P8DLEZE EC001 H Muito além de Hollywood: na música, casos de assédio e estupro também são comuns

A recente onda de denúncias contra grandes ícones de Hollywood trouxe à tona crimes como abuso sexual, estupro e pedofilia. Entre os envolvidos nesses casos, estão astros do primeiro escalão do cinema, como Bill Cosby, Kevin Spacey, Dustin Hoffman e o produtor Harvey Weinstein.

Embora esse processo mais do que justo de moralização da indústria tenha surpreendido muitas pessoas, infelizmente casos como esses não são necessariamente novidades. Basta ver que algumas denúncias completaram mais de três décadas.

Em Hollywood, o medo de sofrer represálias e ter carreira prejudicada adicionado ao corporativismo foram dois fatores para que esses crimes não viessem à tona antes e a impunidade fosse regra.

Já na música, mais especificamente no rock, esses casos vieram à tona com maior frequência em diversas fases da história.

Ian Watkins

ian Muito além de Hollywood: na música, casos de assédio e estupro também são comuns

Um dos casos recentes e mais chocantes envolve o vocalista do Lostprophets. Em dezembro de 2013, Ian Watkins foi condenado a 35 anos de prisão por abusar de crianças.

O músico admitiu ter tentado estuprar um bebê de 11 meses com a ajuda da mãe, além de conspirar com uma segunda mãe para abusar de sua filha pequena. Ao ser questionado sobre os casos, o roqueiro não mostrou nenhum pingo de arrependimento durante o julgamento.

Em investigações posteriores, ficou provado que Ian estava envolvido ainda em outros crimes envolvendo menores de idade e bebês. Ao todo, ele recebeu 13 acusações de abuso sexual infantil.

Gary Glitter

81300654 81300653 Muito além de Hollywood: na música, casos de assédio e estupro também são comuns

Gary Glitter foi preso continuadas vezes por pedofilia. Na Inglaterra, em 1997, ele foi detido por possuir material com conteúdo pedófilo e em 1999, foi para cadeia por abuso infantil. Ele foi solto de uma prisão vietnamita em 2008 e foi preso novamente em 2012 pelo mesmo motivo.

Chuck Berry

08 chuck berry 1958 billboard 1548 Muito além de Hollywood: na música, casos de assédio e estupro também são comuns

Um dos criadores do rock, Chuck Berry já foi processado por 59 mulheres que descobriram que ele tinha instalado uma câmera no banheiro feminino de seu restaurante no Missouri. Uma delas era menor de idade. Berry cumpriu seis meses de prisão. Em sua defesa, Berry disse que a câmera tinha a finalidade de flagrar um funcionário roubando.

Roy Harper

rs 13491 royharper 1800 1384794293 Muito além de Hollywood: na música, casos de assédio e estupro também são comuns

Cantor que colaborou com o Led Zeppelin, em 2013, quando tinha 72 anos, ele foi acusado por crimes contra uma menina de 12. Mas segundo a BBC, o caso aconteceu entre 1975 e 1977 e a adolescente teria sido abusada nove vezes.

Jimmy Page (Led Zeppelin)

Jimmy Page 7 Muito além de Hollywood: na música, casos de assédio e estupro também são comuns

Em 1970, o guitarrista da banda se relacionou durante três anos com uma groupie de 14 anos. Lori Madoxx foi sequestrada pelo empresário do cantor. "Jimmy me disse que vai ter você quer você queira ou não. Então não se mova, ou eu vou machucar você", disse o empresário, segundo relato de Madoxx em livro.

Nelly

nelly bio Muito além de Hollywood: na música, casos de assédio e estupro também são comuns

Em outubro deste ano, o cantor foi preso após ser acusado de abusar de uma mulher dentro do ônibus que transportava sua equipe. O crime teria acontecido enquanto o ônibus em que o cantor viajava em turnê estava parado num shopping de Auburn.

R.Kelly

r. kelly Muito além de Hollywood: na música, casos de assédio e estupro também são comuns

Também em 2017, o cantor R.Kelly foi denunciado por aprisionar mulheres no porão e fazer cultos religiosos com elas. As supostas vítimas, no entanto, dizem que não estavam nos imóveis do músico contra a vontade.