11
abril
07h17

 

IMG 5779 300x200 Primeira Vez

O Italianinho e a Júlia Oristanio, no set de filmagem de Braços de Ferro, Erechim, RS

De repente, não mais que de repente, os filhos crescem,  viram adultos e saem para a vida.

Vou contar a vocês, queridos macaquinhos de nossa organização: a experiência de dividir uma cena com a filha tá sendo sensacional.

Pela primeira vez, faço uma cena com a Juju e isso me deixou extasiado de felicidade. Interna, felicidade interna. Não sai dando pulos de alegria, mas, por dentro, eu estava radiante.

Foi a primeira vez, e, como diz o ditado, a primeira a gente nunca esquece.

Tá aqui, ó, guardadinha no coração.

_____________

Portela

portela Primeira Vez

Hoje é aniversário da Portela. 90 anos.

Grêmio Recreativo Escola de Samba da Portela, uma das escolas mais tradicionais do carnaval carioca.

Amanhã ou depois vou contar pra vocês minha experiência com o samba, justamente na Portela.

Foi em 2002 e me marca agradavelmente até hoje.

Até que eu publique essa minha historinha, fiquem com um samba da Portela, que está entre os  clássicos da história do samba-enredo  moderno.

http://youtu.be/b_Bi5p_Q8ak

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
10
abril
06h20

 

 

REAIS Quanto???

Macacada Consumidora da GiuPress !

Não sei quanto a vocês, mas eu sou um homem do lar. Isso quer dizer que eu sou um cara que vai ao supermercado. O italianinho é quem faz as compras domésticas.

To assustado com os preços das coisas. Tá certo que o tomate é a joia da vez, mais caro que uma Ferrari Testa Rossa, mas não é um problema único, esse. Tá tudo mais caro, bem mais caro.

Isso me assusta por dois motivos:- o primeiro é aquele óbvio de que estamos gastando mais para comprar as mesmas coisas. E o outro motivo é que isso me faz lembrar de uma época, recente e terrível, em que os preços subiam no mesmo dia.

Se comprasse tomate de manhã e precisasse voltar pra comprar mais no final da tarde, já estava mais caro. Era a chamada inflação galopante, que consumia os salários e acabava com a saúde dos pais de família que não davam conta de comprar as comidinhas pras crianças.

ESPERO NUNCA MAIS TER QUE VIVER ISSO. TORÇO, ORO, REZO, TRABALHO, FAÇO O QUE FOR PRECISO PRA NÃO TER QUE VIVER ISSO NOVAMENTE.

Mas, no final de tudo, nem era isso o que eu queria dizer. Queria mesmo comentar um anúncio que vi no avião, vindo aqui pra Erechim, e sobre o qual queria falar inicialmente.

O anúncio, pessimamente fotografado, é esse aqui, ó:

2013 04 08 10.43.23 300x225 Quanto???

Pra quem não conseguiu decifrar, eu esclareço: esse sapato aí, macacada, custa a bagatela de R$3.580,00.

Eu sei que sou pobre, que posso ter complexo de inferioridade, posso ser o que for, mas tenho certeza de que, mesmo que fosse o cara mais cheio da grana do mundo, jamais compraria um sapato que custasse 5,2 salários mínimos brasileiros.

Isso aí não tem nada a ver com custo de vida, eu sei. Isso é coisa de gente muito rica, mas tenha dó...três mil e quinhentos num sapato?

Sei lá...

___________

Wally?

IMG 5642 300x200 Quanto???

Saca só o lance: dou um quebra-queixo  ao primeiro(a) que me disser o que há de estranho nessa foto?

O tamanho das olheiras não vale.

Sam Pran Frant, só no sapatinho!

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
9
abril
07h04

 

 

Mazzaropi   Jeca Tatu  80746 zoom 204x300 Jeca Tatu

Amácio Mazzaropi, o cara!

Existem pessoas que deixam seu nome gravado para sempre na história da cultura nacional. E, apesar disso, precisam sempre ser lembrados e relembrados para não acabar  na prateleira das pessoas esquecidas.

Mazzaropi foi um artista muito criativo, que criou e valorizou extremamente o homem brasileiro e suas crenças, hábitos e manias.

Comediante de primeira, Mazzaropi foi longe com seu trabalho. Talvez seja ele a primeira pessoa física a ter seu próprio estúdio e uma fazenda onde produzia e filmava suas produções. Essa fazenda existe ainda hoje e fica em Taubaté, onde se tornou um Hotel-Fazenda e o Museu Mazzaropi.

É impressionante que ele tivesse tido a preocupação de construir uma fábrica de cenários, os estúdios e, inclusive, aposentos para os atores de suas produções.

O mais importante de tudo isso, claro, é o resultado de seus filmes. Personagens genuinamente brasileiros e ele, o eterno caipira, atrapalhado, ingênuo e puro, dentro de sua pequena malandragem.

Ainda hoje vejo, vez ou outra, alguma coisa no Mazzaropi. Legal demais.

Veja aqui umas ceninhas, sempre ao lado da Geny Prado, que fez todos os seus filmes, eu acho.

http://youtu.be/0p3VbfT6qOk

__________

Erechim

Aqui no sul teremos dias corridos e produtivos.

Amanhã coloco umas fotos, espero.

SAM PRAN FRANT, faça chuva ou faça sol, porque a peteca não pode cair jamais.

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
8
abril
06h36

 

Macacada Estupidamente Legal da GiuPress!

O italianinho  vai passar a semana no sul do país - em Erechim, exatamente.

Vou terminar um filme que tenho feito por lá, aos poucos.

É sempre muito agradável passar um período por lá porque a turma é muito legal. Dessa vez vai ser ainda mais agradável porque minha filha vai comigo. Acredite: to nervoso. Será a primeira vez que vamos fazer alguma coisa juntos.

Vou ficar muito feliz e orgulhoso quando estiver contracenando com ela.

Apesar dessa excitação, vai rolar - mais uma vez - uma certa angústia. Chegaremos no Rio na sexta,  meia hora antes da luta do meu pequeno troglodita.  Não posso perder a estréia profissional dele de jeito nenhum. Mas eu lhes digo, camaradas, que eu já faltei a muita coisa nessa vida. Aniversários, festas de família...eu quase faltei ao meu próprio casamento, aliás.

Eu sou um otimista e acredito que tudo vai dar certo, sempre.

Saímos bem cedinho de casa - a aprendiz de Jararaca e eu - e, se demorar a aprovar comentários, relevem. Estarei em trânsito, mas sempre ligado nesse nosso barato cibernético.

Sam Pran Frant !

__________

Chiquinho !

Finalmente, mais de um mês após sagrar-se campeão no sorteio promovido nas entranhas da GiuPress, nosso espião quase incógnito - o Chiquinho - recebeu seu presente e nos mandou a foto com a coisa na mão.

Demorou, mas chegou justamente no Dia do Correio, acredita?

Chiquinho 300x225 Sam Pran Frant

Olha o cara aí!!!!!

E pra quem tá olhando pra foto e se perguntando " o que é isso?" , eu lhes digo: é o canivete especial que já tirou muito agente da GiuPress de enrascadas.

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
7
abril
06h38

 

Macacada Domingueira da GiuPress!

Tomara que hoje o dia seja legal como foi o nosso sábado, aqui no Rio.

É duro ser repetitivo, mas é impressionante a rapidez dos dias e das horas. Ontem mesmo o Dagvan soltou a franga no Carnaval e, agora, já passamos da primeira semana de abril. Ontem mesmo a Clara foi ao encontro de seu grande amor misterioso e, agora, em abril, ainda não sabemos de nada sobre suas aventuras sexo-afetivo-aventureiras...

As semanas se passaram e, apesar do esforço de nossos espiões, ainda não conhecemos a fisionomia da Luma Rosa.

A única coisa que demorou demais a chegar foi o presente do Chiquinho, lá de Fortaleza. Mas aí a culpa foi do Depto. de Brindes da GiuPress, que demorou muito para  mandar o pequeno mimo e dos Correios,  que mandaram um carteiro à pé até o Nordeste. Vamos torcer para que o Chiquinho não demore a nos mandar a fotografia com o presentinho nas mãos.

Como falamos sobre internet esses dias todos, vale lembrar que o dia 7 de abril de 1969 é a data simbólica do nascimento da Internet, quando foi publicado o primeiro RFC1 - (Request for Comments). Esses RFCs são documentos que descrevem os protocolos que serão considerados  padrões de funcionamento da internet.

Seja lá o que isso possa significar, deve ser bem importante.

E para não dizer que a GiuPress só coloca em suas páginas fotos de mulher pelada, publico hoje aqui  um jabazinho familiar porque  ninguém é de ferro!

vitor 300x300 Jabá familiar

O cara é um anjo, um gentleman, uma simpatia - e mesmo assim adora sair no tapa dentro das regras do MMA.

Ele acha normal. Eu morro de medo.

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
6
abril
09h01

 

Macacada Amiga da GiuPress!

Dormi feliz de ontem pra hoje porque, finalmente, depois de uma semana, meus problemas de internet acabaram.

O cara chegou em casa ontem à noite e só saiu com tudo funcionando - e não foi fácil.

Ele ligava pra Central deles, falava coisas, tentava coisas...ouvia e depois respondia: " É caso da Anatel. Tem que resolver até amanhã..." - e olhava pra mim com um sorriso indecifrável.

O fato é que o cara foi legal, colocou tudo em ordem e se foi. E esqueceu o telefone dele aqui em casa, coitado. Ele voltou depois pra pegar.

E para homenagear a minha internet, dedico uma música a ela:

http://youtu.be/mMxVIjzEMZw

____________

Cacilda Becker

cacilda Cacilda Becker

Cacilda, na foto com Walmor Chagas

Considerada um das maiores atrizes do teatro brasileiro, Cacilda Becker morreu em 1969, durante a apresentação de seu espetáculo Esperando Godot, de Becket. Na verdade, ela teve um problema cerebral - talvez um AVC -  no palco, ao lado do seu marido Walmor Chagas. Morreu um mês depois, no hospital.

Cacilda era irmã da grande e querida Cleyde Yaconis, outro monstro do teatro nacional.

Quem viu a Cacilda nos palcos conta que, apesar de pequenininha e franzina, virava uma gigante em cena.

Tenho pena que ela tenha morrido tão jovem, aos 48.

Se viva, faria hoje 92 anos.

________

COMUNICADO

O Depto. de Brindes da GiuPress, associado aos nossos informantes vorazes por furos de reportagem, nos avisam que o presente do Chiquinho foi entregue. Só nos resta agora esperar pela foto dele - com o presentinho em punho -  para publicação em nossas valorosas páginas.

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
5
abril
06h36

Macacada guerreira da GiuPress!
Completada uma semana sem internet em casa, finalmente começam a aparecer os efeitos de minha reclamação à Anatel.
Hoje recebi 3 ligações confirmando que amanhã cedinho meu problema será solucionado. E mais: terei um desconto na fatura -segundo determinação da Anatel.
Embora sô irei acreditar quando eles estiverem aqui e minha internet voltar, to mais animado agora.
E como hoje é sexta-feita, vamos preparar a comemoração!

E nosso grande Chiquinho ainda não recebeu o presentinho da GiuPress...acho que vou acender uma vela.

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
4
abril
06h28

Hoje to brigando com o tecladinho do telefone, então vou resumir:
Finalmente trocaram os cabos da minha internet apenas para me dizet que o problema estâ no poste e me deram um novo prazo. 5 dias.
Vamos levando assim, capengando via smarphome.
Mas como a peteca não pode cair jamais, mostro o presentinho que ganhei, vindo direto das mãos de nossa Miss Niterói, a Raquelzinha.
2013 04 03 16.00.23 300x225 A saga
k

A GiuPress agradece comovida e aproveita para perguntar sobre o Chiquinho, o ganhador de nosso ültimo sorteio... cadê ele?

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
3
abril
06h52

Nós homens - (os mais sacanas e baixos dos homens) - quando vivemos uma situação onde as coisas não vão bem, costumamos dizer a seguinte frase:- "Se chover barras de ouro, cai um paralelepípedo na minha cabeça."
Na verdade, a frase não é exatamente essa, mas a original é indecente demais para ser publicada nas pudicas páginas da GiuPress. Depois nosso intrépido agente MakGlass explica o teor da frase...
O fato, macacada amiga, é que não há mal que sempre dure e nem bem que nunca acabe. portanto, sempre que vivemos alguma situação que nos irrita ou na qual nos julgamos um tanto azarados, devemos ter em mente que VAI PASSAR.
Sobre isso é que eu gostaria de informar a todos vocês: meu problema de internet ainda não acabou. Ontem completei 5 dias de plantão e fui o tempo todo solenemente ignorado.
A nota positiva é que estou treinando bastante ao telefone.To ficando craque nesse tecladinho...e a outra nota legal é que meu laptop que tinha apagado e estavs no conserto repentinamente ressuscitou e me fez passar vergonha. O cara que conserta pra mim disse que tá tudo normal e eu não consigo explicar esse bom vexame. O laptop já estâ em casa.
Agora só falta ter internet.
Isso tá virando uma piada de péssimo gosto.

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
2
abril
07h01

Não sei se vocês sabem, mas a origem da palavra PALHAÇO é paglia - palha, em italiano.
A razão é simples: os palhaços vestiam-se com uma roupa semelhante ao forro dos colchões, listradas, e preenchiam certas partes do corpo com palha - assim como eram preenchidos os colchões.
É uma profissão quase em extinção porque os palhaços perderam espaço na grande mídia , ficando praticamente confinados aos circos...
Dizem que os palhaços são tristes ou, no mínimo, sérios. Há gente que os ache assustadores. Há um nome psicológico para esse tipo de síndrome, mas não me lembro agora.
Eu olho pros palhaços com romantismo - embora não os ache especialmente engraçados.
Muito da graça vem do fato de eles se darem mal, apanharem e até levarem uma torta na cara. Talvez a partir desse fato é que a palavra PALHAÇO ganhou um significado negativo.
Quando querem nos enganar, quando reclamamos, nervosos, de alguma coisa, logo gritamos: - tá pensando que eu sou palhaço?
É assim que eu to me sentindo em relação à minha internet: como um palhaço que já levou 4 tortas na cara.

Espalhe por aí:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • Netvibes
  • Digg
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com