Uma das coisas que me atraem no teatro – entre tantas outras – é o imponderável, o imprevisto. Quando sobe o pano, (quando tem pano pra subir ou cortina para abrir), os atores ficam à mercê de tudo e de todos. E a única arma do ator é sua... Continue lendo