Publicado em 29/10/2014 às 13:46

No Dia do Livro, uma homenagem à inspiração

livros getty images 600 No Dia do Livro, uma homenagem à inspiração

"Quantas vezes, no trabalho, me ocorre de súbito uma bela ideia, uma imagem rara ou versos inteiros prontos, e eu tenho de deixá-los de lado, porque o serviço não pode ser adiado! Subsequentemente, quando volto para casa e me recomponho e tento recordá-los, eles já se foram. E está certo que assim seja. É como se a arte me dissesse: 'Não sou nenhuma criada para que me enxotes quando eu me apresento nem para que me apresente quando me queiras. E se me renegas - miserável traidor - pela tua desprezível bela casa, pelas tuas desprezíveis boas roupas e pela tua desprezível posição social, contenta-te então com elas (mas como poderás?), e, nas poucas vezes em que eu aparecer e estiveres pronto para receber-me, posta-te diante da tua casa à minha espera, como o deverias fazer todos os dias."

Konstantinos Kaváfis (1863-1933)

 

 

    • Facebook
    • Twitter
    • Google Bookmarks
    • Orkut
    • RSS
Publicado em 28/10/2014 às 03:00

Graciliano e a terra dos meninos pelados

A Terra dos Meninos Pelados, clássico infantil de Graciliano Ramos, acaba de ganhar traços coloridos de Jean-Claude Ramos Alphen – sobrinho-neto do autor. É a primeira vez que Jean-Claude assina uma obra de Ramos.

O livro trata de desajustes, da procura por uma mundo imaginário onde a criança pode idealizar as relações humanas.

O país de Tatipirun, onde não há cabelos e as pessoas têm um olho preto e outro azul, é um lugar imaginário, criado por um menino diferente que, não tendo com quem interagir, falava sozinho.

Raimundo Pelado, como era chamado pelos vizinhos, tinha o olho direito preto, o esquerdo azul e a cabeça pelada. Sofria com isso.

A viagem de Raimundo o leva a um país onde há, sim, muitas diferenças, mas a simplicidade do que vive se impõe como tolerância e aceitação. O livro é uma doçura, uma brincadeira saudável e consciente de Ramos. É imperdível para qualquer um.

a terra dos meninos pelados graciliano ramos ligia braslauskas 600 21 Graciliano e a terra dos meninos pelados

A Terra dos Meninos Pelados

88 páginas
R$ 35
Editora Record - Galera

    • Facebook
    • Twitter
    • Google Bookmarks
    • Orkut
    • RSS
Publicado em 23/10/2014 às 03:00

Eles eram mentirosos. Uma tragédia aconteceu

mentiroso getty images 600 Eles eram mentirosos. Uma tragédia aconteceu

Mentirosos, da nova-iorquina E. Lockhart, é um livro infantojuvenil que provoca vários sentimentos nos leitores. Ele vai te desmontar, e depois te recompor. Vai te fazer rir e, possivelmente, fazer chorar. Mas, mais que despertar sensações arrebatadoras e surpreendentes, a obra certamente vai mexer com sua forma de pensar a vida familiar e os adolescentes.

Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições.

Assim, todo ano o patriarca, suas três filhas e seus respectivos filhos passam as férias de verão em sua ilha particular.

Cadence - neta primogênita e principal herdeira -, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos.

Durante o verão de seus 15 anos, as férias de Cadence, no campo, são interrompidas quando a garota sofre um estranho acidente.

Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos.

Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido… até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembranças do que realmente aconteceu.

Esse é um pequeno resumo do livro, mas você realmente não tem como imaginar o que se passa na cabeça de quatro adolescentes em suas férias.

Há muita alegria, muita diversão e muita piração.

Mentirosos é um livro muito bem escrito, focado no público a que se designa  e trata de forma sublime e assombrosa o amor, a amizade, a verdade e a mentira.

mentirosos e lockart ligia braslauskas livro 600 Eles eram mentirosos. Uma tragédia aconteceu

Mentirorsos

272 páginas
R$ 24,90 (impresso)
R$ 17,90 (e-book)
Editora Seguinte

    • Facebook
    • Twitter
    • Google Bookmarks
    • Orkut
    • RSS
Publicado em 22/10/2014 às 03:00

Minha sogra não vai gorar meu sonho de amor

mulher apavorada getty images 600 Minha sogra não vai gorar meu sonho de amor

Novo romance da italiana Federica Bosco, O Amor Não É Para Mim, é suave e engraçadinho, ideal para mulheres que sonham com o amor perfeito.

A autora acreditar ser possível conquistar esse sonho mesmo quando a família rema contra. Federica, que também é autora de Sou Louca por Você, conta agora que Monica, a protagonista da primeira obra, está de partida para a Escócia, onde seu namorado Edgar a espera.

Assim, ao que tudo parece, todos os sonhos da jovem estão prestes a se realizar: vai viver com o homem que ama, seu livro será publicado e a perspectiva de uma nova carreira a deixa bastante empolgada.

Mas, de repente, tudo ameaça ruir. Ela descobre que a cidadezinha onde vai morar fica no meio do nada e o novo emprego em um jornal local não é interessante.

Além disso, a convivência evidencia os “pequenos defeitos” de Edgar, o relacionamento com a sogra é turbulento e, de vez em quando, David, uma antiga paixão, manda mensagens sedutoras.

Livrinho ideal para as românticas em busca do príncipe encantado. Mas ele existe? A tradução é assinada por Roseli Dornelles dos Santos.

o amor nao e para mim federica bosco ligia braslauskas livro 600 Minha sogra não vai gorar meu sonho de amor

O Amor Não É Para Mim

280 páginas
R$ 30
Editora Bertrand Brasil

    • Facebook
    • Twitter
    • Google Bookmarks
    • Orkut
    • RSS
Publicado em 21/10/2014 às 15:03

Multidão ataca homem e leva tudo, até as roupas

homem nu getty images r7 600 Multidão ataca homem e leva tudo, até as roupas

Um homem bem-vestido caminha pela rua quando é literalmente atropelado por uma multidão de pedestres. Aos poucos, além de pisoteado, ele se vê refém daquele ajuntamento de pessoas, que começam a subtrair do homem todos os seus bens visíveis: o relógio caro, o sapato luxuoso, o terno impecável.

Nu e em silêncio, ele passa a se lembrar de sua origem e do seu passado, que representa com esmero os disparates vividos no século 20.

Logo no início da peça Théo, nosso homem nu, diz: “Quando penso que o herói de minha infância foi o sabão!”.

O 6º Continente, do francês Daniel Pennac, é uma crítica dura aos sistemas financeiros e aos luxos gerados por eles à custa da poluição. Ele conta a história de uma família que vive e prospera graças a uma fábrica de sabão. Só que, em seu propósito de limpar o mundo, eles acabam criando um sexto continente, formado por plástico, embalagem e todos os resíduos poluentes que ninguém quer mais ouvir.

Os amantes de teatro vou adorar o livro, escrito com essa perspectiva. É fácil imaginar cada uma das falas em cenas de palco. A tradução é assinada por Carlos Nougué.

o 6 continente daniel pennac ligia braslauskas livro Multidão ataca homem e leva tudo, até as roupas

O 6º Continente

160 páginas
R$ 24
Editora Rocco

    • Facebook
    • Twitter
    • Google Bookmarks
    • Orkut
    • RSS
Publicado em 20/10/2014 às 11:47

Após golpe, homem acha todos os colegas mortos

egito tumba r7 cris bourancle afp 600 Após golpe, homem acha todos os colegas mortos

O renomado egiptólogo francês Christian Jacq, conhecido e reconhecido autor de best-sellers, volta com a saga A Vingança dos Deuses, cujo primeiro dos dois volumes é Caça ao Homem.

A época é o Antigo Egito.  Ao acordar, o escriba Kel dá-se conta que está atrasado. Por ser superdotado em inteligência, imaginou tal falha lhe renderia um castigo e tanto. Só que, ao chegar a seu local de trabalho, Kel tem uma verdadeira visão do inferno: todos os seus companheiros de trabalho estão mortos.

O que Kel não imagina é que essa descoberta pode fazer dele o principal suspeito de um grave golpe de Estado.

Para piorar, o Egito está num momento crucial de sua história. O beberrão e preguiçoso faraó Amásis interessa-se apenas pela Grécia e não vê crescer em suas fronteiras a ameaça dos persas.

Alguém elaborou um golpe contra o jovem Kel, e agora, ao que tudo indica, ele só escapará vivo se puder contar com a ajuda dos deuses.

Mas será que isso realmente é possível? A tradução é de Jorge Bastos.

caca ao homem christian jacq ligia braslauskas livro 600 Após golpe, homem acha todos os colegas mortos

Caça ao Homem

392 páginas
R$ 45
Editora Bertrand Brasil

    • Facebook
    • Twitter
    • Google Bookmarks
    • Orkut
    • RSS
Publicado em 17/10/2014 às 11:29

Só amor sobrevive a 400 comprimidos para dormir

prescription drugs divulgacao 600 Só amor sobrevive a 400 comprimidos para dormir

Caio e Maria Augusta. Um casal cheio de amor e de problemas. Ele perfeccionista e obcecados por detalhes. Ela com personalidade exuberante e obsessiva.

Queria Ver Você Feliz, de Adriana Falcão, é a história real da vida dos pais dela, um romance com crises como qualquer outro, e com demônios próprios que atormentaram uma vida inteira – a exemplo das inúmeras tentativas de suicídio de Caio.

O caráter asfixiante de Maria Augusta só se acentua, apesar dos medicamentos e tratamentos psiquiátricos a que se submete.

A obra de Adriana é sensível e escrita, além de sua própria vivência como filha do casal, por meio das cartas que os dois trocaram ao longo de suas vidas, e não foram poucas.

O livro, sem dúvida, é um registro dramático de tudo o que muitos de nós vivemos, mas expõe, também, um senso de humor delicado e sutil, como quando Maria Augusta exige uma noite de comemoração pelos seis meses de namoro deles. Como Caio não compreende uma comemoração baseada em seis meses e não em anos, como é comum, ela simplesmente sugere: “Se preferir, podemos comemorar nossos 2.007 dias de namoro”.

Apaixonado e, aparentemente, paranoico com sua condição de impotência, Caio, um certo dia, toma 400 comprimidos para dormir. Até os médicos se surpreendem quando ele acorda.

Não para por aí, o resto você degusta nas páginas dessa deliciosa leitura!

queria ver voce feliz adriana falcao ligia braslauskas livro 600 Só amor sobrevive a 400 comprimidos para dormir
Queria Ver Você Feliz

160 páginas
R$ 29,90 (impresso)
R$ 19,90 (e-book)
Editora Intrínseca

    • Facebook
    • Twitter
    • Google Bookmarks
    • Orkut
    • RSS
Publicado em 16/10/2014 às 10:59

Rouba, mas faz. E daí, qual o problema?

dinheiro reais r7 Itaci Batista Estadao Conteudo 600 Rouba, mas faz. E daí, qual o problema?

Adhemar – Fé em Deus e Pé na Estrada, do jornalista Amilton Lovato, é ótima pedida para esses tempos de eleição: conta a história do contraditório Adhemar de Barros (1901-1969).

O político populista, desbocado, amado e odiado como tantos outros, é o “pai” da obra-prima “rouba, mas faz”. Sim, só isso talvez leve alguns a pensar em nem ler a história desse polêmico ator da política nacional, mas calma, respire, o livro é interessantíssimo e nos coloca mais próximos dos emaranhados de uma eleição – que continuam os mesmos.

Com base em documentos e pesquisa, Lovato nos conta a vida de Adhemar desde seu nascimento até sua morte com uma rica quantidade de detalhes. Era de família abastada, mas, posteriormente, assume seu perfil populista em prol de cargos políticos. Deu certo.

A lealdade partidária não era seu forte, pois ele celebrizava pelas declarações intempestivas em que se coloca à frente  ou à margem das deliberações partidárias, criando [espertamente] um problema para o qual apenas ele era a solução.

O livro é sensacional e, como em tudo na política, divertido. Leia, você vai adorar.

adhemar fe em deus e pe na estrada milton lovato ligia braslauskas livro 600 Rouba, mas faz. E daí, qual o problema?

Adhemar – Fé em Deus e Pé na Estrada

368 páginas
R$ 34,90
Editora Geração

    • Facebook
    • Twitter
    • Google Bookmarks
    • Orkut
    • RSS
Publicado em 15/10/2014 às 10:24

Mulher boazinha não está com nada

mulher jovem feliz getty images 600 Mulher boazinha não está com nada

O clube das mulheres boazinhas é um clube ao qual nenhuma mulher deseja pertencer.

Essas mulheres constantemente se sentem invisíveis, subestimadas e passadas para trás por colegas de trabalho, amigos, familiares e companheiros.

Pensando nessa questão, a dra. Lois P. Frankel e a conselheira profissional Carol Frohlinger apresentam, em Mulheres Boazinhas não Estão com Nada, 99 dicas que vão ajudá-las a obter o respeito que desejam tanto no trabalho como na vida pessoal. Tradução de Patrícia Azeredo.

A obra é voltada para todas as mulheres, sejam donas do lar ou executivas de sucesso. Fica a dica!

mulheres boazinhas nao estao com nada 600 Mulher boazinha não está com nada

Mulheres Boazinhas não Estão com Nada

294 páginas
R$ 30
Editora BestSeller

 

    • Facebook
    • Twitter
    • Google Bookmarks
    • Orkut
    • RSS
Publicado em 15/10/2014 às 08:00

Morte de Antônio Maria é lembrada com livro

maria volta ao bar Morte de Antônio Maria é lembrada com livro

Cronistas gaúchos lançam nesta quarta em Porto Alegre o livro Maria Volta ao Bar, mesma data em que se completa 50 anos do autor pernambucano.

Antônio Maria Araújo de Morais nasceu em Pernambuco, em 1921, mudando para o Rio de  Janeiro, no início da década de 1940. Como compositor, gravou mais de 60 canções, entre elas, o clássico Ninguém me Ama. Como cronista,  escreveu mais de 3.000 crônicas. Morreu aos 43 anos, em 1964, vítima de infarto.

Lançamento: Maria Volta ao Bar
Quando: nesta quarta (15), às 20h;
Onde: Bar Apolinário, r. José do Patrocínio, 527, Porto alegre.

    • Facebook
    • Twitter
    • Google Bookmarks
    • Orkut
    • RSS
Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009- Rádio e Televisão Record S/A
exceda.com