Segunda parte do Tricô com @juzao

Tricô com a ruiva sensacional @juzao

Segunda parte da entrevista com @kellymedeiroskm

Tricô dos Bróder feat. @kellymedeiroskm

Com @alvaroleme comentando a estreia do programa do Gugu

Tricô dos Bróder #bbb15 feat. @drispaca

Tricô sobre paredão, gente pedante e RACISMO feat. @philosopop

Tricô do Tchau, Aline feat. @joaomarcio parte 2

Tricô do tchau, Aline! feat. @joaomarcio

Guest Post BBB15 – E Agora, José? por @_urgh

"A importância do twitter no resultado do paredão Aline versus Amanda". Lele me pediu que falasse sobre isso e eu ainda não sei o que escrever, na verdade, como escrever.

Primeiro vale lembrar que o convite é uma honra e que, mesmo sem ser em vídeo, estou suando pra escrever aqui icon biggrin Guest Post BBB15   E Agora, José? por @ urgh

A mecânica é bem simples: estamos mesmo hiperconectados. O sofá ainda existe e não está mais alheio aos debates de redes sociais, como acontecia há alguns anos.

A diferença entre hoje e antigamente é o aumento do acesso à tecnologia. Tem mais gente e mais meios. Por mais que a edição tente manipular os olhos de quem vê, para que enxerguem aquilo que ela quer, as nossas ferramentas, hoje, são mais eficientes do que “jurar de pé junto" pra nossa mãe que viu “Aline chamando Angélica e Amanda de prostitutas”.

No BBB7 a gente tinha que fazer isso. Assistir ao PPV e reproduzir imediatamente em texto o que viu, para que outras pessoas confirmassem aquilo nas redes e virasse uma meia verdade.

Agora não mais. Temos ferramentas de captura que impedem a manipulação pelo diretor de forma cega. Ela acontece, claro, mas qualquer pessoa minimamente interessada, que são as que votam, tem acesso à informação em vídeo, com áudio, clareza de gravação etc.

É o famoso "só não vê quem não quer".

Esse BBB trouxe inovações interessantes de ambos os lados da moeda dentro da casa. Angélica nos introduziu o BLEFE (anunciando os supostos votos de seu grupo para a casa), aquela ideia de fazer parecer que… para, na hora, ser completamente diferente. Induzindo o grupo adversário a erro ou confusão nas votações.

De outra parte, Fernando e Aline inovaram tanto quanto. Porém, sua inovação foi muito perigosa. O blefe declarado deles era com o público. É farta a quantidade de material produzido pelos dois que mostra a intenção clara de "construir uma história que o povo goste”.

Ao contrário da telepatia, da dissimulação dos antigos casais margarina do BBB, Fernando e Aline verbalizavam o que fariam e fizeram para encantar o público. Nada soava natural, e com essa fartura de ~provas do crime~ vem a importância das redes sociais.

O argumento de quem os queria eliminados era: Vocês não vão se deixar ser feitos de idiotas, vão?

Aí, meus amigos, não tem jeito. Quando você é chamado à realidade e com documentos, sob pena de pagar de besta, por menos que demonstre, você faz alguma coisa.

Foi assim no último paredão. A ex-BBB Clara Aguilar, que movimenta em torno de si uma legião de fãs, e muitos blogs e muitos comentaristas, munidos de provas de seus argumentos, lutaram pelo resultado nas redes e deu resultado.

A despeito de enquetes questionáveis, as redes sociais fundamentaram muito bem sua defesa, foram convincentes no sentido de que não era defender Amanda, era mostrar que ninguém aqui é trouxa. Talvez o paredão dessa semana tenha sido a mais clara manifestação do clichê: O BRASIL TÁ VENDO.

Bom pro jogo é mexer com a cabeça dos jogadores, mas esse nunca foi o critério do público. Pelo menos dessa vez, em um BBB que não se pode colocar a mão no fogo por ninguém, o público preferiu não usar o nariz de palhaço que o casal desfeito pretendia colocar.

Um novo ar pro jogo do Fernando e um novo ar pro jogo como um todo, diante da enorme interrogação que lhes pusemos na testa: E AGORA, JOSÉ, QUEM TÁ COM A RAZÃO LÁ FORA?

Quem?

Essa resposta eu vou ficar devendo. Vai depender das provas que cada lado tiver pra defender sua argumentação! Produzam bem que a gente tá de olho. E gravando. E divulgando.

That’s all, Folks!

urgh Guest Post BBB15   E Agora, José? por @ urgh

Rafael Urgh é gato, tem namorada gata, compra briga com blogueiras influentes e vai à merda, mil vezes à merda.