2992909994 cantores deezer Deezer aposta no gospel e no sertanejo para crescer no Brasil

Embora não seja um mau desempenho garantir a segunda colocação no mercado de streaming musical em um País populoso como o Brasil, a Deezer tem como meta o topo desse segmento, que hoje é liderado pelo Spotify.

Para garantir essa meta, a empresa tem se aproximado de festivais populares, rodeios e com os dois gêneros mais consumidos do momento: o sertanejo e o gospel.

A música religiosa, inclusive, foi a grande aposta da Deezer para dar um salto de crescimento. Segundo o diretor geral Bruno Vieira, o estilo passou a ter representatividade digital maior após parcerias com os principais players desse mercado.

— Apesar de enorme e importante, o estilo não havia acompanhado o desenvolvimento das tecnologias de consumo de música. Então começamos a fazer lives, criar conteúdos específicos e mostrar que era possível existir também no streaming. O resultado é que hoje o gospel só fica atrás do sertanejo na Deezer.

O estilo rural representa entre 50 e 60% das músicas consumidas na plataforma. Isso também incentivou a construção de um estúdio na sede da empresa, em São Paulo, para servir de base para ações promocionais das duplas e cantores.

— Notamos que com essa aproximação e geração de conteúdo pro público final, tínhamos uma arma a mais para explorar a exposição da nossa marca.

Terceira maior plataforma de streaming musical em nível global e segunda no Brasil, a Deezer também tem buscado se aproximar de clubes de futebol para uma interação tecnológica que dialogue com os torcedores das equipes. Barcelona, Manchester United e Flamengo já se uniram à empresa para criar músicas comemorativas, playlists temáticas de futebol e relacionadas aos atletas.

Apesar desses investimentos estratégicos, a empresa ainda enfrenta barreiras típicas de qualquer plataforma de streaming no Brasil. Entre elas, estão a lenta conexão wi-fi, alta quantidade de aparelhos de celular com pouca capacidade de memória, resistência ao pagamento por música digital e baixa taxa de uso de cartão de crédito no País.

— Temos que detectar as necessidades locais e resolver essas particularidades, como oferecer pagamento junto com a conta do celular ou via boleto e transferência. Ser o menos elitista possível é o que faz uma empresa com um serviço moderno como o streaming virar hábito de consumo entre os consumidores.