Em crise, Victorias Secrets dispensa tops brasileiras

Duas das mais conhecidas Angels da Victoria's Screts, as tops brasileiras Isabelli Fontana e Izabel Goulart estão fora do maior desfile da marca, Victoria’s Secret Fashion Show.

Todo ano, entre novembro e dezembro, a Victoria’s Secret arma um show para apresentar a sua nova coleção de lingerie , com direito a um times tops e um espetáculo de astros da música.

Neste ano, o time das brasileiras (sempre entre as modelos preferidas da marca) vai ser desfalcado. Isabeli e Izabel (que já desfilava há mais de dez anos para a empresa) ficaram de fora da seletiva de modelos do desfile.

Elas ficaram velhas? Fora de forma? De jeito nenhum. O processo de renovação das Angels, como a empresa chama suas garotas-propaganda, faz parte de uma luta da marca para driblar uma grave crise que atinge o grupo.

Desde 2016 as ações da Victoria's Secrets na bola vêm perdendo valor em um ritmo acelerado. As vendas em todo o mundo caíram e a empresa desistiu de investimentos em novas linhas de moda Praia e acessórios.

A famosa marca de lingerie está perdendo espaço para marcas mais antenadas com as adolescentes e precisa se repaginar.

Tanto é que o desfile deste ano será Xangai, uma maneira de tentar expandir os negócios na China.

A saída de Isabeli Fontana e Izabel Goulart foi confirmada e já há uma legião de fãs lamentando.

Quem ficou para representar o Brasil foram as Angels Adriana Lima, Alessandra Ambrosio e Laís Ribeiro, e as modelos Bárbara Fialho, Dani Braga, Bruna Lírio, Gizele Oliveira e Samile Bermannelli - as últimas duas farão sua estreia no desfile.

Por aqui, o desfile da marca costuma ser exibido por SBT e TNT.

http://r7.com/dm47