Tricô com a querida Cris Mortágua

Intervalo com Cris Mortágua

Hoje em Dia, entrevistando Cris Mortágua

Como fica o jogo com a saída da Mortágua? O mago @philosopop responde

Felipeh conta história de maus tratos a sua cachorra

Recebi hoje um vídeo (que não vou reproduzir aqui por motivos óbvios) em que Felipeh está na cozinha contando "um causo". Uma coisa que ele supostamente fazia com a cachorra que ele tinha, quando era pequeno. O que ele disse foi, literalmente:

- Eu morava no terceiro andar, né. Eu colocava a cachorra pela coleira, a coleira dela era de corpo, e era uma sheepdog. Eu chegava do colégio [e chamava] 'ahhhh, Priscila!'. Aí ela vinha, pulava, e eu punha a coleira nela, a de corpo. Isso no horário do almoço. Aí punha ela pra fora da janela e ia descendo com a coleira. E ela assim [com a língua pra fora]. Aí os vizinhos dos apartamentos embaixo iam vendo a cachorra pela janela, descendo.

 

felipeh  Felipeh conta história de maus tratos a sua cachorra

Bom. Primeiro que eu acho FISICAMENTE impossível essa história ter acontecido de verdade. Porque um sheepdog é um cachorro IMENSO e nenhuma coleira aguentaria seu peso. Segundo que nenhuma coleira teria uma guia longa o suficiente para passar por dois andares. A guia teria que ter pelo menos 5 metros de extensão. Não existe.

Mas o caso não é esse. O caso é repercutir um absurdo desse num programa de tv que atinge milhões de pessoas. É a velha história: dar ideia. Assim como me posicionei contra aquela história do Dhomini, de ter "arrancado os dentes do cachorro", que depois ele disse ser "apenas uma piada" (e até acredito que era, na loucura dele), essa história do Felipeh é cruel demais para ser contada, ainda que seja "ficção". Por quê?

Porque dá ideia. Porque as pessoas REALMENTE reproduzem. Não dá pra subestimar a maldade e a falta de noção de algumas pessoas. A gente vê isso na proteção o tempo todo. Uma pessoa mata um cachorro de um jeito, e logo nas semanas seguintes vários cachorros são mortos da mesma forma (por exemplo, na época da morte do Cão Lobo, arrastado por seu dono, amarrado ao carro). Porque tiveram a ideia, porque alguém fez primeiro. É INACEITÁVEL uma história dessa ser contada como verdadeira em um programa de TV.

Ficam aqui minha decepção, meu conselho para vocês JAMAIS tentarem isso, porque o cachorro vai sofrer medo, angústia e sim, traumas físicos. E fica minha promessa de que vou pedir pra ele falar sobre isso no Ex-Tricô quando for entrevistá-lo, quando ele sair.

Beijos.

No Hoje em Dia, falando sobre a roça Mortágua x Helô

(se quiser pular direto pra parte da Fazenda, começa a partir de 01h07min)

Programa Intervalo: sobre Cris Mortágua

Tricô com ele, o único, o invencível, o grande Chuck Norris brasileiro

Seja muito bem-vinda, Cristina Mortágua

Agora parece que Cris acordou e VEIO COM TUDO. É torcer pra durar!

Tricô com Lorena Bueri