porno191 966x1024 Hacker invade site da Band, posta vídeo pornô gay e ex CQCs se divertem

Vídeo pornô gay ao lado de reportagens do extinto CQC da Band

Enquanto rumores dão conta de uma possível volta do "CQC" em 2018, a Band administra um problemão envolvendo a marca do programa.

Está circulando nas redes sociais um link de uma página do extinto “CQC – Custe o Que Custar” com vários vídeos de pornografia gay.

No site era possível assistir filmes eróticos na íntegra, com opções de vários links para vídeos semelhantes.

Internamente a confusão está sendo tratada como uma invasão de um hacker, resolvida pela Band no final da tarde.

Coincidência ou não, nesta sexta-feira (12), muitos computadores do mundo todo foram invadidos por hackers e sistemas governamentais tiveram de reforçar a sua segurança virtual.

O site do extinto "CQC", que ainda está no ar, teve antigas reportagens do programa dividindo espaço com links para filmes pornôs. A invasão ficou no ar por algumas horas.

Hoje, o site, hospedado no portal UOL, voltou ao normal, somente com reportagens antigas da atração, extinto em 2015.

Enquanto a emissora tenta descobrir a autoria da invasão virtual, ex-integrantes do "CQC", como Oscar Filho, se divertem com o feito.

Muitos deles compartilharam a página hackeada em suas redes sociais e fizeram piadas.

Os internautas também fizeram a festa.

"Acho que até quem é hétero concorda que pornô gay é melhor que CQC", postou um rapaz.

"Fui contar pra minha mãe sobre o hacker que colocou pornô gay no site do CQC e o maior choque dela foi saber que o site do CQC ainda existia", escreveu outro.

A assessoria da Band não se pronunciou até o momento.

http://r7.com/RpFW