16
agosto
06h46


Passo a passo

 

Quarta-feira, 20h10.

Acabei de gravar no estúdio e agora espero por um cena externa que, talvez, demore um pouco pra começar.

Acho que vou aproveitar e comer alguma coisa.

 

_________

 

21h28

Como já suspeitava que teria um longo dia e uma longa noite, eu trouxe computador, livro e tarefas. Fica mais fácil aguentar essa espera.

Quanto a isso, existe uma história:

Uma vez perguntaram a um ator desses, um figurão, se ele ganhava muito. E ele respondeu:

- Pra trabalhar eu ganho pouquinho. Eu ganho muito é pra esperar.

Verdade. É incrível como acontece de a gente esperar, esperar, esperar...

Pode parecer doideira, mas ESPERAR é mais cansativo que TRABALHAR.

 

 

 

21h57

 

Me chamaram. Lá vou eu pra externa.

Aqui, o estúdio tá vazio, todo mundo já foi embora e estou aqui. Eu e os seguranças.

Um tanto deprimente.

Ainda bem que eu trouxe computador, assim posso ir contando isso pra vocês.

Uma história de marasmo total, absolutamente sem glamour.

 

______

 

6h35

 

Ontem, a noite acabou mais rápido do que eu supunha. Gravamos rápido e meia-noite eu já estava em casa. E sem vontade de fazer mais nada. Tomei um banho e pensei que veria alguma coisa na TV antes de dormir, mas só lembro de ter ligado a TV, mais nada.

Não importa muito a hora que vou dormir. Eu acordo cedo. Posso até dormir novamente mais tarde, mas acordo muito cedo todo dia, sem esforço, sem drama - e até com prazer.

Gosto do sono roubado, aquele que me pega desprevenido, de surpresa.

Tenho problemas com o ritual do sono: apagar tudo, fechar cortinas, silêncio...basta fazer isso que o sono custa a aparecer.

Talvez eu seja mesmo esquisito...

E agora, antes das 7hs, desejo a todos um bom dia e sinto que posso, já já, tirar mais um cochilinho, quem sabe?...

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com