6
abril
09h01

 

Macacada Amiga da GiuPress!

Dormi feliz de ontem pra hoje porque, finalmente, depois de uma semana, meus problemas de internet acabaram.

O cara chegou em casa ontem à noite e só saiu com tudo funcionando - e não foi fácil.

Ele ligava pra Central deles, falava coisas, tentava coisas...ouvia e depois respondia: " É caso da Anatel. Tem que resolver até amanhã..." - e olhava pra mim com um sorriso indecifrável.

O fato é que o cara foi legal, colocou tudo em ordem e se foi. E esqueceu o telefone dele aqui em casa, coitado. Ele voltou depois pra pegar.

E para homenagear a minha internet, dedico uma música a ela:

http://youtu.be/mMxVIjzEMZw

____________

Cacilda Becker

cacilda Cacilda Becker

Cacilda, na foto com Walmor Chagas

Considerada um das maiores atrizes do teatro brasileiro, Cacilda Becker morreu em 1969, durante a apresentação de seu espetáculo Esperando Godot, de Becket. Na verdade, ela teve um problema cerebral - talvez um AVC -  no palco, ao lado do seu marido Walmor Chagas. Morreu um mês depois, no hospital.

Cacilda era irmã da grande e querida Cleyde Yaconis, outro monstro do teatro nacional.

Quem viu a Cacilda nos palcos conta que, apesar de pequenininha e franzina, virava uma gigante em cena.

Tenho pena que ela tenha morrido tão jovem, aos 48.

Se viva, faria hoje 92 anos.

________

COMUNICADO

O Depto. de Brindes da GiuPress, associado aos nossos informantes vorazes por furos de reportagem, nos avisam que o presente do Chiquinho foi entregue. Só nos resta agora esperar pela foto dele - com o presentinho em punho -  para publicação em nossas valorosas páginas.

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
5
abril
06h36

Macacada guerreira da GiuPress!
Completada uma semana sem internet em casa, finalmente começam a aparecer os efeitos de minha reclamação à Anatel.
Hoje recebi 3 ligações confirmando que amanhã cedinho meu problema será solucionado. E mais: terei um desconto na fatura -segundo determinação da Anatel.
Embora sô irei acreditar quando eles estiverem aqui e minha internet voltar, to mais animado agora.
E como hoje é sexta-feita, vamos preparar a comemoração!

E nosso grande Chiquinho ainda não recebeu o presentinho da GiuPress...acho que vou acender uma vela.

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
4
abril
06h28

Hoje to brigando com o tecladinho do telefone, então vou resumir:
Finalmente trocaram os cabos da minha internet apenas para me dizet que o problema estâ no poste e me deram um novo prazo. 5 dias.
Vamos levando assim, capengando via smarphome.
Mas como a peteca não pode cair jamais, mostro o presentinho que ganhei, vindo direto das mãos de nossa Miss Niterói, a Raquelzinha.
2013 04 03 16.00.23 300x225 A saga
k

A GiuPress agradece comovida e aproveita para perguntar sobre o Chiquinho, o ganhador de nosso ültimo sorteio... cadê ele?

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
3
abril
06h52

Nós homens - (os mais sacanas e baixos dos homens) - quando vivemos uma situação onde as coisas não vão bem, costumamos dizer a seguinte frase:- "Se chover barras de ouro, cai um paralelepípedo na minha cabeça."
Na verdade, a frase não é exatamente essa, mas a original é indecente demais para ser publicada nas pudicas páginas da GiuPress. Depois nosso intrépido agente MakGlass explica o teor da frase...
O fato, macacada amiga, é que não há mal que sempre dure e nem bem que nunca acabe. portanto, sempre que vivemos alguma situação que nos irrita ou na qual nos julgamos um tanto azarados, devemos ter em mente que VAI PASSAR.
Sobre isso é que eu gostaria de informar a todos vocês: meu problema de internet ainda não acabou. Ontem completei 5 dias de plantão e fui o tempo todo solenemente ignorado.
A nota positiva é que estou treinando bastante ao telefone.To ficando craque nesse tecladinho...e a outra nota legal é que meu laptop que tinha apagado e estavs no conserto repentinamente ressuscitou e me fez passar vergonha. O cara que conserta pra mim disse que tá tudo normal e eu não consigo explicar esse bom vexame. O laptop já estâ em casa.
Agora só falta ter internet.
Isso tá virando uma piada de péssimo gosto.

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
2
abril
07h01

Não sei se vocês sabem, mas a origem da palavra PALHAÇO é paglia - palha, em italiano.
A razão é simples: os palhaços vestiam-se com uma roupa semelhante ao forro dos colchões, listradas, e preenchiam certas partes do corpo com palha - assim como eram preenchidos os colchões.
É uma profissão quase em extinção porque os palhaços perderam espaço na grande mídia , ficando praticamente confinados aos circos...
Dizem que os palhaços são tristes ou, no mínimo, sérios. Há gente que os ache assustadores. Há um nome psicológico para esse tipo de síndrome, mas não me lembro agora.
Eu olho pros palhaços com romantismo - embora não os ache especialmente engraçados.
Muito da graça vem do fato de eles se darem mal, apanharem e até levarem uma torta na cara. Talvez a partir desse fato é que a palavra PALHAÇO ganhou um significado negativo.
Quando querem nos enganar, quando reclamamos, nervosos, de alguma coisa, logo gritamos: - tá pensando que eu sou palhaço?
É assim que eu to me sentindo em relação à minha internet: como um palhaço que já levou 4 tortas na cara.

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
1
abril
09h23

Tá certo que o mês de março já se foi e que hoje é dia 1° de abril - dia da mentira. Esse seria o dia apropriado para lascar uma lorota na cachola da turminha da GiuPress, mas eu lhes digo, macacada amiga, que o que lhes direi é a maior expressão da verdade: O CARA DA INTERNET NÃO APARECEU.
Mandaram torpedo confirmando a visita, me deixaram esperando e me deram uma senhora mancada pela terceira vez.
1364771459604 300x225 O anta
Mas como na periferia a gente aprende a fazer do limão uma limonada, eu acabei conseguimfo colocar aqui, pelo telefone, uma foto da torta integral de banana que eu fiz pra minha pequena aprendiz de Jararaca - minha filha que mora fora e wue está dsndo imas bandas por aqui.
Apesar de ter evoluido no manejo desse smarthphone, to vendo erros e não consigo consertar.

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
31
março
07h18

Se eu te contar que to perdendo todos os meus dias de Páscoa esperando pela visita dos caras da internet alguém vai acreditar? Perdi meu sábado e vou perder o domingo - mas matenho a esperança de ter internet outra vez. Se nâo fosse o smartphone a GiuPress iria fechar esses dias.
Porém, nosso lema é SAM PRAN FRANT não podemos deixar a peteca cair
É como sempre diz nosso Editor-Chefe:- a esperança é a última que morre, mas morre.

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
30
março
07h36

Macacada solidária da GiuPress!
Meus problemas de conexão persistem e eu to aqui, na batalha, tentando mandar um sinal de fumaça para tranquilizar os corações aflitos.
O dia promete ser de sol, mesmo que chova um pouco mais tarde - assim como aconteceu ontem aqui na Cidade Maravilhosa. Aliás, a cidade está calma e o trânsito suave, permitindo uma rápida circulação.
Hoje é Sábado de ALELUIA, dia de malhar o Judas? Ainda existe isso.
Quando eu era moleque, a gente fazia isso: pegava uma roupau velha e enchia de palha, papel, coisas inflamáveis e depois fazíamoa uma cabeça pro boneco. Depois, amarrávamos o boneco numa árvore e púnhamos fogo. Enquanto queimava, a gente batia no boneco com pefaços de pau...
Escrevendo aqui, no teclado do telefone, lentaumente, tive tempo de pensar nisso. Cruel, né?

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
29
março
06h59

Macacada amiga da GiuPress!
Pelo segundo dia, estamos trabalhando apenas pelo smartphone e é preciso dizer:- não ê mole.
Ontem fui no Programa do Gugu, e acabei me divertindo um bocado.
Vou ao ptograma dele desde o tempo do SBT, quando o programs se chamava VIVA A NOITE e passava sábado.
Naquele tempo,o programa dava prêmios aos vencedores dos jogos e eu te digo, macacada amiga, que eu
já ganhei muitos aparelhos de TV e muitas bicicletas do Programa. Ganhar prêmios é legal e dá adrenalina na hora de jogar. Foi um prazer enorme ter visitado o Gugu, ontem.
De resro, peço desculpas por não escrever mais agora. A GiuPress está sem internet desde a noite de ontem e o Editor-Chefe escreveu essas palavras no teclado minúsculo do telefone.
E, embora tenha se esforçado ao máximo, pede perdão por possíveis erros e pela falta de ilustrações , hoje.
Boa Páscoa e bom descanso a todos.
Sam Pran Frant!

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
28
março
08h17

Macacada Atenta da GiuPress!

Ontem meu celular, ou melhor, meu smartphone amanheceu com  teclado japonês.

Claro que esta anta cibernética deve ter apertado algum botão que desorganizou a coisa toda. Foi heavy, brou!

Depois de batalhar um bocado, consegui restaurar as configurações e recuperar o teclado em português, mas com uma pequena diferença: o botão do microfone desapareceu e não to conseguindo ditar pro telefone escrever sozinho. Muito bad, cara!

Kd vc que não me ajudou com isso naquela hora?

Acabei escrevendo em japonês, mano. E o MakGlass teve a manha de traduzir. Antes de tudo, ele descobriu que não era japonês, mas coreano. E, embora eu tenha ditado para o teclado apenas isso: - meu teclado amanhecem em japonês....ele me veio com uma tradução bastante interessante, que provavelmente o tradutor do Google deu pra ele: - Argumentos feios para enviar o cartucho de Hanwoo.

Eu rolei de rir com isso.

Esse erro me enche de esperança de  que ainda seja necessária alguma atividade humana e que os computadores também erram.

Toda essa americanização em nosso idioma, todas essas abreviações na língua criada pela internet, toda a falta de familiaridade com a nossa doce Flor do Lácio, acaba por induzir certos moderninhos ao erro, como uma  tatuagem dessas, abaixo:

haja o que hajar 225x300 Nice, brou!

Aí não dá, fala a verdade?!

____________

A GiuPress informa que o italianinho vai passar o dia em São Paulo, mas que de noitinha já estará de volta. Vamos até a Record SP e voltamos rapidinho. Pra variar, não dá pra ver família, não dá pra ver ninguém.

Vou, mas levo a macacada da GiuPress no coração e no teclado esquisito do meu smartphone.

Yes, mano, very nice!

Sam Pran Frant.

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com