21
julho
às 22:48

Após desistir da idéia louca de seqüestrar o diretor de Rebelde para fazer parte da novela teen, Karinna com K e dois enes ataca novamente. Dessa vez, ela tem outro objetivo: se tornar uma legítima PERSONALIDADE DA MÍDIA.

– Mas como você pretende fazer isso? – perguntou Bruno, seu amigo, fiel escudeiro e único fã. – Existe algum curso, workshop?

– Deve existir! – respondeu, convicta, com os olhos vidrados no computador, enquanto consultava o Google. – Acabei de achar uma coisa:

Eric Schimidt, presidente executivo do Google, foi eleito como a Personalidade de Mídia em 2010. Ele será homenageado com o prêmio Media Person of the Year em cerimônia que acontecerá no Palais des Festivals, em Cannes, França.[...] Ele ajudou a empresa a passar de uma iniciante do Vale do Silício a líder global em tecnologia. [...] "Sob sua liderança o Google realmente mudou a forma como as pessoas no mundo acessam a informação no dia a dia. Ele ajudou, em impressionante curto período de tempo, o Google a transformar-se no maior meio de publicidade do mundo e uma das marcas mais valorizadas.", declarou Philip Thomas, CEO do Cannes Lions. [...]

– Viu, só? – perguntou, Karinna, animada. – Ser personalidade da mídia não é pouca coisa, não! O chefão do Google é personalidade da mídia!! E olha que eu nunca vi esse homem na praia, andando no calçadão, atacando de DJ... É chique ser personalidade da mídia!

– Acho que ele trabalhou, é um pouco diferente... – tentou explicar Bruno, sendo logo cortado pela figura com K e dois enes:

– Isso é preconceito! Eu interpreto, canto, danço, sapateio, faço de um tudo! E mesmo assim estou desempregada há anos! Se eu me tornar uma personalidade da mídia, pode ser que...

– Que...

– Que, no mínimo, eu consiga descolar uma vaga em reality show! – completou ela. – Eu gosto de animais, sei cuidar de cachorro, cavalo, da vida dos outros... Eu quero, eu posso, eu consigo!

Bruno sabia que não adiantava discutir. A nova profissão já havia seduzido Karinna com K e dois enes. Após um intenso período de pesquisas e estudo, consultando as mais diversas fontes, não é que a moça recolheu valiosas informações? Se não existia um curso para se tornar uma personalidade da mídia, ela seria a pioneira no setor, já que elaborou uma verdadeira cartilha a ser seguida:

COMO SE TORNAR UMA PERSONALIDADE DA MÍDIA
paparazzi Como se tornar uma personalidade da mídia
1. Vá à praia no Rio. Se estiver em forma, sairá nota elogiando o corpão. Caso contrário, os quilos a mais ganharão destaque. Nos dias nublados, também vá à praia. É inusitado e mostra força de vontade: “nem mesmo o dia nublado, espanta Karinna com K e dois enes da praia”. Pauta garantida. Se der, faça uns exercícios, tome banho de mangueira, brinque com criança ou tire foto com algum “fã”. E finja que não viu o fotógrafo. Se viu, não gostou muito.

2. Passeie com amigos no Leblon, mas não tente chutar as bolas de cimento da calçada. Ou tente; é inusitado e mostra personalidade. Para mostrar que é “normal”, vá à farmácia ou ao supermercado – mesmo que você more na Barra, faça isso no Leblon. E não esqueça das livrarias, para fazer o estilo intelectual. Resista às revistas e pegue um livro. Pelo menos na hora da foto.

3. Quando o assunto é ousar, experimente também usar uma sunga para ir ao escritório, andar com roupa de ballet pela rua, um vestido curto para ir à faculdade... É sempre interessante e pode gerar um buxixo.

4. Provoque alguma celebridade no twitter. Se ela responder, bom sinal. Se der RT, nota garantida e ganhará mais seguidores. Dica: Implique com erros de português, corte de cabelo, pesos e medidas. Sexualidade também rende. Ache um absurdo aquela piadinha cretina. Dê RT em campanhas, mesmo que nem leia o texto. Fica bonito. Passe rapidinho só para dar bom dia, apesar do dia corrido. Narre as festas e locais maravilhosos por onde passar, mas não exagere. Se a festa é boa mesmo, nem dá muito tempo de ficar na internet e todo mundo sabe disso. Dê RT nos elogios e mostre ao mundo que as pessoas te amam. Filosofe. Mostre que você é ligada no cosmos e que o universo tem muito mais a ensinar – mesmo que você não tenha aprendido metade. Poste vídeos-cabeça. É digno. Rende.

5. Em casos extremos, finja que morreu e peça para alguém postar. Também rende, mas não mais que a morte em si. Melhor evitar.

6. Relacionamento estável é algo que rende pouco. Declarações de amor pelo twitter, fotinhos fazendo coração com a mão, passeios com a família de um, de outro... Viagem romântica com direito a foto na banheira tomando champagne. Tudo isso tem vida curta – embora os relacionamentos terminem antes mesmo dessa fase passar. Tatuagem com o nome do amado é uma boa. Garante nota quando faz, dá pra exibir durante o relacionamento, depois – quando a pessoa já está com outro e fica aquele climão constrangedor e, por fim, quando a pessoa decide apagar.

7. Engravidar de cantor e jogador de futebol já é clichê, mas ainda funciona. Principalmente se rolar barraco, pagamento de pensão, traição... Há sempre um programa de TV para quem quer polemizar. Mas também há o lado Teletubbies da gravidez, que funciona bastante e traz benefícios. Irradie fofura, alegria, muitas letras repetidaaaaaaaas, exclamações e cheirinho de bebê. Isso garante bastante permuta. Mas torça para seu filho não nascer antes da hora – garanta os nove meses de pauta. Depois tem batizado, aniversário, estréia de peça infantil, praia, Leblon... O filho pode seguir os passos do pai, a filha pode mudar de sexo, são muitas possibilidades. Ter filho, definitivamente, rende.

8. Ataque de DJ.

9. Engorde e faça drama. Melhor culpar uma depressão do que o McDonalds. O emagrecimento pode gerar pauta em programa de TV, notas em site e até mesmo capa de revista de corpo. Histórias de superação sempre dão ibope. Dificuldades para emagrecer geram identificação. Ex-gordinha ainda ganha o título de ex, o que sempre rende. E pode falar que sofre bullying, que está na moda.

10. Cante. Se cantar bem, pode rolar convite para estrelar musicais e expandir a carreira. Cantar mal e gravar CD também é uma boa. Letra pobre e coreografia ridícula também tem grandes chances de virar hit. Você você você você pode testar que dá certo.

11. Use o celular a seu favor. Se estiver à toa num local, dá pra fingir que está ocupado, recebendo convites e estudando propostas. Fingir que briga com alguém mostra poder. Twittar mostra que é interativo. E colocar o aparelho no decote rende matérias, capas de revistas e programas de TV.

12. Como mencionado anteriormente, ex-alguma-coisa-ou-alguém também tem espaço garantido. Apresente-se como Ex-tal e garanta sua nota.

13. Em todas as alternativas anteriores, também dá para a pessoa posar nua. Mas comece com um ensaio sensual, pagando um peitinho ou uma transparência de leve. #ficaadica

Depois de ler tudo isso, Bruno apenas encarou Karinna, que sorria, orgulhosa.

– E então? Ainda acha que não pode dar certo?

Bruno nem precisou de tempo para pensar.

– Acho que pode, sim...

**Karinna com K e dois enes é atriz-modelo-manequim-DJ e uma personalidade da mídia em formação.

Espalhe por aí:
  • RSS
  • Live
  • del.icio.us
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google Bookmarks