audiencia À espera do concorrente, Ibope aumenta amostragem em todo o país

Enquanto o novo instituto, o alemão GfK, ainda ensaia a entrega de seus primeiro dados de audiência no Brasil,  a Kantar Ibope correu para aumentar cerca de 15% a sua amostragem em domicílios pelo país em um ano.

No início de 2015, o instituto tinha 5.280 domicílios em sua amostragem nacional. No segundo semestre do ano a amostragem cresceu. A Kantar Ibope abriu 2016 com medição de audiência em 6.060 domicílios espalhados pelo país, 60 a mais do que o concorrente GfK promete ter em sua amostragem inicial.

Comparada com 2014, a amostra de domicílios que participam da medição de ibope aumentou mais de 40%.

A Kantar Ibope também está incluindo na sua amostragem mais seis municípios nas regiões metropolitanas de Fortaleza e Porto Alegre - com isso, a medição seguirá cobrindo 100% das regiões metropolitanas reportadas.

A empresa também promete antecipar em 2016 a entrega diária de diversos bancos de dados regulares, que chegarão aos clientes mais cedo que atualmente.

As praças da pesquisa regular são Grande Rio de Janeiro, Grande São Paulo, Grande Belém, Grande Belo Horizonte, Campinas, Grande Curitiba, Distrito Federal, Grande Florianópolis, Grande Fortaleza, Grande Goiânia, Grande Porto Alegre, Grande Recife, Grande Salvador, Grande Vitória e Manaus.

Com base no crescimento populacional, o Ibope também atualizou a sua tabela de números absolutos por cada ponto de audiência.

Em São Paulo, agora, um ponto de audiência equivale a 69 mil domicílios.

No medição nacional, um ponto de audiência corresponde a 240 mil domicílios.

http://r7.com/Cqll