chardonnay Reserva 2010

foto vin 21 g 80x300 #Cbe: Casa Rivas Chardonnay Reserva 2010

 

Vinho: Casa Rivas Chardonnay Reserva 2010

Produtor: Casa Rivas.

Origem:  Vale do Maipo (Chile).

Uvas: Chardonnay.

Importadora no Brasil: Premium.

Preço Aproximado: R$61,00.

 

 

 

O tema do mês da Confraria Brasileira de Enoblogs é um tema que certamente terá muitos adeptos, pois é um tipo de vinho, dentro de uma faixa de preço que nós brasileiros tomamos muito: "Chardonnay com passagem por barricas, com preço até R$ 100,00." O tema foi escolhido pelo confrade Victor Marçal, do Blog "Vinhos Populares". E minha escolha vai para um vinho que vem de um produtor sério e com muita reputação no Chile.

 

 

O CASA RIVAS CHARDONNAY RESERVA 2011 é um chilena bem feito, agradável e que pode ser bebido em diversas situações, acompanhando comida ou não. Se for para acompanhar uma comida, um salmão grelhado, uma carne branca ou um risoto de frutos do mar caem muito bem pois o vinho tem um ótimo corpo, que "enche". Uma acidez marcante, fresca e agradável, com aromas e sabor minerais, de frutas brancas como pêssego por exemplo e claro, uma madeira presente, marcada, mas sem excessos. Um vinho bacana, a um preço honesto de pouco mais de R$ 60,00. Vale provar!

 

 

 

CHEERS!!

EnoDeco no Instagram: http://instagram.com/enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Posts Relacionados

Publicado em 16/01/2013 às 16h37

RESULTADOS DO AWOCA: OS MELHORES VINHOS DO CHILE.

011113 2028 Foidivulgad1 300x189 RESULTADOS DO AWOCA: OS MELHORES VINHOS DO CHILE.
Já é sabido que Chile e Argentina dominam o mercado brasileiro com seus vinhos, que representam um número de aproximadamente 60% do nosso mercado. E estes países tem também seus concursos, que acabam anualmente elegendo os melhores vinhos produzidos por lá.
Recentemente a Wines of Chile divulgou o resultado do AWOCA (Annual Wines of Chile Awards) e abaixo seguem os campeões em cada categoria.
  • Melhor vinho na categoria “Blend” – Sideral 2009Viña Altair
  • Melhor vinho na categoria “Cabernet Sauvignon” – Arboleda 2010Viña Arboleda
  • Melhor vinho na categoria “Carmenère” – Marchigue Private Collection 2011Viñedos Marchigue
  • Melhor vinho na categoria “Chardonnay” – Aconcagua Costa 2011Viña Errazuriz
  • Melhor vinho na categoria “Late Harvest” – Erasmo 2008Viña la Reserva de Caliboro
  •  Melhor vinho na categoria “Pinot Noir” – Cono Sur 20 Barrels 2010Viña Cono Sur
  •  Melhor vinho na categoria “Sauvignon Blanc” – Outer Limits 2011Montes S.A.
  • Melhor vinho na categoria “Syrah” – Single Vineyard 2011 e 20 Barrels 2010Viña Cono Sur
  • Melhor vinho na categoria “Outras cepas tintas” – Vigno Garcia Schwaderer 2009Garcia & Schwaderer
  • Melhor vinho na categoria “Outras cepas brancas” – Santa Carolina Reserva Moscato 2012Santa Carolina
  • Melhor vinho na categoria “Rose” - Litoral Rosé of Pinot Noir 2012Viña Ventolera S.A.
  • Melhor vinho na categoria “Espumante” - Santa Digna Estelado 2012Miguel Torres Chile
  • Melhor vinho na categoria “Tinto premium” - Don Maximiano Founder's Reserve 2010Viña Errazuriz
  • Melhor vinho na categoria “Branco premium” - Cipreses Vineyard Sauvignon Blanc 2011Viña Casa Marín
  • Melhor vinho na categoria “Tinto custo x benefício” - Oveja Negra Cabernet Franc – Carmenere 2011VIA Wines
  • Melhor vinho na categoria “Branco custo x benefício” - Santa Carolina Reserva Moscato 2012Santa Carolina
  • Melhor vinho do evento “Best in the Show” - Don Maximiano Founder's Reserve 2010Viña Errazuriz
Em Fevereiro tem o tradicional e reconhecido AWA, Argentina Wine Awards em Mendoza e estarei por lá para contar tudo direitinho para vcs com detalhes!

CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

EnoDeco no Instagram: @enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Publicado em 11/01/2013 às 09h45

10 MELHORES VINHOS DA SEMANA EM 2012, BY ENODECO: QUARTO E TERCEIRO COLOCADOS.

top103 300x300 10 MELHORES VINHOS DA SEMANA EM 2012, BY ENODECO: QUARTO E TERCEIRO COLOCADOS.

 

O terceiro e o quarto colocados foram gratas surpresas que tive em 2012. O quarto é um dos melhores custo-benefício que tomei este ano, um corte diferente e que impressiona. E o terceiro talvez tenha sido minha grande descoberta, um vinho diferente e além de tudo, com um custo bem honesto!

 

 

4. Vinho: Aliwen Reserva Cabernet/Shiraz 2009

Produtor: Viña Undurraga

Origem: Vale do Maipo (Chile)
Uvas: Cabernet Sauvignon (60%), Shiraz (40%)

Safra: 2009
Importadora no Brasil: Abflug
Preço Aproximado: R$ 41,50

 

 

Este vinho é uma das boas novidades do nosso mercado. Trazido pela abflug e produzido pela Undurraga, vinícola chilena tradicional e competente, a linha Aliwen é a segunda linha da vinícola, acima dos Undurragas varietais e abaixo da linha Sibaris. Vinhos de pouco mais de R$ 40,00 que valem a pena pelo custo benefício.

 

 

Este Cabernet/Shiraz é um corte interessante e não dos mais comuns no Chile. Vemos mais cortes de Cabernet com Carmenère ou Cabernet com Merlot, por exemplo. Um vinho extremamente agradável e fácil de beber. Coloração rubi intensa, no nariz apresenta muita fruta madura como cereja, amora e ameixa, um certo toque de pimenta e uma madeira equilibrada. Na boca, potência, bom corpo, taninos macios, acidez correta e final longo. Um excelente vinho para acompanhar um filé com molho poivre ou um rosbife por exemplo. Vale o quanto custa, acima da média de seus concorrentes diretos.

 

 

---

 

 

3. Vinho: Franz Haas Pinot Noir Kris 2010

Produtor: Franz Haas

Origem: Lombardia (Italia)
Uvas: Pinot Noir

Safra: 2010
Importadora no Brasil: Decanter
Preço Aproximado: R$ 64,40

 

 

Ah, como é bom sair do lugar comum e descobrir vinhos novos que fogem do que estamos acostumados. Descobri este vinho através da amiga e competente Lena Mattar, sommelière do Restaurante Vito. Provei e adorei, tanto pelo ineditismo de ter um Pinot Noir do norte da Italia, quanto pelo vinho, claro!

 

 

Para falar um pouco da região, a vinícola fica no Alto Adige, ao norte da Italia, perto da divisa com a Austria. Mas este vinho particularmente é feito na Lombardia, região um pouco mais a oeste do Alto Adige, perto de Milão. Franz Haas é uma vinícola estabelecida em 1880 e sempre com espírito inovador e dinâmico, fazendo vinhos exclusivos e em pequenas quantidades.

 

 

Sobre este vinho, de rótulo bonito e interessante, é um Pinot Noir que não carrega aquela madeira intensa que estamos acostumados. A fruta aqui impera e as framboesas, morangos e cerejas reinam absolutas. Uma madeira bem leve, que dá um fundinho de tabaco complementa um nariz agradável e delicioso. Na boca, acidez de Pinot Noir: Bem presente e equilibrada. Taninos leves e sutis, corpo leve e um final longo. Belo vinho, bela descoberta e um custo bem honesto!

 

CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

EnoDeco no Instagram: @enodeco (www.instagram.com/enodeco)

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Publicado em 03/01/2013 às 00h42

10 MELHORES VINHOS DA SEMANA EM 2012, BY ENODECO: DÉCIMO E NONO COLOCADOS.

top10 300x300 10 MELHORES VINHOS DA SEMANA EM 2012, BY ENODECO: DÉCIMO E NONO COLOCADOS.  FELIZ 2013 !!! Espero que tenham todos um santo ano, iluminado, com muita paz, saúde, amor e claro, MUITOS VINHOS!!!     E como faço todo começo de ano, vou começar a elencar os 10 melhores vinhos que fizeram parte da coluna "Vinho da Semana" em 2012. A escolha foi difícil pois muitas variáveis entram nesta eleição. Além da qualidade, existe também a importante relação custo x benefício. Então, revisando todos os vinhos que entraram na coluna durante o ano, fechei hoje a lista dos 10 melhores. e vou postá-los sempre de 2 em 2, junto com o que eu escrevi sobre eles na ocasião. Então vamos ao décimo e nono colocado:

 

10.  Luca Syrah 2007 (Safra atual disponível - 2009)

Produtor: Laura Catana Origem:  Mendoza (Argentina) Uvas: Syrah Safra: 2007 Importadora no Brasil: Vinci Preço Aproximado: R$ 99,00 (Safra Atual 2009)      Este é um belíssimo Syrah feito por Laura Catena, filha de Nicolás Catena, que aproveitou também para homenagear o filho dela, que também chama-se Luca. Na época, pelo que me lembro dele, era um vinho intenso, de cor púrpura. Um nariz com muita fruta madura, ameixas e cerejas principalmente, contando ainda com a madeira e o chocolate que dão um toque mais do que especial. Na boca, boa acidez, encorpado e taninos redondos, prontos! Ainda novo, com um álcool bem presente.     Hoje, provada minha última garrafa deste vinho, ele evoluiu muito. Sua cor já não é mais púrpura e já passou para um Rubi vivo. No nariz, as frutas maduras começam timidamente a lembrar um pouco de frutas secas, a madeira já não é mais tão intensa e aparece algo bem sutil que me lembra couro. Na boca, o álcool excessivo sumiu e deixou o vinho maravilhoso. Continua com ótimo corpo, acidez continua equilibrada e os taninos ainda presentes, estão mais sutis. Final longo e delicioso. Um vinho que vale ser tomado agora ou guardado por mais uns 3 anos no máximo para se manter no auge.

 

 

9.  TH Riesling Lo Abarca 2010

Produtor: Undurraga Origem: Lo Abarca (Chile) Uvas: Riesling Safra: 2010 Importadora no Brasil: abflug Preço Aproximado: R$ 95,00     O tema da #CBE (Confraria Brasileira de Enoblogs) deste mês foi inusitado! Um tema diferente e inovador, proposto pelo meu amigo Claudio Werneck do Le Vin Au Blog. O tema "Quanto mais diferente, incomum, curioso e pitoresco melhor" certamente dará bons posts dos outros amigos blogueiros e estou cruioso para ver!       Do meu lado, pensei em colocar um vinho do Marrocos, mas já teve gente falando dele por aí. Assim como vinhos da Croácia. Pensei então em uvas mais conhecidas, mas em regiões que não são típicas de serem plantadas. E por aí cheguei no meu vinho. O TERROIR HUNTERS RIESLING LO ABARCA 2010 é um vinho pertencente a um projeto chamado TH - Terroir Hunter, que vale a pena depois um post só para falar dele. Basicamente é uma busca inquietante por novos terroirs e vinhos diferentes no Chile!     E como é muito raro encontrarmos um Riesling chileno (me lembro apenas de um outro, o Casa Marin Riesling, desta mesma região), resolvi falar dele. Tem cor amarela de intensidade média, não chegando ainda a ser um ouro propriamente dita. No nariz, um riesling típico, lembrando bem os rieslings tradicionais alemães ou da Alsácia (França). Petróleo, minerais e flores brancas são os aromas mais notáveis. Na boca, um vinho extremamente agradável, ótima acidez, com untuosidade típica desta uva e longo final! Um vinho diferente e especial, que vale a pena conhecer!!     Amanhã postarei o oitavo e sétimo colocado!

 

 

CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

EnoDeco no Instagram: @enodeco

Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Posts Relacionados

Perfil

André Rossi (Déco), 37 anos, é formado pelo instituto inglês Wine & Spirits Education Trust (WSet) nos níveis 1 - Foundation, 2 - Intermediate e 3 - Advanced, cursados em Nova York. Atualmente está cursando o quarto e último nível do WSET, o “Diploma”.

É também um dos únicos cinco Brasileiros residentes no país a ser credenciado como Professor deste mesmo WSet, tendo sido aprovado pelo WSet Educator Training Program 2011, em Nova York.

Editor e Idealizador do Blog EnoDeco, que é hoje o blog oficial de vinhos do portal R7, um dos blogs de vinho mais acessados do Brasil, e que já foi indicado pelo Guia 4 Rodas 2009 como um dos 10 melhores eno-blogs do Brasil.

Colunista da Revista Cool Magazine, da Revista Online Bloggers e também Editor de Vinhos da 4a. Edição do Flavour Guide , projeto anual do crítico gastronômico Josimar Melo. É jurado e avaliador de vinhos de vários eventos e revistas especializadas.

Há 2 anos é o Relações Públicas da Wines of Argentina (WofA), associação das melhores e principais vinícolas argentinas, sendo o responsável pela comunicação, eventos, degustações e todas as ações que a WofA faz em todo o Brasil, para divulgar e comunicar o vinho argentino por aqui.

Foi o ganhador do concurso “Meu Vinho com Susana Balbo” que foi disputado por 30 blogueiros e jornalistas de vinho, onde o principal objetivo era fazer o seu próprio vinho, usando 5 variedades disponibilizadas pela mais importante e premiada enóloga argentina, Susana Balbo. Seu vinho foi escolhido entre os 30 competidores, numa degustação às cegas pela enóloga e sua equipe, tendo um vinho assinado em conjunto com Susana, o Dominio del Plata Essential Limited Edition 2011.

É Publicitário de formação e foi Diretor de Atendimento de grandes agências como W/Brasil e Lew’Lara/TBWA, tendo passado também por Young & Rubicam, DPZ, Leo Burnett e Publicis. Antes disto, trabalhou na área de marketing da importadora Expand.

Publicidade

Arquivo

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  
Home de Blogs +
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com