porchat200 Porchat comemora 200º programa : Aprendi a respirar, que não vou perder a piada!

Nesta quinta-feira (12), o "Programa do Porchat' comemora exatas 200 edições no ar. Outra comemoração na data envolve o Dia das Crianças e os convidados não poderiam ser melhores: a turma do 'Castelo Rá-Tim-Bum' (extinto programa infantil da TV Cultura) invade a atração cheia de histórias para contar.

Animado, Porchat faz um balanço dos 200 programas já produzidos e planeja o futuro. O apresentador está renovando seu contrato com a Record TV.

"Acho que no começo eu era muito apressado, tinha aquela coisa de humorista, de stand-up, não queria errar, não sabia parar e começar de novo", conta Fábio Porchat. "Agora entendi que esse é lance do gravado. Dá para fazer de novo que não vai ficar ruim, que não vou perder a piada. Aprendi a respirar, ir mais devagar, e isso deixou o programa melhor", explica ele.

Os índices de audiência estão crescendo e Porchat quer mais. "Fomos dos três pontos para os cinco pontos ", diz ele. "Mas isso leva tempo. O Danilo (Gentili) está há anos na batalha. No começo não dava nada de audiência. Nós só temos pouco mais de um ano ", continua. "O programa está engrenando, pegando um ritmo legal de convidados."

Ele tem razão. Os convidados do "Programa do Porchat' têm rendido mais. Com um cronograma mais organizado, as faltas não pegam mais a produções de surpresa, e dá para agendar com mais tempo gente bacana, que tem a agenda mais apertada.

Segundo Porchat, um dos elogios que recebe nas ruas é que ele é bom 'ouvinte' nas entrevistas, coisa rara entre apresentadores de talk show.

"As pessoas dizem que eu ouço o entrevistado, que não quero falar mais do que convidado e que isso é bacana", explica Porchat. "Também saquei que bons assuntos surgem durante a entrevista e devem ser explorados mesmo que não estejam na pauta. É assim que tiramos as coisas boas dos entrevistados".

http://r7.com/QrZp