24
janeiro
06h37

Essa história não é nova, mas nem por isso menos espetacular e interessante.
Trata-se de um soldado japonês chamado Shoichi Yokoi, recruta do
Exército Imperial Japonês, mandado em missão com sua tropa para as Ilhas Guam, em 1941 – Segunda Guerra Mundial.
Agora, veja que coisa maluca:
Em 1944, com a retomada das Ilhas Guam pelo Exército Americano, o Shoichi Yokoi resolveu seguir à risca a determinação do Exército Japonês de não se render de jeito nenhum. Então ele fugiu para as montanhas e se escondeu numa caverna, onde ficou se alimentando apenas de peixes, raízes e eventuais frutinhas durante os 28 anos – repito – durante os 28 anos seguintes – sem saber que a guerra tinha acabado, que o Japão tinha perdido e depois se transformado numa superpotência, que os americanos tinham pousado na Lua – e nem que o Brasil tinha se tornado tricampeão em 1970.
Mas a história tem um final feliz:
No dia 24 de janeiro de 1972, Shoichi Yokoi foi encontrado – e finalmente rendeu-se, coitado, aos 44 anos. Embora com certa dificuldade de adaptação devido às severas transformações do mundo nesse período, o camarada se casou ainda no mesmo ano e foi em frente – sempre achando tudo meio esquisito.
E morreu em 1997.

Soldado japonês1 300x273 Shoichi Yokoi

Olha a foto do soldado em 1941, quando chegou na ilha e, depois, em 1972, quando foi encontrado. A fonte é o JB com seu arquivo sensacional.

Aproveito para indicar um filme chamado MEDITERRÂNEO, maravilhoso, que fala de um episódio parecido com esse do soldado japonês – se é que não foi mesmo chupado dessa história real. Vou me informar sobre isso. De qualquer modo, MEDITERRÂNEO é um filme imperdível – que deve ter nas locadoras. Muito engraçado e emocionante.
Pronto.
Bom dia pra você.

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com