Macacada!

Não quero parecer pretensioso, mas a verdade é que minha hora de ficar milionário chegou. Como vai acontecer no próximo sábado, em meio a mais um feriado nacional, conseguirei manter certa discrição. Porém - e sempre existe um porém! -  jamais deixarei de comemorar junto aos meus estimados agentes da GiuPress, que sempre estiveram comigo, mesmo nos momentos de maior penúria de nossa Organização.

"Quem esteve junto comigo na dureza, vai viver a experiência de ser milionário ao meu lado", teria dito nosso Editor-Chefe, que acha que vai ganhar uma bolada assim que o italianinho botar as mãos na grana. Eu ia escrever A MÃO na grana, mas como o dinheiro é muito, vou precisar usar as duas para empurrar os carrinhos de supermercado atolados de notas de 100. Serão vários, um atrás do outro, como uma procissão de grana.

O prêmio da loteria que vem acumulando seguidamente nas últimas semanas chegou a 88 milhões no próximo sorteio. Se considerarmos os valores das propinas e dos desvios dos políticos brasileiros, 88 milhões é troco, mas como somos gente honesta, essa grana vai colocar todos os pingos nos Is de nossas vidas.  Pagaremos nossas dívidas da quitanda, compraremos cuecas e calcinhas novas pra todo mundo e vamos viver a vida.

Mais uma vez o Editor-Chefe, sempre tão sisudo em relação a essa bobagem de dinheiro, mostrou-se surpreendentemente animado:

- O maior presente será conhecer a sensação de ter dinheiro para pagar as contas sem ganhar uma úlcera a cada final do mês.

Vamos dar ao Velho Rabugento o crédito por falar algo profundo. Há mesmo algo melhor do que pagar as contas e ainda sobrar um dinheiro pra tomar um chopp com os amigos?

A partir de segunda-feira saberemos.

E só agora percebi que SORTEIO vem de SORTE.

SAM PRAN FRANT.