A situação está ficando cada vez mais vergonhosa para o Domingão do Faustão.

Além de cobrar uma grana por fora para cantores e bandas se apresentarem no programa (conforme o blog publicou em novembro de 2010), funcionários da Globo estão fazendo o mesmo para quem quer divulgar livros desconhecidos.

Tem um momento do programa em que livros (e CDs) são colocados numa bancada e Faustão aparece fazendo indicações.

Dia desses, um autor (que pediu para não ter seu nome identificado) ofereceu para a produção de Faustão o livro que havia acabado de lançar. Cobraram dele R$ 30 mil para divulgar a obra.

Como ele não aceitou pagar, não teve negócio. Depois, ficou sabendo por meio de amigos que trabalham na Globo que alguns dos exemplares do livro que mandou para Fausto Silva (um deles autografado) foram encontrados na lixeira de um banheiro masculino do Projac, próximo ao estúdio F.

Coisa feia, né?

A Globo nega as informações. Disse que não cobra nada.

 

Leia mais:

Crise no Faustão

Faustão fica nervoso e ameaça parar o Domingão

Até plateia do Domingão sente na pele mau humor de Faustão

 + Lucimara Parisi não fala mais com Faustão, mas diz que não vai detoná-lo em livro