Publicado em 08/02/2016 às 07h30

E nem era Carnaval

Macacada, essa é uma história verídica!

Estamos na segunda-feira de Carnaval e já tem gente dormindo na sarjeta, pode crer.

Eu tenho um amigo antigo que bebe tanto que vive fazendo besteira e se metendo em confusão.

O cara é gente finíssima, completamente da paz, mas, com a cabeça prejudicada pela bebida, vive se metendo em roubadas.

Não faz muito tempo, estava ele numa esquina, na porta de um boteco, patrocinando um churrasquinho para outros camaradas apreciadores de bebida. A coisa ia calma e os espetinhos ficando prontos na brasa. De repente, passa na rua uma mulher enorme, toda produzida, cabelão, salto etc e tal.

Em seu estado de embriaguez, o coração sedutor de meu amigo começou a acelerar de paixão. Seguindo seus impulsos masculinos mais primitivos, ele pegou um espetinho da churrasqueira e ofereceu à moça:

- Tá servida?

A figura passou reto sem sequer recusar a oferta.

Porém, e sempre existe um porém, assim que aquela senhora enorme passou por ele, meu amigo, mesmo prejudicado pelo álcool, sentiu um estranhamento. Pareceu a ele que aquela senhora enorme não era Julieta, mas um Romeu travestido.

Meu amigo não se apertou. Ele é realmente um cara sem preconceitos e generoso. Disse ele, já num tom mais alto porque a figura ia adiante:

- Tá servidO?

A figura parou imediatamente, virou a cabeça e olhou para meu amigo. No movimento de cabeça, a peruca de cabelos longos fez aquele movimento bonito. Foi mesmo uma jogada de cabelo.

E a figura voltou. Meu amigo, (não vou dizer o nome), oferecia o espetinho com um sorriso. A figura cabeluda chegou bem perto, tirou os óculos redondinhos do rosto de galanteador com  a esquerda e desferiu um murro de direita que jogou meu amigo no chão.

Surpreendentemente, ele manteve o espetinho firme na mão.

O travesti aproximou-se, jogou os óculos sobre o corpo do bêbado atingido e aí ele derrubou o espetinho, com medo de ver as lentes de seus óculos quebrarem.

Os óculos ficaram inteiros, mas o espetinho se perdeu e a boca do meu amigo ficou um tanto prejudicada pelo soco.

E nem era Carnaval.

SAM PRAN FRANT.

Publicado em 07/02/2016 às 06h46

Facão afiado

 

Macacada!

O R7 publicou, ontem, um,a notícia vinda da China: uma mulher - depois de brigar com o marido - passou a mão num facão e cortou a genitália do cidadão que, como dizia o velho jornalista, veio a óbito.

Não bastasse o tamanho da tragédia, a mulher, depois de confessar a uma transeunte o que tinha feito, saltou num rio, onde, segundo o estilo do velho jornalismo, também veio a óbito.

Essa coisa de briga de casais é mesmo um problema. Nunca se sabe quem está certo, quem está errado. Em geral, nenhum dois dois está completamente certo e nem completamente errado. Briga é briga e, dependendo do temperamento dos parceiros, a coisa pode mesmo acabar mal.

No caso lá da China, ainda não se sabe o motivo da briga. Qual o crime desse cidadão para ter seu sedutor peru decepado pela patroa? Ninguém  jamais saberá porque a cidadã acabou morrendo afogada.

Ou seje, é fogo na roupa.

Nesse Carnaval é bom ficar ligado pra chegar inteiro na quarta-feira de cinzas.

Comporte-se para não correr o risco de ser decepado. Carnaval é terra de ninguém e você pode ser levado a sucumbir. Olho vivo que o facão tá afiado.

SAM PRAN FRANT.

Publicado em 06/02/2016 às 07h21

Chato de galochas

 

Macacada, alguém já ouviu falar na expressão chato de galocha?

Andei pesquisando agora, aqui, e - dizem - que a expressão vem do fato de, antigamente, nos anos 50 e 60, muita gente tinha que usar galochas pra enfrentar nossas ruas barrentas em dias de chuva. E tinha aquele tipo de pessoa, o chato, que entrava na casa dos outros com a galocha toda suja. Aí, parece, o dono da casa sussurrava para a esposa:

- Lá vem aquele chato de galochas...

Na verdade, quando a gente acrescenta alguma palavra diante da palavra chato,  estamos dando uma promoção ao chato. Quer dizer: o cara não é apenas chato, ele é muito chato, ele é chato demais, chato pra chuchu. Ele é um chato de galochas.

Depois a galocha andou em desuso até reaparecer recentemente como moda. Não muito tempo atrás se via meninas usando umas galochinhas todas desenhadinhas, coloridas. Era moda.

Agora parece que a galocha anda novamente esquecida, mas o chato, aquele chato caprichado, aquele chato especial, esse nunca vai cair no esquecimento porque gente chata é o que não falta nesse nosso mundo.

Só falei isso tudo porque, nessa época do ano, sempre me pergunto se não sou um chato de galochas por não cair na folia, de galocha e tudo.

galochas Chato de galochas

O BLOCO DAS GALOCHAS.

Publicado em 05/02/2016 às 04h10

Tempos Modernos

 

CC Tempos Modernos

Macacada, eu falo do Chaplin o tempo todo, mas considero que ele merece.

Tempos Modernos, um de seus clássicos, é um filme de 1936, quando a chamada ERA INDUSTRIAL estava, ainda, em desenvolvimento. Chaplin já imaginava onde a coisa ia parar. A Linha de Montagem do Ford tinha apenas 20 anos.

Chaplin conseguia enxergar além de seu tempo.

Viva ele.

TEMPOS MODERNOS

_______________

- DEVOLVE MEU RIM!!!! - disse a esposa abandonada ao ex-marido ingrato.

________________

Andei lendo e ouvindo por aí que hoje teremos aqueles 40 graus do verão carioca. Parece que durante o Carnaval o bicho também vai pegar.

Já prevejo a situação de sempre: turistas estrangeiros andando por aí de bermuda, sapato social e meias. E vermelhos feito camarão, com a tatuagem da camiseta estampando o corpo sapecado pelo sol.

Apesar de um certo entusiamo, sinto que teremos um carnaval mais triste, menos animado. Muitas cidades cancelaram o evento por falta de dinheiro e, individualmente, as pessoas não estão com essa animação toda.

Na verdade, o Brasil anda deprimido.

Do meu lado, estou animado porque to fazendo obra. É estranho gostar de obra? Eu gosto.

Faremos uma pausa regulamentar no final de semana, mas a minha turma aqui gosta de trabalhar e vamos recomeçar na segunda com força total.

SAM PRAN FRANT.

Publicado em 04/02/2016 às 07h30

Totó

 

2Q Totó

Hoje o seu Antonio completa 87 anos bem vividos.

Em quase todas as fotos que publico dele, tem sempre alguma fruta, alguma planta nas mãos - e a razão é simples: meu pai foi lavrador. Desde sua infância viveu com uma enxada nas mãos, cultivando a agricultura familiar que dava alimento a ele e a seus 5 irmãos. Era um período de Guerra e meu avô ficou prisioneiro e ausente. Meu pai,embora muito jovem, era o primogênito. Sobre ele caia a responsabilidade de ajudar minha avó a cuidar dos irmãos numa Itália destruída.

Foram anos de enxada nas mãos. E as mãos de meu pai são curvadas até hoje. Mão forte, rústica, no formato do cabo da enxada.

Pouco depois do final da Guerra, veio tentar a sorte no Brasil, já que a Europa não oferecia oportunidades.

Aqui, sempre trabalhando como operário, criou os filhos, trabalhou de dia, de noite, construiu sua casa, educou seus filhos e distribuiu amor.

Como filho, posso dizer que sempre fui livre. Sempre tive apoio e incentivo.

Ao completar 87 anos, imagino o que se passa na cabeça dele vendo netos grandes, imaginando sua trajetória...

Se eu conseguir fazer com que meus filhos tenham por mim uma milésima parte do respeito que tenho pelo meu pai, serei feliz.

Viva o Totó que, claro, é palmeirense assim como a família inteira. E ele nunca me olhou feio por fugir à regra e ser santista.

Sempre com uma planta nas mãos porque tudo o que ele semeia, frutifica.

SAM PRAN FRANT.

Publicado em 03/02/2016 às 07h49

Por quê?

 

Macacada!

Sou leigo em relação a muitas coisas.

Sei, por exemplo, que a dita Quaresma dura quarenta dias. Agora, porque o Carnaval cai em determinada data e não em outra, eu não sei. Mas quase nunca cai na mesma data. To certo ou to errado?

Por exemplo: quando soube que, este ano, o Carnaval seria semana que vem, (já é carnaval, aliás!), achei que esse ano o carnaval caiu cedo.

Algumas vezes, cai no final de fevererio, já caiu até março, sei lá.

Por quê? Qual a conta que se faz pra saber isso?

Veja só: acabo de descobrir que em  1818 o Carnaval caiu hoje, 3 de fevereiro, a data mais antecipada da história - e que isso só vai se repetir em 2285.  Como será apenas em 2285, acho que não precisamos nos preocupar. Mas, por quê?

Espero que os agentes da GiuPress, sempre tão sabidos, saibam a razão e me expliquem.

Outra coisinha manêra pra hoje é uma certa teoria de que a Terra é plana.

conceito de uma terra plana com o polo norte no centro e a antartida nas periferias e defendido por alguns 1454113118805 615x300 300x146 Por quê?

Há um grupo de pessoas que defende a teoria de que a NASA esconde de todos nós uma singela verdade: a Terra é plana.

Eles dizem que a Agência Espacial Americana manipula imagens para nos fazer acreditar que a Terra é meio redonda, meio ovalada.

Esse grupo de pessoas defende essa ideia como a uma religião.

Eles esquecem de que a Nasa nem existia, lá nos bem antigamentes, e já se desconfiava da redondeza da Terra.

O Editor-Chefe simplesmente bateu os olhos lacrimejantes de fumaça na notícia e exclamou, baixinho:

- Francamente...

Publicado em 02/02/2016 às 07h16

VINGANÇA

 

Macacada!

Alguém sabe direito sobre a história da mulher que doou um rim para o marido e, depois, quando separaram, queria o rim de volta?

Alguém leu sobre isso?

Imagina uma situação dessas?

Esse negócio de separação deve ser mesmo uma loucura porque, no calor da mágoa, da raiva, do ciúme, da decepção....se a pessoa não tem um mínimo de equilibrio, faz besteira.

Vemos o tempo todo casos de homicídios por causas passionais.  Não sou psicólogo pra afirmar nada, mas acho que alguém que mate uma namorada ou esposa tem tendências homicidas independente  de raiva ou ciúme. A raiva só desperta essa coisa ruim de dentro da pessoa. Será?

Não acredito que essa mulher que doou um rim ao agora ex-marido queira mesmo o órgão de volta. Deve ser uma figura de linguagem:- te dei um rim e agora você quer separar??? Então devolve o rim.

Vamos combinar que quando um casal quebra o pau, sai cada barbaridade que nem dá  pra pensar. No calor das discussões podem aparecer crueldades absurdas.

- Devolve meu rim! Devolve meu rim!

Dá pra imaginar a mulher dopando o marido e rasgando a barriga dele  pra resgatar o rim. Ela nem quer mais usar aquele rim contaminado pelo sangue vil daquele safado que quer se separar. Ela quer apenas arrancar seu rim daquelas entranhas por ódio, vingança...

- Devolve meu rim!

Apenas desejo de vingança...

VINGANÇA

E hoje é apenas terça-feira.

SAM PRAN FRANT.

Publicado em 01/02/2016 às 07h25

Fevereiro

 

Macacada!

Janeiro já se foi e iniciamos, hoje, nova semana e novo mês, às vésperas do Carnaval.

Na verdade, aqui no Rio o carnaval já começou  faz tempo.

Ontem, voltando do aeroporto pra casa, tivemos que desviar de muitos caminhos por causa dos blocos que tomavam conta das ruas. Tava cheio de  marmanjo de minissaia atravessando as ruas da Cidade Maravilhosa. Admiro a animação da rapaziada. Tem bloco que se  concentra pra sair  às 8 da matina. (Tem gente  que só acorda sem ser chamado no dia de sair no bloco. Acordar pra trabalhar, só na marra).

Hoje promete ser mais um dia de calor, sem chuva.

300px Hammerfest Juni 2005 Fevereiro

Enquanto aqui temos um Sol pra cada um,  nessa cidade aí acima, chamada Hammerfest, que fica no Círculo Polar Ártico, termina hoje seu período de escuridão total que dura de novembro até 1 de fevereiro.

A cidade fica na Noruega, tem 10 mil habitantes e tem essa característica natural curiosa: se de novembro a fevereiro eles ficam sem dia, de maio a agosto eles não tem noite. É sol dia e noite. (Sempre falamos disso aqui).

Ou seje, esse nosso planetinha é sensacional. Pena que estamos dando um jeito de acabar com ele.

SAM  PRAN FRANT.

Publicado em 31/01/2016 às 06h43

O Sábado acabou em pizza

Macacada!

São 6 da matina e eu to no Galeão. Vou passar o dia em Belo Horizonte cumprindo compromissos profissionais e espero que dê tempo de comer uma comidinha mineira antes de voltar pra casa no final da tarde.

Falando em comida, veja essa foto:

20160130 172850 300x168 O Sábado acabou em pizza

Na foto, vemos a Silvana, minha pequena jararaca, e o Gigi, meu amigo de longos anos. Gigi é nômade e reapareceu no Rio depois de longo período no nordeste.  Além de nômade, Gigi é um judeu errante e é egípcio de verdade.  Diz-se que Gigi é parente de Ramsés, da ala pobre da família.

Além de nós três, temos a estrela da foto: a pizza.

Durante muito tempo enfrentei problemas pra fazer uma boa pizza. Primeiro, não conseguia uma boa massa. Depois, aprendi a fazer uma ótima massa, mas a pizza saia bem branquela. Aí saquei que o problema maior era a temperatura baixa do forno. Uma pizza tem que assar rápido. Não pode ficar meia-hora no forno.

Então, recentemente, comprei um forninho especial pra pizzas, com calor na pedra e calor vindo de cima. Ou seje,  agora faço uma pizza bastante boa, com aquela  crostinha nas bordas e sou feliz.

SAM PRAN FRANT.

Publicado em 30/01/2016 às 07h31

Saudade

 

Macacada, hoje é Dia da Saudade.

Sinto saudade da minha mãe. Mas nunca senti uma saudade triste, choramingona. Toda vez que a saudade bate, me vem um sorriso no rosto e no coração.

MInha mãe morreu jovem, aos 62. Morreu depois de um grave acidente - muito complicado para descrever aqui.

Resumindo, a Prefeitura de São Paulo fez uma obra próxima à casa de meus pais - ( a casa onde fui criado e está lá ainda) . Havia um erro de cálculo na obra e , na primeira grande chuva, muita água se acumulou, derrubou a casa da vizinha, invadiu a casa de meus pais e, apesar do  esforço de meu pai para conseguir tirar todos de lá, minha mãe não resistiu e morreu assim que conseguiu chegar na rua. Fulminante.

A casa ficou quase que completamente destruída e perdemos tudo o que tínhamos, desde documentos até fotos de infância, recordações, tudo.

E perdemos a Dona Stella, uma grande figura.

Pra quem gosta de superstição, isso aconteceu numa sexta-feira, 13 de janeiro de 95.

Sinto saudade  porque ela não era uma mulher de muito nhenhenhe com os filhos e nos ensinou, desde cedo, a ter noção das coisas.

Ela era prática: conforme fomos crescendo, ela dizia a mim e ao meu irmão:

- Esse quarto é de vocês. A partir de hoje eu não arrumo mais. Vocês arrumam o quarto e coloquem o que precisa ser lavado aqui nesse canto. O que estiver aqui, eu pego e lavo. O resto é responsabilidade de vocês.

Naturalmente, dias depois vinha a pergunta gritada:

- Mãe...cadê aquela camiseta????

E ela, com toda calma do mundo, respondia:

- Se você colocou naquele canto, eu lavei. Se não colocou, procure na bagunça do quarto. Deve estar suja e amontoada em  algum lugar.

Depois, logo que comecei a  morar sozinho, apareci na casa dela com uma mala cheia de roupa suja.  Ela me abraçou, me beijou, me ofereceu comida, perguntou da vida e, depois, perguntou da mala de roupas. Eu disse que era roupa suja pra lavar.

Ela sorriu e disse:

- Não, filho. Você não mora mais aqui. Agora você tem sua casa e sua vida. Dê  um jeito de lavar isso. Essa roupa já não é mais problema meu.

Sinto saudade da minha mãe.

Sorrindo, ela me ensinou a não ser um folgado e a ter noção da vida.

SAM PRAN FRANT.

Perfil

Giuseppe Oristanio é ator faz tempo. Devido a sua origem suburbana, desenvolveu múltiplas habilidades: ataca de pedreiro, encanador, cozinheiro, costureiro... E quando sobra tempo, procura não fazer nada porque, de todas as suas atividades, vagabundear é a que mais gosta. Fez faculdade de jornalismo, mas abandonou quase no fim por não lidar bem com a objetividade. Gosta de divagar, inventar, misturar realidade com ficção e gosta, principalmente, de se divertir. Nunca leve muito a sério o que ler por aqui. Pode ser mentira.

Leia mais

Publicidade

Galeria de fotos

Top 10 Comentaristas

  1. 1
    Giuseppe Oristanio13076 comentários
  2. 2
    clara2162 comentários
  3. 3
    goristanio1871 comentários
  4. 4
    DAGVAN MONTEIRO1679 comentários
  5. 5
    Janaina1620 comentários
  6. 6
    CARLOS999 comentários
  7. 7
    Raquel956 comentários
  8. 8
    clara759 comentários
  9. 9
    Vítor Antunes695 comentários
  10. 10
    Diva De Montalbán551 comentários

Arquivo

fevereiro 2016
D S T Q Q S S
« jan    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
2829  
Home de Blogs +