12
maio
06h27

 

O Dia das Mães amanheceu curioso aqui em casa.

Acordei com um bilhetinho:

"Giu...hoje é Dia das Mães, mas quem ganha o presente é você!"

E, ao lado, tinha esse recorte de um jornal de ontem.

2013 05 11 09.56.40 300x111 A camiseta

Tomara que você não precise de óculos para perceber a ironia da minha Jararaca peçonhenta...

Saca só a camiseta desse menina tricolor.

Depois, sorrindo, a Jararaca me deu um beijo.

E aí eu percebi, assim, de repente, que aquela mulher era a mãe de três filhos meus e que, mesmo depois de mais de 30 anos dividindo a vida comigo - nos melhores e nos piores momentos -,  mesmo  falando adoidado, mesmo não largando do meu pé e me dando broncas constantes, ela é a pessoa que - tenho certeza, tenho certeza - está comigo pro que der e vier.

Hoje, através dela, quero homenagear todas as mulheres que, mesmo sendo mães, mesmo sendo exageradamente tagarelas e até por isso mesmo, são, antes de tudo e, principalmente,  lindas mulheres que aquecem nossos corações masculinos e nos oferecem uma espécie de conforto impossível de se obter por outros meios ou de outra forma.

Todo homem que tem a sorte de ter uma mulher com quem compartilhar a vida é um ser abençoado.

Hoje elas estão sendo homenageadas pela maternidade.

Mas merecem homenagens diárias por isso e por tudo o mais, sempre.

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
11
maio
06h25

jardim botanico1 300x187 Rubem Fonseca

Já falamos aqui algumas vezes sobre o D. João VI que  na literatura e até no cinema é retratado como um bonachão-comedor-de-coxa- de-galinha. Pode até ser verdade, mas há também o D. João VI que fez coisas muito legais  no Rio, nos 10 anos que passou por aqui, fugindo de Napoleão.

Uma dessas coisas legais foi o Jardim Botânico, presença forte no cotidiano carioca desde sempre e cada vez mais.

Suas alamedas de palmeiras imperiais enfeitam a cidade  - e o interior do parque nos ensina muito sobre a natureza e nos mostra um espetáculo sublime de vegetação tropical.

Quem ainda não esteve por lá, vale a pena levar a namorada, a família e as crianças.

Passar ali uma horinha ouvindo os pássaros e apreciando aquela vegetação faz um bem danado.

O Jardim Botânico foi criado por D. João VI em 1808, mas só foi aberto à visitação em 1822.

Aproveite.

__________

Rubem Fonseca

600full rubem fonseca 300x201 Rubem Fonseca

Hoje é dia, também, de Rubem Fonseca.

Adoro os contos dele, adoro.

Admiro muito quem sabe usar as palavras, admiro muito.

Comece pelos contos, pelos contos.

64 contos de Rubem Fonseca é um bom começo.

Ela e outras Mulheres pode ser o segundo.

Daí pra frente, fica com você...é só ir escolhendo

"Quanto a mim, o que me mantém vivo é o risco iminente da paixão e seus coadjuvantes, amor, ódio, gozo, misericórdia".

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
10
maio
06h59

 

Luíza Tomé

034 luiza tomé 240x300 Dançando

Minha linda e querida parceira de trabalho faz aniversário hoje e merece todos os meus beijos.

Aliás, já demos vários beijos profissionais  na novela Luz do Sol. Agora trabalharemos juntos em Dona Xepa.

Viva ela, sempre linda e querida com todos nós.

Olha a chamadinha da Meg Pantaleão:

http://youtu.be/Zw_jQHODxSo

___________

Fred

Astaire 250x300 Dançando

Fred Astaire nasceu em 1899 e morreu aos 88 anos.

Teve dificuldade em iniciar sua vida profissional porque, nos testes, muita gente achava o cara feio, magrinho e NÃO DANÇAVA NADA.

Como se sabe,  Astaire  virou símbolo de homem dançando e temos números clássicos protagonizados por ele em dezenas e dezenas de filmes.

Parabéns para o gênio artístico de Fred Astaire.

Apenas para ilustrar, vocês verão uma cena do filme Bodas Reais, de 1951.

Fred Astaire tinha 51 anos.

http://youtu.be/hPS-eRiE7so

_________

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
9
maio
06h50

 

 

Em maio de 2007  morria Herval Rossano, um dos grandes diretores de novela do Brasil.

0712954 A difícil vida do ator

Herval e Mayara Magri, minha amiga desde a juventude, que era esposa do Herval nos últimos anos

Muito se fala das dificuldades de uma ator iniciante. E eu falo das dificuldades para os iniciantes e para todos os atores, porque não é uma vidinha fácil demais, não.

Num ano que já nem me lembro mais, Herval Rossano era um manda-chuva da Manchete, aqui no Rio. Eu, embora já não fosse mais um iniciante,  era um ator cavando seu espaço, em São Paulo. Meu telefone toca , ( toca em casa, porque ainda não havia celulares) , e uma secretária ou uma produtora da Manchete me dá o seguinte recado:

- O Herval Rossano quer falar com você. Pode estar aqui amanhã às 14hs?

Naturalmente que eu disse que sim, embora eles não me oferecessem passagem nem hospedagem para vir ao Rio.

Entrei num buzão em Sampa e, no dia seguinte, às 14hs,  estava eu, pontualmente, na portaria da TV Manchete, aqui no Rio.

A portaria me anunciou lá em cima e me mandaram esperar. E as horas se passaram comigo ali, na portaria, sem notícias.

Lá pelas 18hs, mais ou menos, uma porta de elevador se abre e aparece o Herval ali na recepção.

Ele não vinha falar comigo - ele estava indo embora.

Quando me viu eu percebi que ele tinha se lembrado - naquele momento - de que tinha mandado me chamar em São Paulo.

Ele se aproximava, eu estendi a mão e disse:

- Boa tarde.

Ele nem levantou a mão para me cumprimentar. Apenas disse, seco, sem parar de andar:

- Não serve. Sotaque muito paulista.

E foi embora, sem olhar pra trás.

Recebi um olhar complacente  dos caras da recepção, fui pra rodoviária, peguei outro buzão e voltei pra Sampa.

Acontece isso com atores, muitas vezes.

***

Anos e anos depois, tivemos a chance de falar sobre esse incidente, já na Globo. Naturalmente ele disse nem se lembrar.

E eu acredito nisso.

Trabalhamos novamente, no SBT, em SP. Meses depois ele morreria.

Embora não tenha sido minha melhor experiência, guardo como um troféu meus contatos com ele.

Incidentes como esse é que nos colocam à prova e nos mostram claramente o quanto queremos OU NÃO enfrentar isso tudo.

Herval Rossano faz parte da história da TV no Brasil e merece todo meu respeito.

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
8
maio
05h31

 

 

Como você sabe, ontem tivemos a apresentação para a imprensa do país inteiro do nosso novo trabalho, Dona Xepa.

Foi muito divertido estarmos todos juntos, misturados aos jornalistas,  numa verdadeira feira livre que o pessoal montou dentro de um dos nossos estúdios.

2013 05 07 09.33.06 300x225 Dona Xepa vem aí

 

 

2013 05 07 09.32.10 300x225 Dona Xepa vem aí

 Essa é pro Bemvindo roubar, caso não se tenha fotografado.

2013 05 07 09.34.46 300x225 Dona Xepa vem aí

Na nossa feira dentro do estúdio tinha mesmo pastel de feira e caldo de cana.

Essa foto foi tirada antes de todos entrarem, por isso tá assim, vazia.

Quando todo mundo estava lá dentro - e nós estávamos de artista, sem fotografar - parecia mesmo uma feira livre de tão cheia.

Foi muito legal  - e o resultado do trabalho que vimos na telona foi ainda melhor.

Dia 21, 10h15.

__________

VITAL BRASIL

vital brasil 207x300 Dona Xepa vem aí

Outro dia falamos aqui do Vanzolini, compositor e cientista. Hoje quero falar do Vital Brasil, grande cientista brasileiro que descobriu, controlou e produziu as vacinas anti-ofídicas que, até hoje, salvam vidas mundo afora.

Viva o grande Vital Brasil, que morreu em 1950.

Repito sempre que é preciso lembrar e valorizar os grandes homens.

Vital Brasil é um bom exemplo.

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
7
maio
06h44

 

 

Zé Bonitinho

ze bonitinho Silêncio

Se eu falasse apenas Jorge Loredo, talvez você não associasse o nome à pessoa, mas quando a gente diz ZÉ BONITINHO imediatamente nos vêm em mente a voz e o tipo inigualável criado por Jorge Loredo, que, além de ótimo comediante, era advogado trabalhista.

Figura raríssima que fez parte da minha infância.

Viva o Zé Bonitinho em suas 88 primaveras.

________

Macacada amiga e faladora da GiuPress!

silencio nas palavras 300x157 Silêncio

"Arrependo-me muitas vezes de ter falado, nunca de me ter calado." Plúbio

Hoje é Dia do Silêncio, assim como ontem foi o Dia da Coragem.

Eu tenho grande admiração pelo silêncio.

O silêncio me conforta e aguça meu raciocínio. Nem falo de silêncio absoluto...falo da ausência de palavras. Pode haver barulho ao redor, pode haver música, pode haver até um motor funcionado, pode haver uma obra...tenho predileção pela ausência de palavras - por períodos.

A Jararaca, assim como a grande maioria das mulheres, é um tanto compulsiva com as palavras e esquece a síntese.

Isso não é defeito, de jeito nenhum. É característica.

Muitas vezes, levo a seguinte bronca:

- Você não fala nada! Parece que não gosta de falar!

E eu, meio amedrontado, meio tímido e meio puto, costumo pensar:

- Eu gosto de falar, eu falo. Mas eu também gosto de ficar quieto de vez em quando...

Só penso. Depois começo a falar alguma coisa pra acalmar o desejo dela. Sempre esperando pelo momento de ficar quieto novamente.

Agora, por exemplo, enquanto escrevo essas palavras, eu to quieto, calado - mas minha cabeça está em ebulição.

Por outro lado, tenho ataques de falação que me surpreendem. Falo, falo, falo... chego a cansar de mim.

Mas não são ataques cotidianos, graças a Deus.

_________

A FOTO

Eis aqui a nossa querida agente Maria Inez, que nos ouviu e respondeu imediatamente.

maria inez 300x225 Silêncio

Faltou ela nos contar um pouco mais sobre ela, mas eu já descobri que ela tem uma filha, pelo menos.

Viva ela.

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
6
maio
06h33

 

 

O Homem que Calculava

o homem que calculava 300x205  Malba Tahan

Júlio César de Mello e Souza  foi um matemático brasileiro, nascido em Queluz, quase na divisa entre Rio de Janeiro e São Paulo, no final do século XIX. Viveu até 1974.

Ele era um matemático muito inventivo que acabou por escrever um dos livros mais curiosos para despertar a atenção das pessoas para a matemática. O livro chama-se O HOMEM QUE CALCULAVA.

Como escritor, Júlio César  adotava um nome pelo qual acabou sendo mais conhecido: MALBA TAHAN.

Na minha infância, esse foi um livro que rodava pela casa e, se eu procurar ele por aqui, é bem possível que o encontre na minha biblioteca.

O livro parece um conto de fadas recheado de pequenos problemas e curiosidades matemáticas narrados por um calculista persa, ele próprio: Malba Tahan.

No Brasil, hoje é Dia do Matemático, com certeza em homenagem a ele.

Ainda hoje, O Homem que Calculava é um livro que faz parte do meu imaginário.

E, ainda hoje, vale muito a pena dar uma lidinha nele, pode crer.

_____________

Probleminha fácil

patos e cachorros 300x158  Malba Tahan

E aí, vai encarar?...rs

___________

A chuva chegou forte esta manhã.

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
5
maio
06h40

Mario Quintana 4 Quintana

"Há 2 espécies de chatos: os chatos propriamente ditos e ... os amigos, que são os nossos chatos prediletos."

Mário Quintana

Mário Quintana era o poeta da síntese.

Em pouquíssimas palavras traduzia o universo inteiro.

Falava profundamente das coisas mais triviais do cotidiano e isso o tornava grande, grande.

Viveu boa parte da vida num apartamentozinho de hotel, em Porto Alegre.

Acho até que já contei aqui que, há muito tempo, fiquei hospedado nesse mesmo hotel - que hoje é a Casa de Cultura Mário Quintana (fui lá não faz tempo...). Como sabia que ele morava lá, eu preferia subir e descer as escadas, ao invés do elevador.  A esperança era vê-lo.

E vi. Ele ficava sempre ali, porta do apartamento aberta, lendo.

Dei uma meia trava na minha descida, hesitei e, tímido, continuei descendo, trêmulo e sem aproveitar para dar um beijo naquela cara que admiro tanto. Vai saber o que pensaria o velho poeta?!

Quintana morreu em 94.

POEMINHA DO CONTRA
Todos estes que aí estão
Atravancando o meu caminho,
Eles passarão.
Eu passarinho!

____

"Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está lendo a gente ... e não a gente a ele!"

___________

Santos FC 300x300 Quintana

Dessa vez passamos raspando, vencendo nos pênaltis etc e tal. Nem estamos tão afinados quanto em outros anos, mas chegamos à quinta final consecutiva do Campeonato Paulista.

A ideia é conquistar o tetra.

Dá-lhe, Peixe!!!!!

SAM PRAN FRANT, na derrota ou na vitória.

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
4
maio
06h10

Noel Rosa

 

Noel Rosa é, sem a menor dúvida, um dos mais importantes compositores da autêntica música popular brasileira.

Embora tenha vivido muito pouco, construiu uma sólida e influente carreira musical, que, ainda hoje, espalha seus sons por aí, colocando minhoquinhas na cabeça dos músicos em geral.

Fera total, boêmio e feio. Mas nada que o impedisse de ser adorado pelas mulheres.

Noel é o famoso sem queixo, com nascimento a fórceps e saúde precária.

Morreu tuberculoso aos 27 anos mantendo o bom humor e a inteligência intactas..

Veja só:

 Carta ao Dr. Graça Melo, que cuidava da tuberculose de Noel

“Já apresento melhoras/Pois levanto muito cedo/E deitar às nove horas/Para mim é um brinquedo/A injeção me tortura/E muito medo me mete/Mas minha temperatura/Não passa de trinta e sete/Creio que fiz muito mal/Em desprezar o cigarro/Pois não há material/Para o exame de escarro" 

 

Salve o Grande Noel 

http://youtu.be/9qg4aAixzRc

______________

Da Série Marketing é Tudo

macumbeiro moderno 243x300 O Poeta da Vila

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
3
maio
07h45

LIBERDADE DE IMPRENSA

jornal censurado 189x300 Têje preso, Sófocles

Quando as matérias eram proibidas, os jornais colocavam coisas estranhas no espaço censurado, como nessa capa do Estadão aí de cima. Era comum colocarem receitas, também. Isso era a senha para avisar que havia algo censurado por ali.

Hoje é Dia Internacional da Liberdade de Imprensa.

Num passado muito recente aqui   no Brasil, tudo o que fosse levado a público fossem jornais, filmes, novelas, revistas... tudo tinha que passar pela chamada Censura Prévia. Isso quer dizer que os capítulos das novelas, os filmes, as matérias de jornais, as revistas, tudo, tudo era previamente lido ou visto pelos censores da Polícia Federal.

Muita coisa era censurada, muita coisa.

Muitas dessas coisas eram censuradas pela simples razão de discordarem das posições do Governo e, portanto, segundo a visão da Ditadura,  eram subversivas.

Outras coisas eram censuradas por pura falta de cultura dos censores.

Há o caso clássico de uma montagem teatral da tragédia grega do Sófocles, Édipo Rei.

Como se sabe, a história que até batizou uma patologia psicológica chamada Complexo de Édipo, vem dessa tragédia grega. Na peça, Édipo é um cidadão que mata o pai e casa-se com a mãe - tudo sem saber. Ao descobrir o fato, Édipo fura os próprios olhos etc e tal.

Ao ler esse texto trágico, escrito há milênios (427 A.C.), o censor ficou chocado e determinou, impávido:

- Tragam esse senhor Sófocles até aqui. Vamos prender esse cidadão.

_____________

Da Série Marketing é Tudo

seja apenas feio Têje preso, Sófocles

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com